SIC

Perfil

Às segundas

Falsas denúncias de abuso sexual disparam

O quarto episódio de “Vidas Suspensas”, a nova série documental da SIC, hoje, segunda-feira, depois do Jornal da Noite. Logo a seguir ao programa, acompanhe o debate em sic.pt

Lucas Jackson

Desde o Processo Casa Pia número de inquéritos relacionado com abusos sexuais subiu em flecha. Recurso ilícito é usado frequentemente por mães que querem afastar do filho o outro progenitor. Esta segunda-feira, o programa "Vidas Suspensas" revela casos extremos de alienação parental que levaram várias famílias de arrasto. Para ver depois do Jornal da Noite.

.........................................................................................................

Miguel Agra da Costa foi alvo de quatro queixas-crime, uma por maus tratos físicos e três por abuso sexual. Percebeu, na primeira pessoa, que as falsas denúncias se tornaram um expediente usado por pais que querem afastar dos filhos o outro progenitor.


Miguel Agra da Costa, Visão

Miguel Agra da Costa, Visão

Apesar de ilícito, recurso é eficaz para quem usa uma falsa acusação como arma de arremesso. À mínima suspeita, o progenitor alvo da denúncia é, quase sempre, afastado imediatamente da criança.

"Há que perceber que uma queixa de abusos sexuais é uma coisa gravíssima! (...) Com o tempo é que comecei a perceber que isto é corriqueiro."

A frase é de Licínio Florêncio. Também ele foi falsamente acusado pela ex-mulher de ter abusado sexualmente da filha de quatro anos. O designer gráfico acabou absolvido das acusações. Mas nunca mais conseguiu recuperar a guarda da filha.

Os danos colaterais da alienação parental não atingem apenas pais e filhos. Arrastam tios, avós, famílias inteiras. Alguns ficam longos meses sem ver as crianças até que o caso tenho um desfecho judicial. O drama destas famílias com "Vidas Suspensas" poderá se acompanhado na nova série documental da SIC, segunda-feira 17 de abril depois do Jornal da Noite

nas redes

pesquisar