SIC

Perfil

Luísa propõe a Jacinta e a Amélia assassinarem José Maria!

Luísa convoca as Poderosas e revala o seu plano para acabar com José Maria!

Luísa telefona a Jacinta e toma conhecimento de que Amélia regressou. Pede a Jacinta para se encontrarem as três e não adianta o assunto, só refere que se trata de José Maria.

Em casa de Jacinta, Amélia conta tudo o que aconteceu no Algarve a Luísa. Esta revela a sua intenção de matar José Maria e pede a colaboração das companheiras do pacto de vingança. Luísa já tem tudo pensado e planeado, só precisa da ajuda delas. Jacinta é a única que fica reticente, tem medo de ser derrotada, novamente, por José Maria.

Jacinta recebe uma sms de Luísa a avisar que está quase tudo pronto e Dinis vê a mensagem no telemóvel da mãe. Nervosa, Jacinta inventa que é Olga e prepara-se para sair. Dinis confronta-a com a mentira e pensa que esta mentiu para evitar falar de Luísa à sua frente.

Na quinta, o jantar prossegue e José Maria continua a beber o vinho com o sonífero. Sentindo-se incomodado com o à vontade de Luísa e Gonçalo, retira-se para o seu quarto.

No quarto, José Maria começa a ficar zonzo mas ainda telefona a Fátima para contar que Amélia voltou a viver na quinta. Incentiva-a a ir lá confrontar Amélia e oferece-se para a acompanhar. Fátima assente, irá imediatamente para lá.

Luísa e Amélia entram no quarto de José Maria e encontram-no inconsciente. Prendem-lhe as mãos e os braços com fita tape. Colocam roupas deste dentro de sacos e levam também o seu telemóvel. Jacinta ajuda-as a por o corpo deste em cima de um tapete para o arrastarem até ao carro.

Fátima chega, nessa altura aos portões da quinta e tenta ligar a José Maria para avisar que já chegou e estranha que este tenha o telefone desligado.

Enquanto Jacinta, Amélia e Luísa se esforçam para por José Maria dentro da bagageira, Fátima assiste a tudo horrorizada. Quando o carro onde seguem arranca, Fátima decide segui-las.

Seguem até um descampado onde há uma barraca de madeira, sempre com Fátima no seu encalço. Quando chegam ao local, tiram José Maria da bagageira. Este continua inconsciente. Depois de o prenderem lá dentro, ateiam fogo à barraca com gasolina e observam por algum tempo. Todas sentem alívio por se verem livres daquela pessoa. As chamas começam a aumentar e para não serem vistas ali, decidem ir embora. José Maria fica consciente e começa a dar pontapés nas paredes, para se libertar. Está a asfixiar.

Fátima, ao vê-las ir embora, corre até à barraca e ajuda José Maria a sair de lá com vida. Este, ofegante, explica-lhe que aquela é a sua irmã e afirma que o tentaram matar porque a está a ajudar a procurar Rosa. Fátima está em choque com o que acabou de presenciar. Quer levar José Maria à polícia mas este pede-lhe descrição.

Luísa, Amélia e Jacinta entram nas respetivas casas com a sensação de dever cumprido e vingança feita.

nas redes

pesquisar