SIC

Perfil

Resumo: 157º Episódio - 5 de outubro (sexta-feira)

A primeira entrega de ampolas a comando de Eva corre mal e coloca Mariana em perigo!

*OS RESUMOS DOS EPISÓDIOS ESTÃO SUJEITOS A MUDANÇAS EM FUNÇÃO DA EDIÇÃO DA NOVELA

Aurora toma lugar no teatro com o seu acompanhante. Ricardo entra com Rodrigo a falar sobre a peça que vão ver e Aurora chama-o ao ver que é ele. Ricardo tenta não ser agressivo e recusa falar sobre a reabertura da MUVV. Aurora pede-lhe que se lembre de si se precisar de uma empresa de comunicação. Rodrigo fica curioso e Ricardo esclarece que aquela mulher foi aliada do pai dele nas trapalhadas da MUVV. Nesse instante, Chico entra na sala.

No quartel-general da rede, Eva conversa com Elias e liga a Chico para saber se está tudo a correr como previsto e relembra-lhe as instruções para a entrega das ampolas por troca com o dinheiro combinado. Eva está nervosa com a primeira operação sob seu comando e Elias incentiva-a.

Chico mantém-se em contacto com Eva e diz que o teatro vai encher.

Mário, protagonista da peça, combina ao telefone com Chico a troca das ampolas pelo dinheiro e quando termina a chamada, fica surpreendida pela presença de Aurora, que pergunta onde é a casa de banho. Mário fica sem saber se ela escutou a conversa.

Trovão, Leonor e Soraia ocupam atabalhoadamente os seus lugares no teatro, mesmo a tempo do início da peça. Chico não retira os olhos de Mário.

O inspector Filipe chega ao teatro e distribui os seus homens pelas saídas da sala, iniciando uma operação da PJ.

Milene confronta Maria por lhe ter mentido ao dizer que nunca tinha estado em Paris. Ela liberta-se a pretexto de que tem de atender os clientes do bar.

Trovão fica irritado quando no decurso da peça Mário beija Mariana. Leonor acalma-o e Soraia assegura que a irmã nem sequer simpatiza com o actor. Rodrigo elogia a actuação de Mariana e Ricardo esclarece que ela fazia limpezas com a irmã. Aurora controla Chico e quando ele se movimenta fica nervosa.

Quando a peça é interrompida para intervalo, Chico entrega as ampolas a Mário e este dá-lhe o dinheiro por elas. Chico afasta-se mas Mário é surpreendido por Filipe que o manda abrir o saco. Ao perceber que Chico acaba por ser apanhado por outro agente da PJ e confrontado pelos anabolizantes que tem na sua posse, Mário atira o saco contra Filipe e foge.

Mariana está aflita porque Mário ainda não apareceu para a segunda parte da peça mas o encenador manda-a começar sem ele, dizendo que vai procurá-lo.

Mariana começa a representar mas Mário entra em cena sem que ela perceba o que se está a passar. Filipe aponta a sua arma a Mário, e o companheiro de Aurora no teatro revela-se como mais um agente da PJ. Ela pede reforços e Mário encosta o cano da arma à cabeça de Mariana agarrando-a sob a ameaça de a matar. Rodrigo fica baralhado com o que se está a passar.

Chico consegue enganar o polícia que o persegue e conta a Eva que a operação de entrega das ampolas correu mal e que têm a PJ à perna. Ela diz que ele tem de sair do teatro imediatamente.

Trovão quer avançar para o palco a socorrer Mariana mas Leonor não deixa. Chico tenta alcançar uma das saídas para fugir e informa Eva que não pode fazer nada para ajudar Mário.

Trovão sente-se mal e desmaia. Leonor e Soraia ficam aflitas.

Ricardo reconhece Chico e percebe que ele está em fuga, lançando-se na sua perseguição. Soraia irrompe para o palco para ajudar a irmã e Rodrigo vai atrás dela, temendo que aconteça o pior. Filipe tenta avançar para deter Mário mas ele volta a ameaçar que mata Mariana, aumentando a tensão entre todos. Rodrigo tenta demover Mário de cometer uma loucura.

Ricardo grita a Chico e manda-o parar. Ele não obedece e prossegue a tentativa de escapar.

Eva fica desesperada porque já não consegue falar com Chico e diz a Elias que estão em maus lençóis.

Ricardo consegue placar Chico mas este, saca da pistola e manda-o ficar quieto.

No palco a situação é cada vez mais tensa, até que se ouve um tiro no exterior da sala. Filipe manda outro agente ver o que se passa, enquanto Rodrigo tenta afastar Soraia dali e que Mário se entregue. Ele vê Filipe aproximar-se e ameaça disparar. Leonor tenta reanimar Trovão mas sem sucesso.

Mariana está cada vez mais em pânico e grita que vai morrer.

Milene pressiona Maria para que lhe explique porque é que mentiu dizendo que nunca tinha estado em Paris quando viveu lá com o pai e o irmão. Maria justifica que não gosta de falar da sua vida com pessoas que não conhece e alimenta a mentira de que não conhece Pierre, assegurando que se recordar algo que possa ser útil logo lhe telefona. Milene desiste, mas não fica convencida da versão de Maria.

Ricardo volta escoltado pela PJ e conta que Chico falhou o tiro que disparou insinuando que Aurora também o devia conhecer. Ela fica muito tensa e troca um olhar com o agente que a acompanhava.

Filipe consegue que Rodrigo saia do palco com Soraia e insiste com Mário para que se entregue. Ele finge que o vai fazer mas acaba por arrastar Mariana consigo dali para fora, iniciando a fuga. Ela grita por Trovão e Leonor chora porque o amigo continua inconsciente.

Mário quase a ser alcançado por Filipe atira Mariana contra ele e consegue derrubar o inspector, ganhando mais tempo para fugir. Soraia abraça a irmã e Leonor chora porque Trovão não acorda. Rodrigo intervém e Trovão desperta finalmente, ainda que um pouco confuso. Ricardo diz que o INEM já está a caminho. Filipe esclarece que estiveram perante uma transacção de doping e Aurora fica muito nervosa ao saber que os bandidos escaparam. Ricardo está espantado com o facto de as ampolas serem as que o pai comercializava e a rede ter voltado à actividade.

Eva fica mais aliviada quando Chico regressa ao laboratório e conta que Mário também conseguiu escapar à polícia e que vai desaparecer para o estrangeiro. Eva começa a pensar quem poderá denunciado a entrega à polícia, já que poucas pessoas sabiam da operação.

Aurora conversa com Filipe e avança a possibilidade de ser Eva a nova chefe da rede. O inspector não acredita e ambos concordam que só há uma maneira de descobrirem o que se está a passar.

Filipe visita o armazém onde supostamente está instalado o laboratório da rede e só encontra um armazém de bebidas. De seguida liga a Aurora a dizer que está tudo legal e que a rede deve estar a operar noutro local.

Artur incentiva Aurora a contar a verdade do seu envolvimento na rede que Álvaro liderou mas ela nem quer pensar nessa possibilidade porque se recusa a ir presa. Aurora receia que Álvaro ou Eva sejam lideres da nova rede e que a matem se a souberem a colaborar com a polícia.

Eva paga ao homem que fingiu estar a trabalha no armazém de bebidas e recomenda-lhe que não comente nada com ninguém.

Milene e Álvaro tomam café e ela conta-lhe a conversa que teve com Maria, desconfiada de que ela esconde algo sobre o acidente do filho. Álvaro diz não acreditar que Maria tenha motivos para tal mas fica muito interessado nas teorias de Milene. Ela confessa que só quer justiça.

Maria não esconde os ciumes por Jorge ter ido ter com Eva mas ele explica que foi enganado e que a única coisa que quer dela é que os ajude a meter Álvaro na cadeia. Jorge beija Maria e acalma os ânimos, reafirmando que a ama. Depois, pega em Alice para a levar à creche e assume a menina como sua filha, o que deixa Maria ainda mais embevecida.

Eva combina com Elias regressarem ao laboratório depois de esperarem mais um dia que o rasto de Chico esfrie. Lucinha aparece naquele instante e ela desliga o telefone com naturalidade. Lucinha elogia a casa e Eva dá-lhe uma chave, tratando de a cativar. Lucinha conta que a mãe voltou para a MUVV e diz que quer celebrar o aniversário da irmã. Eva não se compromete e consegue convencê-la a deixar que a leve à escola, para dar sorte na procura de um novo emprego.

nas redes

pesquisar