SIC

Perfil

De segunda a sexta

VEM AÍ: Homem armado entra no café Floriz e instala o pânico!

Renata e Artur estão a despedir-se dos amigos quando Valter aparece e aponta uma arma à cabeça de Artur

ana antonio bento

Rui, desolado, tenta convencer Renata a não ir embora mas esta está decidida e teme pela vida de Artur. Fica desconfortável com as perguntas do pai mas Artur chega entretanto e combinam despedir-se do Padre Samuel antes de apanharem o avião.

Samuel vai ao café da Floriz para se despedir de Renata e Artur. Rui também os acompanha triste. Sem se aperceberem, Valter entra e aponta uma pistola a Artur afirmando que irá morrer ali mesmo, deixando todos em pânico.

Valter, nervoso, ameaça Artur e revela que está ali para se vingar. Revela assim que conhece Artur e Renata e que Artur lhe deu cabo da vida e não tem nada a perder. Rui, perplexo, percebe que a filha conhece o suposto criminoso.

Renata implora a Valter que não mate o namorado enquanto Samuel apela também ao seu bom senso.

Rui tenta perceber as motivações de Valter e este revela que Artur matou o seu irmão à pancada, deixando Rui pasmado. Renata tenta defender Artur dizendo que foi um acidente mas Valter está descontrolado.

Gabi tenta fugir do café e leva uma cotovelada de Valter. Sem ninguém dar por isso, Rosa manda uma mensagem a Narcisa a pedir socorro. Esta recebe a mensagem e fica confusa. Tenta ligar à irmã mas ninguém atende.

No café, Valter não percebe de onde vem o som e obriga todas as pessoas a porem o telefone no chão. No entanto, Rosa consegue guardar o seu telemóvel e pô-lo em silêncio.

Rui ainda fica mais incrédulo ao perceber que Artur já esteve preso. Renata, tensa e envergonhada, não consegue impedir Artur de desabafar e explicar que foi um acidente e que bateu no irmão de Valter porque este estava a espancá-la. Infelizmente, caiu mal e morreu.

Rui fica destroçado ao saber os horrores que a filha viveu. Valter, por sua vez, começa a amolecer e a ficar confuso. Artur assume que já pagou pelos seus crimes e Samuel tenta que Valter reconsidere.

A polícia chega ao local e percebendo a situação, chamam reforços, o que deixa Valter ainda mais nervoso. Sente que não tem nada a perder e Rui lança-se sobre ele e envolvem-se à pancada. Pelo meio, Marisa fica magoada numa perna.

A polícia tenta convencer, em vão, Valter a conversar calmamente mas este está cada vez mais descontrolado. Lá dentro os reféns gritam por ajuda enquanto Valter pede um carro para fugir. Gabi faz um curativo no ferimento de Marisa.

No café, Valter apercebe-se que Rosa não entregou o seu telefone e aponta-lhe a arma. Nesse instante, Rosa recorda um momento em Dornes com Tó, o marido de Narcisa a ameaçá-la com uma arma e a impedi-la de fazer uma chamada. No meio da tensão, Rosa desmaia.

Cansado da situação, Artur pede a Valter que liberte as pessoas e que resolvam sozinhos a situação. Este está cada vez mais descontrolado enquanto todos o tentam acalmar. A polícia ordena-lhe que solte a arma e Artur, num impulso de coragem, avança sobre ele, dando-lhe um murro. Consegue desviar-lhe o braço no momento em que este dispara, sem perceber quem foi atingido.

Fora do café, todos ficam em sobressalto ao ouvir um tiro. Lá dentro, Rui foi atingido no braço e contorce-se de dores. Todos fixam Rui, horrorizados, e Valter deixa cair a arma. Samuel aproveita o momento para deixar entrar a polícia e Valter é detido. Gabi tenta ajudar Rui fazendo-lhe um curativo até chegarem os paramédicos.

nas redes

pesquisar