SIC

Perfil

De segunda a sábado

Resumo - 70º Episódio - 5 de dezembro (quarta-feira)

Giacomo prepara-se para matar Diana quando André aparece e o mata, incriminando Diana!

*OS RESUMOS DOS EPISÓDIOS ESTÃO SUJEITOS A MUDANÇAS EM FUNÇÃO DA EDIÇÃO DA NOVELA

Visivelmente embriagado e drogado, Paulo vai à casa de Francisca e André e força-a a ter sexo. Francisca consegue escapar e ele agride-a com raiva. No entanto, o que Paulo não sabe é que Francisca faz uma chamada para o 112 e tudo o que se está a passar fica gravado.

Adelaide sente que André descarregou nela a sua raiva, como que a vingar-se. André deixa-a pensar o que quiser e avisa que a partir de agora, estarão juntos à maneira dele.

Francisca já se recompôs um pouco quando Zé Maria entra em casa. Ela conta-lhe o que aconteceu e o filho fica passado e quer dar cabo de Paulo. Francisca pede ao filho que tenha calma e que a leve simplesmente ao hospital e à polícia.

João acaba de fazer as malas e receia que algo aconteça a Diana na sua ausência. Pede-lhe que tenha muito cuidado com Giacomo e Diana reforça que está tudo bem.

Francisca e Zé Maria chegam a casa, vindos do hospital e André está à espera deles. Quando lhe contam o que aconteceu, André fica muito perturbado e de certa forma insinua que Francisca possa ter dado demasiada confiança ao chefe. Esta fica muito magoada e Zé Maria chama besta ao pai.

Vitória comenta com Júlia que sentiu nojo de Paulo ao vê-lo atirar-se a Francisca. Fernando entra em casa e está chateado pois não consegue chegar aos filhos. Júlia acha que ele deve esquecer os filhos e Fernando reage mal e discutem. Quando ficam a sós, Vitória diz à mãe que tem de acalmar Fernando pois estão a tornar-se apenas hóspedes daquela casa.

No dia seguinte, em casa dos Macedo, Nestor vê fotografias do hospital onde João vai trabalhar em África. Por sua vez, Jacinta hesita em contar que tem falado com Simão e fica em silêncio. Adelaide conversa com os pais muito bem disposta e estes questionam a que se deve aquele comportamento.

Em África, João, Margarida e mais dois médicos são recebidos por outro médico que lhes dá um breve cenário do que vão encontrar e que tipo de situações têm de saber gerir.

Ao pequeno almoço, Francisca está muito magoada com André e este desculpa a sua atitude do dia anterior com o fato de andar stressado com os negócios com Giacomo. Receia que se Giacomo for apanhado possam chegar a ele.

António está irritado com Miguel e devolve-lhe o cheque da venda do prédio e termina a conversa dizendo que do pai só quer distância.

Vera comenta com Leonor que precisa de ter uma casa sua e esta afirma que vai ter muitas saudades de a ter perto. Leonor consegue desabar com a tia sobre o que lhe aconteceu e Vera declara que ela é muito forte e que vai conseguir ultrapassar tudo.

Em casa, André está inquieto e, visivelmente nervoso pois sabe que tem de fazer alguma para silenciar Diana. As mãos tremem-lhe com a abstinência do álcool. Pega nas chaves de casa e sai.

Paulo fica tenso ao ver Francisca entrar na rádio. Sem que ninguém esteja à espera, Francisca poisa o telemóvel e expõe a gravação da tentativa de violação para que todos ouçam. Muito atrapalhado, Paulo tenta negar tudo.

Na sede do grupo fascista, Zé Maria joga na consola um jogo violento. Salvador chega e ambos partilham o quanto as suas família são disfuncionais. Quando Zé Maria conta que a mãe quase foi violada, Salvador propõe darem uma lição a Paulo.

O hipnotizador faz mais uma sessão de regressão a Diana e esta consegue finalmente ver o sítio onde Albano escondeu o dinheiro, está dentro dum buraco na parede dum armazém do matadouro no Porto. Giacomo obriga-a a ir consigo até lá.

André chega à porta da casa de Diana e guarda a arma que Giacomo lhe deu no casaco. Quando se prepara para sair do carro, vê Giacomo sair com Diana e estranha. Sem hesitar, segue-os de carro.

Rui está quase sem dinheiro outra vez e faz contas para perceber como é que isso aconteceu. Sem noção dos custos, Martim dá várias ideias para a inauguração do novo café de Rui.

Aida quer falar com os filhos para os preparar a viver sem ela, se for deportada. Leo não aguenta e sai de casa para que a mãe não o veja a chorar e Naomi vai atrás dele. Na rua, Leo chora em silêncio e Naomi implora ao irmão que ponha juízo na cabeça e que encontre um rumo para a sua vida pois Aida está a sacrificar-se por ele. Caso contrário, vai matar a mãe de desgosto.

Gustavo conversa com Marta sobre Leo e sobre a possível deportação de Aida. Martiriza-se por não ter conseguido ajudá-la mais e ainda tem esperança que ela se safe.

Júlia age de forma fria e distante com Fernando. Finge-se magoada com ele e testa-o, pedindo uma prova em como quer mesmo estar com ela. Fernando não reage pois está cansado dela.

Paulo pede ajuda a Vitória para limpar a sua imagem e reforça que Francisca está a mentir. Vitória declara que é difícil acreditar nele depois de ouvir a gravação. Paulo diz em voz alta que ninguém o vai afastar dali.

Ao verem Paulo e Vitória à conversa, Gil e Rodrigo comentam que Paulo quer o apoio dela. Rodrigo aguarda ansioso por uma mensagem de Diana.

Giacomo e Diana chegam ao matadouro e ela encaminha-o para o armazém onde viu o avô esconder o dinheiro. Dentro do armazém, Giacomo tenta descobrir onde está o dinheiro e quando Diana tenta fugir ele dá-lhe uma coronhada, deixando Diana inconsciente. Giacomo encontra o dinheiro e guarda-o num saco de viagem. Por fim, decide matar Diana mas André atinge-o primeiro, levando consigo o dinheiro e deixando a arma na mão de Diana para a incriminar.

Diana recorda o momento da sua infância em que Albano encontra a sua mãe, naquele mesmo armazém, depois de se tentar enfocar.

Muito nervoso, André tenta controlar-se depois de ter cometido o seu primeiro homicídio. Liga para a polícia e faz uma denúncia anónima, dizendo que há um morto naquele armazém.

nas redes

pesquisar