SIC

Perfil

181º Episódio - 17 de janeiro (domingo)

Manel aproveita a manifestação de apoio ao Pai Natal para fugir; Lídia conta a Miguel que é sua mãe

Christian Gnad

Alexandre leva Luísa a sua casa para conhecer a sua mãe. Explica-lhe que o acidente a deixou um pouco baralhada da cabeça, sequelas do traumatismo craniano.

Luísa olha para Margarida com pena. Esta fica feliz quando percebe que Luísa é filha de Emídio e fala bem dele, mostrando que o conheceu bem. Percebendo que a história de Alexandre é verdadeira, Luísa pede-lhe que pense bem na proposta que Marina lhe fez. Promete que irão ajudá-lo da forma correta.

A manifestação começa e há muitas pessoas, todas vestidas de Pai Natal. Entre elas, Bruna de megafone na mão, a liderar. Vão gritando palavras de ordem a favor de Manuel. Julião e Mónica, um pouco hesitantes, juntam-se à manifestação também.

Em casa de António, Rosa espreita pela janela e chama Manuel para ver a multidão. Manuel vem de dentro, nervoso, com um fato de Pai Natal vestido, tenciona aproveitar a multidão vestida de Pai Natal e fugir. Pede a Rosa que o acompanhe mas esta recusa.

Rúben vai à quinta buscar Alfredo para o acompanhar na manifestação. Cruza-se com Amélia que pensa que ele veio procurá-la. Esta fica atrapalhada quando percebe que o ex-namorado não está ali para a ver.

Homero vai a casa de Lídia confrontá-la e mostra-lhe os documentos que provam a sua loucura. Esta tenta comprá-lo, oferecendo mais dinheiro mas este recusa. Acusa-a de ter matado um filho e ameaça-a de que vai contar a Miguel quem ela é se esta insistir em ficar próxima dele.

Miguel procura Violeta em sua casa mas esta não se deixa levar pela sua conversa, muito menos depois de saber que este se mudou para casa de Lídia. Despedem-se um do outro num misto de tristeza e raiva.

A manifestação continua, agora com ainda mais gente. Já há alguns jornalistas e fotógrafos a cobrir o acontecimento. Enquanto Bruna fala com os jornalistas, Manuel passa pela multidão despercebido, aproveitando para fugir.

Ouve-se uma sirene da polícia e um carro da PJ aproxima-se da manifestação. A Inspetora Joana sai do carro e comunica a todos que Manuel fugiu. A multidão acalma imediatamente, chocada e desiludida.

A polícia entra em casa de António e encontra Rosa a chorar com a pulseira eletrónica na mão. Esta alega que tentou impedi-lo mas Manuel não lhe deu ouvidos.

Homero desce para tomar o pequeno-almoço no palacete e ao perceber que Miguel já saiu, desata a telefonar-lhe sem sucesso.

Miguel já está em casa de Lídia. Esta ganha coragem e conta-lhe que é a sua mãe. Explica-lhe que não se conheceram por acaso e que ela o foi acompanhando desde sempre. Miguel fica em choque com a revelação.

Os manifestantes são identificados e alguns estão desiludidos com Manuel por ter fugido. Bruna, por sua vez, acha bem que este se tenha escapado.

Rosa, muito preocupada, conta a António que Manuel fugiu. António senta-se no sofá, desesperado, o filho ultrapassou todos os limites e agora já não há volta. Sente-se envergonhado pelo filho e pretende esquecer que ele existe.

Lídia explica toda a história perante o olhar de choque de Miguel. Este não quer acreditar no que ouve. Lídia afirma que nunca o abandonou e que devia ter-lhe dito a verdade há mais tempo. Culpa Homero por ter-lhe tirado Miguel e por querer afastá-lo dela outra vez.

Miguel dirige-se para a portada rua, precisa de apanhar ar depois do que ouviu. Sozinho no jardim, Miguel pensa em tudo o que acabou de ouvir. Finalmente desaba, a chorar.

Na quinta, Luísa mostra os pomares a Alexandre e tenta convencê-lo a aceitar a proposta de trabalho. Alexandre observa tudo, mas na verdade está também a observar Luísa, com agrado. Depois de ver tudo aceita ir trabalhar na quinta e Luísa apresenta-lhe Alfredo e comunica-lhe que Alexandre será o seu braço direito.

No palacete, Homero anda de um lado para o outro com o telemóvel encostado ao ouvido. Miguel não atende e Homero sente-se desesperado por não conseguir falar nem com o filho e nem com Lídia. Percebe que alguma coisa não está bem.

Marina fica muito contente por Alexandre ter aceitado trabalhar na Chão de Portugal e dá-lhe as boas-vindas na quinta.

José Maria recebe um telefonema do advogado a dar-lhe indicação para reunir todas as despesas que teve enquanto esteve com Marina. Furioso, desliga o telefone e garante que não lhe pagará um cêntimo.

Fica pensativo e depois interroga Jacinta sobre a questão de Homero ter dinheiro escondido e percebe que foi Olga quem lhe deu essa informação.

nas redes

pesquisar