SIC

Perfil

Fotógrafos Mario Testino e Bruce Weber acusados de assédio sexual

Vários modelos masculinos estão a acusar os fotógrafos

Mario Testino e Bruce Weber são reconhecidos fotógrafos de celebridades e campanhas de publicidade e editoriais do mundo da moda – Testino é também o fotógrafo de eleição da Família Real Britânica – e são agora acusados de assédio sexual, juntando-se à lista de nomes que têm vindo a público nas últimas semanas e que se seguiram ao caso Harvey Weinstein, denunciado pelo ‘The New York Times’.

As acusações contra Weber e Testino provêm de declarações feitas, também, ao ‘The New York Times’, onde vários modelos contam as experiências que tiveram com os fotógrafos: “Lembro-me de ele pôr os dedos na minha boca e de agarrar as minhas partes íntimas”, diz Robyn Sinclair sobre Weber, “nunca tivemos sexo nem nada, mas aconteceu muita coisa. Houve muito toque. Muito molestamento”.

A atitude de assédio de Mario Testino era já bem conhecida no meio da moda em Hollywood quando Ryan Locke conheceu o fotógrafo. Locke diz que quando contou a outros modelos que ia conhecer Testino, “todos começaram a fazer piadas ‘aperta bem o cinto’.

As declarações dos modelos ao jornal estadunidense contam episódios de assédio concretos e de forma detalhada. Mario Testino e Bruce Weber já reagiram em comunicado e revelaram-se profundamente chocados com as acusações: “Estou completamente chocado com as alegações ultrajantes contra mim, as quais nego absolutamente”, disse Weber em comunicado através do seu advogado.

Os casos de assédio e abuso sexual estão na ordem do dia em Hollywood e um pouco por todo o mundo e a Harvey Weinstein já se juntaram nomes como Paul Haggis, Steven Seagal, James Franco, Woody Allen, entre muitos outros.

nas redes

pesquisar