SIC

Perfil

159º Episódio - 17 de dezembro (quinta-feira)

Os pais de Dália vão com ela à Quinta pedir desculpa a Amélia

Christian Gnad

Dália vai à quinta, acompanhada dos pais para pedir desculpa a Amélia. Está ali obrigada e os seus pais desfazem-se em desculpas e agradecimentos enquanto Dália mantém a sua postura de marginal e admite que manipulou a informação que Rúben lhe deu com coisas que foi vasculhando. Quando ficam a sós, Amélia desanca Dália, chama-lhe ridícula e parasita e não aceita as suas desculpas.

Gonçalo conversa com Dália e recrimina a sua atitude em relação a Amélia, que tanto a ajudou. Esta conta-lhe que os pais vão levá-la para casa e que lhes quer dar uma oportunidade. Despedem-se para sempre e abraçam-se.

Marina e Jacinta conversam no escritório da quinta. Marina não está certa de estarem a agir bem a envenenar José Maria mas Jacinta garante que ele a mataria se tivesse de o fazer. Isso não justifica que façam o mesmo mas Jacinta está farta de ser a vítima nas mãos dele.

Amélia confessa toda a história sobre Dália a Marina e explica porque já devolveu o dinheiro. Amélia ainda está muito frágil com a situação e pede para ir até casa e Marina assente, olhando-a preocupada.

Ao pequeno-almoço Valquíria e Virgínia reparam na tristeza de Rúben e este assume que está a pagar pelos seus erros. Valquíria pede dinheiro emprestado à irmã e Virgínia dá por falta do dinheiro que tinha na carteira e recorda que esteve com Alfredo e percebe que este a roubou. Desiludida, disfarça e começa a despachar-se para sair de casa.

Marina decide voltar ao trabalho, deixando Dinis e Luísa muito felizes. Agora só falta que Jacinta também se liberte de José Maria para ficarem todos felizes. Dinis partilha com Luísa que desconfia que haja alguma coisa a prender Jacinta a José Maria e que já percebeu que a tia não está feliz com ele.

Ao ver Manuel e Rosa de mão dada e cheios de cumplicidade, António não consegue evitar sentir-se constrangido. Manuel garante ao pai que casará com Rosa, que lhe darão muitos netos e que serão todos uma família.

A inspetora Joana, juntamente com um polícia à paisana, sem ninguém dar por isso, deixam um recado no placard da cantina a pedir ajuda ao Pai Natal.

Na loja chinesa, Bruna e David repõem stock nas prateleiras e David está irritado com a ausência de Mónica. Percebe que a mulher está muito calada e esta confessa que não pode falar muito para não revelar um segredo que não é seu. Mónica chega mesmo a tempo de fazer com que Bruna se cale. Explica que se atrasou porque esteve a tratar da festa.

Logo de seguida, Mónica vai ao Rocha’s e comunica-lhe que quer abrir um corner de cabeleireiro ali mesmo. Quer modernizar o salão de jogos mas Julião acha que isso não faz sentido nenhum. Só quer é ver-se livre dela e rapidamente.

Miguel tenta ligar a Violeta, sem sucesso, enquanto Homero liga a José Maria. Este confessa ao pai que não se sente nada bem.

Manuel chega a casa e fala a Rosa de um novo pedido que viu no placard, da cantina, a pedir dinheiro para curar uma criança com cancro. Fica tentado a ajudar.

Já de noite, Homero visita José Maria. Conversam sobre a possibilidade de este ter leucemia e de precisar que Gonçalo o ajude por ser compatível consigo. José Maria recorda o caso que teve com Marina há 20 anos e percebe que este talvez seja seu filho. Vê nisso a sua oportunidade de se aproximar dele e de voltar à quinta.

nas redes

pesquisar