SIC

Perfil

Simone de Oliveira – 80 anos de uma artista completa

A atriz e cantora nasceu a 11 de fevereiro de 1938

Foto: João Lima, Expresso

Foto: João Lima, Expresso

Simone de Oliveira nasceu em Lisboa a 11 de fevereiro de 1938. 20 anos depois, Simone estreia-se em público como cantora, no primeiro Festival da Canção Portuguesa, que venceu nos dois anos seguintes. Nos anos que se seguem, grava vários EPs e recebe vários prémios pelas suas canções. 1965 foi um ano de ouro para a carreira musical de Simone: recebeu o prémio de Imprensa para melhor cançonetista, vence pela primeira vez o Festival RTP da Canção com “Sol de Inverno”, representa Portugal no Festival da Eurovisão, em Nápoles e acaba por ser eleita Rainha da Rádio. É em 1969 que Simone interpresa o maior êxito musical da sua carreira, “Desfolhada Portuguesa”, que lhe dá mais uma vitória no Festival RTP da Canção.

Entretanto, perde a voz num incidente que dura dois anos. Nesse período dedica-se a outras áreas, como jornalismo, locução e apresentação de concursos e espetáculos. Passados os dois anos, recupera do problema que lhe tinha afetado as cordas vocais. A voz volta mais grave, mas consegue cantar.

Paralelamente, Simone ingressa numa carreira como atriz, primeiro em revista, e depois em peças dramáticas. É com “A Tragédia da Rua das Flores” que Simone atinge enorme sucesso e ganha o respeito da crítica, que valoriza as suas capacidades enquanto atriz dramática. Em 1977 estreia-se na televisão com “A Feira”.

A ingressão de Simone no mundo das artes acabou por ser coincidência e veio na sequência de uma depressão, diagnosticada aos 19 anos, e que foi consequência de um casamento abusivo, em que a artista foi vítima de violência doméstica.

Mais tarde, do relacionamento com António José Coimbra Mano, teve dois filhos: Maria Eduarda e António Pedro. Com António Mano, nunca chegou a casar-se.

Hoje em dia, Simone é das mais reconhecidas e respeitadas atrizes e cantoras portuguesas. Para além de uma carreira ainda ativa na representação, é frequentemente convidada a fazer duetos e aparições em atuações de outros cantores.

A vida de Simone é atualmente retratada e homenageada em “Simone, o musical”, de Tiago Torres da Silva, que tem a particularidade de ter Simone de Oliveira também em palco.

nas redes

pesquisar