SIC

Perfil

De segunda a sábado

Resumo: 47º Episódio - 23 de junho (sexta-feira)

Madalena pede ao inspector Romão que proteja Rita; Horácio consegue convencer Sara que é leal à empresa

Christian Gnad

*OS RESUMOS DOS EPISÓDIOS ESTÃO SUJEITOS A MUDANÇAS EM FUNÇÃO DA EDIÇÃO DA NOVELA

Horácio discute com Pedro no Meia Desfeita e acusa-o de ter avisado Sara de que Rita iria invadir o gabinete dela na Faina Norte para arranjar provas dos crimes que andam a cometer. O rapaz fica desesperado e nega tudo, provocando ainda mais a ira de Horácio que grita com ele. Matilde aproxima-se e defende o neto, enquanto o velho pescador incita Pedro para que conte à avó o que anda a fazer. Zangado e de lágrimas nos olhos, Pedro dispara, antes de se afastar, que anda a fazer pela vida e que ele devia alinhar, pois não anda a nadar em dinheiro. Matilde fica ainda mais intrigada e pergunta a Horácio o que foi aquilo mas ele manda-a perguntar ao neto o que se passou e vai embora. Matilde fica a pensar no que ouviu.

Tiago encontra Sara pronta para ir para a fábrica e aproveita para lhe apresentar um projecto que quer concretizar para rentabilizar os terrenos onde vivem os pescadores. A empresária dispõe-se a ouvir o filho mas como Hélder aparece naquele momento para tomar o pequeno-almoço, diz que deixam a conversa para depois. Quando fica a sós com Tiago. Hélder afirma que tem olho para o negócio e que pode ajudá-lo. Tiago esboça um sorriso amarelo sem vontade de continuar a conversa.

Lucinda finge-se empenhada em trabalhar e tenta arrancar informações de Sofia depois de ela ter dito que ao readmiti-la na fábrica também ficou com o pescoço no cepo. A supervisora percebe e não lhe dá saída.

Matilde aproveita a presença de Cláudia no Meia Desfeita e revela-lhe as suas preocupações por causa de Elsa.

Bruno leva dinheiro a mais a Mário pelo arranjo do carro e Vítor obriga o patrão a dar-lhe parte do lucro para ficar de boca fechada.

Mário regressa ao restaurante furioso por causa do dinheiro que pagou pelo arranjo do carro e apanha logo com o mau humor de Matilde, agastada porque Jarvis apenas quer tomar um copo de água. Nelo aparece entretanto e fica satisfeito quando Jarvis lhe entrega algum dinheiro, tentando fazê-lo acreditar que Sal o mandou pagar aos vendedores. Nelo percebe algum nervosismo na expressão de Jarvis e fica desconfiado, sobretudo quando o convida para irem comer uma sapateira e ele recusa.

Sara, pressiona Horácio para saber se foi ele quem facilitou a entrada de Rita na fábrica mas ele disfarça bem e responde que embora seja amigo de Rita, não sabe do que é que ela está a falar e reafirma a sua lealdade à empresa. Sara fica convencida e Horácio respira de alívio quando ela se afasta.

Afonso vai ter com Fernando à fábrica e conta-lhe que seguiu o conselho que ele lhe deu e falou com a mãe, manifestando que não tem qualquer intenção de se afastar dele e que quer ver até onde se poderão relacionar. Fernando fica contente e reafirma que quer ser como um amigo. Afonso conta entretanto que tem de se ausentar para os Açores, pois a avó teve um problema de saúde. Fernando alerta-o para que não permita que façam chantagens emocionais consigo.

Carmo está aflita porque quer ir ver a mãe e não tem com quem deixar a Mercearia. Joaquim tranquiliza-a e garante que ele e Afonso conseguirão dar conta do recado junto de Isabel.

Patrícia e Madalena estão aflitas por não saberem onde vão recolher uma menina que está prestes a chegar de um campo de refugiados. O problema fica pendente porque Rita aparece naquele instante a chorar e revela que acabou tudo porque não conseguiu provar que Sara e Fernando andam a traficar tabaco. Patrícia deixa-a a conversar com a Irmã Madalena e vai embora.

Elsa mostra a Sofia um teste em que teve bom mas fica agastada com a mãe porque ela se mostra mais preocupada com o comportamento dela nos últimos tempos. Sofia avança com a hipótese de a levar a um psicólogo. Matilde aproxima-se de Elsa e dá-lhe os parabéns pelo teste.

Vítor confessa a André e Cláudia que está deprimido por ter sido enganado por Elsa e não ter conhecido Kati. Cláudia assume que está preocupada com a irmã.

Madalena vai à Polícia Judiciária e pede ao inspector Romão que proteja Rita, pois está convencida de que ela fala verdade quando acusa Sara e Fernando de a perseguirem por estar a acusá-los de praticarem crimes a coberto da Faina Norte. Romão ouve com muita atenção e fica a pensar no que a freira lhe disse.

Sara conta a Filipa que António acabou tudo com Rita e diz-lhe que este é o momento de ela o reconquistar.

Patrícia vai ter com Rita para a apoiar e aconselha-a a conversar calmamente com António, explicando-lhe as razões que a levaram a invadir o gabinete de Sara na Faina Norte. Rita, por seu lado, dispõe-se a ajudar Patrícia a acolher a criança que está para chegar de um campo de refugiados.

Jaime diz a Luísa que não deve recriminar-se por ter contado a Joaquim que Isabel está doente mas a mulher afirma que está a ser hipócrita por exigir a Isabel que tenha a coragem que ela não tem para resolver os seus dramas. Jaime conforta-a e diz que juntos vão conseguir encontrar a filha dela.

Isabel conta finalmente a Joaquim e Afonso a doença que suspeita ter mas tenta desvalorizar o assunto. Eles não negam a preocupação que sentem mas Isabel prefere mudar de assunto e saudar o regresso de Afonso a casa. Ele frisa que o facto de estar ali não quer dizer que tenha esquecido o que aconteceu entre eles.

A pretexto da venda da casa, Filipa tenta reaproximar-se de António mas a conversa entre ambos é interrompida pela chegada do inspector Romão que procura por Sara e Fernando. António informa que não estão em casa e aconselha-o a ir ver se estão na fábrica.

Rita vai ao seu antigo trabalho e pede para voltar.

nas redes

pesquisar