SIC

Perfil

De segunda a sexta

Laços de Sangue - Semana de 26 de junho a 1 de julho

Ninguém quer ser responsável por Diana e Ricardo acolhe-a em sua casa!

Diana chora e finge-se muito angustiada, criando a dúvida no espírito de Eunice e Inês, sobre se estará ou não doente.

Graciete recorda, penalizada, o momento em que Diana disse que sabia não ser sua filha.

Sandra continua muito deprimida, apesar de Luís ter sido condenado a seis anos de prisão, por tê-la violado. A alentejana só consegue lamentar a má sorte de David, que vai ficar sem pai. Tiago faz tudo para diminuir o sofrimento da namorada. Isabel sofre à distância por Sandra e confessa a Jaime que tem vontade de a ajudar.

César perde-se em lamúrias depois de ter levado uma valente canelada de Marisa. Começa a dizer que é capaz de meter baixa, imitando Sandra. Álvaro avisa-o que se ficar em casa, se acabam os treinos e o curso de treinador. Marisa ainda está furiosa e ameaça bater-lhe outra vez.

Victor esconde de António o nome do homem que quer comprar a fábrica de enchidos e a intenção de ficar com o dinheiro da venda. Victor aproveita para atacar a gestão de Fátima e Catarina, enquanto elogia o empenho de António no trabalho.

Mónica pressiona Daniel para passar mais tempo com os filhos mas o veterinário consegue resistir. Rita está de partida para Lisboa e foge do assunto quando Domingos repara que não vê Daniel por ali há muito tempo.

Francisca confessa que ainda não readquiriu a confiança em Ricardo para lhe dar mais responsabilidades na empresa. Adelaide não disfarça alguma irritação e diz que toda a gente merece uma segunda oportunidade.

Ricardo não resiste ao amor e visita Diana no lar. Ela finge não o reconhecer e começa a baralhá-lo. Eunice tem de tomar medicamentos para suportar a ameaça que constitui o reaparecimento da filha.

Graciete toma a decisão de visitar Diana, contra a vontade de António. Apesar disso o marido dispõe-se a acompanhá-la.

Nuno tenta saber de Diana por Manel mas este nada diz. Nuno disfarça o incómodo.

Manel estranha o alheamento de Ricardo, que pensa obcecado em Diana.

Adelaide torna-se numa referência positiva na ajuda que presta aos outros, durante as reuniões dos alcoólicos anónimos.

Rita diz com veemência que Diana está a fingir que tem amnésia para não ir presa. Daniel procura Rita na herdade e fica desiludido ao constatar que ela foi para Lisboa.

Sheila fica entusiasmada, pois está perto a hora de ir viver com Gastão para a casa nova, cujo crédito bancário já foi aprovado.

Tiago aconselha Sandra a tratar-se com um psicólogo. Sandra recebe a visita de Isabel e acaba a chorar nos braços dela. Isabel agradece-lhe o que fez por David, ao denunciar Luís.

Jaime vai buscar David à escola e ajuda-o nos trabalhos de casa, em grande cumplicidade.

Tiago diz, muito revoltado, que não tem pena do que aconteceu a Diana.

Victor consegue isolar Fátima e Catarina, recebendo o apoio de todas as outras operárias para vender a fábrica ao investidor mistério.

Rita confessa a Francisca não ter forças para lutar por Daniel contra Mónica.

Graciete e António ficam surpreendidos por Diana não os reconhecer e nem sequer colocam a hipótese dela estar a fingir.

Na casa dos Caldas Ribeiro é entregue uma encomenda destinada a João. Quando ele abre o pacote, descobre uma mecha de cabelo e uma fotografia de Inês. De imediato pensa o pior e liga para a namorada, que não atende a chamada. João, Francisca e Adelaide ficam em pânico, pensando que Diana pode ter atacado, de novo, Inês.

Inês atende finalmente o telefone e João respira de alívio. Conta à namorada que recebeu uma mecha de cabelo acompanhada de uma fotografia sua. Inês fica muito perturbada e entende que o incidente é mais uma mensagem de Diana, disposta a fazer-lhe mal outra vez. Tiago tenta acalmar Inês dizendo que estará sempre ao seu lado para a proteger.

António e Graciete estão incrédulos por ouvirem Diana perguntar se também lhes fez mal. Ela conta que até agora só recebeu visitas de pessoas que prejudicou. Graciete decide ir embora respondendo que antes dela ter caído ao rio, já tinham seguido vidas separadas. António está com o coração desfeito e mais receptivo a perdoar a Diana, mas Graciete permanece irredutível e vira-lhe definitivamente as costas. Diana fica muito pensativa com a atitude da mulher que verdadeiramente a criou.

Apesar de Inês estar em segurança, João vai pessoalmente certificar-se de que Diana continua no lar. Leva consigo a mecha de cabelo de Inês e a fotografia que a acompanhava. No lar, confronta Diana assegurando que não acredita na sua amnésia e que dará cabo dela caso volte a intrometer-se entre ele e Inês. Diana finge-se muito assustada, mantendo o teatro.

Rita, indignada diz que Diana já devia estar presa, enquanto Francisca fica preocupada, receando o que João possa fazer.

Sandra despede-se de Isabel que lhe oferece ajuda para ultrapassar o trauma da violação. A alentejana manda beijinhos a David, ficando a chorar sozinha, muito fragilizada. Quando Tiago chega perto dela, fica desagradado, pois Sandra começa a culpabilizar-se por ter sido atacada por Luís.

Isabel vive o dilema de contar a David que o pai vai ficar alguns anos preso. Jaime abraça-a.

Francisca desabafa que Diana está mesmo a conseguir que a família fique desesperada. Gastão conta que a vilã vai ser ouvida pelo juiz e só a partir dessa altura saberá se vai ou não para a cadeia. Essa incerteza começa a levar Eunice muito perto da loucura.

Nuno fica perplexo ao visitar Diana, que continua a dizer que não conhece ninguém. Nuno está completamente perdido sem saber o que fazer com a Ioiô.

Fátima está desolada com as decisões de Victor na fábrica. Álvaro lembra à mulher que a gravidez não permite que se enerve.

Armando, cada vez com mais ciúmes, recusa-se a comer um prato vegetariano que Gi lhe preparou, dizendo que é o resultado das ideias que Micael lhe anda a por na cabeça.

Os desenhos de Marco para os equipamentos da equipa de futebol fazem grande sucesso. César tenta aproveitar a boleia para pedir mais uma vez a Álvaro que patrocine a equipa. O patrão dá-lhe um raspanete.

António fica preocupado com as insónias de Graciete.

Gastão avança que Diana pode ter fortes atenuantes devido ao seu estado de amnésia. Rita pergunta-se com indignação, como é que Diana consegue levar sempre a melhor.

A polícia judiciária informa a família Caldas Ribeiro de que o juiz decidiu que Diana pode aguardar julgamento em liberdade e ter alta do lar, desde que alguém se responsabilize por ela. Francisca fica chocada e diz que não vai descansar enquanto não vir Diana atrás das grades. João fica fora de si, enquanto Inês e Eunice não escondem a surpresa que lhes causa tal decisão. António conta a novidade a Graciete que se limita a dizer que ele só pode ter percebido mal.

Eunice e Graciete acabam por ir ao lar, recusando, tanto uma como outra a assumir a responsabilidade de tomarem conta de Diana. António não aprova a decisão, mas acaba por compreender a decisão da mãe de sangue e da mãe adoptiva.

Apesar da insistência do médico, ninguém quer levar Diana para casa. Inês deixa bem claro que a irmã é uma perigosa criminosa que tentou até acabar com a vida da família. Graciete lembra o sofrimento e infelicidade que ela causou a toda a gente, embora António tenha amolecido o seu coração de pai, digerindo mal ter de virar as costas à rapariga que criou com tanto amor.

Determinadas, Inês e Eunice deixam o lar, sem ligarem a Diana que as chama com uma voz melosa. A vilã aproveita para se fingir triste, por ninguém lhe ligar nenhuma importância.

Catarina toma a decisão de visitar Diana, dizendo que apesar do que ela fez, não consegue deixá-la desamparada. Manel recomenda-lhe que tenha cautela pois a ex-amiga é muito perigosa. Catarina deixa-se levar pela conversa de Diana e acredita mesmo que ela perdeu a memória.

Francisca também não resiste a visitar a inimiga da família. Rita dispõe-se a acompanhar a mãe ao lar, enquanto Adelaide as critica ao dizer que estão doidas. Diana fica muito surpreendida ao receber a visita de Francisca.

Gi estraga o negócio a Armando, pois vai à fábrica de enchidos avisar as operárias de que o investidor misterioso que Victor arranjou é, nem mais nem menos do que o seu marido, Armando Coutinho, que quase as arrastou a todas para a miséria. As operárias começam por não deixar Gi falar, mas calam-se quando percebem que o que diz é verdade. Armando aparece de rompante mas é obrigado a trair Victor, perante a fúria das trabalhadoras. O empresário diz que se prestou ao papel de investidor, para desmascarar o verdadeiro vigarista. Victor ouve tudo escondido e prepara-se para fugir. As operárias conseguem barrar-lhe o caminho e dão-lhe uma tareia. Depois, muito envergonhadas, pedem desculpas a Fátima e Catarina por terem duvidado delas e suplicam para que aceitem voltar à gestão da fábrica. Elas mostram-se renitentes em aceitar, pois dizem que foram muito mal tratadas pelas restantes colegas.

Jaime toma conta de David, desempenhando o papel de pai. A criança sente-se acarinhada e oferece um beijo carinhoso na face do cozinheiro, que fica naturalmente orgulhoso por ter conquistado o coração de David.

Isabel visita Luís na prisão, criticando duramente o seu comportamento promíscuo e o seu mau carácter, que acabou por colocá-lo atrás das grades. Deixa o ex-marido em fúria quando o informa que vai requerer a guarda total de David. Completamente descontrolado, Luís insulta Isabel e tenta agredi-la, apenas travado pelos guardas prisionais que o vigiam. Luís é arrastado para a cela, gritando a Isabel que quando sair, irá dar cabo dela.

Isabel fica muito perturbada e confessa os seus receios a Jaime. O cozinheiro tranquiliza-a, assegurando que não permitirá que ela seja molestada. Isabel ganha então coragem para contar a David que o pai foi preso. O rapaz fica muito triste e quer ir ver Luís de imediato. De forma muito cautelosa e carinhosa, Isabel consegue demover o filho.

Sandra dá mostras a Tiago de ter vontade de tratar-se num psicólogo, cansada de não conseguir retomar a sua vida normal.

Eunice tem um pesadelo, julgando que Diana voltou para casa. Inês e João tentam acalmá-la. O mau sonho de Eunice tem alguma razão de ser, pois Ricardo não consegue resistir ao que sente por Diana e leva-a para o seu apartamento, confiante em que pode voltar a tê-la como antes.

Diana finge-se perdida em casa de Ricardo, afirmando não se recordar de alguma vez ali ter estado, nem dos momentos de amor que ali viveram. Conta, angustiada, os conselhos que o médico lhe deu para recuperar a memória. Ele, completamente cego pela paixão, alimenta ingenuamente a esperança de que vão ser felizes outra vez, dizendo que a vai ajudar a ter uma segunda oportunidade na vida. Ricardo está de tal forma apaixonado que cede a sua cama a Diana, dormindo ele no sofá. A vilã leva consigo as fotografias que os médicos pensam ser de grande utilidade para que recupere a memória. Segura numa de Inês e acaba por rasgá-la, cheia de raiva, murmurando que a irmã escapou uma vez, mas não escapará de novo.

Francisca irrita Adelaide e Rita ao dizer que acreditou na amnésia de Diana.

Eunice vive cada vez mais atormentada e confessa, chorosa, que não consegue esquecer Diana. Ao mesmo tempo, diz que se sente um empecilho na vida de João e Inês, pedindo à filha que volte a viver na sua casa com o namorado. Inês acaba por aceitar, prometendo que vai continuar a apoiar a mãe. Começa logo por lhe propor que voltem a ser sócias no restaurante, bem como voltar a ter a colaboração de Gi no M.

Tiago desabafa com Isabel e Jaime, sentindo-se impotente para ajudar Sandra a recuperar da depressão em que mergulhou, depois de Luís a ter violado. Sandra, por seu lado, sente-se muito incomodada porque Sheila fala entusiasmada do amor sem fim que vai fazer, quando se mudar com Gastão para a casa nova.

Tiago prossegue os seus desabafos e confessa aos dois amigos que o que mais lhe custa é que Sandra o rejeite. Ao fim do dia, quando a visita, fica muito triste e acaba por ir embora, pois a namorada diz pensar que ele a foi ver para dormir com ela. Sandra percebe tarde demais que fez uma grande asneira ao magoar Tiago daquela forma.

Armando começa a treinar às escondidas na passadeira em que Gi faz o seu exercício.

Álvaro dá mais um raspanete a César dizendo que ele é um mandrião.

Fátima e Catarina discutem se aceitam ou não voltar à gerência da Campo Rico. Manel e Álvaro estão presentes e são surpreendidos com a ideia de Fátima, que propõe comprar a fábrica. Catarina demonstra grande receio por não querer dar a sua casa como garantia bancária, mas Manel dá o passo decisivo ao dizer que quer juntar-se ao negócio, entusiasmando Álvaro que aceita pensar em tornar-se sócio, avançando com o café como trunfo para garantir o empréstimo necessário.

Ricardo janta com Diana e ela, dissimulada, pede desculpa por tê-lo prejudicado algum dia.

Armando come sem maneiras e é criticado por Gi. O marido fica de novo com ciúmes porque ela elogia Micael, seu treinador pessoal.

Marco resmunga, censurando os pais por estarem sempre a falar do bebe que vem a caminho. Álvaro repreende Marco, mas de forma carinhosa, compreendendo que ele sinta alguns ciúmes. O rapaz acaba por se sentir recompensado, pois os desenhos que fez para os equipamentos da equipa de futebol são muito elogiados.

César queixa-se a Marisa que está esgotado pelo trabalho no café. A mulher conta o desabafo a António e Graciete, compreendendo o cansaço do marido.

Depois de ouvir a opinião de David, Isabel aceita mudar-se com o filho para casa de Jaime. O cozinheiro fica radiante, por finalmente ter a sua família.

Marisa e Sheila voltam a pegar-se, numa espécie de boas vindas ao regresso de Graciete ao mercado.

nas redes

pesquisar