SIC

Perfil

De segunda a sexta

Laços de Sangue - 2º semana - 17 a 23 de outubro

Tiago mata Alice; Ricardo beija Diana; Frederico finge-se apático mas está a melhorar

Rita corre a avisar João que Inês caiu à água. João precipita-se e atira-se ao rio, ajudando Diana que resgata Inês. O médico inicia então a respiração boca-a-boca, reanimando a namorada.

Inês vai, depois do susto, recuperar no camarote do barco. Ricardo, ajuda Diana a subir, elogiando-lhe a determinação por ter acudido a Inês. Esta recebe mais tarde Diana e como agradecimento convida-a para trabalhar no restaurante. No final da festa, Ricardo oferece boleia a Diana, tentando conquistá-la. A vilã contorna o assédio e indica a Ricardo uma morada falsa onde ele a deixa. Quando o gestor se afasta de carro, Diana apanha o metro, rumo à sua verdadeira casa. Ao chegar, informa sobranceira, Graciete e António que vai deixar de trabalhar no mercado e também no café de Álvaro, pois foi convidada a servir num restaurante de luxo. Álvaro não gosta da ideia quando sabe, mas César rejubila, dizendo que assim vai conservar o emprego, devido à saída da colega.

Tiago mente a Eunice, justificando que não pode estar no jantar de noivado de Inês, porque tem de viajar para o Algarve em trabalho. A mãe diz que está a pensar oferecer a Inês um anel que pertenceu à sua bisavó. Tiago gela, pois teme que a mãe dê por falta do relógio de ouro que ele perdeu ao jogo. Tiago apressa-se a ir pagar a sua divida com o dinheiro que Ricardo lhe deu e tenta recuperar o relógio. Sai destroçado, pois o novo proprietário exige agora duzentos mil euros para vender o relógio. Eunice acaba por dar falta dele e diz a Antónia, a empregada, que têm de revirar a casa para o encontrar.

Sob as orientações de Fátima e Catarina, a fábrica de produtos alimentares regressa à actividade, mantendo a esperança dos trabalhadores.

No mercado Sheila provoca Marisa, atirando piropos a César. Marisa reage para não perder o marido.

Marco pede dinheiro a Álvaro mas é mal agradecido para com o pai.

Eunice e Gi confessam-se deslumbradas com Diana.

Gi acompanha Armando que vai comprar um cavalo e resmunga por estar a dar cabo dos seus sapatos de marca.

Bernardo censura Lourenço pelo facto do empregado estar a aprender gestão imobiliária através de livros americanos. No entanto, não resiste para espanto de Lourenço, que ele próprio tenciona escrever um livro sobre o mesmo tema, pois o mundo não pode ficar privado dos seus conhecimentos.

Luís rouba a ideia de um novo brinquedo a Manel, mas este não tem a coragem de o denunciar.

Na mansão dos Caldas Ribeiro, a noite é de celebração do noivado de João e Inês. Adelaide persiste em criar conflitos com Francisca e lembra que a felicidade de João não pode ser plena pois não tem a presença do pai, Henrique. Gustavo repreende Adelaide, mas ela não liga e vinca que Francisca foi abandonada pelo marido. O incómodo instala-se na sala e Vicente comenta com Rita que o espectáculo está armado. Frederico troca um olhar tenso com Ricardo e começa a tremer. Francisca abeira-se do pai preocupada, mas é João que consegue serenar o avô.

Nesse momento, com a ajuda de Ricardo, Tiago introduz-se no escritório da casa, arrombando o cofre onde estão guardados os documentos com que Frederico pode provar o desfalque que Ricardo deu na empresa, colocando assim o neto na cadeia. Tiago tira também dinheiro e uma pistola. É surpreendido por Alice, que entretanto foi buscar a sua mala. Alice é manietada pelo intruso e debate-se para se libertar. Inês passa nesse momento à porta do escritório e ainda assiste ao final da luta que acaba de forma trágica, pois Tiago atinge Alice com um tiro. Esta, antes de desfalecer, deixa a descoberto a tatuagem do ladrão, para que Inês veja. O barulho do tiro atrai toda a família. João tenta socorrer a irmã, enquanto Manel chora suplicando que lhe salvem a mulher e a criança que carrega no ventre. Alice é transportada ao hospital, enquanto a Polícia Judiciária inicia a sua investigação. Francisca está devastada com o que sucedeu à filha. Ricardo está gelado embora disfarce o seu estado emocional. Inês revela às autoridades que o assaltante tem uma tatuagem com quatro ases na omoplata.

Tiago vagueia por Lisboa, escondendo-se da polícia que passa perto de si.

Apesar dos esforços dos médicos, Alice morre e por consequência a bebé que esperava. João e Manel choram convulsivamente, abraçados, um ao outro.

Inês é interrogada pela Polícia Judiciária. O agente dá a notícia da morte de Alice, provocando grande consternação em Francisca, incrédula por perder a filha, e Rita inconformada com o assassínio da irmã. Manel está devastado pela morte da sua jovem mulher; João tenta com dificuldade reconfortar o cunhado.

Tiago tenta contactar Ricardo que não pode atendê-lo para não se denunciar perante a família. No funeral da prima, Ricardo tenta saber junto de Eunice onde está Tiago. Este vagueia pela cidade e destrói o telemóvel, irritado por não conseguir falar com o vilão.

Diana não perde a oportunidade para se aproximar de Inês e vai ao funeral de Alice para dar as condolências á família Caldas Ribeiro. Fica incomodada com a cumplicidade de Inês e João. Depois das cerimónias fúnebres, Diana segue com Inês e Eunice para o seu primeiro dia de trabalho no restaurante.

João tenta aliviar o ambiente de dor que a família sente e marca jantar no Phado. Ricardo não tem como rejeitar o convite do primo. Manel acaba por se deixar convencer e bebe para atenuar a dor que sente pela morte da mulher da sua vida. Diana não perde uma oportunidade para se insinuar, quer a João, quer a Ricardo. Terminada a refeição, Ricardo finge que vai para casa, mas acaba por regressar ao restaurante. Convida Diana para ir tomar uma bebida a sua casa e não resiste a beijá-la. O momento é interrompido por Tiago, que está desesperado por ter assassinado Alice. Com o pretexto de ter um assunto urgente de trabalho para tratar, Ricardo pede a Diana que vá para casa e o deixe a sós com Tiago. Ela finge compreender a situação, mas fica a escutar à porta a conversa entre os dois comparsas. Ricardo está furioso com Tiago que, para além de não ter conseguido descobrir os documentos que o comprometem, ainda sujou as mãos matando Alice.

Gi está furiosa com Armando, pois o marido comprou uma égua, dando-lhe o nome de Giraldinha, dizendo que a quer homenagear. Bernardo diverte-se com a irritação da mãe.

Ricardo é agressivo para Gabriela, quando tenta que a secretária lhe revele onde é que o avô terá colocado os documentos que o comprometem, por ter desfalcado a empresa de brinquedos.

Eunice conta a Inês que o relógio de ouro que pertencia ao pai, Joaquim, desapareceu.

A relação entre Adelaide e Gastão continua a degradar-se. Ela não para de beber, recriminada pelo marido que ironiza, dizendo que tem de trabalhar, pois alguém tem de pagar a conta da farmácia.

César aldraba um cliente no café mas Álvaro apercebe-se e pede desculpa, servindo a sanduíche que o homem pediu.

Fátima confessa a Catarina que a situação da fábrica que compraram a Armando é pior do que se podia imaginar.

Liliana pede boleia de mota a Zé, mas o amigo recusa-lhe o pedido, dizendo que não pode dar-se ao luxo de perder o emprego na pizzaria.

Gabriela humilha Lourenço, dizendo que ele é incompetente, até a vender casas.

Ricardo passa um cheque a Ricardo e diz-lhe que desapareça para o Brasil, preocupado com a investigação policial que os pode ligar à morte de Alice. Diana escuta a conversa e fica na posse de informações valiosas. Mais tarde, Ricardo procura Diana para continuar o que não conseguiu terminar quando foram interrompidos por Tiago, mas ela esfria o relacionamento dizendo que não é quem ele pensa e que escondeu a verdade sobre si.

Tiago mente a Eunice e Inês, dizendo que vai ausentar-se para o Brasil, uma vez que recebeu uma tentadora proposta de trabalho. A mãe e a irmã não suspeitam que Tiago está em fuga, depois de ter assassinado Inês. Eunice conta ao filho que o relógio de ouro de Joaquim desapareceu. Tiago não tem coragem para confessar que o perdeu ao jogo e coloca as culpas na empregada. Eunice deixa-se levar pela mentira do filho e despede a empregada.

Marco pede dinheiro ao pai para almoçar na escola, mas Álvaro critica o filho por gastar demais. O rapaz vinga-se, roubando um boné a outro miúdo que se cruza com ele e com os amigos na rua. Álvaro e Fátima não suspeitam que Marco dá os primeiros passos na marginalidade.

Adelaide provoca Gastão e exaspera o marido de tal forma, que este a agride com uma estalada na cara.

Manel sofre com a perda de Alice e não consegue trabalhar. Percebendo que necessita de apoio, aceita o convite de João para mudar-se para a moradia dos Caldas Ribeiro.

Dolores visita a imobiliária, interessada em comprar uma casa para o filho. Lourenço prepara-se para atender a cliente, mas Bernardo antecipa-se e começa a pôr em campo todo o seu charme.

Marisa e Sheila pegam-se à pancada no mercado. César, alertado pelos gritos da mulher vai separá-las.

Armando é rejeitado no clube equestre, por não possuir a árvore genealógica da família.

Fátima propõe a redução de salários para salvar a fábrica. As operárias acabam por concordar com a medida.

Inês considera a possibilidade de adiar o casamento com João, devido à morte de Alice mas ele recusa.

Luís está visivelmente contrariado por ter de comemorar o décimo aniversário de casamento com Isabel, mas mesmo assim compra um anel à mulher. Catarina, a amante, também não é esquecida e Luís compra-lhe um fio.

Inês resigna-se com o despedimento de Antónia, perante a explicação de Eunice, para ter tomado essa atitude.

Diana engana Ricardo e afasta-se dele, argumentando que não está preparada para ter um relacionamento com ele, pois pertencem a mundos diferentes.

Adelaide ameaça sair de casa depois de ter sido agredida por Gastão. O marido volta a humilhá-la e faz com que ela perca a coragem. Adelaide refugia-se mais uma vez no álcool.

Liliana está em pânico, pois os pais mandaram dizer que vão visitá-la. Assim decide fingir que está a acabar o curso, quando na realidade ainda não passou do primeiro ano.

Francisca e João constatam que Frederico evidencia melhoras. João sugere que se limpe o escritório onde Alice foi morta, para que o avô lá possa voltar.

Sem qualquer entusiasmo, Luís oferece a Isabel o anel que lhe comprou para assinalar dez anos de casamento. Isabel não se apercebe da indiferença do marido, ignorando tão pouco que ele tem uma amante.

Inês e Eunice dão boleia a Diana, para que não vá sozinha para casa. Durante a viagem, Inês faz sugestões para dinamizar o restaurante. Eunice vibra com as ideias da filha, enquanto no banco traseiro, Diana serra os punhos e recorda-se de quando sofreu com Inês, o acidente que haveria de lhes mudar o destino. Diana contém a raiva que sente e esconde a Eunice que, por momentos, viajou no tempo.

Gastão lembra a Ricardo a importância de assumir de vez a presidência da Ioiô. Mais tarde, o vilão recebe a confiança da família para ocupar o cargo. Ricardo é invadido pelo sentimento de culpa, por ter provocado a morte de Alice.

Marisa manda mensagens de telemóvel que intrigam Sheila.

Fátima procura que vários bancos lhe concedam o crédito que tanto necessita, para pagar as dívidas que Armando deixou na fábrica. O esforço é inglório e a o fecho da empresa paira sobre as cabeças dos trabalhadores.

Bernardo faz amor com Dolores e consegue vender-lhe a casa para o filho.

Isabel faz a mala de Luís, crente de que o marido vai para fora em trabalho, quando na realidade se prepara para passar uns dias tórridos e apaixonados com Catarina.

Álvaro repreende César por insistir em enganar os clientes do café.

Gi fica horrorizada quando Armando começa a “fabricar” a árvore genealógica para entregar no clube equestre de que quer fazer parte, custe o que custar.

Gabriela insulta Lourenço, dizendo que o marido é um banana.

Frederico regressa ao escritório da mansão e, quando fica sozinho, olha para uma cadeira com fundo falso onde escondeu os documentos que provam a burla cometida por Ricardo. Tenta chegar-lhe com grande esforço e acaba por pronunciar o nome do neto, ao verificar que o dossier não está onde o havia colocado. Rita entra nesse instante e grita, surpreendida que o avô falou.

Frederico pronuncia o nome de Ricardo e continua muito agitado. Rita chama Francisca, João e Manel para que testemunhem a alteração do estado de saúde do avô. João toma a iniciativa de chamar Ricardo. Este vai o mais depressa que pode, preocupado por não saber se Frederico o denunciou. O vilão percebe que o avô nada disse sobre o desfalque que ele deu e lança-lhe um olhar duro, em jeito de aviso. Antes de deixar a mansão dos Caldas Ribeiro, finge-se feliz com a melhoria do estado de saúde de Frederico.

Inês elogia o trabalho de Diana no restaurante. A nova funcionaria, apoia Inês quando esta se culpabiliza pela morte de Alice.

Para dinamizar a facturação da fábrica, Fátima tem a ideia de recorrer às receitas antigas para produzir massas e bolachas de melhor qualidade. Catarina fica entusiasmada, acreditando que é possível começar a ganhar mais dinheiro que salve os postos de trabalho. Álvaro dúvida do sucesso da medida mas garante que apoia Fátima no que for preciso.

Aproveitando a ausência de Manel no atelier, Luís rouba-lhe os projectos que ele tinha em mãos e apresenta-os com sendo seus a Vicente.

Adelaide não esconde a amargura que sente de Gastão e diz que para ela é indiferente se ele janta ou não em casa.

Ricardo trata Gabriela com frieza quando ela pergunta se Frederico voltou a falar. A secretária fica inquieta por Frederico ter balbuciado o nome de Ricardo e em casa, fica tão absorvida com os seus pensamentos que nem presta atenção ao que Lourenço lhe diz.

Adelaide choca a família com a sua frontalidade e Gastão arrasta-a para casa, também ele indignado com o comportamento da mulher.

Lourenço passa a noite em casa de Catarina. Oferece-lhe um fio, bebem vinho e fazem amor. Isabel interrompe o idílio quando liga para o marido perguntando se corre tudo bem na sua viagem de trabalho. Luís mente, ficando envergonhado por ter atendido a mulher. Catarina tranquiliza-o dizendo que compreende a situação. Luís desabafa que está saturado de não poder ficar com a amante para sempre e garante que as coisas vão mudar.

Com a ajuda de Tremoço e Zé, Liliana começa a preencher as fitas como se fosse finalista de um curso superior para enganar os pais que a vão visitar.

Gastão compra um título de conde para Armando, que assim pode formalizar a sua inscrição no clube equestre. No entanto o empresário tem de comprar igualmente o solar onde o nobre habita. Gastão fica incomodado com a falta de cultura de Armando.

Frederico finge-se apático e esconde que mexe os dedos da mão com assinalável destreza, mostrando-se satisfeito por estar aos poucos a recuperar do AVC que sofreu.

Bernardo e Dolores comem morangos, bebem champanhe e fazem amor. A relação acaba quando ambos concordam que não podia ser mais do que um caso.

Eunice está aborrecida por Tiago não ter dado noticia desde que foi para o Brasil.

Sheila irrita-se porque Marisa diz que teve uma grande noite com César.

João deixa cair a máscara de duro e chora a morte da irmã nos braços de Inês.

Ricardo é contactado por Tiago e transfere-lhe imediatamente dinheiro para a conta que ele abriu no Brasil. Ricardo ordena-lhe que não o procure mais.

Lourenço ajuda Bernardo a escrever o livro sobre a estratégia para vender casas. Bernardo fica impressionado com a capacidade do seu empregado mas não quer demonstrar.

Rita tem um ataque de pânico, pressionada como correctora da bolsa e provoca grandes prejuízos aos investidores que representa. O chefe e os colegas não escondem o nervosismo.

nas redes

pesquisar