SIC

Perfil

De segunda a sábado

Resumo: 14º Episódio - 16 de maio (terça-feira)

Vinte anos depois, Carmo e Fernando confrontam-se; Tiago culpa António pelo acidente e pelo estado de Clara

Christian Gnad

*OS RESUMOS DOS EPISÓDIOS ESTÃO SUJEITOS A MUDANÇAS EM FUNÇÃO DA EDIÇÃO DA NOVELA

Lucinda protesta dizendo que não é uma máquina, insinuando que Rita não está a ajudá-la a fazer o trabalho. A rapariga nem ouve o que ela diz pois está a falar ao telemóvel para a sua operadora, tentando descobrir a origem da chamada anónima que recebeu. No entanto, a informação é impossível de obter e Rita segue para o gabinete de Sara para falar com ela. Lucinda volta a protestar, mas em vão.

Odete descobre Rita sozinha no gabinete de Sara e diz que ela não pode entrar ali de qualquer maneira. Rita diz que precisa de falar com a patroa e fica chocada quando a secretária diz que Sara está no hospital porque António, Tiago e Clara sofreram um acidente grave.

Tiago desperta da cirurgia a que foi sujeito e Sara coloca-o a par do que sucedeu. O filho está muito agitado e quer saber de António e Clara. Sara, revela que o irmão está livre de perigo mas que a namorada está em coma. Tiago tenta libertar-se dos fios a que está ligado mas Fernando consegue travá-lo. Nesse momento percebe que não consegue ver e a mãe explica-lhe que sofreu uma lesão grave na vista que foi tratada, mas que poderá ter de ser operado. Tiago chora abraçado à mãe, temendo que a sua carreira de piloto esteja comprometida.

Carmo vai visitar Eunice e tenta confortá-la, depois de ela ter descoberto que o marido a traiu com Renata. Eunice culpa-se por não ter percebido antes e assegura que não quer mais nada com homens e diz à amiga que ela é que está bem, pois assim não sofre desilusões. Carmo não concorda e adverte que ninguém está só por opção.

Inês telefona a Afonso e ele hesita em atender mas acaba por fazê-lo. Inês frisa que só lhe ligou para saber se ele está bem com a irmã e ele responde que tem estado a ajudá-la, ressalvando que pode parecer que está a fugir mas que na realidade recuou para avançar mais tarde. Inês não quer alimentar mais a conversa e despede-se rapidamente.

Isabel diz a Joaquim que deve ficar mais perto de Carmo e Afonso quando for para o continente, temendo que a filha conte ao rapaz que é sua mãe. O marido faz-lhe ver que não vai poder estar permanentemente ao pé deles e ela sugere que arranjem um apartamento em Aveiro. Joaquim reage mal e a conversa ganha contornos de pequena discussão com ela a acusá-lo de ter estado pouco presente enquanto trabalhou e que agora que está reformado quer que ela fique dependente dele. Joaquim contesta e afirma que apenas deseja que façam mais coisas juntos, incluindo gerir a empresa. Isabel recusa, dizendo-lhe que ele não sabe tudo.

Kiko vai ter com a mãe ao escritório e quando ela pergunta o que faz ali, brinca e responde que foi controlá-la, mostrando-se contente por vê-la a trabalhar. Kiko conta a Luísa que Jaime tentou falar com ela e incentiva-a a falar com ele. A mãe continua sem se conformar com o facto de o marido ter aceitado ir trabalhar para Coimbra e de não se ralar por ela não querer acompanhá-lo. Luísa fica com as lágrimas nos olhos e o filho afirma que ela tem de se pôr no lugar de Jaime, afirmando que a proposta que ele recebeu é muito boa. Luísa remata a conversa dizendo que o dinheiro não é tudo.

Rita tenta visitar António no hospital mas, sem que ela se aperceba, Sara dá ordens aos seguranças para a impedirem de o ver. Rita ainda consegue abeirar-se do quarto e vê Filipa à cabeceira de António, fazendo-lhe festas e dando-lhe um beijo. Os seguranças entram em acção e levam-na dali. Rita protesta por um deles estar a agarrá-la e vai embora, sob o olhar atento de Sara que observa.

António desperta e tem Filipa à sua cabeceira. De imediato pergunta como estão Tiago e Clara e é invadido por um grande sentimento de culpa quando a ex-noiva conta a chorar que Tiago está livre de perigo mas que Clara poderá não sobreviver. António diz com mágoa que devia estar no lugar do irmão e da namorada e Filipa pede-lhe que não diga tal coisa. O piloto fica sonolento e Filipa deixa-o a descansar. Já fora do quarto encontra Sara que lhe conta que teve de pedir aos seguranças para impedirem Rita de visitar António.

Entretanto, Rita vê Sara e Filipa saírem do hospital e liga para o telemóvel de António mas para seu espanto é Sara que olha para o aparelho desligando a chamada. Rita caminha rapidamente e consegue apanhar o elevador para ir visitar António. Os seguranças vêem-na a vão em sua perseguição. Quando Rita se abeira da cabeceira de António ele desperta e ainda a vê, mas os seguranças aparecem e levam-na para fora do quarto. António ainda pede para a deixarem ficar mas os homens alegam que não está na hora das visitas.

Horácio regressa a casa de mau humor e Lucinda conta-lhe que os filhos de Sara tiveram um acidente. Ele fica preocupado a pensar que Rita poderá ser uma das vítimas mas a mulher esclarece que a rapariga esteve com ela na fábrica. Horácio estranha a sua preocupação e reage com irritação e critica-a por andar a gastar dinheiro a mais, quando não o têm. Lucinda responde com azedume e diz que para a próxima vai ele ao supermercado.

André conta a Cláudia que começou a trabalhar na mercearia com o objectivo de a ajudar a ir fazer o estágio de violino em Berlim. A namorada fica sensibilizada pela atitude de André. Elsa ouve a conversa sem que eles se apercebam da sua presença.

Pedro critica Bruno pelo facto de ele ter traído a mãe e ainda culpar a sogra por isso. O pai acha que Eunice o vai perdoar mas Pedro não acredita que isso seja assim tão fácil. Bruno, acaba de arrumar o cantinho da oficina onde improvisou uma espécie de quarto onde vai dormir, agora que foi expulso de casa. Renata fica furiosa depois de várias clientes lhe telefonarem a desmarcar a ida ao cabeleireiro, reagindo dessa forma ao facto de ela se ter envolvido com Bruno e destruído o casamento dele com Eunice.

Eunice e Pedro ficam em choque quando Matilde lhes irrompe pela casa e anuncia que vai mudar-se para viver com eles. Eunice e Pedro tentam demovê-la mas em vão.

Horácio vai ao Meia Desfeita para contar a Sofia que lhe arranjou uma entrevista na fábrica para que possa voltar a trabalhar na Faina Norte. Rita aparece entretanto e conta-lhe que tentou visitar António no hospital e que apenas lá conseguiu estar por breves instantes e que foi impedida de lá permanecer. O pescador sugere-lhe que fale com Sara mas Rita revela que ela lhe desligou a chamada quando tentou falar com António. Perante tal atitude começa a relacionar situações que tem vivido e conta a Horácio que recebeu uma chamada anónima através de um telemóvel que lhe deixaram no cacifo e que se tratava de um homem que se disse disposto a ajudá-la a descobrir a verdade sobre o que se passou quando o pai morreu.

Lígia leva Tiago ao quarto de Clara e ele fica destroçado por ver a noiva em coma e sem que a médica lhe possa dar qualquer esperança de que ela sobreviva ao acidente.

Rita fica surpreendida com o regresso de Patrícia a Aveiro, uma amiga dos tempos em que ambas estiveram na instituição de acolhimento.

Carmo vai até à porta de casa de Fernando na esperança de o ver só que decide ir embora depois de receber uma chamada de Afonso a perguntar onde ela está. No entanto, quando ela arranca com o carro, Fernando sai de casa, vê-a com espanto e decide segui-la. Estranhando a presença de Carmo à porta de sua casa, Fernando vai pedir-lhe satisfações mas ela reage com grande nervosismo temendo que Afonso apareça. O rapaz chega mesmo no preciso momento em que Carmo e Fernando estão prestes a desentenderem-se e ela, chocada, manda-o arrumar coisas no interior da mercearia.

Depois de visitar Clara e de regressar ao seu quarto, Tiago recebe a visita de António e reage muito mal, culpando o irmão pelo acidente e expulsando-o dali.

nas redes

pesquisar