SIC

Perfil

De segunda a sábado

Resumo: 5º Episódio - 5 de maio (sexta-feira)

Rita decide sair de casa de António e aconselha-o a voltar para Filipa!

Paulo Goulart Photography

*OS RESUMOS DOS EPISÓDIOS ESTÃO SUJEITOS A MUDANÇAS EM FUNÇÃO DA EDIÇÃO DA NOVELA

Luísa fica zangada com Jaime porque ele diz que ela trata o filho, Kiko, a pensar mais em si própria do que nele.

Kiko e Inês começam a procurar Afonso perto da falésia onde ele supostamente terá ido escalar.

Tiago fica surpreendido quando António conta que acabou tudo com Filipa por estar apaixonado por Rita. Apesar de discordar da decisão que o irmão tomou, Tiago apoia-o.

André festeja com Pedro e Vítor o facto de ter sido escolhido para a equipa de remo. Vítor repara em Rita e vai meter conversa com ela. O máximo que consegue é ser gozado e apanha um calduço de Horácio, porque o pai aparece naquele momento. Depois de o filho regressar à sua mesa, gabando-se de que estava quase a conquistar a rapariga, Horácio toma o seu lugar e conversa com Rita sobre a sua infância com os seus pais e sobre a tragédia que os vitimou. Rita desabafa que quer deixar a casa de Sara e arranjar um espaço para morar e o pescador promete ajudá-la.

Simão prepara-se para sabotar a fábrica mas não está sozinho na Faina Norte. Por trás de si surge alguém que o agarra e impede os seus intentos.

André empresta dinheiro a Vítor para ele apostar nas corridas, esperançado em que ele consiga ganhar o dobro do que leva consigo.

Carmo justifica a Eunice que está angustiada pelo desaparecimento do irmão e a amiga conforta-a certa de que tudo acabará em bem.

Entretanto, Kiko e Inês conseguem descobrir Afonso, ferido e pendurado na falésia e accionam os bombeiros para o resgatar. Luísa, Joaquim e Isabel respiram de alívio, tal como Carmo que ao receber a notícia de que Afonso apareceu, aceita que Eunice fique a tomar conta da mercearia para o ir ver. Carmo esconde de Eunice que o rapaz é seu filho e não seu irmão.

Quando Afonso é retirado da falésia, Inês beija-o muito aliviada e agradece a Kiko por o ter descoberto.

Horácio descobre Rita a fotografar no cais de manhã bem cedo. António também chega quando eles estão à conversa e pede a Horácio que o fotografe com Rita. Depois, António ganha coragem, revela que terminou tudo com Filipa e declara o seu amor a Rita. Ela esforça-se por dar a ideia de que não está interessada nele e diz que é apenas sua amiga, pois não sente amor por ele.

Nessa mesma manhã, o corpo de Simão surge a boiar na ria, perto da Faina Norte.

Rita encontra António no estacionamento da fábrica e trata de lhe dizer que vai mudar-se e que já não vai dormir em casa dele. António acha que ela tomou tal decisão porque ele se declarou mas Rita afirma que não e que apenas não sente o mesmo por ele. Para além do mais, acrescenta, o facto de o pai dele ter matado o seu não facilita as coisas. Rita aconselha António a voltar para a namorada porque ela só tem ressentimento para dar.

Filipa desabafa com Sara no gabinete dela e lamenta que António tenha terminado o noivado, suspeitando que isso se ficou a dever ao reaparecimento de Rita. Sara consola Filipa e promete ajudá-la a reconquistar o filho, sendo que para isso deve fazer o que ela lhe disser. Olga, a secretária, interrompa a conversa e informa Sara de que têm um problema grave para resolver.

Com efeito, no cais vive-se uma grande agitação porque o corpo de Simão é retirado sem vida da água. Pedro mostra-se incrédulo e Raia apressa-se a arranjar justificações para a morte do colega.

Rita caminha ao longo da ria e hesita em apagar a fotografia que Horácio lhe tirou ao lado de António. Depois de reflectir guarda a foto.

Ainda na Islândia, Fernando recebe a notícia da morte de Simão e reage dizendo que agora vão deixar de ter problemas. Vieira, fica aturdido e nem sabe o que pensar. Entretanto, o navio descarrega a carga que ainda tinha e Fernando despede-se do capitão, satisfeito por saber que ele está de regresso a Portugal.

Afonso recebe alta do hospital e é recebido no corredor por Isabel e Joaquim, que estão à sua espera. De imediato, pergunta por Inês e Kiko e fica a saber que eles foram mudar de roupa porque estiveram toda a noite à sua espera. Isabel prepara-se para dar um raspanete a Afonso por ter ido fazer escalada sozinho. Joaquim intervém e lembra à mulher que o rapaz está exausto e que o raspanete pode ficar para mais tarde.

Jaime ganha coragem e conta a Luísa que recebeu uma proposta de trabalho muito vantajosa que os obrigará a viver em Coimbra. Ela reage mal e discute com ele, assegurando que se recusa a deixar os Açores.

Já em casa, Isabel volta à carga e repreende Afonso violentamente por ele lhe ter mentido e ter corrido risco de vida ao fazer escalada sozinho. Afonso responde com arrogância e Isabel descontrola-se e agride-o com uma valente bofetada, saindo a chorar para o quarto. Joaquim vai atrás dela e Inês repreende Afonso por não ter querido falar com a mãe. O rapaz responde que a mãe tem mais culpa do que ela imagina.

Rita aproxima-se do cais e pergunta a Horácio a que se deve a agitação que ali se vive. Ele conta que um colega morreu afogado. Entretanto, Rita revela que decidiu permanecer por ali e que pretende deixar a casa de Sara e arranjar um lugar para morar. Horácio oferece-se para lhe alugar um dos quarto de um dos filhos e ela acaba por aceitar, embora preocupada por ir causar incómodo. O pecador tranquiliza-a e argumenta que a renda que ela vai pagar vai ajudá-los a ultrapassar as dificuldades que estão a viver.

Raia informa Sara de que matou Simão porque ela o mandou cortar o mal pela raiz. A patroa responde que não quer saber pormenores e pergunta-lhe se agora os ânimos vão serenar. Raia avisa que para dar problemas apensa sobra Horácio. Sara, corta a conversa e dá entrada aos inspectores da PJ que estão a investigar a morte de Simão. Raia vai embora e Sara fica a responder às perguntas dos agentes, frisando a dada altura que o pescador deu muitos problemas no barco durante a última viagem que fez e que o capitão Vieira poderá testemunhar o que se passou, informando que o podem encontrar de momento na Islândia.

António comenta com Tiago que Rita o rejeitou com o argumento de não querer mais confusões na sua vida. Entretanto, Filipa aparece lá em casa e Tiago retira-se para que eles conversem a sós. Filipa cumpre a estratégia que Sara definiu e diz a António que vai seguir com a sua vida em frente já que ele a quis trocar por Rita, insinuando que ela só anda à procura de dinheiro.

Rita vai ver o quarto que Horácio lhe ofereceu para alugar e aceita ficar lá em casa depois de o pescador garantir que os filhos vão ter de aceitar ficarem a dormir no mesmo quarto.

Filipa conta a Eunice que o noivado com António acabou e aproveita o facto de ela ter as cartas de tarôt nas mãos para saber o seu futuro. A carta que tira é a do louco e Eunice esclarece que o futuro dela é incerto.

António aterra em Lisboa o avião que tripula e aproveita para visitar o amigo Rafael. Este continua traumatizado por ter sido sequestrado durante um assalto e recusa-se a sair de casa. António acaba por revelar que terminou o noivado com Filipa porque na sua vida apareceu outra pessoa.

nas redes

pesquisar