SIC

Perfil

De segunda a sábado

Resumo: 99º Episódio - 13 de janeiro (sábado)

Miguel conta a Luísa que Maria Paula encontrou a carta de suicídio de Leonor no carro de João; Teresa descobre que Ana Rita não é Sofia!

*OS RESUMOS DOS EPISÓDIOS ESTÃO SUJEITOS A MUDANÇAS EM FUNÇÃO DA EDIÇÃO DA NOVELA

Miguel vai ter com Luísa e conta-lhe que Maria Paula encontrou o rascunho da carta de suicídio de Leonor no carro de João. Luísa fica admirada e surpreendida com a hipótese de o tio ter matado o Alexandre e Leonor. Miguel conta que João negou ter sido ele a escrever a carta e que disse que alguém o estava a incriminar. Miguel garante ainda que vai ajudar Luísa a descobrir o que é que aconteceu aos pais dela. Luísa pergunta se ele alguma vez a vai perdoar por ela não ter acreditado nele. Miguel é apanhado de surpresa e não sabe o que dizer. Luísa conta que Catarina lhe mostrou o retrato que Miguel fez e que estranhou ele ter continuado a desenhá-la. Miguel diz que o fez enquanto teve esperança que Luísa aparecesse na prisão a dizer que acreditava nele. Mas quando saiu encontrou Helena e ela sim acreditou nele.

Na agência de viagens, Tomás elogia o trabalho de Alice. Jéssica inventa uma dor de dentes e sai mais cedo da agência para ir a casa de Gil fazer-lhe uma visita. Tomás oferece a Augusto um curso de informática pago pela empresa, mas ele recusa, alegando que Jéssica já lhe ensinou tudo. Alice aconselha Augusto a pensar na oferta.

Mónica fala com Henrique sobre a ideia de adotar Vicente. Henrique é apanhado de surpresa. Mónica revela que tem andado a pensar no assunto e que chegou a falar com Teresa. Henrique fica melindrado por ela ter falado primeiro com Teresa, como se tivesse decido tudo sem se preocupar com a opinião dele. Henrique pergunta se ela o convidou para morarem juntos para ter mais hipóteses de conseguir adotar o rapaz. Mónica diz que não queria fazer nada sem Henrique, mas ele ficou magoado à mesma.

Manel está com Vera, Guilhas, Fábio e Vicente. Manel conta que terá de se apresentar uma vez por semana na esquadra até ao julgamento. Fábio olha para as pernas de Joana, comentando que, mais uma vez, ela está mais arranjada do que é habitual.

Teresa e Bé conversam com Ana Rita sob o olhar enternecido de Isabel. Bé dá um presente a Ana Rita: um fio com a inicial S. Isabel explica que as irmãs também têm um fio com a inicial do seu nome, mas Bé diz logo que Ana Rita só usa se quiser. Isabel sabe que a filha está mais confortável com o nome Ana Rita, mas ela diz que não se importa que lhe chamem Sofia. Bé, Teresa e Isabel ficam surpreendidas, mas felizes. Teresa comenta que Sofia continua na base de dados de pessoas desparecidas da Polícia Judiciária e que têm de avisar as autoridades que Sofia apareceu. Isabel não quer envolver a polícia mas Bé é da opinião da irmã, não podem esconder Sofia. Isabel desvia o assunto pergunta se as filhas vão montar a cavalo. Ana Rita diz que tem medo porque não monta há 20 anos e Isabel diz que fica com ela a ver Teresa e Bé montarem a cavalo.

Luísa procura novamente Cláudia no cabeleireiro para tentar obter mais informações sobre Elisa, mas ela sabe pouco mais do que já disse. Luísa mostra uma foto de João e Cláudia não o reconhece. Luísa fica a saber que Elisa tem um filho, mas Cláudia não adianta mais nada.

Zé insiste para Rodrigo pressionar Luísa a decidir sobre a compra do grupo hoteleiro. Rodrigo não sabe se é boa ideia porque tem medo de assustar Luísa, mas Zé afirma que a única coisa que ele tem de fazer é dizer-lhe que existem mais interessados nos hotéis e que eles estão a aceitar outras propostas. Só assim conseguirá obrigá-la a tomar uma decisão. Rodrigo alega que ao desviarem o dinheiro do grupo Marreiros vai ficar à beira da falência, mas é exatamente isso que Zé quer. Zé lembra que têm um acordo, mas Rodrigo está assustado com a ideia de ter de viver fugido para sempre, longe de Portugal.

Miguel e Helena vêem o site de uma imobiliária onde aparece o palacete de Lisboa à venda por 10 milhões. Helena está boquiaberta com o valor. Helena têm a certeza que Miguel vai ficar rico com esse dinheiro e com o da indemnização de África do Sul. Miguel acredita que as coisas se vão finalmente compor para o lado dele e Helena volta a falar que deviam ter um filho. Mas Miguel continua reticente e acha que não é o momento certo.

Júlia procura David Carreira no hotel. Quer perceber o que é que ele está ali a fazer porque não acredita que esteja ali por acaso. David relembra-a do pacto que tinham feito: se chegassem aos 30 anos solteiros, casavam um com outro. Júlia alega que foi uma parvoíce de adolescentes, mas David não pensa da mesma maneira e sentiu uma enorme vontade de a ver. David acha que Júlia é a mulher da vida dele. Quase se beijam, mas Júlia foge.

Vasco conta a São que namora com Laura. São reage de forma dramática e teatral. No piano bar, Cidália está sentada a uma mesa com Ofélia, a organizar o baralho de Tarot. Ofélia pergunta a Cidália onde pode arranjar dinheiro e ela responde-lhe que dinheiro arranja-se a trabalhar. E se Ofélia quiser que ela lhe deite as cartas, terá de pagar. Ofélia vai-se embora. São pede uma consulta a Cidália e ela vê nas cartas que São vai ter muito sucesso. Cidália diz-lhe que ela é boa pessoa, tem um bom fundo mas que ainda não encontrou o rumo certo. São emociona-se.

Francisco fica em choque quando Lou lhe conta que agora Vasco anda com Laura. Francisco entristece-se e conclui que Ofélia lhe passou o gene do adultério, uma vez que Vasco só sabe deitar o olho às mulheres dos outros. Vasco alega que Lou e Laura acabaram há imenso tempo e que, mesmo quando namoravam, o irmão não queria saber dela para nada. Anuncia ainda que ele e Laura têm planos para o futuro, como casar e ter filhos.

Bé e Teresa conversam enquanto vêem álbuns de fotografia antigos. Teresa diz que está muito contente por ter a irmã de volta e conta que até lhe pediu desculpa por ter exigido o teste de ADN. Bé acha que ela fez o que tinha de ser feito. Estão felizes por Isabel estar tão bem, mas Teresa afirma que não podem ignorar os 20 anos que passaram. Para Isabel é quase como se Sofia nunca tivesse desaparecido, mas a verdade é que todos viveram uma experiência muito traumática e essas feridas demoram tempo a curar. Quando Teresa vai arrumar o álbum de fotografias encontra o bloco onde Ana Rita tomou notas sobre ela própria e fica intrigada.

Luísa conta a Miguel que a cabeleireira não conseguiu identificar João como sendo o homem que pagou a Elisa. Miguel acha que João pode ser o assassino de Alexandre, apesar de Maria Paula duvidar. Maria Paula questiona se o filho vai falar de João à polícia, mas Miguel diz que Luísa não quer acusar o tio sem provas. Filipe acha que Luísa está certa, mas Miguel não quer ficar calado e acha que Maria Paula deve ir com ele e contar o que viu.

Zé confronta Luísa. Helena procurou-o e contou-lhe tudo. Zé pergunta a Luísa se ela quer o divórcio para correr para os braços de Miguel, mas ela diz-lhe que não. Zé diz que está farto de ser humilhado e Luísa refere que só queria encontrar-se com Miguel para ouvir mais uma vez a voz de Leonor na mensagem de voz que ela lhe deixou antes de morrer.

Afonso continua no acampamento. Uma rapariga que está com ele dá-lhe cogumelos alucinógenos misturados com guloseimas. Afonso come-os e lembra-se do dia em que ensinou a irmã Sofia a andar de bicicleta. Afonso emociona-se com a recordação apesar de estar a alucinar sob o efeito de drogas.

Teresa leva Ana Rita a andar de bicicleta, mas ela desequilibra-se. Ana Rita não sabe andar de bicicleta e mente ao dizer que já não anda há muitos anos. Teresa confronta-a com o bloco de notas com as informações de Sofia e da família. Teresa acusa Ana Rita de não ser Sofia e acusa-a de estar a enganá-los!

nas redes

pesquisar