SIC

Perfil

De segunda a sexta

Narcisa Severo

Isabel Abreu

IDADE: 38 anos

MÚSICA DA MINHA VIDA: “Deixa-me Sonhar (Só Mais Uma Vez)”, de Rita Guerra, pela melancolia relativa à perda de um amor aliada a uma esperança de voltar a sentir-se amada

FILME INESQUECÍVEL: “Million Dollar Baby”, por se identificar com a mágoa, com o sentimento de derrota apesar do esforço e com a ingratidão do destino

COMIDA PREFERIDA: Rancho à Portuguesa, porque é perfeito para ter sobras e poupar trabalho. Já basta a canseira do dia.

ODEIO: Caril de frango

HÁ QUEM DIGA QUE TENHO UMA NATUREZA MÁ, aquilo que a sabedoria popular chama de “mau fundo”, mas eu nego sempre. Não estava no sangue. Foi a vida que me tornou assim. Se não, vejam bem… tudo começou a correr mal, poucas horas depois de ter nascido, quando os meus pais registaram esse belo nome que me acompanha até hoje… Narcisa. Até nisso a Rosa foi beneficiada. De resto, passei a minha infância a ouvir como ela era simpática, alegre, “uma princesa”, enquanto comigo havia sempre um problema: ou era o cabelo, ou a pele ou as ancas… por mais que eu tentasse era difícil ficar bonita – até hoje é. Comecei a trabalhar na terra ainda muito nova e isso nunca perdoei ao meu pai. Era uma vida dura e eu nunca quis aquilo para mim, mas acabei por aprender a lidar com tudo o que tem a ver com as flores… por obrigação. A Rosa também punha as mãos na terra, mas para o meu pai era sempre mais importante que ela estudasse. E, assim, sobrava mais trabalho para mim… Quando o Tó apareceu na minha vida fiquei deslumbrada com a canção do bandido que ele entoou e engravidei. Santa ingenuidade! E repeti o mesmo erro uns anos depois, numa altura em que decidi ir atrás dele. Quando reencontrar a Rosa não lhe vou contar o que realmente aconteceu para termos cortado relações, só metade da história. Mas também vou cometer os meus erros: um dos principais é ceder à tentação de me envolver com o César. Ele vai desesperar, mas um dia vou deixar-me levar… E se, por um lado, vai-me fazer sentir um prazer mais do que recalcado, por outro vou-me arrepender para o resto da vida quando perceber que, afinal, tudo o que ele quer resume-se a dinheiro. O Bruno é outro que me vai tirar do sério quando engravidar a Sofia e começar a fazer-me frente... tantos açoites que eu dei nesse miúdo a ver se ele aprendia, mas nem assim! Tudo isto vai-me fragilizar, mas na verdade só há uma pessoa capaz de realmente acabar comigo: o Tó. Por isso, no dia em que ele reaparecer na minha vida, vou pensar que só pode ser um fantasma. Mas, afinal, não é…

OBJETIVO: Tornar-me dona da Floriz

nas redes

pesquisar