SIC

Perfil

De segunda a sábado

VEM AÍ: Rosa volta à Floriz!

Narcisa tinha um plano para afastar César mas foi Rosa quem conseguiu levar a melhor!

ana antonio bento

Rosa pede ajuda a Bruno para espiar o pai. Rosa quer colocar uma escuta no quarto de Tó para saber o que é que ele e Narcisa andam a tramar. Rosa já sabe que Tó foi levantar dinheiro mas ainda não sabe o que pretende fazer com ele. No entanto, acha que pode ser a jogada certa para ficar de vez com a Floriz só para si. Entretanto, Tó chega a casa de Bruno ainda a tempo de encontrar Rosa e estranha a presença dela. Bruno disfarça, dizendo que a tia veio visitá-lo. Mas Rosa, ao vê-lo, tem uma lembrança do cunhado em França, o que a deixa perturbada.

Tó acaba por ir embora e telefona de imediato a Narcisa. Conta-lhe que encontrou Rosa com Bruno e que por isso não pode dar início ao seu plano de aproximação do filho. A ideia é fazer com que o filho ache que ele está contra a posição que Narcisa tomou em relação ao casamento e confie nele para posteriormente reverter essa confiança a seu favor contra Rosa e a família.

Bruno e Sofia vão ao anexo por a escuta mas são surpreendidos pelo regresso de Tó a casa. Bruno insiste em não sair sem colocar a escuta. Sofia só tem tempo de se esconder na casa de banho. Tó abre a porta e fica surpreendido por ver Bruno. O filho pede desculpa por estar ali e justifica que precisou de vir buscar manteiga porque já não tinham em casa. Tó, que regressou a casa para esconder o dinheiro, finge estar à procura do carregador do telemóvel mesmo perto do local onde Bruno colocou o microfone. Os dois acabam por sair permitindo a Sofia abandonar a casa de banho.

Narcisa leva finalmente a efeito o plano que arquitectou contra César. No gabinete do sócio, Narcisa faz uma chamada para Tó que se encontra no interior do carro de César com um saco de cocaína de meio quilo na mão. Narcisa ameaça deixar ali o saco e ligar para a polícia a denunciá-lo. Simultaneamente, apresenta-lhe um contrato para César assinar onde renuncia a toda a sua participação na empresa. César fica furioso e a sentir-se encurralado. Rasga os documentos e recusa a assinar seja o que for. No entanto, Narcisa volta a imprimir os documentos e a insistir com ele. César está prestes a ceder.

Enquanto isso, Tó aguarda junto ao carro de César com a droga. Mas não está sozinho. E sem se aperceber é atacado e cai inanimado. Mandado por Rosa, Raul ataca Tó arrasta-o para o mato, apodera-se do carro com a droga e leva-o para o sítio combinado.

Com o carro na sua posse, Rosa telefona a César. Mesmo pressionado por Narcisa, que à sua frente insiste para que assine o documento, César atende o telefonema. Do outro lado, Rosa explica-lhe que não deve assinar nada e que deve ir ter com ela. César não está a perceber nada mas quando Rosa adianta que o carro com a droga está com ela, César percebe que está a salvo e sai. Narcisa não percebe nada do que se está a passar e fica furiosa quando ele vai embora, arriscando ser preso por posse de droga.

César vai ter com Rosa e ela exige-lhe que ele passe as quotas para ela. Rosa lembra-lhe que tem uma oportunidade para fazer o que está certo. Caso contrário arrisca ir para a prisão. César quer provas e Rosa liga por videoconferência para Raul que mostra o carro e a droga. César tenta chegar a um acordo com ela mas Rosa explica-lhe que não há outra opção. Ou assina ou vai para a prisão.

Tó chega à empresa muito aflito à procura de Narcisa. Quando percebe que ela não está liga-lhe e combina encontrar-se em casa dele. Tó fica então a saber que Narcisa não conseguiu que César assinasse o acordo e ela por sua vez acusa Tó de ser incompetente e de se ter deixado enganar. Tó acredita que terá sido assaltado pelos fulanos que lhe venderam a droga. Narcisa está desesperada por ter ficado sem a Floriz, sem os 20 mil euros da droga e sem saber onde está César.

Refeita dos últimos acontecimentos, Rosa apresenta-se na empresa e enfrenta Narcisa, dizendo-lhe que César lhe cedeu as suas quotas e que por isso voltaram a ser sócias na Floriz. Narcisa fica estupefacta.

Depois de ter perdido a sua quota na Floriz para Rosa, César aparece em casa embriagado e muito perturbado. Rute tenta falar com ele para o ajudar mas o filho recusa-se a conversar com ela.

Entretanto na Floriz, Narcisa recusa-se a aceitar a notícia de que Rosa recuperou 50 por cento da empresa. Rosa mostra-lhe uma cópia da cedência de quota feita por César e ainda lhe diz como é que fez tudo utilizando tal como ela o carro com a droga.

Rosa toma de imediato o seu lugar na secretária e no computador de Narcisa que continua furiosa e a ameaçá-la. No entanto, Rosa lembra-lhe que se fizer alguma queixa vai ter de justificar de onde veio a droga. Os gritos entre as duas irmãs alertam Raul e Hugo que procuram acalmar os ânimos. Narcisa, furiosa e impotente, vê-se forçada a abandonar a empresa. Rosa chama todos os empregados, explica-lhes que voltou à Floriz e é muito aplaudida.

nas redes

pesquisar