SIC

Perfil

Melhor Grupo

Os quatro melhores grupos portugueses com discos lançados em 2016

Capitão Fausto

Capitão Fausto

“Uma banda de rock de Lisboa”, é assim que os Capitão Fausto se definem. Lançaram o seu primeiro álbum, ‘Gazela’, em 2011 e, três anos depois, o ‘Pesar O Sol’. Em 2016, apresentaram o disco Capitão Fausto Têm os Dias Contados, o mais complexo dos três. Considerado pela equipa da Blitz o melhor álbum de 2016, pretende contar as experiências de cada um dos cinco membros do grupo: Tomás Wallenstein, o vocalista, e os músicos Salvador Seabra, Francisco Ferreira, Manuel Palha e Domingos Coimbra. Em fevereiro deste ano, a banda começou a digressão de apresentação do álbum, com concertos marcados em todo o país.

DEAD COMBO

Dead Combo

Foi em 2004 que tudo começou, quando lançaram o seu disco de estreia, ‘Vol.1’, considerado pela Blitz um dos melhores 25 álbuns da música portuguesa dos últimos 40 anos. Um ano depois, um locutor de rádio britânico também distinguiu o disco como um dos melhores de 2005. No ano seguinte, lançaram o ‘Vol.2- Quando A Alma Não É Pequena’. 2008 foi o ano em que Tó Trips e Pedro Gonçalves chegaram aos ouvidos do público, com o lançamento de Lusitânia Playboys. Três anos depois, lançaram o álbum ‘Lisboa Mulata’, com influências africanas. 2012 foi um ano em grande para o grupo: entraram no top 10 do iTunes americano e foram convidados para participar na apresentação do filme “Cosmopolis”, no Festival de Cannes. Em 2014, com “A Bunch of Meninos”, receberam o Globo de Ouro de Melhor Grupo. Em novembro de 2016, chegou ‘Dead Combo E as Cordas da Má Fama’, com participação de Carlos Tony Gomes, no violoncelo, Bruno Silva, com viola de arco, e Denys Stetsenko, violinista.

Deolinda

Deolinda

O jornal britânico The Times diz que são “uma das grandes bandas da Europa” e, de facto, nos últimos quatro anos, os Deolinda, de Ana Bacalhau, Zé Pedro Leitão, Luís José Martins e Pedro da Silva Martins, têm dominado os tops de vendas. Com 'Canção ao Lado' receberam o Globo de Ouro de Revelação do Ano e com 'Dois Selos e um Carimbo', venceram o Globo de Ouro de Melhor Grupo. Em 2013, com o disco “Mundo Pequenino”, o grupo recebeu o Prémio José Afonso e o seu terceiro Globo de Ouro, também de Melhor Grupo. 'Outras Histórias' foi lançado em 2016 e tem participações de convidados como Manel Cruz, dos Ornato Violeta.

HMB

HMB

Influenciados pelo soul, r&b e rock, os HMB juntaram-se em 2007, para cantarem sobre o amor e a alegria de se estar vivo, dando preferência ao português. O seu álbum de estreia surgiu cinco anos depois do nascimento da banda, com músicas compostas pelo vocalista Héber Marques. O álbum ‘Sente’, lançado em 2014, esteve em primeiro lugar no iTunes. Em 2017, surgiu o terceiro álbum de originais do grupo, ‘Mais’, preparado ao longo de 2016. O disco, que inclui êxitos como “O Amor é Assim”, com a fadista Carminho, ou “Peito”, é influenciado, como sempre, pela música negra, mas também tem novas referências como, por exemplo, as músicas de Prince e o som de Lenny Kravitz.

nas redes

pesquisar