SIC

Perfil

De segunda a sábado

Resumo: 37º Episódio - 12 de junho (segunda-feira)

Rita cai na armadilha de Sara e Fernando e viaja para os Açores

ana antonio bento

*OS RESUMOS DOS EPISÓDIOS ESTÃO SUJEITOS A MUDANÇAS EM FUNÇÃO DA EDIÇÃO DA NOVELA

Jaime pressiona Luísa para que esclareça porque é que disse a Kiko que tinha largado tudo por sua causa mas a mulher fica mais uma vez muito perturbada e exige-lhe que pare com as perguntas.

Matilde reúne as mulheres do bairro no Meia Desfeita e convence-as a irem a casa de Renata para a envergonhar, certa de que ela lá está com um amante. Por essa altura, Vítor continua a ler partes do livro que ofereceu à cabeleireira e percebe que ela adormeceu. Quando tenta acordá-la, descobre que o chá que lhe ofereceu é tranquilizante e não consegue que ela volte a si. O grupo de mulheres arregimentado por Matilde invade a casa de Renata e Lucinda fica furiosa por ver que o homem que está com ela é Vítor. De imediato agarra no filho e dá-lhe um raspanete, arrastando-o para casa. Renata continua a dormir e nem dá por nada. As mulheres acabam por se ir embora.

Tiago conta a Raquel que mentiu na polícia para incriminar António pelo acidente que vitimou Clara e ela aprova o plano para se vingarem dele.

Rita diz a António que vai continuar a batalhar pela fábrica pela mãe e pelo irmão. O namorado acha que ela deve descobrir em primeiro lugar quem é o estranho que a anda a tentar ajudar.

Carmo vai a casa de Fernando à procura de Afonso. Sara recebe-a com frieza e confirma que o rapaz foi lá falar com o pai mas que depois se foi embora. Sara, aconselha Carmo a encontrar Afonso pois ele pareceu-lhe muito perturbado.

Kiko vai à plantação à procura de Isabel para lhe agradecer por o ter ajudado a livrar-se da Polícia Marítima. Luísa aproveita para insistir com o filho para que não desista da faculdade mas ele decreta que o assunto está encerrado e vai embora.

Jaime pede a um amigo advogado que o ajude a desvendar o passado de Luísa, já que a irmã dele trabalha numa conservatória. Rodrigo fica renitente mas acaba por aceitar ajudá-lo.

António prepara um café para si e para Rita depois de terem passado a noite juntos no barco. Entretanto, repara no envelope que foi metido por baixo da porta e apressa-se a acordar a namorada para que o veja. As lágrimas invadem os olhos de Rita ao retirar um bilhete de avião para os Açores e ao ler a mensagem que lhe indica que a mãe e o irmão estão na morada que é indicada.

Sara conta satisfeita a Fernando que Rita já recebeu a prenda que lhe enviaram e o marido deseja que se vejam livres dela de vez, esperançado que a mensagem anónima a dizer que a mãe e o irmão estão a viver em Ponta Delgada consiga afastá-la. Sara muda de tom e mostra-se desagradada por ter recebido logo pela manhã a visita de Carmo, que foi procurar Afonso. Fernando garante que nada na vida familiar irá mudar, agora que descobriu que tem um filho.

Rita decide partir para os Açores à procura da mãe e do irmão. António fica receoso e quer ir com ela, desconfiado que pode tratar-se de uma armadilha. Rita insiste em ir sozinha e diz que não quer que ele invente desculpas para não resolver com o irmão o problema que têm por causa da morte de Clara.

Lucinda descobre que André deu guarida a Afonso e trata de negociar com o amigo do filho o aluguer do quarto que era de Rita. Afonso aceita as condições de Lucinda mas André fica envergonhado com a atitude da mãe. Depois de ela sair, conta com entusiasmo a Afonso que estão a organizar um arraial para ajudar Cláudia.

Entretanto, na Mercearia, Carmo atende clientes mas está preocupada por não ter notícias de Afonso, olhando impaciente para o telemóvel.

Eunice conta a Patrícia que já resolveu o assunto do dinheiro que desapareceu durante o assalto que Bruno forjou para a reconquistar. No entanto, quando Patrícia sugere que ela devia dar uma oportunidade ao marido, Eunice recusa justificando que ele só sabe aldrabá-la.

Joaquim faz uma visita a Renata no cabeleireiro e a empatia entre ambos é cada vez maior, sentindo-se atraídos um pelo outro.

Luísa tenta animar Isabel, que está devastada pelo medo que sente de perder Afonso para sempre, agora que ele ficou a saber que Fernando é o seu pai verdadeiro e Carmo a sua mãe. Isabel confessa que não teve oportunidade de contar que está gravemente doente e que quer ouvir uma segunda opinião dos médicos. Luísa dispõe-se a marcar-lhe a consulta.

Kiko conversa com Jaime e assume que esteve mal ao esconder que deixou a faculdade. No entanto, insiste que enganou a mãe para a poupar ao desgosto. Jaime compreende a situação mas reforça que ele tem de decidir o quer fazer da vida.

Mário mostra-se contra o facto de Horácio ter aceitado ficar na Faina Norte como segurança sem dar luta aos patrões. Matilde mete-se na conversa e arranja mais uma discussão com Mário ao colocar-se ao lado do pescador. Rita chega entretanto e conta a Horácio que recebeu uma mensagem anónima com uma pista sobre o paradeiro da mãe e do irmão. Horácio não acha bem que ele viaje sozinha para os Açores e é de opinião de que António devia ir com ela. Rita conta que o namorado quis acompanhá-la mas que rejeitou a sua oferta.

António faz uma pesquisa no computador e descobre que a morada que deram a Rita para procurar a mãe e o irmão corresponde à localização de um cemitério. Alarmado, trata de marcar lugar num voo para os Açores para ir atrás dela. Tiago ouve a conversa e provoca o irmão, criticando-o por estar a apoiar uma pessoa hostil à família. António recusa-se a discutir e deixa Tiago a falar sozinho e de novo furioso com ele.

Durante o churrasco no stand, Sal pressiona Nelo para dizer como conseguiram vender os carros todos e ele acaba por confessar o que fizeram.

nas redes

pesquisar