SIC

Perfil

De segunda a sábado

Resumo - 29º Episódio - 18 de outubro (quinta-feira)

Leonor é presa numa cela com outras raparigas!

Victor Freitas©

*OS RESUMOS DOS EPISÓDIOS ESTÃO SUJEITOS A MUDANÇAS EM FUNÇÃO DA EDIÇÃO DA NOVELA

Na clínica, depois de tratar uma paciente, João liga a Diana para saber se está tudo bem. Esta assegura que está tudo bem e agradece a preocupação dele. António pergunta por Rui mas Diana não o viu.

Em casa de Deolinda, Rui arranja uma infiltração no quarto de Clara. Fica encantado quando Deolinda lhe tira a camisa porque está suja. Raimundo interrompe e tenta impingir mais trabalho lá em casa mas Rui recusa. Depois dele ir embora, Raimundo revela à mulher que não confia nas boas intenções de Rui.

Cecília chega com alguns agentes da polícia à casa de Giacomo. Os polícias aproximam-se da porta da casa, cheios de esperança de encontrar Leonor.

Leonor está num sítio escuro que não se percebe onde é. Está amordaçada e amarrada e chora em pânico.

Os polícias entram na casa e Cecília não se contém e vai também atrás deles. Luís e Vera seguem-na.

Leonor ouve passos a virem e tenta gritar por socorro mas não consegue. Tenta soltar-se das cordas mas acaba por se magoar ainda mais.

Ao entrar na sala da casa, Cecília encontra um dos polícias a falar com uma senhora idosa. Ainda tem esperança que a filha esteja ali.

Um dos raptores tira Leonor de uma carrinha e leva-a para dentro de uma cela onde estão outras raparigas também sequestradas. Leonor está cada vez mais em pânico.

Já na rua, Cecília e Luís estão derrotados porque não encontraram a filha. A senhora idosa afirma que já vive naquela casa há dez anos, o que põe de parte qualquer hipótese de ligação daquele lugar à rede de tráfico humano.

Vera aproxima-se de Luís que sofre em silêncio. Este culpa-se do desaparecimento da filha e Vera apoia-o, reforçando que não podem desistir de encontrar Leonor.

Vitória conta a Júlia que viu Marta à porta da rádio e está perturbada com isso. Por mais que queira, nunca conseguirá esquecer-se do que fez mas Júlia acha que ela fez o que deveria ser feito.

Adelaide informa os filhos que há alguém interessado em comprar a quinta do falecido marido. Carmo discorda de imediato pois tem lá as poucas memórias que tem do pai. Adelaide fica impaciente e João promete que vai tentar convencer a irmã a vender. De seguida, Adelaide pede a João para falarem a sós e confronta o filho com tudo o que André lhe contou sobre Diana. João aconselha a mãe a não confiar em tudo o que lhe dizem e garante que não há segredos entre ele e Diana.

Francisca continua chateada com André por este ter bebido álcool. Decide que vai trabalhar para não ter de ser ele a pagar a dívida sozinho.

Nelson procura Diana na escola de circo mas chama-lhe Benedita. Declara que ela foi acusada de ofensas corporais, falsificação de documentos, de fraude e de homicídio e leva-a detida. António fica incrédulo e acha tudo um disparate. Diana afirma que não matou ninguém mas Nelson leva-a detid, terá também de explicar porque razão anda com gás pimenta na mala.

Gustavo conta a Margarida e a Marta que tem um caso novo, a pedido de João. Marta recusa a sugestão da mãe para ir dar uma volta. Margarida quer que a filha comece a reagir mas Marta sente-se sem força para lutar.

André comenta com Francisca que Diana já deve estar a ser interrogada pela polícia. Da agressão e da identidade falsa não se vai livrar. Zé Maria interrompe para dizer aos pais que vai fazer um trabalho para o professor Miguel e os pais ficam contentes.

Nelson informa Diana que vai ficar detida essa noite e que só, no dia seguinte, ouvirá o juiz. Diana percebe que André a acusou de matar a filha e esclarece que só a entregou para adoção. Está furiosa com o ex-namorado.

Em Portofino, Vera conversa com Luís que está de rastos. Este partilha com a cunhada que, antes da tragédia de Leonor desaparecer, Cecília lhe pediu o divórcio. Luís sente-se culpado por deixado a filha ir para Génova.

Fernando fica de rastos depois de falar com Cecília. Júlia, sendo mãe, é solidária com o que aquela mãe está a passar. Na ausência de Cecília, Fernando coloca a hipótese dd Júlia a substituir na Somecel.

Marta não consegue entender porque é que tem dores numa perna que já não tem. O médico explica que para o cérebro a perna ainda lá está e sugere-lhe que olhe para a perna e lhe toque. Quer que ela comece a pensar em usar uma prótese mas Marta não se sente preparada.

nas redes

pesquisar