SIC

Perfil

168º Episódio - 30 de dezembro (quarta-feira)

Luísa tenta subornar Zé Maria para desistir da ideia de perfilhar Gonçalo; Zé Maria obriga Jacinta a recolher uma amostra do ADN de Gonçalo

ana antonio bento

Amélia vai à cantina para ver Homero. Este alegra-se ao vê-la ali e combinam ir disparar uns tiros para espantar os problemas. Amélia sorri e assente que irá. Gostam muito de conversar, um com o outro e Amélia lamenta não o ter tido verdadeiramente, como pai.

Luísa entra de rompante, no clube de ténis e pergunta quanto é que José Maria quer para desaparecer para sempre da vida da sua família, deixando-o atónito. De seguida, este finge-se ofendido e recusa que Gonçalo tenha um preço e afirma que quer assumir a sua paternidade.

Salomão desabafa com Dinis e sente-se arrependido por ter aberto o coração a Inês. Este incentiva-o a lutar por ela mas Salomão acha que é tarde demais.

Inês vai visitar Gonçalo e fica desapontada quando Marina a alerta de que este teve outra recaída. Quando Gonaçalo a vê, fica envergonhado e admite que, em situações de crise, refugia-se na bebida e que a discussão com José Maria despoletou isso tudo. Inês dá-lhe força, diz-lhe que não vai deixá-lo voltar a fazer asneiras e Gonçalo abraça-a, agradecido.

Rúben alegra-se por ver Amélia na companhia de Homero e quando fica a sós com ela, brinca e pede-lhe que admita que ficou melhor por seguir o seu conselho. Amélia não dá parte fraca e continua irredutivel, sem o perdoar.

Quando chega ao palacete, Homero fica preocupado com o facto de Violeta ter incendiado o carro de Miguel. Este afirma que as suas prioridades mudaram, a partir de agora só quer saber de ter a vida que sempre sonhou com muito luxo e que vai investir tudo em Lídia.

Jacinta pede a José Maria que reconsidere o seu cativeiro porque as pessoas vão desconfiar. Este aproveita para lhe encomendar uma tarefa, ir à quinta recolher uma amostra do ADN de Gonçalo. Jacinta não sabe bem como há de fazer mas, perante as ameaças a Dinis, assente sem questionar.

A seguir ao jantar, Manuel confronta António com o seu silêncio, não suporta o desprezo que o pai lhe está a dar. António não consegue perdoar o filho e fica fora de si, quando Manuel alega que o fez para que não lhe faltasse nada.

Bruna quer convencer-se de que Mónica é boa pessoa e boa esposa e pede-lhe que faça o jantar todos os dias, agindo como sua mãe, deixando a falsa amiga muito desagradada com a ideia.

Para ajudar António, Julião convida-o para trabalhar no salão de jogos. Precisa mesmo de por mais alguém a trabalhar ali e assim ajudam-se um ao outro. António abraça-o, agradecido.

Rosa fica muito fragilizada com a possibilidade de Manuel ser preso. Tem medo de perder a única pessoa que a protege.

Na cantina, Virgínia e Valquíria pressionam Salomão para comprar o clube de ténis mas este está sem cabeça para pensar nisso. Pergunta a Olga por Inês e dá a entender à mãe da sua amada que a perdeu e que já não há nada que possa fazer.

Na quinta, Gonçalo mostra-se arrependido por ter fraquejado. Luísa dá força ao irmão e nota que este fica mais animado sempre que Inês o visita. Confessa-lhe que ofereceu dinheiro a José Maria para este desaparecer das suas vidas e que é certo que este tem algum interesse em querer assumir a paternidade.

José Maria visita Dinis para lhe pedir que interceda junto de Marina e da sua família para que todos cooperem e que Gonçalo faça o teste de ADN. Revela que Luísa o tentou subornar e afirma que não quer dinheiro, deixando Dinis desconfortável com isso.

Marina manda uma mensagem a Jacinta e pede-lhe que a visite na quinta, urgentemente. José Maria lê a mensagem e manda Jacinta responder que irá. Incomodada, esta obedece.

nas redes

pesquisar