SIC

Perfil

196º Episódio - 4 de fevereiro (quinta-feira)

Manuel volta para casa e entrega-se à polícia; Amélia vê uma foto da filha e fica a saber que ela fugiu para Lisboa

Christian Gnad

António pede a Rosa que lhe conte como Manuel se sentia ao fazer os assaltos. Esta explica-lhe que Manuel nunca assaltou pessoas, só instituições e que o fez realmente para ajudar os outros. António fica calado e introspectivo.

David surpreende todos fazendo o jantar. Todos elogiam os seus dotes culinários. Julião ouve o telefone de Mónica tocar e vê que é Vítor. Interroga a mulher que disfarça e inventa que este precisava de cortar o cabelo.

No Rocha's, Dinis conversa com Violeta sobre Rita e esta aceita imediatamente que ela venha partilhar casa consigo. Rúben brinca com o facto de os dois se terem tornado amigos e brindam todos juntos.

Marina procura Rúben em sua casa para saber onde está Amélia, alegando assuntos pessoais. Este não revela nada porque já teve problemas suficientes com a ex-namorada por se meter na vida dela. Marina sente-se frustrada.

Em casa de Jacinta, esta conversa com Luísa sobre Amélia. Sentem-se enganadas por ela e não entendem porque escondeu um assunto tão importante. Jacinta também sente culpa por estar a esconder o homicídio de Marcus das suas companheiras de pacto.

António abre a cantina e é surpreendido por Manuel que vem com Rosa. Decidiu parar de fugir e quer entregar-se à polícia. Ambos ficam muito emocionados com o reencontro.

António fica muito emocionado ao ver Manuel. Este prefere honrar a família do que continuar a fugir e afirma que já avisou a polícia e que a inspetora Joana está a caminho dali para o ir prender. António abraça o filho e elogia-o pelo que fez, percebeu finalmente o bem que este fez a tanta gente e fica triste com a detenção do filho. Antes de ir preso Manuel dá um cartão de cidadão falso a Rosa que tinha preparado para a fuga de ambos. António aconselha-a a aceitar e a esconder a verdade sobre a sua família e garante que cuidará dela até Manuel sair da prisão.

Amélia procura saber na escola secundária o nome da sua filha. A procura é difícil porque ninguém tem vontade de lhe dizer nada quando esta afirma que anda à procura da filha mas não sabe o seu nome. Catarina, uma adolescente, ouve Amélia e conta-lhe que a pessoa que procura se chama Ana e que esta fugiu para Lisboa porque era maltratada.

Marina vai ao clube de ténis, acompanhada do seu advogado e ameaça José Maria, dando-lhe dois dias para lhe entregar o relatório de contas do clube. José sente-se cada vez mais pressionado e tenta ganhar tempo mas Marina não cede à sua manipulação.

Ao sair, Marina cruza-se com Rúben e tenta, novamente, saber informações sobre Amélia mas este não abre a boca. Virgínia aparece a correr a contar que Manuel apareceu e que está a ser detido pela polícia.

Manuel, emocionado e algemado, sai de casa acompanhado pela polícia. Despede-se de António e de Rosa e de todos os moradores que o aplaudem e o saudam. Na despedida, António e Rosa prometem que ficarão à sua espera.

Catarina conta a Amélia que Ana fugiu porque o pai a maltratava. Lamenta ter perdido a sua melhor amiga e explica que esta lhe telefona, de vez em quando, de um número anónimo. Amélia fica muito emocionada ao ver uma fotografia da filha e decide regressar a Lisboa. A sua filha éa Rosa que vive em casa de António e Manuel.

Na cozinha da quinta, Alexandre transmite a Luísa que a sua mãe gostou muito das suas compotas e incentiva-a a avançar com esse projeto. Trocam olhares e sentem-se atraídos, um pelo outro, mas Alfredo aparece a chamar Alexandre e interrompe-os.

Rita desabafa com Dinis sobre o ex-namorado que a trata muito mal. Está ansiosa para conhecer Violeta e para se mudar para sua casa.

Em casa de Lídia, Miguel troça de Violeta por esta estar a pensar partilhar casa com uma desconhecida e sente ciúmes de Dinis, por este estar a ajudá-la. Violeta acusa-o de não estar consigo e de preferir viver no luxo. Miguel beija-a e Violeta corresponde e, de repente, vislumbra o rosto de Lídia a observá-los numa janela. Quando volta a olhar, Lídia já não está lá. Violeta fica cismada com isso e Miguel garante que é impossível porque a mãe está magoada da queda que deu.

nas redes

pesquisar