SIC

Perfil

De segunda a sábado

Uma reflexão de Páscoa pelo Padre Samuel

O Padre Samuel inspirou-se no triduo pascal e escreveu um texto de reflexão especial!

São muitos os momentos dignos de uma reflexão durante a Páscoa, mas vou tentar ser breve...

Na Quinta-feira Santa celebra-se a eucaristia do lava pés. Jesus juntou à sua mesa os seus discípulos, os seus amigos, e prostrou-se diante deles para lhes lavar os pés. Esta função, na tradição judaica era realizada pelo mais pequeno da família, o menos importante se quiserem chamar... E é interessante pensar como Jesus desceu ao lugar do mais pequenito para servir os seus discípulos. Faz-nos pensar: quem de nós era capaz de servir o outro sem questionar? Quantas vezes preferímos ficar nos nossos "pedestais" por orgulho quando o outro precisa de nós? Seremos assim tão melhores que Jesus para não "lavar-mos os pés" aos nossos amigos?

A humildade e a compaixão sempre acompanharam Jesus em todos os seus momentos. E no dia em que Judas O traiu e Pedro O negou, Jesus não deixou de amar os seus discípulos. As traições são marcas que fazemos não só nos outros mas em nós próprios. Ao trair alguém estamos a abrir uma ferida que jamais será fechada... Já costuma dizer a sabedoria popular que "papel machucado nunca mais perde os vincos". Mas é preciso saber perdoar. É preciso fechar a ferida e aprender a viver com ela. E Jesus ensina-nos isso até ao final dos seus dias quando exclama aos Céus "Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem!" (Lucas, 23:34) Jesus perdoou os homens que o condenaram à morte, porque é que nós não podemos perdoar também? Porque é que nós não nos perdoamos a nós próprios?

Jesus morreu na Cruz por todos nós. Jesus abdicou da sua vida para nos salvar. A escuridão abateu-se sobre a terra... Mas ao terceiro dia Jesus ressuscitou e subiu aos céus. A luz venceu as trevas e começou uma nova Era! A Páscoa é o momento em começa uma nova vida! Uma vida à luz da palavra de Cristo e do seu exemplo! É preciso recomeçar a viver, é preciso aceitar que o passado já não pode ser mudado e que o futuro traz novas oportunidades para servir e ajudar os outros! É preciso ser "o sal que salga e a luz que ilumina"! É preciso fazer a diferença num mundo de indiferentes.

Padre Samuel

nas redes

pesquisar