SIC

Perfil

210º Episódio - 21 de fevereiro (domingo)

Luísa junta Marina a Amélia e Jacinta para que todas façam parte do pacto; Rúben José dá um murro a Henrique por ele não deixar Cila em paz

ana antonio bento

José Maria dá o dinheiro ao assassino contratado e planeiam em conjunto como hão de fazer para que o homicídio aconteça mais rápido possível. De seguida, pede ajuda a Alexandre para lhe ir dando informações sobre onde Gonçalo está e este assente, sem saber as verdadeiras intenções de José Maria.

Luísa quase apanha Alexandre ao telefone com José Maria mas este disfarça e convida-a para beber um copo e Luísa, entusiasmada, aceita o convite.

Gonçalo reconhece que o desastre nas estufas foi uma coisa boa que lhe aconteceu pois obrigou-o a lidar com um problema em concreto da empresa. Marina rende-se ao empenho e esforço do filho.

Em desabafo com Luísa, Marina reconhece que talvez tenha exagerado com Amélia e a filha sugere que se reúnam com Jacinta e Amélia para juntas derrotarem José Maria. Luísa quer incluir Marina no pacto de vingança.

Amélia conta a Jacinta que já sabe quem é a filha e Jacinta assegura que é só falarem com Salomão e que tudo ficará resolvido. Tenta ligar mas Salomão não atende.

Rosa telefona a António a contar que vai ter de desaparecer porque o seu pai a encontrou. António fica muito alarmado com a situação.

Bruna reage mal ao facto de ter um irmão. Recusa-se a perder a exclusividade de ser filha única e nem quer ouvir as explicações de Julião.

Valquíria troça de Virgínia por esta não largar o telemóvel e estar sempre a mandar mensagens. Cila chega a casa e queixa-se à mãe que Alfredo a fez passar uma vergonha e que a tratou como uma criança, ao defendê-la de Henrique.

Amélia partilha com o detetive os mais recentes acontecimentos com a filha. Jacinta aconselha-a a procurar Salomão e a falar com ele em vez de ser o detetive a procurá-lo. Para a distrair Jacinta conta que Luísa ligou e Amélia alegra-se ao saber que Marina está disposta a conversar com elas, nesse mesmo dia.

Vasco procura Rosa em casa de António e tenta intimidá-lo mas António não se deixa abalar. Recusa-se a colaborar com ele e avisa-o que irá à polícia se ela aparecer.

Quando Jacinta, Luísa e Amélia revelam o seu pacto de vingança a Marina, esta reage mal e sente-se ainda mais traída. Quando estas admitem que precisam da sua ajuda para destruir José Maria, esta recusa compactuar com as três.

Henrique continua a perseguir Cila e apanha-a a fechar a cantina. Doentio, pede-lhe para irem viver juntos e Cila recusa a ideia, acha-o cada vez mais fora da realidade. Henrique começa a descontrolar-se e chama Violeta a Cila no meio da discussão. Cila acusa-o de estar com ela a pensar em Violeta e sai dali para fora a correr.

Henrique bate à porta de Cila insistente e Rúben apercebe-se, abre a porta e dá um murro em Henrique e avisa-o de que aquela é uma casa de família e que Henrique não voltará a incomodar a irmã. Henrique vai embora a vociferar contra eles.

Virgínia e Alfredo são apanhados por Valquíria que volta ao clube de ténis para ir buscar o seu telefone. Valquíria olha magoada para a irmã e para o ex-marido que se tentam explicar mas nada do que digam a consola. Virgínia só consegue chorar, de remorsos.

Marina planeia levar Gonçalo a uma reunião de trabalho importante e avisa-o das horas a que será. Alexandre ouve e regista a informação. Luísa tenta aproximar-se da mãe mas Marina ainda está muito desiludida com a história do pacto de vingança nas suas costas. São interrompidas por Matilde que vem avisar que José Maria está na quinta, novamente.

nas redes

pesquisar