SIC

Perfil

178º Episódio - 13 de janeiro (quarta-feira)

Alexandre invade a quinta e exige falar com Emídio

Christian Gnad

Lídia convida Miguel a viver defintivamente em sua casa. Este aceita mas pretende falar com Homero para avisar o pai da sua decisão.

No palacete, Amélia entrega um dossier a Homero com tudo o que conseguiu pesquisar sobre a morte do bebé de Lídia. Aconselha-o a contar toda a verdade a Miguel e a explicar as suas razões para lhe ter mentido a vida toda. Homero fica reticente e Amélia reforça que contar a verdade ao filho pode representar salvar-lhe a vida pois Lídia é perigosa.

Salomão fica em choque ao ouvir Dinis contar-lhe o rapto. Planeiam mudar as fechaduras mas Dinis acha que se lhe quiserem fazer mal apanham-no onde for necessário. Olga bate à porta, vem agradecer a Salomão a visita do dia anterior. Ao ver Dinis, dá-lhe uma descompostura por desaparecer sem dizer nada a ninguém. Quando percebe que este foi raptado fica em choque a ouvi-lo.

Alexandre tenta entrar à força na quinta e reclama que lhe paguem o que lhe devem. Exige falar com Emídio e Marina sem perceber nada pede a Alfredo que o ponha na rua. Alfredo, sem demora, agarra nele e expulsa-o.

À entrada da quinta, José Maria vê Alexandre a ser expulso e aproxima-se dele para saber o que está a acontecer. Alexandre, revoltado conta que por culpa de Emídio, a sua mãe está num lar e que a Chão de Portugal lhe deve dinheiro que Emídio se comprometeu a pagar. José Maria dá-lhe o seu cartão de visita e diz-lhe para entrar em contato consigo quando precisar. Alexandre dirige-se ao seu carro e abre o porta-bagagem para tirar algo de lá.

Na cantina, Olga conta a Luísa o que aconteceu a Dinis. Só então percebe que esta não sabia de nada. Luísa, chocada, sai a correr.

Em casa de Salomão, Dinis conversa com Violeta sobre o seu rapto e partilha com esta que agora percebe como ela se sente em relação a Henrique. Tocam à campainha e Luísa entra de rompante, sem perceber que Violeta ali está e quando se apercebe, sente-se a mais e sai.

Alexandre entra com uma chave de porcas no escritório de Marina e começa a partir coisas, deixando-a assustada. Exige que o oiçam.

Marina pede-lhe que tenha calma e Alexandre pede-lhe explicações sobre terem cancelado o contrato que a empresa tinha consigo e exige a presença de Emídio. Marina explica que Emídio morreu, deixando Alexandre espantado. Explica a Marina que Emídio foi responsável por um acidente de viação que deixou a sua mãe muito mal e para fugir às questões legais acordou consigo um valor mensal para ajudar sob a forma de um contrato falso. Marina fica sem saber o que dizer e como reagir perante tal história e pede-lhe algum tempo para pensar no assunto.

José Maria pede a Homero que faça exames também para ter acesso ao ADN do pai e poder falsificar o teste de Gonçalo. Homero pensando que é para o bem do filho, assente.

Gonçalo e Inês entram na cantina e Olga, ao vê-lo ali, ameaça-o para que não faça mal a Inês outra vez. Gonçalo garante que desta vez será tudo diferente, perante o embaraço de Inês.

Mónica entra, radiante, no salão de jogos e mostra a Julião o novo anel. Este acha que não é muito diferente do outro. Sem que Julião perceba, Mónica insinua-se a Vítor e este fica muito atrapalhado. Julião fica em choque quando Mónica lhe diz quanto custou o anel e exige que esta lhe devolva o cartão de crédito imediatamente.

Julião queixa-se a António da mulher e sente-se mal. Dá a entender que sabe que está ali por caridade e se Julião não tivesse de lhe pagar um ordenado teria mais dinheiro para gastar com Mónica. Este rejeita essa conversa e finge ter um problema na perna e garante que precisa mesmo dele ali.

Rosa agradece a Bruna estar a organizar a manifestação pelo Manuel. Bruna mostra-lhe uma folha A4 com uma fotografia de Manuel e as palavras “Salvem o Pai Natal”. Pretende espalhar cópias por todo o lado.

Em casa de António, David conta a Manuel que Bruna está a organizar uma grande manifestação e mostra-se solidário com a mulher. Até acha que a manifestação pode mesmo ajudar Manuel a safar-se da prisão. Manuel agradece mas tem pouca fé no seu futuro.

Na clinica, José Maria e Homero aguardam pela colheita de sangue. José Maria explica ao pai que é só um estudo genético que vão fazer. Enquanto Homero galanteia a enfermeira, José Maria rouba a amostra de sangue pertencente a Homero.

nas redes

pesquisar