SIC

Perfil

De segunda a sábado

Resumo: 6º Episódio - 6 de maio (sábado)

Rita mostra fotografias à mulher que pensa ser sua mãe para ver se ela recupera a memória

Christian Gnad

*OS RESUMOS DOS EPISÓDIOS ESTÃO SUJEITOS A MUDANÇAS EM FUNÇÃO DA EDIÇÃO DA NOVELA

Bruno, exige a Renata que deixe de atender a sua mulher no cabeleireiro mas a amante recusa e diz que Eunice é uma cliente como as outras. A cabeleireira lembra que faz anos e obriga Bruno a comprometer-se a jantar com ela. Ele promete oferecer-lhe uma prenda de arregalar os olhos.

André e Vítor reagem mal quando Horácio comunica que têm de passar a dormir no mesmo quarto porque ele alugou o de André a Rita. Perante a indignação dos filhos, Lucinda que estão apertados de dinheiro e que todos têm de fazer sacrifícios. André pergunta que sacrifício é que ela faz e a mãe responde que já tem de dividir a cama com o pai.

Antes de ir para as aulas, André passa pelo Meia Desfeita e ao ver que Rita está sentada numa das mesas não perde a oportunidade de mostrar o seu desagrado pelo facto de ela ir ocupar o seu quarto.

Vítor farta-se de gabar o carro que está a preparar para participar na corrida e mostra a Bruno o autocolante que lhe vai aplicar para fazer publicidade à oficina. Bruno duvida de que a carripana funcione e Vítor desafia-o para assistir à corrida.

Renata irrita-se com Matilde porque ela questiona a sua idade quando lhe dá os parabéns e afirma que é uma daquelas mulheres que não têm idade. Sofia entra no cabeleireiro apressada e oferece uma prenda de aniversário a Renata, um livro sobre relações amorosas. A cabeleireira afasta-se e conta-lhe em surdina que não aceita o convite para o jantar de anos porque já se comprometeu com o amante. Sofia aconselha-a a ler a página do livro que fala da ilusão de ser a primeira mulher, embora sendo na realidade sempre a última.

Horácio bebe uma cerveja com Pedro e o filho estranha que Simão tenha morrido numa altura em que estava em guerra com os patrões. O pai não quer acreditar que eles o tenham matado e assegura que também se vai bater por receber o que lhe ficaram a dever.

António diz a Rafael que tem de regressar ao aeroporto e faz um último esforço por tirar o amigo de casa mas ele recusa-se a sair e promete fazê-lo quando estiver preparado. O piloto acaba por se esquecer do chapéu do uniforme quando se vai embora.

Sara, faz uma visita guiada pela fábrica a Rita para ela de inteirar do local onde vai trabalhar e aproveita para sondar porque é que ela decidiu ir embora lá de casa. Rita assegura que não foi por ela lhe ter pedido para não interferir na relação de António com Filipa. Quando chegam perto das funcionárias, Lucinda começa a bajular Rita.

Para vergonha de Eunice, Matilde reclama do almoço que lhe foi servido e Mário vai apresentar a reclamação a Sofia. A mulher não liga nenhuma e deixa-o sozinho no Meia Desfeita dizendo que tem de ir à escola da filha porque desconfia de que ela não anda a estudar nada. O marido é de opinião de que ela só vai perder tempo e Sofia acusa-o de estar a pôr o restaurante à frente da filha.

André e Cláudia namoram e falam dos seus sonhos. Ele conta que foi admitido na equipa de remo e ela deseja ser admitida no curso de violino em Berlim. André fica desanimado por ficar tanto tempo sem a ver e Cláudia sugere que podem tentar que ele vá consigo.

Já na pista, Vítor gaba-se do carro que tem para a corrida mas depois da partida o carro engasga-se e o motor para, forçando-o a desistir. Bruno apressa-se a tentar arrancar o autocolante que faz publicidade à oficina para ninguém o associar àquele fracasso.

Lucinda gaba-se à frente das colegas e garante que em breve chegará a supervisora da fábrica porque agora é íntima de Rita, filha de um dos antigos patrões. As colegas desvalorizam e até troçam dela.

Rita tenta que a falsa mãe recupere a memória e mostra-lhe algumas fotografias. No entanto, a mulher não reage. Desiludida, Rita desabafa com Lurdes e confessa que gostaria de um dia levar a mãe para casa. Depois de ela se ir embora, Lurdes liga a Sara e conta-lhe as intenções de Rita. Sara, responde que vão ter de tratar do assunto e quando desliga a chamada é confrontada por Fernando que não concorda que ela tenha levado Rita para trabalhar na fábrica mas já que assim é terão de mudar de estratégia e fazer com que ela não possa contar com ninguém.

Joaquim censura Isabel por ela ter batido em Afonso. Ela fica ainda mais nervosa e dispara que Carmo quer contar ao rapaz que é a sua verdadeira mãe. Ao ver Isabel a chorar, Joaquim abraça-a.

Inês questiona Kiko e pergunta-lhe porque é que ele não é sempre a boa pessoa que foi quando socorreu Afonso. Ele deixa-a pensativa e diz que isso dá muito trabalho, deixando-a apreensiva e pensativa.

Fernando encomenda mais um serviço sujo a Raia e recomenda-lhe que contrate dois homens que não tenham nada a ver com eles. O pescador diz que vai tratar do assunto.

Rita instala-se em casa de Horácio. Lucinda dá-lhe as boas vindas e começa logo a insinuar-se para poder subir na vida à custa dela. André ainda remói o facto de ter perdido o seu quarto para a nova hóspede e Lucinda dá carta branca a Rita para o pôr na ordem se for preciso.

Sara, confronta António por ele ter acabado tudo com Filipa. O filho não gosta do reparo e censura-a por seu lado por ter arranjado um trabalho menor na fábrica a Rita, enquanto por outro lado não se importa de pagar uma fortuna em multas por andar a pescar acima das quotas permitidas. Sara fica desagradada com o comportamento do filho

nas redes

pesquisar