SIC

Perfil

Todos os dias

Resumo: 125º Espisódio - 13 de setembro (quarta-feira)

Rita entra em trabalho de parto!

ana antonio bento

*OS RESUMOS DOS EPISÓDIOS ESTÃO SUJEITOS A MUDANÇAS EM FUNÇÃO DA EDIÇÃO DA NOVELA

António diz a Filipa que não gosta de a ver chorar e que se sente infeliz com a situação que criou deve pedir o divórcio porque dele nunca vai ter nada. Filipa não está disposta a ceder e por isso decide canalizar toda a sua raiva para a rival Rita para o seu filho, que está prestes a nascer. Filipa liga ao Dr. Vasques, que lhe garante que o bebe está prestes a nascer. Filipa adianta-lhe que vai estar pronta para o receber.

Quando Rita entra no gabinete do Dr. Vasques para ser consultada, o médico percebe que na sua conta bancária já foram depositados 15 mil euros.

Afonso regressa a casa e confirma a Carmo que Fernando não quer perfilhá-lo. O rapaz adianta que vai terminar com o processo e que agora é ele que não quer ter um pai que o rejeita. Carmo prontifica-se para o registar mas Afonso diz-lhe que não quer ser filho de pai incógnito e que por isso prefere manter tudo na mesma, sem pai e sem mãe.

Horácio leva um abaixo-assinado aos trabalhadores por causa da manifestação de protesto contra a Faina Norte mas só Eunice parece disposta a assinar. As outras têm receio de perder o emprego.

Cláudia comenta com Renata que está preocupada com Elsa por ela andar a enviar fotos em pose sexy ao rapaz que conheceu no campo de férias. Renata aconselha-a a falar com a irmã sobre os cuidados que deve ter num relacionamento e as mudanças que o seu corpo está a ter. Seguindo o conselho da amiga, Cláudia conversa com Elsa mas a irmã não lhe presta atenção e dá a entender que já sabe tudo porque também tem amigas e não está a pensar ir para a cama com ninguém.

Sal aborda Victor e sugere-lhe que a altere os quilómetros dos carros que ele arranja, para poder vendê-los mais caros. Victor aceita desde que receba para fazer a mudança e para se manter de boca fechada. Sal aceita e os dois fecham negócio. Lucinda ainda os vê a apertarem a mão e não gosta nada. Victor assegura-lhe que são só negócios.

Passados 7 meses, Jarvis traz de volta à empresa o papagaio de Sal porque acha que já conseguiu ensiná-lo a não repetir frases insultuosas sobre a patroa, ditas pelos empregados. No entanto, as suas esperanças caiem por terra quando o papagaio volta a dizer que Sal é um burro velho. Jarvis fica aflito mas sem hipótese de fuga porque a patroa ouve o seu animal de estimação e aparece logo. Jarvis ainda sugere levar o pássaro para descansar mas ela decide cancelar todos os seus compromissos para poder estar junto de Mike.

António vai para o barco de Rita munido de produtos de limpeza para ali passar o dia a fazer a manutenção.

Rita começa a sentir contracções e a irmã Madalena aconselha-a a ir para o hospital. O Dr. Vasques diz para irem ter com ele. Pelo caminho avisam Luísa, que pede autorização a Isabel para ir ter com a filha. Ao chegar ao consultório, o médico diz-lhe que terá de fazer o parto mesmo ali no consultório porque já tem muita dilatação e não aguentaria a viagem até ao hospital.

Carmo vai à empresa acusar Fernando de ser um cobarde por ter voltado atrás na decisão de perfilhar Afonso. Fernando tenta justificar-se e lembra-lhe que ela também nunca foi mãe. Carmo garante-lhe que nunca mais quer vê-lo. Ao sair ainda se cruza com Sara a quem acusa de ser responsável pela decisão de Fernando.

Filipa avisa Renata para se preparar porque no dia seguinte vai ser mãe. Renata pergunta-lhe de onde vem o bebe mas ela não diz. A seguir, Filipa telefona a Sara que confirma que o avião está pronto e que a bordo segue também uma enfermeira para a ajudar.

Entretanto, Sara chama Tiago para lhe mostrar o abaixo-assinado dos trabalhadores, que acaba de receber. Sara aconselha-o a aproximar-se de Horácio e diz-lhe que se não serve para controlar as pessoas que trabalham para ela então não serve para gerir nada. Tiago promete resolver o assunto.

Entretanto, Raul oferece-se para imprimir por sua conta os cartazes para a manifestação e Zé Paulo fica muito satisfeito com a notícia. Matilde não acredita que a manifestação venha a produzir resultados e que a empresa possa reconsiderar a sua posição em relação às indemnizações.

nas redes

pesquisar