SIC

Perfil

De segunda a sábado

Resumo: 28º Episódio - 01 de junho (quinta-feira)

Rita confronta Sara e diz-lhe que metade da Faina Norte é sua por direito!; Rita entra no barco que era do seu pai

ana antonio bento

*OS RESUMOS DOS EPISÓDIOS ESTÃO SUJEITOS A MUDANÇAS EM FUNÇÃO DA EDIÇÃO DA NOVELA

Sara está muito nervosa e acha que Nuno afinal está vivo e que foi ele quem lhe enviou a foto em que ambos aparecem com os filhos. Fernando não quer acreditar na tese da mulher mas não é capaz de garantir que Nuno tenha morrido quando atirou sobre ele.

Rita recebe mais uma chamada do homem que diz querer protegê-la e ouve com atenção as instruções que ele lhe dá relativamente à chave que lhe fez chegar através da advogada que contratou para a defender.

Patrícia conta a Madalena que decidiu voltar a envolver-se na ajuda a crianças que são desviadas dos campos de refugiados e usadas pelas redes de tráfico. A irmã deixa claro que não vai poder ajudá-la no acolhimento das crianças e avisa que se a hierarquia a que obedece souber que ela voltou àquela actividade nem sequer permitirá que ela continue a viver na instituição.

Elsa queixa-se a Cláudia que os pais não lhe ligam nenhuma e que só estão preocupados em arranjar dinheiro para ela ir estudar violino para Berlim. A irmã fica com pena dela e entrega-lhe a caixa de donativos que estava no restaurante para angariar dinheiro para a sua viagem. Elsa fica agradecida mas desconfortável com a generosidade da irmã. André reprova a atitude de Cláudia e recorda-lhe que Elsa só lhe tem feito mal, mas a conversa entre ambos acaba por se tornar demasiado romântica levando a que ele avance demasiado depressa. Cláudia trava o entusiasmo de André, assumindo que ainda não está preparada e ele respeita a sua vontade.

Nelo chega atrasado ao stand e fica surpreendido quando Jarvis lhe diz que há muitos clientes para atender.

Vítor desconfia de que foi Bruno quem lhe roubou as rodas do carro, enquanto o mecânico suspeita de que foi ele quem fez desaparecer o robot de cozinha que comprou para oferecer a Eunice. Só que nenhum dos dois se sente à-vontade para acusar o outro.

Kiko e Inês regressam a casa. Ele satisfeito com o trabalho com os turistas, tenta entusiasmá-la para que trabalhem juntos. Inês responde que as suas prioridades são outras mas não resiste a beijá-lo, demonstrando estar cada vez mais apaixonada.

Isabel confessa a Luísa que tem muito medo que a doença a deixe incapacitada e ela garante-lhe que estará a seu lado para a ajudar.

Sara conta a Fernando que contratou um detective para tentar descobrir quem lhe enviou a fotografia antiga em que aparece com Nuno e os filhos. Fernando fica igualmente tenso mas decide ir ter com Carmo para falar com ela sobre Afonso. Sara recomenda-lhe que tenha cautela a gerir a relação com o filho.

Rita vai à instituição buscar a pasta com documentos que lá tinha deixado e Madalena fica muito satisfeita por constatar que ela não ficou presa. Rita conta que o homem que diz querer ajudá-la arranjou a advogada para o defender e a irmã tenta avisá-la de que António está à sua espera no gabinete. Rita não ouve nada porque está com pressa e confronta-se com a presença do namorado. António tenta explicar porque é que ficou do lado de Filipa quando elas brigaram mas Rita não lhe perdoa e deixa-o a falar sozinho. O piloto quase desiste de se justificar mas acaba por ir atrás dela.

Carmo discute com Fernando na Mercearia e esconde-lhe que mandou Afonso de volta para os Açores, recusando-se a dar-lhe o contacto do filho. Fernando não se conforma e antes de ir embora garante que será apenas uma questão de tempo até encontrar Afonso.

Rita invade o gabinete de Sara na fábrica e deixa-a em estado de choque atirando-lhe uma pasta para cima da mesa, afirmando que ali estão as provas de que metade da Faina Norte é sua e que a assinatura do pai foi falsificada, fazendo com que sejam sócias.

Afonso e Joaquim olham espantados para Isabel que se apressa a limpar as lágrimas do rosto, justificando o choro com as saudades que sentiu deles.

Sara, analisa os documentos que Rita lhe entregou e disfarça a tensão que está a sentir, falando com um ar cândido e descomprometido. Não nega que a assinatura do pai de Rita tenha sido falsificada e se isso for provado dispõe-se a aceitar que ela se assuma como dona de metade da empresa. Para afastar as suspeitas de si, Sara volta a culpar Nuno mas Rita deixa no ar que era ela quem mais teria a ganhar com toda a situação.

António regressa a casa fardado e enfrenta a animosidade de Tiago que continua sem lhe conseguir perdoar o acidente que sofreram e que lhe acabou com a carreira de piloto, para além de ter atirado com Clara em com para o hospital.

Carmo encarrega Patrícia e Filipa de fazerem a ementa da Mercearia, alegando que tem uns problemas pessoais para resolver. De seguida telefona ao pai e deixa-lhe mensagem a pedir que lhe ligue de volta.

Tiago vai ter com António ao escritório e desculpa-se por ter ido longe demais pelo que lhe disse quando ele voltou a casa. O irmão reafirma que vai estar a seu lado para o ajudar a ultrapassar o drama que está a viver depois do acidente que sofreram.

Rita vai a um banco que lhe foi indicado pelo homem misterioso que a quer ajudar e depois de abrir o cofre com a chave que ele lhe enviou, encontra mais uma chave, dinheiro e um bilhete que começa a ler. A mensagem diz que a chave é da sua nova casa e que o dinheiro servirá para se manter até recuperar o que é dela.

Sara, contrata Rogério Prata, detective particular que encarrega de investigar se Nuno está vivo, recomendando-lhe que seja discreto para que os filhos não saibam de nada.

Patrícia apresenta as suas ideias para a Mercearia mas Carmo não presta atenção. Assim que o telefone toca, fala com o pai e diz em grande tensão que está farta de tentar falar com ele, acrescentando que Fernando esteve no restaurante e disse que ia atrás de Afonso.

Kiko e Inês estão em casa dela e namoram quando Afonso aparece de surpresa, deixando-os desconfortáveis, pois são forçados a esconder-lhe que estão juntos. Depois de se inteirarem de como correu a estadia dele em Aveiro, Inês conta que Kiko a estava a desafiar para irem dar uma volta e Afonso diz logo que os acompanha.

Joaquim tenta tranquilizar Carmo e assegura que Afonso está seguro ali em casa. Depois de desligar, conta a Isabel que Fernando ameaçou Carmo de ir aos Açores atrás de Afonso. Isabel garante que irá proteger Afonso daquele homem, nem que seja a última coisa que faz.

Rita entra num barco atracado na marina e encontra uma mensagem do seu protector desconhecido numa das paredes da embarcação. Lê que aquele barco pertencia ao pai e que era o seu refúgio.

Raia acompanha Horácio para fora do barco e este censura Pedro por não o apoiar contra as acusações que lhe fazem e afirma que ele é uma grande desilusão. Pedro mantém-se calado, sem coragem para responder.

nas redes

pesquisar