SIC

Perfil

111º Episódio - 16 de outubro (sexta-feira)

Luísa e Gonçalo têm acidente de carro e Gonçalo fica em estado grave!

SIC MULTIMEDIA

Marina confronta José Maria com o despedimento de Rúben. Pede-lhe que o volte a admitir quando estiver recuperado.

O segurança bate à porta e Marina estranha a sua presença ali. Este fica confuso porque Luísa lhe deu indicação para a encontrar.

Marina e o segurança dirigem-se ao quarto de Gonçalo e ficam estupefatos ao perceberem que está vazio. Marina pega no telefone para ligar à filha.

No carro, Luísa e Gonçalo ouvem o telefone tocar mas não atendem. Gonçalo quer ver Dália mas Luísa já decidiu que o vai levar para uma clinica de reabilitação. Quando lhe diz, Gonçalo fica em pânico e pede-lhe para parar o carro. Tenta por a mão no volante mas Luísa impede-o e, num impulso, Gonçalo puxa o travão de mão e Luísa perde o controlo do carro. O carro derrapa e bate contra o muro de uma ponte e fica a balançar à beira da ponte.

Dinis segue-os, nervoso, quando vê o acidente. Dentro do carro, Luísa e Gonçalo estão conscientes mas muito assustados. Dinis aproxima-se, tentando acalmá-los. Luísa consegue sair do carro com a ajuda de Dinis mas quando Gonçalo se posiciona para sair, o carro perde o equilíbrio e resvala caindo ao rio com Gonçalo lá dentro.

Marina, furiosa, continua a tentar ligar a Luísa sem sucesso enquanto Amélia tenta acalmá-la.

Dinis desce a ribanceira para chegar ao carro que se está a afundar com Gonçalo lá dentro enquanto Luísa chama o INEM. Dinis consegue alcançar Gonçalo que está ferido e inconsciente e consegue trazê-lo até à margem.

Amélia tenta perceber junto de Dália se esta sabe de alguma coisa sobre o desaparecimento de Gonçalo e esta nega ter alguma coisa a ver com isso.

O INEM chega e tentam reanimar Gonçalo. Aplicam um colar cervical e colocam-no numa maca. Gonçalo entra em paragem e fazem-lhe nova reanimação perante o pânico de Luísa. A ambulância arranca e Dinis e Luísa seguem-na.

Na cantina, o agente da PJ à paisana vai fazendo perguntas aos moradores, sobre o Pai Natal mas ninguém sabe quem ele é.

Ao ver Salomão a ler as cartas no placard, o agente presume que seja ele o suspeito.

Segue-o até ao salão de jogos e ouve-o falar com Vítor sobre o seu pedido e oferecer-se para o ajudar. Fica cada vez mais convicto que Salomão é quem procura. Manuel ouve a conversa, desagradado.

Mónica procura Julião que fica constrangido por vê-la ali depois de se terem envolvido.

De volta a casa, Mónica manipula Julião para assumir perante toda a gente que estão juntos enquanto este tenta explicar-lhe que o que aconteceu entre ambos foi um deslize. Mónica insinua-se novamente mas Julião foge da situação.

Na loja chinesa, uma cliente pergunta a Bruna se já sabe o sexo do bebé e Bruna sente-se ofendida, pensando que a cliente lhe está a dizer que está gorda.

Rosa aparece de surpresa, vem saber se a oportunidade de trabalhar ali se confirma e Bruna assente imediatamente.

Rosa conta a António que já arranjou um trabalho para o ajudar nas despesas de casa e este aconselha-a a preocupar-se com os estudos. Depois aproveita para lhe dizer que gosta muito de a ter ali mas discorda da sua ligação com Manuel por causa da diferença de idades.

No hospital, Luísa e Dinis esperam por notícias de Gonçalo quando Marina chega acompanhada de Amélia. Luísa explica à mãe que ia levá-lo para uma clínica quando um médico vem dar o ponto da situação de Gonçalo.

José Maria e Jacinta têm um encontro amoroso e esta reage mal quando este tem de ir embora. José Maria recebe um telefonema de Marina a contar que Gonçalo está em estado grave no hospital e sai à pressa.

Alfredo desabafa com Homero que José Maria despediu Rúben do clube de ténis e este promete falar com o filho para repor a situação.

Valquíria e Virgínia conversam sobre a futuro do clube nas mãos de José Maria e Virgínia descai-se dizendo que Alfredo vai falar com Marina para Rúben voltar a ter o seu emprego. Valquíria estranha esta saber isso mas Virgínia disfarça.

Salomão e Inês não escondem a sua cumplicidade e Olga repara.

Homero prepara-se para ir ao hospital apoiar Marina e Miguel, sarcástico, troça da situação.

José Maria chega ao hospital e Luísa manda-o embora, acusando-o de ser o responsável por ter tirado Gonçalo da quinta. Marina interpõe-se e manda-a calar-se dizendo que é ela a responsável pelo irmão estar a morrer.

Luísa fica incrédula com a posição de Marina e explica que Gonçalo estava bêbado e, por isso, provocou o acidente. Reforça que o levou da quinta porque ali a sua recuperação seria impossível com José Maria a dar-lhe álcool. Este pede a Marina que se acalme e nega as acusações.

Jacinta chega e apoia Marina. Ao ver José Maria abraçado à mulher fica incomodada e sugere a Dinis irem para casa.

Gonçalo é operado e a situação é delicada.

José Maria sugere a Marina irem a casa e regressarem mais tarde mas esta recusa-se a sair dali enquanto não tiver notícias do filho. Discretamente, José Maria contamina Marina contra Luísa mostrando-se alarmado com a conduta da sua filha e que esta ultrapassou todos os limites, desautorizando a mãe e levando Gonçalo. Marina pondera que o melhor será Luísa sair de casa porque a convivência com ela é insuportável.

Violeta recebe um telefonema da tia, mãe de Henrique que anda à procura do filho. Esta nega saber alguma coisa e ficam de se encontrar no dia seguinte. Ao vê-la em pânico, Miguel tranquiliza-a, se fosse suspeita de alguma coisa não seria a tia a ligar mas sim a polícia.

nas redes

pesquisar