SIC

Perfil

113º Episódio - 20 de outubro (terça-feira)

Zé Maria sugere a Marina que peça uma procuração a Luísa também

Cila encontra-se com Alfredo e sente saudades de o ter em casa. Tenta perceber uma vez mais o que aconteceu entre os pais para estes se separarem mas este não entra em pormenores. Alfredo fica a saber que Virgínia recusou voltar a viver com Valquíria.

Manuel assalta novamente um banco e, ao fugir, quase é atropelado.

António hesita em telefonar a Nana e é interrompido por Rosa, que chega da rua. Ao conversar com ela, António elogia a sua força de vontade e a educação que os seus pais lhe deram.

Virginia recebe um telefonema e disfarça para que Valquíria não perceba quem é. Depois, comunica à irmã que tem de sair.

José Maria sugere a Marina que devia ter feito uma procuração também para Luísa a nomear sua representante. Tendo em conta a convivência complicada, José Maria, cínico, mostra receio que esta queira dificultar a vida à mãe. Marina acha que não tem de se preocupar com isso.

José Maria surpreende Miguel com Violeta, novamente, e goza com ambos. Esta sai, envergonhada. Já a sós, José Maria pede a Miguel que tome conta de Homero pois acha que este está demasiado sensível a tudo e receia que este possa falar demais.

Dália pede para ver Gonçalo mas Luísa não o permite. Sente-se muito culpada pela situação do irmão e conversa com Amélia, partilhando que tem quase a certeza de que José Maria deu álcool a Gonçalo e que por isso o fitou lá de casa, sem pensar. Conta ainda que Marina a convidou a sair da quinta, deixando Amélia chocada.

Dinis cruza-se com Marina na quinta e justifica-se dizendo que fez tudo para tirar Gonçalo do carro. Esta agradece-lhe e mostra-se zangada com Luísa e Dinis defende a ex-namorada.

Na cantina, Rúben conversa com Cila sobre Gonçalo. Cila mostra compaixão por Gonçalo ao passo que Rúben acha que este não se safa se não mudar de vida.

No palacete, Inês diz a Salomão que não quer voltar a desiludir-se como aconteceu com Gonçalo. Perante a incapacidade de Salomão se comprometer, Inês decide que serão somente amigos, deixando Salomão frustrado.

Na loja chinesa, Bruna sente saudades de Julião. Nesse momento, Julião entra e compra canecas como sinal de que quer que estes voltem lá para casa. Bruna e David abraçam-no emocionados.

Virgínia recebe Alfredo em sua casa e este pede-lhe que volte para casa de Valquíria para apoiar a irmã mas esta não tem vontade de voltar e fica muito desiludida porque tinha planos com o cunhado.

Olga repara no comportamento diferente de Inês em relação a Salomão mas esta não conta nada à mãe.

Virgínia chora sozinha em casa por causa de Alfredo e é interrompida por Valquíria que vem saber se está tudo bem com a irmã. Ao vê-la naquele estado, põe a sua própria tristeza de lado e conforta a irmã.

No salão de jogos, Bruna e David comemoram com Julião terem feito as pazes.

Salomão vai a casa de Manuel buscar a sua encomenda que este ficou de trazer dos correios. Este entrega-lhe o pacote mas não encontra o cartão de cidadão de Salomão.

Salomão vai embora e Manuel fica apreensivo por não saber onde deixou o cartão.

A inspetora Joana que está no banco assaltado por Manuel, encontra o cartão de cidadão de Salomão e presume ser este o assaltante.

Em casa de Amélia, Dália receia pelo seu futuro na quinta por causa da situação de Gonçalo. Amélia percebe que esta não tem para onde ir e diz-lhe que se tivesse uma filha, lhe daria o seu nome mas Dália não se abre sobre a sua vida.

nas redes

pesquisar