SIC

Perfil

187º Episódio - 25 de janeiro (segunda-feira)

Homero morre nos braços de Amélia!

ana antonio bento

Na quinta, Marina tenta desanuviar o ambiente e puxa conversa com Gonçalo mas este está embrenhado nos seus pensamentos e não quer falar. José Maria aparece e faz o papel de pai preocupado e Marina manda-o embora dali. Gonçalo, por sua vez, deixa-o a falar sozinho. Ao passar pela sala, Alexandre vê José Maria mas nem um nem outro se descaem.

Alexandre vai ter com Amélia para lhe mostrar algumas ideias sobre as colheitas que decidiu não partilhar com Alfredo e ir direto a ela. Amélia fica surpreendida, gosta da ideia mas não gosta da atitude do novo funcionário.

Depois da conversa com Alfredo, Virgínia fica comprometida com a irmã e inventa que este queria falar sobre ela. Valquíria fica desconfiada.

Jacinta incentiva Dinis a perdoar Luísa, agora que viu do que José Maria é capaz deveria entender as razões de Luísa para defender e proteger Gonçalo.

Henrique mostra-se obsessivo com Cila e pede-lhe que use sempre o colar que comprou para Violeta. Esta resiste mas depois aceita.

Na festa de homenagem a Homero, na cantina, Bruna come canapés, desenfreada, enquanto Mónica se insinua a Vítor. Virgínia incentiva novamente Bruna a candidatar-se à junta de freguesia e Julião apoia a filha.

José Maria entra e dirige-se a Jacinta. Dinis protege-a e aconselha-o a sair dali.

Ao saber que o pai fez um donativo à cantina, José Maria graceja com Homero sobre isso. Este fica furioso ao ouvi-lo falar, principalmente, de Gonçalo e do seu plano para herdar dinheiro dele. Garante ao filho que ele mesmo o denunciará se acontecer alguma coisa a Gonçalo.

Na quinta, Gonçalo tenta convencer Inês a “baldar-se” a homenagem de Homero mas esta tem mesmo de ir.

Alfredo elogia Homero pela seu gesto ao ajudar a cantina. Nesse momento, Miguel entra na cantina e exige que o pai lhe pague o seu dinheiro de volta. Se tem dinheiro para caridade também tem para lhe pagar o que lhe deve. Homero nega ter dinheiro escondido e Miguel chama-lhe ladrão.

Dinis e Jacinta ficam horrorizados ao ouvir José Maria dizer que o teste de paternidade de Gonçalo deu positivo.

Salomão vê Inês, carregada de livros, a entrar no palacete e ajuda-a. Fica triste ao perceber que as coisas entre ela e Gonçalo, estão cada vez melhores.

Gonçalo fica irritado ao receber um SMS de José Maria a dizer que está muito feliz por ser seu pai. Marina fica preocupada ao ouvi-lo dizer que vai tratar do José Maria e enfrentá-lo.

Mónica aproxima-se de Homero e diz-lhe que é a primeira vez que conversa com um conde. Este concentra-se nela para se distrair de tudo o resto. Elogia a sua beleza e faz-lhe uma festa no rosto. Vítor alerta Julião que reage mal, dando um empurrão a Homero. Julião manda Vítor levar Mónica dali para fora e é apaziguado por Bruna que não deixa que o pai se exalte mais.

Nesse momento, António chega e diz a todos os presentes que Homero é um canalha que lhe quer tirar o pouco que tem. Lídia observa divertida a situação enquanto Jacinta e Olga tentam acalmar António.

O telefone de Homero toca e este sai para a rua para atender. Fala com Amélia e combina encontrar-se com ela no coreto do largo. Ambos querem dizer algo importante um ao outro. José Maria interrompe o pai e avisa-o de que se este se atravessar no seu caminho será afastado, a bem ou a mal.

Mónica e Vítor refugiam-se no salão de jogos e esta consegue, finalmente, seduzi-lo.

Olga faz um brinde a Homero e quando vão todos ao beber esta percebe que Homero não está ali. Homero sobe as escadas do coreto e fala com alguém que conhece. Quando Amélia sai do seu carro, vê Homero agarrado à barriga e quando chega ao pé dele percebe que ele está a sangrar. Homero cai e Amélia ajoelha-se perto dele, enquanto José Maria os observa.

Homero já não consegue falar e Amélia, desesperada, chama-lhe pai. Homero reage com o olhar e José Maria estaca ao ouvir aquilo. Amélia grita por socorro e liga para o 112 e dá a sua localização.

nas redes

pesquisar