SIC

Perfil

De segunda a sexta

Laços de Sangue - 1º semana - 10 a 16 de outubro

Diana descobre que é adoptada e procura a família verdadeira, Frederico sofre AVC depois de confrontar Ricardo sobre desfalque.

1º Episódio

Inês e Marta fazem um piquenique com os pais, Joaquim e Eunice, numa praia fluvial. Marta, sempre com ciúmes da irmã, provoca um acidente e as duas caiem ao rio. Joaquim precipita-se para as salvar, nadando até ao limita das sua forças. Consegue deixar Inês numa rocha e Marta nas margens do rio, fora das vistas de Eunice, que fica desesperada sem conseguir ajudar. Joaquim bate com a cabeça numa pedra e afoga-se no rio. Inês é resgatada pela polícia e pelos bombeiros, enquanto Marta desaparece sem deixar rasto.

Graciete e António regressam a casa, depois de terem ido ao cemitério, colocar flores na campa da filha, que morreu recentemente. Deparam-se com uma criança a vaguear na estrada e adoptam-na como se fosse a sua filha, perante a insistência de Graciete que a “baptiza” com o nome de Diana, a filha que perdeu. Para não levantar suspeitas, o casal muda-se para Lisboa.

Eunice faz o funeral do marido, Joaquim, prometendo a Inês que ainda vão encontrar Marta, cujo corpo nunca apareceu.

Vinte e seis anos mais tarde, Diana, trabalha com Graciete no mercado vendendo flores, e no café de Álvaro, mas sempre protestando com a vida que tem.

No mercado, Sheila tenta, por tudo, roubar a clientela a Marisa, originando uma discussão já habitual. Graciete põe água na fervura e Diana sai agastada com a situação, lamentando a pobre vida que tem.

Por oposição, Inês vive feliz e ajuda a mãe, Eunice, a gerir o restaurante. Tiago preocupa tanto a mãe como a irmã, chegando a casa de manhã, depois de mais uma noite de jogos de azar.

Inês fica eufórica quando recebe um bilhete de avião para se juntar ao namorado no Rio de Janeiro. João é um médico que está a ajudar indígenas na amazónia, cumprindo um programa de vacinação. A tribo é atacada por traficantes de madeira e João consegue acabar com o combate, salvando o filho do chefe indígena, ferido durante a refrega. O líder da tribo, faz uma festa de homenagem ao jovem médico, que depois de cumprir a sua missão, parte ao encontro da namorada, no Rio. João aproveita o reencontro romântico, para pedir Inês em casamento. Ela aceita sem pestanejar, cada vez mais apaixonada.

O avô de João, Frederico, reformou-se da empresa de brinquedos que fundou, a Iôiô, entregando a gestão ao outro neto, Ricardo. Este, sedento de poder e dinheiro, dá um desfalque na firma de quinhentos mil euros. Frederico descobre o golpe e garante a Ricardo que o vai entregar à polícia. A discussão provoca grande comoção em Frederico, que sofre um AVC, ficando sem fala, tombando nos braços do neto. Ricardo fica sem saber onde o avô escondeu o dossier que pode denunciar o seu crime.

António regressa a casa, depois de cumprir mais uma viagem como camionista de longo curso. Graciete queixa-se ao marido do comportamento de Diana nos últimos tempos. António responde que nunca a deveriam ter adoptado, reforçando que ela nunca será filha deles. Diana ouve, por acaso a conversa e fica transtornada com a revelação. Quando fica a sós com aquela que sempre julgou ser sua mãe, reage com toda a sua revolta, exigindo saber quem são os verdadeiros pais.

César trabalha no café de Álvaro e vive na preocupação de vir a ser despedido, depois do patrão confessar que o negócio vai mal. Álvaro desvaloriza as preocupações do empregado. Sheila entra no estabelecimento e começa a acariciar César, provocando o ataque de ciúmes em Marisa que corre com ela, beijando o rapaz para vincar que é o seu homem.

Na fábrica de produtos alimentares, Fátima tenta que Armando pague os salários em atraso. Este finge-se condoído com a situação dos trabalhadores, mas vai jantar com Gastão, o seu advogado, que o aconselha com decretar a falência da empresa, sem pagar o que deve aos empregados. Sem saber desta traição, Fátima e Catarina concordam que devem tomar medidas, pois vêm o patrão sair da empresa num carro de luxo.

Antes de sair de casa para ir jantar com o cliente, Gastão reage às críticas da mulher, Adelaide, dizendo que se ela beber mais uns conhaques, ficará mais tranquila. Na ausência do advogado, Adelaide tenta resistir, mas acaba por beber.

Catarina recebe uma mensagem de Luís, em que o amante marca novo encontro no apartamento dela. Para sair de casa, Luís engana a mulher, Isabel, e o filho, David, dizendo que tem de regressar à fábrica Iôiô para terminar um trabalho.

2º Episódio

Diana exige saber quem são os verdadeiros pais e ameaça sair de casa, perante o desespero de Graciete, que é obrigada a contar toda a verdade. António permanece conformado, como se esperasse este desfecho inevitável. Diana varre tudo à sua passagem, magoada por ter sido enganada, durante anos, quanto às suas origens. Quando a fúria passa, Diana volta para junto dos pais, pedindo desculpa pela reacção intempestiva, mas criticando Graciete e António, por lhe terem escondido a verdade. António desconfia da atitude de Diana e tem razões para isso. A filha adoptiva parte para Viana do Castelo, onde investiga as suas origens. Através do bombeiro Silvério Roque, presente no dia em que Joaquim morreu e que a irmã desapareceu, Diana consegue obter os dados que necessita para localizar Inês e Eunice. Enquanto Graciete desespera e se prepara para comunicar à polícia o desaparecimento de Diana, esta chega ao prédio onde viveu, enquanto menina, com a sua família biológica, vendo em lágrimas a sua irmã Inês a sair de casa.

João termina de forma abrupta o seu noivado idílico com Inês, no Rio de Janeiro, ao receber a chamada de Rita que o informa que o Frederico está internado em estado crítico depois de sofrer um AVC. João junta-se à família e emociona-se quando visita o avô. Este, sem poder falar, deixa que as lágrimas lhe percorram o rosto. Ricardo mente à família, dizendo que Frederico sofreu o acidente vascular cerebral, quando discutiam o projecto de um novo brinquedo.

Isabel planeia comemorar com Luís o aniversário de casamento, passando um fim-de-semana fora, mas o marido desculpa-se com o argumento que tem de viajar em trabalho. Catarina, por seu lado, mostra-se radiante, pois vai passar esse fim-de-semana com Luís. Diana pergunta-se como é que Isabel pode ser tão distraída para não perceber que o marido tem uma amante.

Armando choca a mulher Gi, ao assumir que vai decretar a falência fraudulenta da empresa, preparando-se para deixar os empregados na miséria. Bernardo, só pensa no que pode lucrar para a sua imobiliária com o golpe do pai.

Armando, com a colaboração de Gastão, seu advogado, começa a retirar as máquinas da fábrica, pois já tem a quem as vender. Zé, que trabalha na entrega de pizzas, vai ao café do Álvaro e denuncia as manobras do empresário. Fátima apressa-se em dar o alarme aos trabalhadores de fábrica e, todos juntos, fazem frente a Armando, que treme com os insultos que ouve. Catarina é a primeira a pôr as mãos no fato do patrão.

Tiago aproveita a ausência de Eunice e Inês, para roubar o relógio de ouro que pertenceu ao pai, com o intuito de o apostar no jogo, com a esperança de pagar assim o dinheiro que deve. A sorte volta a ser madrasta e Tiago perde a aposta, ficando com apenas um dia para pagar o que deve.

3º Episódio

Diana está obcecada com Inês e começa a seguir todos os passos da irmã. Observa o seu relacionamento com a família Caldas Ribeiro, vendo Inês mostrar a Isabel o anel de noivado que João lhe ofereceu. Inês mostra-se compreensiva pelo facto de João ter querido adiar o casamento, em virtude do problema de saúde do avô Frederico.

Diana preocupa Graciete e António, dizendo que vai procurar emprego, pois não quer continuar a servir no café de Álvaro, nem a vender flores no mercado. Diana dá mais um passo para se vingar de Inês e vai ao restaurante M pedir emprego. Eunice prepara-se para a cumprimentar, mas ao ver-lhe o rosto desmaia, sendo amparada na queda por Diana.

Tiago desespera com as dívidas de jogo que não consegue pagar e pede um adiantamento de salário a Ricardo. Este, implacável, recusa e Tiago apanha uma valente tareia dos seus credores.

Armando tenta comprar Fátima e Catarina, para que convençam os trabalhadores da fábrica, na maioria mulheres, a irem para casa, permitindo que ele retire as máquinas da fábrica. Fátima e Catarina recusam levando a que o patrão chame, em fúria, a polícia. Gi vai apoiar o marido, depois de se ter pavoneado no restaurante de Eunice, publicitando a sua organização do aniversário da Ioiô. Gi leva o jantar ao marido e propõem-se dialogar com as trabalhadoras revoltadas. É enxovalhada quando entra na fábrica e durante o discurso que profere. Num impulso, depois de ouvir Armando reafirmar a falência da empresa, Fátima decide comprá-la por um euro, assumindo as dívidas da fábrica para salvar os postos de trabalho. Armando concorda, radiante. Álvaro apoia a mulher na nobre decisão que teve. As colegas também apoiam, convictas que vão preservar os empregos.

Ricardo fica preocupado quando Gabriela diz ter estranhado que Frederico não a tenha informado do negócio com a firma do Panamá. A secretária diz que não tem cópia do contrato, mas Ricardo tenta desviar-lhe as atenções, recomendando que não se preocupe, pois os documentos devem estar seguros em casa. Para ficar sossegado, Ricardo visita o avô, certificando-se de que Frederico está mesmo impossibilitado de falar, não podendo denunciá-lo. Frederico fica inquieto ao receber a visita do neto, que cinicamente o acarinha.

Adelaide, embriagada, acusa Gastão de a ter conduzido a uma existência votada ao álcool, por ter andado a disputar os amores da sua irmã Francisca, antes de casar consigo.

Tremoço á obrigado a pagar o pequeno-almoço a Liliana porque ela finge ter-se esquecido da carteira. De regresso a casa, reencontram Zé, que com eles divide o apartamento, convencendo-o a trazer o jantar da pizzaria onde trabalha.

Fátima e Álvaro estão preocupados com o futuro financeiro da família mas Marco alheia-se dos dramas dos pais e só pensa em comer e beber.

João confessa a Manel a sua desilusão por ter sido obrigado a adiar o casamento com Inês.

Adelaide continua a beber e sugere que se interne Frederico numa casa de repouso, quando o patriarca da família deixar o hospital. Francisca fica agastada com a irmã e diz que vai tomar conta do pai.

4º Episódio

Eunice recompõe-se do desmaio e diz a Diana que teve apenas uma baixa de tensão. Repara que a sua jovem interlocutora tem a camisa manchada de sumo e oferece-lhe uma de Inês que Diana veste no escritório da irmã. Eunice está fascinada com a cara nova que apareceu no restaurante e reconhece que Diana tem algo de familiar. Talvez por sentir simpatia por ela aconselha Gi a contratá-la para a equipa que vai servir na festa do cinquentenário da Ioiô. Álvaro fica desanimado, quando Diana diz que mais tarde ou mais cedo vai deixar de trabalhar no café, pois teme ficar dependente do desastrado César.

Tiago insiste com Gabriela para que lhe adiante o dinheiro do vencimento, que possibilite pagar a divida de jogo que já lhe valeu uma tareia. Ricardo estranha a insistência do seu colaborador e informa-se sobre ele. Mais tarde, visita-o em casa e propõe-lhe um serviço, pelo qual pagará mais do que Tiago necessita para se livrar dos credores. Para esconder o que na realidade lhe sucedeu, Tiago mente a Inês dizendo que as marcas que tem na cara resultaram de ter sido assaltado.

Luís fica desiludido, pois Catarina desmarca o fim-de-semana que tinha marcado com ele, uma vez que está cheia de trabalho para recuperar a fábrica que Armando queria levar à falência. Fátima é a escolhida para presidir à cooperativa e surpreende o antigo patrão, ao vincar que já tem advogada para tratar da compra da fábrica.

Armando, obcecado por pertencer ao clube equestre, pede a Bernardo que interceda junto dos seus clientes para que façam o pai sócio.

Francisca fica zangada com Adelaide, quando a irmã avança com a ideia de internar Frederico numa casa de saúde, para não ter trabalho com o pai, quando este deixar o hospital. Francisca diz ofendida que já arranjou uma enfermeira que se ocupará de Frederico. Este fica muito agitado quando Adelaide diz que já é tempo de Ricardo assumir definitivamente as rédeas da empresa. João faz festas no avô e tranquiliza-o.

Rita é promovida, depois dos excelentes resultados que obteve como correctora. A caminho de casa sofre um ataque de pânico e sofre um acidente de automóvel. Depois de observada pelo médico, convence Vicente a passarem um fim-de-semana na herdade da família no Alentejo. Sandra, a filha do caseiro, seduz Vicente sem que Rita perceba.

Tremoço fica cheio de ciúmes quando entra em casa e vê Liliana a comer com Zé a pizza que este levou para o jantar. Liliana tira-lhe, carinhosamente fios de queijo que ficaram na cara de Zé.

Frederico regressa finalmente a casa, rodeado de todos os cuidados por parte da família, especialmente Francisca.

Gi dá instruções aos empregados que no barco servem o catering da festa da Ioiô. Diana ouve atentamente mas não perde de vista Eunice, mas principalmente Inês. Diana ser5ve uma bebida a Ricardo que fica imediatamente cativado por ela. Gabriela trata mal o marido e chega mesmo a humilhar Lourenço. Isabel critica a secretária por esse comportamento.

Apesar do apoio que João e a mãe lhe dão, Inês vai ficando cada vez mais ansiosa, traumatizada pelo acidente que viveu no rio, em criança. O barco começa a balançar cada vez mais, sob a acção das ondas. Uma delas, mais forte, faz com que Inês se desequilibre, caindo à água. Eunice grita que a filha não sabe nadar, vivendo a mesma tragédia pela segunda vez. Diana despe-se e atira-se à água, para salvar Inês.

nas redes

pesquisar