SIC

Perfil

De segunda a sábado

Resumo: 19º Episódio - 22 de maio (segunda-feira)

António aparece no sítio certo à hora certa e salva Rita!

Christian Gnad

*OS RESUMOS DOS EPISÓDIOS ESTÃO SUJEITOS A MUDANÇAS EM FUNÇÃO DA EDIÇÃO DA NOVELA

Jón confessa a Rita que quando acolheu Luísa e o filho, o que mais lhe custou foi lidar com o estado de perturbação dela e estranha que Luísa tenha mentido quando lhe disse que a filha tinha morrido. Rita conta que foi entregue a uma instituição e mostra um desejo incontrolável de encontrar a mãe. Jón dispõe-se a ajudá-la como puder e começa por lhe dar abrigo na sua casa, chamando o motorista para a levar. Quando o carro arranca, o capanga enviado por Fernando trata de a seguir acompanhado por outro homem.

Luísa, com os olhos rasos de lágrimas, suplica a Jaime que não conte a Kiko a conversa que tiveram e o marido promete guardar tudo para si, sossegando-a ao dizer que vai correr tudo bem. No entanto, o seu olhar denota a consciência de que as coisas não serão fáceis.

Kiko e Inês beijam-se de novo apaixonadamente, assumindo que gostam um do outro, livres da presença de Afonso.

Joaquim insiste com Isabel para que viaje com ele para o continente e diz que seria uma boa oportunidade para ela estar com Carmo e Afonso. No entanto, Isabel recusa dizendo que não pode deixar a plantação sozinha e que tem trabalho de sobra.

Sara censura Lígia por ter autorizado que António deixasse o hospital e confirma que o homem que foi visto com ele era Horácio, antecipando que o filho se foi embora por causa de Rita.

A caminho da casa de Jón, Rita pára num miradouro e telefona à irmã Madalena e conta-lhe o que apurou sobre a mãe, convicta de que ela fugiu para tão longe porque estava a ser mesmo perseguida por alguém que a queria apanhar. Madalena recomenda-lhe que tenha cuidado e desliga. Depois conversa com Renata, pois a cabeleireira foi à instituição para adoptar uma criança.

Kiko confessa a Inês a sua tristeza pelo facto de a mãe ter ido falar com Jaime sobre o seu passado, sem que lhe tenha ainda contado o que a atormenta há tantos anos. No entanto, acalenta a esperança que ela o faça. Inês defende que agora que as coisas tendem a melhorar entre Luísa e Jaime, ele deve contar-lhes que deixou a faculdade. Kiko acha que não é o momento indicado e Inês aborrece-se, acusando-o de não ter coragem.

Aflito por não saber como arranjar o motor do carro de Micael, Bruno aceita dar sociedade a Vítor na oficina se ele lhe resolver aquele problema. O rapaz deita mãos à obra, mas percebe logo que Bruno fez asneira da grossa.

Matilde toma conta das operações no Meia Desfeita e trata Mário e Sofia como seus empregados. O casal resigna-se e troca sorrisos amarelos, pois são obrigados a reconhecer que a mãe de Eunice é uma grande cozinheira.

Cláudia fica receosa quando André lhe diz que o irmão teve uma grande ideia que lhe vai permitir ganhar mais dinheiro para a ajudar a ir para Berlim. Elsa entra em casa quando eles se estão a beijar e fica muito irritada, perguntando-lhes se não têm um quarto.

Filipa lamenta-se a Patrícia pelo facto de António a ter deixado mas acredita que o vai reconquistar apesar da interferência de Rita, acreditando que tal como ela apareceu no seu caminho também vai desaparecer.

Fernando e Sara pressionam Horácio para dizer o que sabe sobre o desaparecimento de António e o pescador não resiste, revelando que ele foi para a Islândia atrás de Rita.

Rita instala-se em casa de Jón e recebe uma chamada de António a dizer-lhe onde está. Rita fica muito feliz e dá-lhe as indicações de que ele precisa para ir ter com ela. Fora da casa, escondido, o capanga enviado por Fernando para acabar com ela verifica a sua arma e as munições.

Depois de saberem que António foi atrás de Rita, Sara e Fernando concluem que têm de abortar o plano que traçaram para a eliminar.

Luísa regressa a casa com Jaime e Kiko tenta que ela lhe conte o que contou sobre o seu passado ao marido. A mãe revela-se muito frágil e não se abre com ele, levando a que Kiko se conforme, ainda que com uma grande tristeza.

Patrícia desabafa com a irmã Madalena e confessa a grande tristeza que sente por ter sido obrigada a fugir do Sudão, sentindo que traiu as crianças que pretendia salvar dos senhores da guerra e de uma vida de escravidão.

Renata tenta falar com Eunice na Mercearia mas é mal recebida. Entretanto, Joaquim entra no estabelecimento e interrompe a conversa apresentando-se como pai de Carmo. Eunice faz uma festa e vai chamar Carmo, deixando Renata pendurada. A cabeleireira diz que voltará mais tarde mas Eunice diz nem tarde nem nunca falará com ela.

Vítor vibra com o treino de remo de André e elogia a Afonso o físico do irmão, certo de que ele vai ganhar muito dinheiro nos combates clandestinos. Afonso acha que é má ideia mas o mecânico não lhe dá ouvidos.

Jaime conta a Isabel que decidiu recusar o trabalho em Coimbra para ficar junto de Luísa mas ela lamenta por não lhe poder devolver o emprego. Jaime prepara-se para sair mas acaba por se deter quando Isabel acusa uma forte dor nos rins. Apesar do mau estar que sente, Isabel desvaloriza a situação e diz que só tem de descansar um pouco.

Luísa conversa com Matias e, muito transtornada e a chorar, lamenta-se por ter mentido a Jaime ao dizer-lhe que a filha que tinha morreu. O psicólogo recorda-lhe que as mentiras acabam por se desmoronar mas Luísa prefere convencer-se de que a filha morreu mesmo, certa de que nunca mais a irá ver.

Fernando e Sara tentam desesperadamente contactar o capanga que enviaram para a Noruega atrás de Rita para a fazer desaparecer mas o homem não atende as chamadas. Raia aparece entretanto e quando Fernando se afasta, conta à patroa que já sabe o que se passa com o marido.

André diz a Amaral que está pronto para combater mas Afonso tenta demovê-lo por achar que ele se sujeita a sair muito magoado da luta. Vítor silencia o amigo e incentiva o irmão a lutar, mas André acaba por ficar um pouco apreensivo ao saber que o adversário que vai defrontar é afinal um lutador com muita experiência.

O capanga enviado por Fernando e Sara para eliminar Rita arromba a casa de Sven e ataca-a com violência, tentando amarrá-la. Rita luta com o criminoso mas é agredida na cabeça, tombando atordoada no chão. Quando o homem se prepara para a imobilizar,

António chega naquele momento e põe-no fora de combate com uma forte pancada na cabeça. António precipita-se para Rita e pergunta-lhe se ela está bem.

nas redes

pesquisar