SIC

Perfil

De segunda a sexta

Laços de Sangue - Semana de 19 a 25 de junho

Diana sobrevive à queda e finge ter amnésia!

Tiago e Inês ficam angustiados ao encontrarem a mãe num estado de letargia profundo. João chama um médico amigo, que não tem dúvidas ao afirmar que Eunice sofreu um grande distúrbio emocional, sugerindo que deverá ter acompanhamento psicológico e medicação adequada. Inês decide ficar em casa da mãe para poder cuidar dela. Tiago assegura que vai dar toda a ajuda necessária, tal como João.

Adelaide diz a Francisca que não vai com ela à missa por não ser crente. No entanto, à cautela, pede á irmã que interceda a Deus por ela, para que tudo lhe corra bem quando for viver sozinha.

Gastão pede desculpa a Sheila por não lhe dar toda a atenção que ela merece. A vendedeira diz, confiante, que tudo irá mudar quando viverem juntos. César reclama do excesso de trabalho, mas Álvaro dá-lhe um raspanete, fazendo notar que ele só se preocupa com ninharias.

António perde o apetite e confessa a Catarina que está desgostoso pela forma como perdeu Diana. O motorista diz á amiga que Graciete está destroçada. A florista costura em casa e chora em silencio, recordando o dia em que encontrou Diana à deriva na estrada e a recolheu.

Gi não gosta que Armando convide Victor para jantar lá em casa, só para o convencer a vender-lhe a fábrica de enchidos.

Victor liberta António para que este possa ir para junto de Graciete, chorar o desaparecimento de Diana.

Tiago pede a Jaime e Isabel para que tomem conta do restaurante enquanto Eunice não recuperar a sua saúde.

Isabel lembra-se de fazer uma visita a Sandra levando David consigo. Sandra é apanhada de surpresa e dificilmente contém as lágrimas. Chora apenas quando eles vão embora e toma a decisão de denunciar Luís à polícia, acusando-o de violação. Os agentes reúnem as provas necessárias e prendem Luís na Ioiô. Apesar de negar as acusações, Luís é levado para a esquadra, sob o olhar atónito de Manel, Ricardo e Nuno.

Isabel estranha bater com o nariz na porta quando vai entregar David ao pai. Começa a pensar que se trata de uma estratégia de Luís para lhe retirar a custódia partilhada do filho.

Catarina sabe por Manel da prisão de Luís e diz que ele bateu no fundo.

Sheila encontra Sandra a chorar em casa e diz que ainda bem que se vai embora porque está farta de tanta tristeza.

António não se conforma com a possibilidade de Diana ter morrido enquanto Graciete coloca tudo nas mãos de Deus.

Tiago conforta Eunice, pois a mãe não consegue dormir.

A polícia suspende as buscas por Diana. Inês não se conforma, irrompendo em lágrimas, ao mesmo tempo que grita que nunca mais conseguirá ter paz.

Inês teme que Diana reaparece para lhe fazer mal e diz que só terá descanso quando vir a irmã dentro de um caixão.

Luís clama inocência na esquadra para onde foi levado, comportando-se da pior maneira possível. Um dos agentes ameaça colocá-lo com outros detidos, para ver como eles tratam os violadores.

Isabel, por seu lado, estranha que Luís tenha desaparecido sem qualquer explicação. Decide ligar a Manel e fica em estado de choque quando ele conta que Luís foi preso, acusado de ter violado uma mulher. Isabel fica aflita e esconde a notícia de David, que estranha a ausência do pai. Jaime fica com a boca aberta de espanto, pelo que está a acontecer.

Isabel vai à cadeia confrontar Luís com o crime que cometeu. Arrogante, o ex-marido tenta atacá-la mas é impedido por um agente da PSP que o agarra. Antes de sair, Isabel deseja que Luís apodreça na cadeia, perante o seu olhar furioso.

Catarina interroga-se em voz alta, em conversa com Manel, como foi possível ter namorado um dia com Luís.

Álvaro reconforta Fátima, dizendo que ela foi injustiçada pelas colegas da fábrica, que não reconhecem o que fez na gestão da Campo Frio com Catarina.

Gi, contrariada, recebe Victor para jantar a pedido de Armando. Este consegue que Victor aceite a sua proposta e a promessa de que ele vai convencer as operárias a vender a fábrica. Victor garante que assim que o dinheiro combinado for depositado na sua conta, conversa com as colegas.

Catarina recrimina-se por não ter ajudado mais Diana. Manel vinca que ela não deve culpar-se de nada, pois Diana escolheu seguir esse caminho.

Lourenço reconhece que vai ser difícil convencer Helena a vender a propriedade. Gabriela esboça discretos ciúmes por Lourenço dizer que Helena é uma mulher muito bonita. Liliana está tendida aos encantos do Alentejo, enquanto Domingos lamenta que Sandra se tenha rendido aos encantos de Lisboa.

Sandra irrita-se com Sheila que está permanentemente a tentar animá-la.

Marco reage com irritação ao facto dos pais estarem sempre a falar do bebe que está a caminho. Álvaro fica preocupado, mas Fátima explica que Marco foi filho único durante muitos anos e por isso está a acusar o momento.

Sheila decide que vai fazer parte da equipa de futebol feminino e apresenta-se para treinar. Marisa não gosta e acabam as duas por andar à pancada. As restantes jogadoras assistem deliciadas ao escândalo, enquanto César se esforça por acabar com a briga. Em casa dá um raspanete a Marisa pelo seu comportamento.

Gi não se cansa de recriminar Armando e insiste em que as operárias não merecem que ele compre a fábrica que quase levou à falência.

Graciete surpreende Marisa, César e António vestindo-se toda de preto ao pequeno-almoço, fazendo desta forma o seu luto por Diana.

Por ordem do médico, Tiago e Inês contam a Eunice que Diana caiu de novo ao rio e desapareceu. Eunice reage finalmente e, em lágrimas, abraça os filhos gritando que Diana teve o que mereceu. Inês e Tiago, quase ficam sem reacção.

Eunice pede desculpa a Tiago e Inês por tê-los abandonado. Conta como Diana a sequestrou e agrediu, ao mesmo tempo que jurava matar os irmãos, caso ela revelasse o que se estava a passar. Eunice vai recuperando, pouco a pouco a memória e lembra-se que apontou uma arma a Diana. Sofre muito para reconhecer que deixou a filha ir demasiado longe. A empresária chora e pede desculpa a Tiago e Inês, por tê-los abandonado e por ter preferindo acolher Diana.

Nuno pergunta a Manel o que sucedeu a Diana e fica perplexo ao saber que ela desapareceu.

Graciete desgasta-se, sem saber se Diana sobreviveu ou não à queda no rio.

Ricardo comenta com Manel que Luís é um cobarde, que escolheu descarregar as suas frustrações numa mulher indefesa.

Isabel tenta saber o nome da mulher que foi violada por Luís mas a polícia recusa fornecer essa informação.

Marisa pede a César que lhe vá tomar conta da banca, pois tem de ficar a apoiar Sandra, que está fechada em casa, cada vez mais deprimida. César pede a Sheila que olhe pelas bancas mas ela exige, em troca que ele a admita como jogadora na equipa de futebol. César acusa Sheila de chantagem, mas não tem outro remédio senão aceitar. Marisa fica danada porque César cedeu.

Jaime fica furioso ao saber que Luís tentou agredir Isabel. A namorada está mais preocupada como vai explicar a David a ausência do pai. Acaba por dizer ao filho que Luís foi obrigado a viajar em trabalho.

Eunice parece melhorar com o apoio psicológico que Tiago e Inês lhe proporcionaram.

Sandra não consegue controlar-se e abraça-se a Tiago, chorando copiosamente. Acaba por confessar ao namorado que foi violada por Luís. Tiago fica fora de si com esta confissão.

João conta a Inês que se aproximou de Tiago quando ambos viveram o drama de não saberem onde ela estava. Inês sorri de felicidade ao perceber que é possível que os dois homens da sua vida se reconciliem.

Adelaide reconhece que está muito melhor desde que começou a frequentar com vontade de curar-se as reuniões dos alcoólicos anónimos. Francisca mostra-se feliz pela irmã.

Rita desabafa com Gabriela, sentindo-se impotente para travar a ofensiva que Mónica fez para ficar com Daniel.

Catarina confessa a Fátima ter ficado horrorizada com o crime que Luís cometeu. A amiga conforta-a dizendo que ela acabou por ter sorte ao encontrar Manel.

Victor deixa António desconfiado ao dizer que apareceu um novo investidor para a fábrica. Gi insiste com Armando que é má ideia ele querer recuperar a fábrica de enchidos.

Gastão informa que foi encontrado um corpo desfigurado na margem do rio, que pode bem ser o de Diana. Tiago, João, Inês, mas principalmente Eunice, não escondem o choque que a notícia provoca.

Inês e Eunice sofrem angustiadas por não ter sido ainda identificado o corpo que a polícia encontrou nas margens do rio. Eunice mostra-se dividida entre perder a filha pela segunda vez e o desejo de que ela pague, da pior forma por todo o mal que fez. Uma angústia que percorre igualmente o coração de Graciete, que veste de preto, confessando a Marisa estar a fazer pela filha adoptiva, o luto que não fez pela verdadeira. António confessa a Álvaro que teme que a mulher se vá abaixo.

Francisca deseja que o corpo que foi encontrado seja o de Diana. Inês e João também não esquecem o que Diana os fez sofrer e desejam que ela tenha morrido. Ricardo, por seu lado, esconde a sua apreensão ao saber que Diana pode ter morrido. Em conversa com Adelaide, Ricardo prefere elogiar a mãe por esta estar a dar-se bem nas reuniões dos alcoólicos anónimas, onde se está a tratar.

Catarina diz ter pena de Diana, apesar de saber os crimes horríveis que ela cometeu.

António conta a Fátima e Catarina que Victor arranjou um investidor para a fábrica. Elas ficam de pé atrás porque Victor recusa dizer quem é essa pessoa. No entanto as suas preocupações não encontram eco nas colegas, que para além de as ofenderem, dão carta branca a Victor para negociar como achar melhor.

Orlando fica encavacado quando Liliana confessa que está a adorar o Alentejo, embora seja igualmente por gostar dele. Rita sorri ao ver o seu colaborador atrapalhado, mas fica também desconfortável quando ouve uma referência a Daniel e ao regresso de Mónica, a sua ex-mulher. Esta brinca com os filhos em casa, embora não esconda a desilusão, pois Daniel escusa-se a lanchar com eles.

Marco mostra-se agastado pelas constantes conversas que os pais têm sobre o bebe que vem a caminho. Álvaro e Fátima começam a sentir preocupação pela atitude ríspida que o filho mais velho demonstra.

César pede Álvaro que coloque Marco no lugar de Sandra, queixando-se de que sem a alentejana, tem de trabalhar pelos dois. O patrão repreende-o pela falta de solidariedade que demonstra pela colega. César, sem qualquer pingo de vergonha, tenta convencer Álvaro que deve patrocinar a equipa de futebol feminino que ele está a treinar.

Francisca fica horrorizada ao saber que Luís foi preso por violação.

Sandra rejeita Tiago, embora ele se esforce para a resgatar ao trauma que sofreu. Apesar da frustração que sente, Tiago diz que estará sempre a seu lado.

Ricardo entra em confronto com Nuno, desconfiando que ele vai prejudicar mais a empresa.

David fica radiante por ser Jaime a levá-lo à escola. Isabel está angustiada, sem saber como contar ao filho que Luís está detido por suspeita de ter violado uma rapariga.

A polícia comunica que o corpo que tirou das margens do rio não é de Diana. Apanhados de surpresa pela rapidez dos resultados. João e Inês são tomados pelo pânico, encarando com preocupação a possibilidade de Diana estar viva.

Nesse momento, Diana recebe os melhores cuidados de um lar onde foi internada.

Diana aparece num lar e começa a dar corpo a mais um plano maquiavélico, desta vez para evitar a prisão. Está com um olhar perdido, acompanhada por uma enfermeira que a acarinha. Diana finge ter medo e chora.

A polícia judiciária esclarece entretanto, que o corpo encontrado no rio pertence a uma mulher mais velha e não a Diana. A revelação deixa toda a gente perplexa. Francisca e Adelaide mostram indignação, Tiago não cala a revolta desejando que a irmã tivesse morrido. Já Eunice começa a ficar deprimida, depois de João e Inês lhe contarem que visitaram Graciete para lhe dizer que Diana ainda pode estar viva. A florista lamenta por seu lado, ter um dia recolhido Diana, causando agora tanto sofrimento a João e Inês. Mais tarde, diz a António que desconfia que Diana vai reaparecer, mais cedo ou mais tarde.

Nuno continua apreensivo com o desaparecimento de Diana, perdido sem saber se deve ou não prosseguir com os planos que traçaram para destruir a Ioiô. Ricardo desafia-o, garantindo que vai estar atento à gestão que ele faz da empresa.

Isabel sente-se angustiada na véspera do julgamento de Luís. A relações públicas começa a encarar seriamente a hipótese se pedir ao tribunal a guarda total de David, caso o pai dele seja condenado. Jaime dá-lhe todo o apoio e fica nas nuvens quando Isabel confessa que gostava de morar com ele, levando o filho consigo. Sandra, por sua vez, está muito abalada, pensando que terá de reviver o ataque que Luís lhe fez e a violação que se seguiu. Tiago tenta confortar a namorada, mas sem sucesso.

Fátima e Catarina opõem-se à venda da fábrica de enchidos, pois Victor recusa-se a dizer quem é o investidor que a pretende comprar. No entanto, as colegas não lhes dão ouvidos e aceitam a proposta de Victor, ofendendo Fátima e Catarina. Ao ver a preocupação das amigas, António prontifica-se a tentar saber quem é o homem que deseja tanto comprar a Campo Rico.

Sara, janta em casa dos Caldas Ribeiro e é elogiada pela forma como tem contribuído para a recuperação de Adelaide.

Sheila queixa-se que Gastão não lhe tem dispensado a atenção que ela merece. O advogado promete que tudo irá mudar quando forem para a casa nova.

Rita desabafa com Gabriela, confessando que não está a conseguir lidar com o regresso de Mónica à vida de Daniel.

César protesta queixando-se da ausência de Sandra, obrigando-o a fazer o trabalho dobrado no café. Álvaro repreende-o e lembra que quando ele teve o problema na coluna também o dispensou.

Armando perturba o treino físico de Gi e consegue acabá-lo mais cedo, livrando-se do professor Micael. Gi critica os ciúmes do marido e fica furiosa com ele. Mais tarde, Gi zanga-se com Armando que come desalmadamente, aconselhando-o a fazer dieta. O empresário não gosta da conversa e levanta-se da mesa, preferindo ir fazer companhia aos seus caracóis, seu novo e próspero negócio.

Lourenço tenta convencer Helena a vender a herdade do Poço, mas ela mantém-se irredutível. No entanto elogia a persistência que ela revela para fazer o negócio.

A polícia judiciária informa que localizou Diana num lar, identificando-a como Marta Nogueira. Inês apressa-se a visitar a irmã que finge estar com amnésia, dizendo que não se lembra de nada e não reconhece ninguém. A enfermeira que a acompanha confirma o diagnóstico, assegurando que Diana efectuou os exames médicos que revelaram a doença. Inês fica chocada e preocupada com a notícia.

Diana representa o seu papel na perfeição, fingindo não se lembrar quem é, nem de todo o mal que fez às pessoas que a rodeavam. O médico que a observou garante, também enganado, que ela tem mesmo uma forte amnésia, chegando ao ponto de pedir a Inês que dê todo o apoio à irmã. Inês fica chocada e desabafa que esta doença não podia ter vindo em melhor altura para quem cometeu crimes tão graves como Diana. Tiago não se conforma com a situação, mas João ainda acrescenta que Diana pode não estar a fingir.

Marisa percebe o desânimo de Graciete e António e oferece-se para pagar o jantar.

Eunice entra em choque ao saber que Diana sobreviveu, temendo que ela volte para se vingar e fazer mais mal à sua família. Inês e Tiago ficam preocupados com a ansiedade da mãe.

David insiste em falar com o pai não entendendo o seu silêncio. No entanto, quando liga a Luís, este não atende o telefone. Isabel mente a David, explicando que o pai deve estar numa reunião.

César convence Marco a desenhar os equipamentos do futebol feminino, mas não consegue, ainda, que Álvaro patrocine a sua equipa.

Armando fica zangado por Gi montar uma passadeira na sala, para fazer exercício. Acaba por ceder à tentação e vai experimentar o equipamento, caindo redondo no chão.

Daniel não gosta que Mónica apareça de surpresa para visitar os filhos e deixa-a frustrada, recusando lanchar com ela e com os miúdos.

Liliana mostra-se radiante por ficar a tomar conta do lagar com Orlando, enquanto Rita vai passar uns dias com a família em Lisboa.

Adelaide confessa a Francisca que está empenhada em ajudar um jovem alcoólico que conheceu nas reuniões de terapia. João chega nesse instante a casa e deixa a tia e a mãe chocadas ao revelar que Diana está viva. Adelaide diz de imediato que ela está a fingir que ficou amnésica, enquanto Francisca se mostra mais ingénua e tolerante. João deseja do fundo da alma que Diana pague pelo que fez. Gastão avisa que se o tribunal levar em consideração o estado de amnésia. Isso pode não acontecer.

Ricardo recebe com agrado a notícia do reaparecimento de Diana, mas esconde ter ficado feliz. Graciete recebe a notícia desgostosa e abandona as roupas pretas que vestia, desde que Diana desapareceu no rio.

Abalada psicologicamente, Eunice agradece a Tiago e Inês por lhe terem perdoado o facto de ter escolhido estar ao lado de Diana.

César leva uma canelada de Marisa no treino de futebol, por ter aceitado jogar na equipa de Sheila que tinha menos uma jogadora.

Sandra testemunha por carta contra Luís, evitando a humilhação de ter de explicar em tribunal como ele a violou. As provas contra Luís são evidentes e acaba por ser condenado a seis anos de prisão, que terá de cumprir na íntegra. Isabel fica estarrecida com a sentença.

Nuno fica preocupado ao saber que Diana está internada num lar.

Inês e Eunice não se conformam e contam a Diana quem ela é na realidade e os crimes que cometeu contra a sua própria família. Diana finge-se muito perturbada e simula um ataque de histeria. Eunice e Inês ficam em grande tensão.

nas redes

pesquisar