SIC

Perfil

Amélia descobre que Dália mentiu e que não pode ser sua filha

Amélia percebe que Dália não é orfã e que se trata de uma jovem fugitiva que se aproveitou dela

ana antonio bento

Amélia trata de Dália quando Marina aparece em sua casa. Esta fica impressionada ao ver as marcas na cara da adolescente e vem contar-lhe que Gonçalo voltou a beber e, por essa razão, não teve muito tempo para pensar no seu assunto. Antes de sair, ressalva que Amélia não está a ver as coisas com clareza.

Luísa obriga Amélia a contar-lhe porque quer tanto ajudar Dália e esta, cansada de guardar esse segredo conta-lhe que Dália pode ser sua filha e toda a sua história no passado. Luísa emociona-se e promete que vai tentar ajudá-la.

Amélia conta a Dália que Luísa vai tentar ajudá-las a ter o dinheiro mas Dália tem pouca fé nisso.

Luísa tenta convencer Marina a emprestar o dinheiro que Amélia está a pedir e afirma que devem confiar nela pois esta sempre as apoiou. Marina tem pouca vontade de alinhar nessa história e desvia o assunto.

Dália procura novamente alguma coisa que possa roubar em casa de Amélia mas não encontra nada.

Luísa explica a Amélia que Marina continua muito reticente com o empréstimo do dinheiro e jura que não contou as suas motivações para a ajudar.

Amélia entra em casa aflita porque Dália a chamou e, chorosa, conta que lhe telefonaram e que tem 24h para entregar o dinheiro ou matam-na.

Amélia tenta manter o sangue frio e sugere irem à polícia mas Dália só quer ter o dinheiro na mão para fugir dali.

Na quinta, Luísa alerta Amélia para o fato de Dália estar a arranjar um esquema pra lhe sacar dinheiro aproveitando que esta pense que é a sua mãe. Mesmo com essa hipótese, Amélia não quer arriscar perdê-la ou que lhe aconteça algum mal.

Amélia, muito aflita, implora a Marina, o empréstimo do dinheiro e esta acaba por assentir quando Amélia afirma que estará presente durante a entrega do dinheiro.

Marina passa o cheque a Amélia, muito reticente. Acha que Dália está a aproveitar-se da situação.

Dália alegra-se ao ver Amélia chegar a casa com o dinheiro. Quer ver o dinheiro mas Amélia explica-lhe que quem vai levar o dinheiro é ela. Dália não gosta mas Amélia nem discute isso, ou fazem as coisas à sua maneira ou não lhe dá dinheiro nenhum.

Dália combina com Mané este alinhar na sua mentira e combina um local de encontro.

Assim que desliga, vai ter com Amélia e pressiona-a a irem logo.

Dália e Amélia esperam no parque de estacionamento por Mané. Quando o vê, Dália manda Amélia pegar na mala com o dinheiro mas antes de sair do carro, esta manda uma mensagem à polícia. Quando Amélia chega ao pé de Mané, este exige levar Dália consigo até confirmar que o dinheiro está todo na mala e Amélia nega que esta saia dali. Este aponta-lhe uma pistola à cabeça e, nesse momento, aparece a polícia deixando Dália e Mané assustados. Correm ambos para a carrinha e arrancam antes de serem alcançado.

Amélia fica desesperada, com a mala do dinheiro na mão, pensando que Dália foi raptada.

Amélia conversa com o inspetor na esquadra e toda a história que esta lhe conta parece-lhe demasiado conveniente. Este desconfia que Dália seja uma impostora e mostra-lhe os registos de jovens fugitivos.

Amélia encontra, no meio dos registos de jovens desaparecidos, a fotografia de Dália e chega à conclusão de que ela tem 18 anos e que não é órfã. Fica muito transtornada.

Amélia entra em casa, deprimida. Luísa vê-a chegar e bate-lhe à porta. Amélia confessa a Luísa que Dália não é sua filha é que era tudo mentira para a roubar. Luísa abraça-a e reconhece que houve sempre essa hipótese. Quando fica sozinha, Amélia chora desolada.

nas redes

pesquisar