SIC

Perfil

9º Episódio - 28 de maio (quinta-feira)

Luísa e Amélia invadem a casa de Homero!

Luísa ao ver o estado de Gonçalo alerta o irmão para este ter cuidado com o álcool para não acabar como o pai de ambos. Não o quer perder e Gonçalo tranquiliza-a dizendo que esta não o vai perder.

 

Cila, melancólica, decide desfazer-se das recordações de Nélio. Rúben José acha que deitar no lixo não é suficiente e pretende uma resolução mais drástica.

Julião felicita Dinis por este ter deixado Violeta. Acha-a uma desvairada. Violeta entra no salão de jogos e Dinis sai imediatamente. Perante isso, Violeta repara na máquina que lê o futuro e tira uma mensagem. Descontente com o resultado, insinua que é Julião quem manipula o que sai na máquina e vai embora.

Miguel comenta com Luísa que lamenta que esta tenha perdido o negócio com o agente e Luísa ironiza.

Rúben José pega fogo à caixa de recordações de Nélio sob o olhar triste de Cila. Esta acaba por se sentir melhor à medida que os objetos são consumidos pelas chamas.

Gonçalo chega de mota e repara nos objetos em chamas e vê o anel de noivado de Cila. Pega nele e guarda-o.

No salão de jogos, Gonçalo pede a Cila para conversar. Quer saber se esta gostou do presente e pergunta-lhe porque não respondeu à mensagem. Cila agradece a caixa de laranjas e explica que tem estado ocupada.

Jacinta recebe uma ex-empregada de Homero em sua casa. Faz-se passar por amiga de Homero e esta conta-lhe que este foi viver para outra casa e que a dispensou por telefone. Conta ainda que Homero foi um mulherengo a vida toda e que a sua mulher morreu de desgosto por todas as traições.

Homero vai a casa de Amélia pedir-lhe ajuda e estranha que esta não o convide para entrar. Amélia não quer que este veja as fotografias da sua mãe.

Amélia e Jacinta conversam sobre tudo o que a empregada partilhou. Jacinta sugere que mandem a dona Teresa à quinta reclamar o dinheiro que lhe ficaram a dever e assim desmascaravam a família Sousa de Ataíde perante Marina. Jacinta sente-se enojada e conta ainda que Homero seduziu mulheres a torto e a direito.

Em 1987, Amélia lê a carta que a sua mãe deixou. Dália diz na carta que com Homero se sentiu uma princesa. Amélia chora.

Em 1975, Homero jovem beija Dália e oferece-lhe um par de sapatos. Dália, habituada a andar descalça emociona-se e este diz-lhe que Dália merece tudo.

Em casa de Julião, Bruna Filipa e David falam sobre todo o material que têm em stock a estragar-se. David tem uma ideia.

 

Julião e Manuel comentam o estado de saúde de António. Julião elogia a conduta de Manuel perante o pai, considera-o um filho exemplar.

Homero comunica a António que este vai receber os documentos de despejo da loja onde António trabalhou a vida toda. António sente-se desesperado.

Olga cruza-se com Homero e finge que tropeça para cair nos seus braços. Homero galante elogia a sua beleza.

Amélia entra no quarto de Homero e procura algo. Encontra uma chave.

Na cozinha, Luísa prepara novamente e ao abrir um armário deixa cair uma caixa de barras de cereais que a fazem lembrar Dinis. Amélia aproxima-se séria e pede a Luísa que a acompanhe a casa dos Ataíde. Marina ouve-as e interroga-as sobre onde planeiam ir.

Amélia mente de improviso e diz que vai com Luísa comprar ingredientes mais exóticos para os seus cozinhados. Marina quer juntar-se a elas mas Amélia relembra-a de que tem um compromisso.

Miguel comenta com José Maria que já o tinha avisado que tinha encontrado Luísa com um homem que era o agente Marcus. José Maria percebe então as reais intenções de Luísa. Esta queria desmascara-lo perante a mãe.

Miguel desafia o irmão a ir consigo à casa antiga buscar alguns objetos de valor.

Luísa e Amélia entram em casa de Homero discretamente.

Amélia vasculha todos os cantos e dá indicação a Luísa que esteja atenta para o caso de chegar alguém.

Amélia entra no escritório de Homero.

Miguel e José Maria chegam à sua casa antiga e comentam que não têm saudades nenhumas daquela casa velha.

Amélia encontra uma caixa de fotografias e Luísa muito nervosa avisa-a de que Miguel e José Maria estão a entrar. Escondem-se onde podem.

Conseguem sair da casa sem serem vistas enquanto Miguel e José Maria reúnem coisas para levar.

Ao regressar à quinta, Amélia deixa cair a caixa de fotografias e entre elas aparece uma fotografia da sua mãe entre um homem que a descrição da fotografia diz ser o seu noivo e Homero que é o padrinho de ambos. Amélia fica muito desorientada e desata a correr perante o espanto de Luísa.

Amélia entra no lago da quinta vestida. Está nervosa e muito angustiada.

Homero comemora com os filhos o retorno de tempos folgados.

nas redes

pesquisar