SIC

Perfil

De segunda a sábado

Resumo: 203º Episódio - 15 de maio (terça-feira)

Zé e Castro roubam droga a Eduardo e Tomás regista o momento

(c).RuiCarlosMateus.1954

*OS RESUMOS DOS EPISÓDIOS ESTÃO SUJEITOS A MUDANÇAS EM FUNÇÃO DA EDIÇÃO DA NOVELA

Helena surpreende Eduardo na sua suite com vinho e uma tábua de queijos. Apanha Eduardo em falso quando lhe mostra que sabe que ele tem negócios com Zé. Por fim, avisa Eduardo que Zé não é de confiança.

Xavier tenta conversar com Carolina e convida-a para sair mas ela não quer ouvi-lo falar mais mal do seu pai. Xavier desiste, chateado.

Marina prepara a mesa com vinho, velas e entradas. Duarte entra com Diana e Marina tenta disfarçar. Diana exige que ela se vá embora e, em discussão, acaba por revelar que foi Duarte quem operou Marina e a deixou em coma.

Manel entra no lar com flores para oferecer a Vera. Sandro goza com ele e começam a discutir. Vera chega e mete-se no meio dos dois. Já a sós, Manel pede desculpa e quer ficar bem com ela.

Marina fica em choque e acusa Duarte de lhe ter roubado três anos da sua vida e chama-lhe mentiroso. Duarte lamenta e desculpa-se mas ela sai porta fora.

Miguel e Júlia continuam sem novidades sobre Catarina quando Luísa acorda. Miguel conta-lhe que César foi detido e Luísa teme que se for ele quem tem Catarina refém, a essa hora ela está sozinha.

Num armazém, Castro e Zé fazem um esquema para roubar droga a Eduardo. Sem que ninguém o veja, Tomás assiste a tudo e vai tirando fotografias. O seu telemóvel apita e ele quase é apanhado por Zé.

Eduardo tenta influenciar a filha a mudar de trabalho ou mesmo de país mas ela recusa. Bé vem conversar com Tiago e como ele não entende o que se passa ela afirma que não precisa de mais um problema na sua vida.

Durante o jantar, Inês provoca Mónica falando mal dela a Vicente e dá a entender que ela é instável. Vicente defende-a e Henrique ordena a Inês que acabe com aquela conduta.

Ofélia conta a Francisco que vai trabalhar para o lar. Ele fica nervoso porque isso quer dizer que Bárbara agora ficará definitivamente na fábrica de laranjas.

Afonso está a ressacar, cheio de tremores e todo suado. Teresa, tranquila, dá-lhe um calmante. Ana Rita, por sua vez, está farta de Isabel e que ela se meta a toda a hora na educação de Margarida.

Tomás interroga Helena sobre Zé e Castro terem alguma coisa combinada na adega, no dia seguinte. Helena quer saber o motivo mas Tomás não revela.

No dia seguinte, Luísa chora agarrada à fotografia de Catarina e Miguel também se emociona. Afirma que tem de haver justiça no mundo.

Tomás entra com Eduardo na adega. Este não percebe porque está ali mas Tomás acaba por encontrar um caixote com droga desviada por Zé.

Alice encontra-se com Zé para lhe dizer que já não está grávida e que só quer esquecer que o conheceu. Zé não disfarça o seu contentamento.

Tomás mostra a Eduardo as fotografias que tirou a Zé e a Castro. Furioso, Eduardo começa a planear como há de destruir Zé e tudo à sua volta. Tomás dispõe-se a ajudar.

Miguel diz a Júlia que não acha boa ideia Luísa ir ao funeral de Sofia para evitar mais sofrimento. Luísa vem do quarto, acabou de receber um telefonema de um homem que diz ter informações de Catarina.

Teresa aconselha a mãe a ter calma com Ana Rita pois não podem tê-la contra eles naquela altura. Afonso quer sair de casa mas Teresa impõe-se e não o permite.

Apesar de aliviado, Duarte continua a sentir-se culpado em relação a Marina. Esta chega altiva ao restaurante e avisa-o que vai avançar com um processo por negligência contra Duarte.

Henrique conta a Inês que Mónica teve cancro e que por essa razão não pode ter filhos. Inês fica surpreendida e promete que vai dar-lhe uma hipótese.

Ofélia vai à fábrica de laranjas e provoca Bárbara, dizendo que está novamente com Francisco. Este chega e diante da situação, assume envergonhado. Bárbara fica incrédula.

São entra com Jacinto na loja de Lou e exige que ele pague a sua parte do prejuízo, vendendo os seus biquínis na loja.

César sai apressado da sede da PJ mas antes disso, o inspetor Diogo avisa-o que vai estar de olho nele e que qualquer passo em falso, ele o apanha.

Catarina está caída no chão, desmaiada com a sua bomba da asma na mão.

nas redes

pesquisar