SIC

Perfil

Todos os dias

VEM AÍ: Rita tem um plano para desmascarar Sara!

Rita denuncia Sara acusando-a de estar a fazer contrabando de tabaco na Faina Norte. A polícia decide agir!

Christian Gnad

Pedro conta muito assustado a Rita e Horácio que foi convocado para carregar mercadoria de contrabando para bordo do segundo barco da empresa de madrugada e eles decidem que têm de ir ao porto para arranjarem provas do que Sara e Fernando andam a fazer. Pedro receia que sejam apanhados mas Rita dispara que não são burros.

Raia tranquiliza Fernando e assegura que ninguém desconfiou que ele regressasse a Aveiro de avião. Sara, pelo contrário, mostra-se preocupada porque vão carregar 500 mil maços de tabaco e, considerando que a operação é muito arriscada, diz que a vai fiscalizar pessoalmente.

Rita chama o inspector Romão ao seu barco e diz-lhe que quer fazer uma denúncia.

Rita e Horácio, escondidos, observam à distância o embarque do tabaco de contrabando no cais, ansiosos porque Pedro não chega. Nesse instante, a polícia cerca o local e o inspector Romão exibe um mandato judicial a Sara e diz que quer verificar a carga que está a ser transportada para bordo do navio. Rita fica muito satisfeita.

Raia chega com Pedro a um armazém, transportando num camião uma grande quantidade de tabaco. Pedro desabafa que foi por pouco e Raia diz que ele esteve muito bem. O rapaz aproveita para ganhar a sua confiança e relembra que lhe disse que podia confiar em si. Raia não se impressiona e responde-lhe com uma palmada nas costas, vincando que os actos é que contam.

No cais, a polícia constata que os caixotes que estão a ser embarcados estão vazios e Romão manda revistar o bacalhoeiro. Sara e Fernando pedem explicações ao inspector mas ele diz que quando acabarem a revista logo falarão. Quando fica a sós com a mulher, Fernando reconhece que Pedro foi muito útil e garante-lhe que a polícia não vai encontrar nada.

À distância, Rita observa as movimentações no cais e quer ir ter com a polícia para os incentivar a procurar melhor o tabaco que devia estar a ser carregado. Horácio detém-na com grande dificuldade e faz-lhe ver que não se podem expor e denunciar. Rita acaba por concordar que o melhor é desaparecerem dali.

Horácio pede satisfações a Pedro, insinuando que ele avisou os patrões de que a polícia iria aparecer quando o tabaco estivesse a ser carregado para o navio mas o rapaz nega tudo e garante que só se limitou a cumprir as ordens que recebeu. Raia vê-os a conversar e chama Pedro para lhe perguntar o que estava a fazer com Horácio. O rapaz disfarça e assegura que só o foi cumprimentar. O bandido não se convence e pergunta se o velho pescador está metido com Rita na rusga que a polícia fez. Pedro protege Horácio e tranquiliza Raia ao garantir que só quer é que não o chateiem.

Rita regressa furiosa ao barco em que vive e pondera se deve telefonar ao amigo mistério que a tem ajudado. No momento em que vai ligar arrepende-se e opta por falar com Horácio a saber o que é que Pedro lhe disse. Acto contínuo, decreta que não podem confiar nele.

nas redes

pesquisar