SIC

Perfil

De segunda a sexta

Dancin'Days - Resumo de 12 a 18 de setembro

Hugo é encontrado morto!

Hugo espera Raquel à porta da cadeia e, quando ela sai faz questão de lhe dar os parabéns pela reconquista da liberdade, troçando quando assume que a colocou lá dentro. Ela enfrenta-o carregada de ódio e mostra-se determinada a continuar a tentar que ele pague com a prisão todo mal que lhe tem feito. Hugo reage à ameaça e promete não ser tão brando se ela voltar a meter-se com ele. Júlia e Mariana chegam nesse instante e ficam alarmadas por verem Hugo perto de Raquel. Com firmeza, Júlia ordena-lhe que se afaste da irmã, enquanto Mariana corre em protecção à tia. Depois do marginal arrancar no seu carro, as três mulheres abraçam-se emocionadas.

Artur conta a Jorge que foi convidado para o conselho de administração da Blondie, o que lhe permitirá regressar a Lisboa e ficar mais perto de Júlia.

Duarte confessa a Gui que lhe custa deixar escapar Júlia, depois de ela ter decidido voltar a procurá-lo. O irmão reafirma que ele deve esquecê-la e dar uma oportunidade a Mafalda. Duarte recusa voltar a substituir Júlia, como fez quando casou com Inês.

Já em casa, Raquel valoriza os pequenos prazeres da vida, como tomar banho, colocar os seus cremes ou perfumes, ou até usar apenas as suas roupas. Mariana espera que ela tenha desistido de fazer justiça pelas próprias mãos e que nunca mais de aproxime de Hugo. Júlia recorda que sentiu o mesmo que a irmã quando deixou a prisão e mostra-se convencida que Hugo acabará por ser preso assim que cometer o primeiro erro. Mariana entristece quando o tema da conversa passa à separação de João. Raquel e Júlia confiam que quando a mágoa lhe passar, regressará a casa. Mariana deseja ardentemente que isso aconteça e confessa que já está cheia de saudades do namorado.

Lucas está cada vez mais entusiasmado com a recente amizade que fez com Catarina. João não aprova a excitação do irmão e avisa-o de que ainda vai dar mau resultado por causa de Nonô, reforçando que ele já devia ter contado a Catarina que tem namorada. Lucas desvaloriza e aconselha João a divertir-se e esquecer a zanga com Mariana, propondo que vão treinar ao fim do dia. João aceita mas previne Lucas de que primeiro irá com o pai buscar o resto das suas coisas a casa de Mariana.

Nicole marca consulta para Hernâni num urologista mas o marido fica apreensivo com a possibilidade de vir a ser observado por um homem e que o médico tenha que lhe fazer um exame por apalpação. Hernâni ainda pensa em desistir, mas Nicole reclama que já não brinca com ele aos médicos há muito tempo e que sente saudades. Hernâni resigna-se e afirma que por ela fará mais esse sacrifício.

Áurea sofre um ataque de pânico e vai ao Lima Limão pedir ajuda a Isabel. A amiga oferece-lhe um chá e conversa com ela, conseguindo que progressivamente ela se acalme. Isabel diz mesmo uma piada sobre a lojista da frente, salientando que ela sim é que está com má cara e que a plástica que fez, devia ter feito ao rabo porque está descaído. Áurea ri e fica mais bem disposta. Vera aproxima-se e, ao saber da ansiedade em que a tia mergulhou, recomenda-lhe que vá para casa. Áurea confessa que já está melhor e lembra a Isabel e Vera que no dia seguinte vai estrear a peça que tem estado a ensaiar com Rafael. Áurea reconhece que as conversas com ele têm sido muito agradáveis. Isabel afirma num tom insinuante de que ele é muito giro mas Áurea apressa-se a dizer que são apenas amigos.

Sebastião entra na clínica e Lúcia protesta porque ele já está atrasado. O recepcionista ignora a colega e pergunta por Urbano. Como ela não lhe dá saída, Sebastião entra no gabinete do médico sem ser anunciado e pede-lhe um adiantamento de ordenado, com a desculpa de que o oftalmologista decretou que ele tem de usar óculos. Uma despesa que está fora do seu orçamento, mas que é urgente fazer. Urbano aceita o pedido, mas avisa Sebastião de que não deve habituar-se.

Babi e Nonô visitam Raquel e, depois da emoção do reencontro, encontram-na determinada em seguir em frente com a sua vida. Raquel fica feliz com a notícia de que o namoro de Nonô está no bom caminho e sem as interferências azedas de Babi. Esta reconhece que Lucas tem muitas qualidades mas que só quis acautelar o futuro da filha. Resignada, assume que a vida é de Nonô, que fará o que bem entender. Enquanto Mariana e Nonô vão preparar a mesa do lanche, Raquel conta a Babi que Hugo lhe fez uma espera à saída da prisão. A amiga fica atónita com a provocação que ele foi capaz de fazer.

Mariana esconde de Nonô a verdadeira razão que levou João a sair de casa, dizendo à amiga que discutiram por causa do egoísmo que ela tem demonstrado em relação a Carolina. Nonô estranha que a bebé seja um motivo suficientemente forte para uma decisão tão radical. No entanto insiste que ela não deve desistir do namorado e deve sim procurá-lo para fazerem as pazes.

Aproveitando a ausência de Mariana, João retira as suas coisas de casa, com a ajuda do pai. Álvaro tenta demovê-lo, explicando ao filho que apesar de estar magoado com Mariana e por maior que tenha sido o desentendimento que tiveram o amor que sentiam um pelo outro não acabou. João confirma que não é isso que está em causa mas insiste em manter a sua decisão.

Raquel fala das muitas coisas que tem vontade de fazer, agora que recuperou a liberdade, incluindo trabalhar. Babi aproveita a deixa para contar que está a organizar um evento e que precisa do Dancin’ Days, acrescentando que será uma boa oportunidade para o regresso de Raquel. Júlia aprova a ideia com entusiasmo. Babi tenta depois conversar um pouco com Mariana a propósito da saída de casa de João, mas ela adianta logo que não quer falar do assunto. Artur chega entretanto e como é Mariana a abrir a porta, tira uma flor do ramo que trás e oferece-lhe, entregando as restantes a Raquel que agradece a delicadeza do cunhado. Artur deixa Júlia quase sem fala ao dizer que tem como presente para ela o regresso definitivo a Lisboa, que acabou de acertar com a administração da Blondie. Babi e Raquel exultam com a novidade, enquanto Artur abraça Júlia. Mariana observa e diz que até ontem tinha um amor assim. Nonô incita-a a ligar a João e a encontrar-se com ele. Mariana fica indecisa.

Cristóvão convida Matilde para jantar, prometendo servir-lhe as melhores iguarias. A namorada resiste ao convite mas depois de Isabel dizer que a ideia de Cristóvão é muito romântica, acaba por aceitar. Sónia ri-se, pois sabe que se Matilde é alérgica a marisco, o jantar vai ser um fracasso. Aproveitando a boa disposição de Isabel, Sónia tenta impingir-lhe o carro a quem os gatunos levaram as rodas. Isabel recusa dizendo que tem outras prioridades e Sónia vai embora a resmungar.

Ivo dá uma massagem a Hernâni e sugere-lhe que em vez de ir ao urologista, faça um tratamento de acupunctura. Hernâni sai disparado da marquesa, pois tem horror a agulhas e prepara-se para sair da loja. No entanto, Luísa aparece-lhe no caminho e, venenosa como é, conta que também Nicole não chegou da outra vez ao fim da massagem porque Ivo a levou ao clímax das sensações. Hernâni fica possuído pelos ciúmes e arranca em fúria para confrontar Nicole. Ivo reprova a atitude de Luísa e afirma que com tanta tensão, Hernâni nunca mais vai conseguir curar-se. Nicole assusta-se com a entrada de rompante de Hernâni na loja e fica ofendida por ele lhe chamar traidora. A manicura assegura que Ivo não a desrespeitou, afiançando ainda que só tem olhos para ele. Hernâni fica mais calmo e Nicole mostra-se esperançada que a consulta de urologia vai ajudar a curá-lo e dá-lhe um beijo carinhoso.

Áurea pede apoio a Rafael para desabafar as suas angústias e começa por contar que sofreu um violento ataque de pânico. O encenador considera a situação perfeitamente normal, atendendo à grande tensão que ela está a viver com a partida de Bruno para Londres e a doença de Inês. Ela reconhece que lhe custa ver a filha naquele estado de letargia, lembrando-se do que passou quando também esteve internada. Rafael afirma que ela não se pode deixar ir abaixo e mostra-se seguro de que Áurea vai superar todas as dificuldades.

Gui insiste com Duarte para que dê uma oportunidade a Mafalda, que já provou estar interessada nele. O irmão afirma que não está com disposição para namoros, mas Gui tanto o pressiona que o leva a prometer que vai marcar qualquer programa com a rapariga.

Mariana faz com que João espere por ela antes de ir embora de casa definitivamente. Ele aceita esperar para ouvir o que ela tem para dizer. Mariana reafirma que o ama e reconhece a gravidade do erro que cometeu, garantindo que se pudesse voltar a trás era o que faria. Mariana suplica a João que não a deixe, pois não consegue viver sem ele. João fica sem saber o que responder, tocado pela sinceridade das palavras da namorada.

Mariana suplica a João que não a abandone e que esqueça o que aconteceu. O namorado exalta-se e lembra que ela ia fugir com a filha sem se preocupar minimamente com ele, deixando claro que agora é tarde para arrependimentos e que nunca mais poderá continuar a seu lado, pois perdeu toda a confiança que tinha nela. Mariana fica lavada em lágrimas, enquanto João se esforça por esconder as suas quando bate a porta de casa.

Em casa de Raquel a expectativa é grande para se saber o desfecho da conversa entre Mariana e João, mas Júlia opta por passar pela casa da filha, evitando estar a telefonar com receio de estar a incomodar. Babi interroga-se sobre que motivo terá motivado uma discussão tão grave entre os jovens e Júlia é obrigada a disfarçar, trocando um olhar cúmplice com Raquel.

Duarte vê-se forçado a recorrer aos serviços de Mafalda para tomar conta de Martim. A ama aproveita para se insinuar e Duarte não consegue evitar algum constrangimento. Quando a rapariga deixa o apartamento, Duarte brinca com Martim e confessa ao bebé que, tal como ele gosta de Mafalda, também o pai lhe acha piada.

Júlia encontra Mariana destroçada a chorar a partida de João, convicta de que o perdeu para sempre. A mãe tenta minimizar-lhe a dor, abrindo a esperança de que João reconsidere e volte para casa, uma vez que certamente também estará a sofrer com a separação. Mariana está inconsolável e diz que foi muito estúpida, ficando sem filha e sem namorado. Júlia abraça a filha, afectada por ver a angústia em que está mergulhada.

João busca conforto junto de Lucas e confessa ao irmão que teve vontade de se agarrar a Mariana e de lhe perdoar a traição que cometeu. Lucas não é tão condescendente e afirma que a atitude de Mariana foi muito grave e que João não deve culpar-se por ter saído de casa. O irmão assume a decisão que tomou, mas vinca que isso não significa que a situação não lhe custe. João diz que têm de regressar a casa porque o pai já deve ter regressado do jantar que tinha marcado e Lucas pede-lhe que o deixe num bar, pois vai sair com Catarina. João fica desagradado e censura o irmão que está muito perto de atraiçoar Nonô com a treinadora de atletismo. Lucas engana-se a si próprio e diz que é apenas uma saída à noite entre dois amigos. João desconfia do irmão e nem este está certo do que fala.

Raquel conversa animada com Babi e reconhece que enquanto esteve na cadeia sentiu muitas saudades das pequenas coisas da vida. Babi deseja que ela agora encontre sossego e que Hugo a deixe em paz. Raquel duvida, até porque está consciente de que ele foi à porta da prisão quando ela saiu, apenas para a intimidar. No entanto, Raquel assume que só descansará quando se vingar dele, pelo ano que a obrigou a passar atrás das grades. Babi fica perplexa com as intenções da amiga.

Cátia nega a Sónia que Hugo seja seu namorado e garante que a única coisa que quer é divertir-se de vez em quando com ele. Cátia afiança que está é curiosa por saber como está a decorrer o jantar que Cristóvão preparou para Matilde e promete que o vai fazer penar quando ele a quiser outra vez. Sónia acha que a prima está obcecada e lamenta não ter conseguido vender ainda o seu carro sem rodas, pois o dinheiro está a acabar. A esse respeito, aproveita a conversa para lhe pedir boleia para casa mas Cátia recusa o favor e conta que já tem coisas combinadas. Sónia bem tenta que ela confesse que se trata de um encontro com Hugo mas a prima fecha-se em copas.

Nicole espera que o jornalista que a entrevistou lhe dê o merecido destaque, embora também recorde que a conversa não correu bem na altura. Isabel está ansiosa pelo regresso de Mónica a casa e assume que a ausência da filha lhe tem roubado anos de vida. Nicole queixa-se do mesmo mas por causa da impotência sexual de Hernâni. Isabel volta-se para Luísa e diz que ela é a única que está bem. No entanto, a amiga recusa esse estatuto e olha furiosa para Sónia, confessando que ela a preocupa, temendo que lhe roube Ivo. Isabel e Nicole trocam um olhar de preocupação, adivinhando que a coisa não vai correr bem entre Luísa e Sónia.

Raquel acorda estremunhada, com o telemóvel a tocar e atende um jornalista que pretende entrevistá-la. Depois de desligar, telefona a Mariana para saber como a sobrinha está. Raquel confessa que dormiu toda torta no sofá porque estranhou a sua cama, uma vez que já estava muito habituada ao colchão da prisão. Mariana também conta que não dormiu nada, mas isso por causa de João ter saído de casa. Raquel propõe-lhe dar uma volta juntas para espairecer, mas Mariana responde que não quer, que só lhe apetece chorar. A tia não desiste e conta que lhe vai ligar mais tarde, depois de combinar com Júlia o que vão fazer as três.

Júlia conta a Artur que Mariana se fartou de chorar por causa de João ter saído de casa. O marido concorda que os desgostos de amor são sempre dolorosos, mas acrescenta que a partir de agora estará a seu lado para a apoiar. Júlia aproveita a oportunidade para esclarecer com ele se o seu regresso a Lisboa se deve apenas a uma opção profissional, ou se foi determinada pela desconfiança. Artur mente e garante que o incidente com o Sousa Prado já está esquecido e que, para além do mais, confia nela. Júlia disfarça o incómodo que a conversa lhe provoca e diz que gosta de o ter ao pé de si. O marido convida-a para ir com ele e com Jorge ao ginásio mas Júlia responde que vai ter de tentar arrancar Mariana de casa para a animar. Quando fica sozinha, Júlia continua a ler as notícias e detém-se com grande interesse numa que fala de uma operação policial de recolha de armas ilegais, exclamando que pode ser a solução.

Áurea pensa em falar com Inês tentando que ela aceite procurar uma segunda opinião sobre o tratamento com electro-choques que o doutor Carvalho sugeriu. Alberto dispara que também gostava que a neta se sujeitasse a um tratamento menos violento mas Ester abre-lhe os olhos em sinal de reprovação e o marido emenda a mão e assume que até agora nenhum outro tratamento resultou. Ester acaba por apoiar a ideia de conversarem com a neta, enquanto Áurea reconhece que tem de se arranjar uma solução para acabar com o sofrimento de Inês. Paulo afirma que já viu isso dos electro-choques em filmes e que é assustador. Vera alivia o ambiente e testemunha que agora já não é assim. Amélia anuncia que o filho e a nora estão a caminho de Portugal. Ester faz questão que fiquem hospedados lá em casa mas a empregada explica que eles não querem incomodar. Alberto atravessa-se e garante que não incomodam nada. Amélia fica-lhes grata e Paulo radiante, por estar quase a abraçar os pais.

Hernâni está em pânico com a consulta de urologia que se aproxima vertiginosamente e ainda fica mais aterrorizado quando Nicole conta que será um médico e não uma médica a observá-lo. Quando o marido começa a alegar que a sua honra ficará posta em causa e que a seu machismo ficará beliscado, a manicura lembra-lhe que ele também não tem cumprido as suas obrigações conjugais, abalando ainda mais a sua confiança. Tânia interrompe os pais e queixa-se de não ter roupa para vestir enquanto estiver em Madrid. Nicole dispõe-se a fazer algumas compras no shopping, mais tarde. Hernâni resmunga e reafirma que não gosta nada que ela vá para Espanha sozinha e que isso só acontece porque a mãe autorizou. Nicole não lhe liga nenhuma e vira as costas.

Cátia está a conversar com Ivo quando Cristóvão chega à loja de doces com cara de poucos amigos e pede para falar com ela a sós. Ivo retira-se e Cristóvão repreende a amiga por ter lhe ter dito que Matilde gostava de marisco quando, na realidade, é alérgica. Cátia, sonsa, finge-se desentendida e pede desculpa e diz que percebeu tudo mal. Cristóvão conta que serviu empadas de marisco à namorada e que ela podia ter ficado muito mal. Matilde aproxima-se cheia de manchas e Cátia volta a fingir a sua inocência, jurando que não fez por mal, que apenas quer a felicidade deles e renova o pedido de desculpas ao casal. Matilde acredita na sinceridade de Cátia e aceita perdoá-la. Cátia faz cara de enjoada quando Cristóvão e Matilde se beijam.

Ivo toma um sumo de laranja no café de Isabel quando Roberto se aproxima e pergunta se a loja de som fechou. Isabel confirma que sim e indica que Ivo é irmão do antigo proprietário. Roberto apresenta-se com um nome falso e como amigo de Hugo. Ivo retribui o cumprimento mas, desconfiado, diz que o irmão nunca lhe falou dele. Roberto não se desmancha e conta que apenas lhe quer dar um abraço, ficando a saber que Hugo abriu uma loja de peles na Avenida da Liberdade. O cadastrado consegue a informação que queria e despede-se deles, prometendo que assim que puder vai dar um abraço a Hugo.

Vasco surpreende Carminho que está distraída no bar da clínica e prega-lhe um susto, perguntando-lhe ao ouvido se está sozinha. Depois pede que lhe faça companhia enquanto come, mas ela fica muito tensa e desaparece dizendo que tem uma massagem marcada. Vasco fica estupefacto com aquela reacção.

Vera termina o treino e vem a conversar com Sebastião mostrando-lhe vontade de ir almoçar com ele à beira do rio, embora saiba que não é possível pois sabe que ele tem de trabalhar. Urbano sai do gabinete e informa que decidiu implementar um sistema de voucher para as massagens na clínica. O médico comete então uma inconfidência e pergunta a Sebastião se já tratou de comprar os óculos. O recepcionista disfarça muito bem e responde que ainda não estão prontos. Urbano regressa ao gabinete e Vera pergunta ao namorado desde quando é que ele usa óculos. Sebastião não perde a calma e explica que andava com dores de cabeça e que, consultado o oftalmologista, concluíram que ele está a ver mal. Vera fica irritada por Sebastião não lhe ter dito nada e vai-se embora para o duche. Sebastião fica muito enervado com a situação.

Ester, Alberto e Áurea visitam Inês na clínica. Áurea, com grande cuidado, tenta abordar a questão do tratamento com electro-choques, sugerindo à filha que escutem uma segunda opinião. Inês começa a ficar transtornada e informa que já tem a primeira sessão marcada para essa tarde e acusa a família de não a apoiar. Ao vê-la chorar, Ester, Alberto e Áurea vergam-se à sua vontade e prometem-lhe que estarão sempre a seu lado.

Gui volta a insistir com Duarte para que convide Mafalda para sair, uma vez que ela já deu todos os sinais de que está interessada nele. Duarte continua a dizer que não é justo ter um caso com a ama do filho, para esquecer Júlia. O irmão fica impaciente e faz-lhe ver que tem na sua frente uma mulher bonita, insistindo que ele tem de fechar o capítulo Júlia na sua vida e abrir um outro com Mafalda. Duarte nada diz mas fica a pensar no assunto.

Mariana recebe Júlia com ar desmazelado e reconhece que não pregou olho a noite inteira e que já tentou falar com João mas que ele não lhe atendeu o telefone. De seguida volta a ligar, mas sem sucesso. Júlia censura a filha e faz-lhe ver que tem de dar tempo ao namorado e que ela própria deve dar um tempo para se recompor. Júlia arrasta a filha para o banho e obriga-a a despachar-se para irem passear com Raquel.

Raquel dá a entrevista que tinha marcado para falar da sua experiencia na prisão mas, assim que tem oportunidade, trata de acusar Hugo de ter montado um esquema para que fosse ela a carregar as culpas do seu crime. Raquel manipula a entrevista e garante à jornalista que Hugo era o único responsável pelo negócio dos carros roubados. Ela troca um olhar incrédulo com o repórter fotográfico que a acompanha.

Hugo está a montar uma montra na sua loja de peles quando ao seu lado se coloca Roberto, que lhe dá os parabéns por ele se ter dado bem na vida. Hugo fica em grande tensão e pergunta-lhe imediatamente o que está ali a fazer.

Hugo encara Roberto com desconfiança e pergunta-lhe o que é que quer. O cúmplice do negócio da droga garante que apenas lhe foi dar os parabéns pela loja que ele tem e que fica feliz com o sucesso dos amigos. Hugo responde prontamente ao cinismo do outro e deixa claro que não é seu amigo. Roberto adivinha que para ter uma loja daquelas é preciso ter, para além do trabalho, alguma pontinha de sorte, para logo acrescentar que a sorte não dura para sempre. Hugo, já impaciente, entra para a loja enquanto Roberto de afasta despedindo-se até à próxima.

Lucas põe João a par da noite que teve com Catarina assumindo que ela é uma pessoa tímida mas que com ele já está mais à vontade. O irmão censura-o e previne-o de que se Nonô o ouve a falar daquela maneira, arranjará problemas. Nem de propósito, a namorada aproxima-se deles nessa altura e cumprimenta Lucas com um beijo na boca. João fica desconcertado porque a cunhada assume que não percebe o que de tão grave se possa ter passado, para que ele saísse de casa. João disfarça e responde que as coisas já não estavam bem há algum tempo. Nonô conta, com grande entusiasmo, que Babi lhe emprestou o carro. No entanto fica irritadíssima quando Lucas conta que já tinha combinado um programa com os amigos do atletismo. Nonô expressa a sua indignação e diz-lhe que lhe telefone quando quiser estar com ela. Lucas fica sozinho a soprar para o ar.

Mariana deixa-se arrastar por Júlia e Raquel que a obrigam a ir almoçar com elas para se distrair.

Duarte conversa ao telefone com Gui sobre questões de trabalho mas, do outro lado da linha, o irmão mostra-se mais interessado em arranjar-lhe namoro com Mafalda. Quando a campainha toca, Duarte diz que deve ser ela e desliga o telefone de forma rude. Ao abri a porta lá está Mafalda, sempre disposta a ficar com Martim e a ajudar Duarte nas aflições. Ele explica que quando se preparava para sair de casa é que se apercebeu que o filho estava com febre e por isso lhe pediu, em cima da hora, que ficasse com ele. Mafalda aperta o cerco ao coração de Duarte e oferece-se para levar Martim à consulta que ele marcou, Duarte faz-se rogado mas acaba por aceitar. Ela elogia-lhe a gravata, deixando-o ainda mais desconfortável.

Áurea, Ester e Alberto esperam que Inês acorde, depois de ter feito a primeira sessão de electro-choques. Ela começa a despertar lentamente e acompanha este seu despertar com gemidos. O doutor Carvalho, que está à sua cabeceira, confere que os sinais vitais estão todos a corresponder bem, mas recorda que Inês pode vir a ter algumas limitações da memória recente. A arquitecta mostra-se um pouco perdida e atordoada mas reconhece a mãe. Áurea não consegue deixar de derramar algumas lágrimas quando a filha lhe pergunta o que é que está a fazer na clínica. Ester, muito impressionada, apoia-se em Alberto.

Artur e Jorge acabam o treino no ginásio e queixam-se de que andam a frequentar o espaço menos do que deviam. Artur confessa que Júlia ficou feliz com o seu regresso definitivo a Lisboa, mas contrapõe que ele próprio não está muito entusiasmado com o lugar de administrador. Jorge pede a Artur que aguarde um pouco para que ele possa ir dar um beijo a Carminho. Quando entra no gabinete encontra-a muito preocupada, pois acabou de receber uma mensagem de Áurea a contar que o tratamento de Inês não correu tão bem como seria desejável. Carminho lembra que à noite têm a estreia da peça da irmã e concordam em levar a filha com eles para não terem de contratar uma ama. Jorge despede-se de Carminho e diz que vai tomar um duche. À saída do gabinete esbarra em Vasco que convida a colega para um café. Carminho mal consegue disfarçar a atrapalhação e apresenta Jorge como seu marido. Vasco mantém a sua descontracção e até convida Jorge para se lhes juntar no café. Carminho acaba com a conversa e diz que não tem tempo para sair dali porque tem mais uma marcação para uma massagem.

Jorge dirige-se a Sebastião para lhe pedir uma toalha. O recepcionista aproveita para lhe entregar igualmente um voucher de massagem a que tem direito. Depois de Jorge se afastar, Sebastião certifica-se de que não está a ser observado e guarda o livro de vouchers dentro do bolso da bata.

Nicole manda Tina preparar a sala de depilação quando Tânia entra na loja com a revista a quem ela deu uma entrevista. A mãe avisa-a para não ler mas a filha não lhe liga e apanha uma grande desilusão e vergonha quando percebe que Nicole é tratada como uma rapariga simpática que ainda está a uma grande distância da sua sócia Júlia Matos, quer no estilo, quer no bom gosto. Tânia consola a mãe e atira a revista para o lixo, saindo para procurar uns ténis que vai levar para Madrid. Hernâni chega nesse instante e grita ao sentar-se, contando de seguida que a consulta de urologia não podia ter corrido pior. Hernâni diz que foi praticamente violado pelo médico, que lhe tocou onde ele nunca tinha sido tocado nem por homens nem por mulheres, garantindo que algo de grave se passa com a sua saúde, já que tem de fazer outros exames.

Ester, Áurea e Alberto regressam a casa preocupados, depois de terem presenciado o despertar de Inês após o tratamento com electro-choques. Contam a Amélia que ela perdeu temporariamente alguma memória, já arrependidos de terem consentido o tratamento. Áurea culpa-se pelo facto da filha estar tão doente, dizendo que só podia ser assim por ser filha de uma maluca. Alberto e Ester garantem que uma coisa não tem a ver com a outra. Amélia quer avisar o filho para não irem alojar-se lá em casa, consciente de que a ocasião não é propícia a visitas. Ester e Alberto dizem que nem pensar, até porque o filho e a nora da empregada podem animar a casa enquanto lá estiverem.

Cristóvão pede a Sónia que arrume uns produtos de mercearia nas prateleiras mas ela esquiva-se alegando que lhe doem as costas e que tem de ir a uma massagem com Ivo. Ele responde que também está a pensar fazer o mesmo porque o livro que está a ler a Matilde pesa muito. Nisto, entram na loja Gui e Duarte e pedem para falar com o patrão. A custo, Cristóvão lá lhes arranja o telefone de Veiga, enquanto Sónia sai disparada da loja. O caminho que faz é para a loja de doces e quase abalroa Raquel, Júlia e Mariana que carregam algumas compras consigo e se dirigem à loja gourmet. Quando entram, o ambiente fica tenso. Mariana detesta encontrar Gui, mas Júlia faz pior e chama Duarte à parte para lhe dizer que não gostou nada que ele tivesse ido falar com o seu marido. Cheio de raiva, Duarte garante que não fará mais nada que lhe perturbe o casamento de fachada, perguntando com ironia se é o segundo. Duarte sai da loja com Gui, enquanto Júlia tenta esconder de Mariana o seu verdadeiro estado de espírito.

Sónia tenta envenenar Cátia e conta-lhe que Gui está na sua loja. A prima garante que desse mal está curada e atende uma chamada de Hugo a combinar um encontro. Cátia nota que ele está esquisito mas desvaloriza e deixa claro que se ele começar a complicar a relação o manda ter com a mãezinha, pois ela está ali para se divertir.

Artur conversa com Jorge e ao observar a forma como dirige a Blondie diz-se orgulhoso do trabalho que ele está a desenvolver. Depois, assume que o trabalho não justifica que esteja afastado da mulher, ainda mais no seu caso, tratando-se de uma mulher fantástica com quem quer estar. Jorge opina que Júlia está mesmo empenhada em manter o casamento.

Raquel e Mariana buscam algumas respostas por parte de Júlia para aquele reencontro explosivo com Duarte. Ela desvaloriza e é salva por Urbano que interrompe a conversa, saudando o regresso de Raquel à liberdade. Ela agradece e sai com Mariana para o tratamento de algas especial, entregues ao cuidado de Sebastião que lhes indica o caminho. Júlia troca algumas palavras de circunstância com o ex-marido sobre Mónica. Ele diz que ela continua no Porto com os irmãos mas que é desejável que regresse já, pois Isabel definha sem a filha, a cada dia que passa. Júlia compreende o problema mas atalha assunto e vai ter com Carminho. Esta conta-lhe o constrangimento porque passou quando teve de apresentar Vasco a Jorge e que, embora nada se tenha passado entre ela e o treinador se sente como se estivesse a trair o marido. Júlia conta à amiga que encontrou Duarte no centro comercial e que lhe pediu que se afastasse de vez. Carminho pergunta se é isso que ela quer, mas não fica convencida com a resposta positiva da amiga.

Duarte convida Mafalda para jantar com ele e parece finalmente decidido em preencher com ela o lugar vazio que Júlia deixou. Mais animado, Duarte vai abrir uma garrafa de vinho para irem bebendo enquanto preparam a comida. É visível no rosto de Mafalda a sua satisfação.

Sónia e Isabel comentam a entrevista que Nicole deu, concordando que foi muito mal tratada pelo jornalista que fez o trabalho. Hernâni aparece nesse momento e não esconde o desânimo que o invade. Nicole dá ordem de regresso a casa porque Tânia ainda tem de fazer a mala para ir para Madrid.

Iludindo tudo e todos, Sónia que arde de desejo, aproveita que Ivo está sozinho na loja esotérica para o arrastar para o gabinete de massagens, exigindo que trate dela. Ele tenta resistir mas não consegue.

Hugo pede a Cátia para dormir em casa dela e justifica-se por achar que lhe vão fazer uma espera, pois desconfia de um tipo com quem teve problemas. Cátia faz-lhe o favor mas diz que não se habitue.

Mariana põe a conversa em dia com Raquel, depois de um ano de dificuldades que a tia passou na prisão. Raquel lamenta não poder ter estado ao lado de Mariana quando ela teve o acidente. Saudosas uma da outra, Raquel e Mariana abraçam-se com ternura.

Artur desafia Júlia para saírem mas ela confessa-se desgastada por ter passado o dia atrás de Mariana e Raquel. O marido senta-se a seu lado e decide ficar a fazer-lhe companhia.

Duarte e Mafalda fazem os últimos brindes, quase a despedirem-se, depois de um jantar cúmplice e bem regado. Quase à porta da saída, Mafalda ganha coragem e beija Duarte, que corresponde também de forma ardente.

Duarte e Mafalda desfazem o beijo e ela, pragmática, despede-se até ao dia seguinte, dizendo que não é necessário complicar, depois do convite velado que ele faz para que fique. Duarte concorda e mantém o encontro para correrem juntos. Depois de Mafalda sair do apartamento, Duarte deixa o seu rosto invadir-se por um sorriso.

O doutor Carvalho observa Inês e mostra-se optimista quanto à sua evolução, depois do primeiro tratamento com electro-choques. Apesar da coragem que o médico lhe transmite, Inês murmura que a sua vida não vale a pena ser vivida.

Áurea é aplaudida de pé, depois de uma comovente interpretação na peça de teatro terapêutico. O final é dramático e apesar de Rafael correr em direcção de Áurea para a apoiar, ela não consegue parar de chorar. Carminho, na plateia, comenta o episódio com Ester, deixando a mãe a pensar se Áurea não terá ficado afectada com a sua representação.

Nicole elogia Tânia quando a filha comunica que já tem a mala feita para ir para Madrid, mas avisa-a de que tem de se portar bem, já que os pais estão a confiar nela. Nicole começa a pensar como foi desconsiderada na entrevista que deu e conversa com Hernâni sobre a possibilidade de fazer um curso de línguas, já que foi tratada como brega, por comparação com Júlia, vista pelo jornalista como uma mulher culta e sofisticada. A manicura lembra que a sócia e amiga só se tornou numa figura pública depois de ter ido para Itália, uma vez que quando saiu da prisão estava muito em baixo. Desanimado está Hernâni que conversa com a mulher com respostas quase automáticas e nem sequer se dispõe a fazer amor com ela quando a conversa muda para as relações íntimas.

Áurea recompõe-se das emoções teatrais da noite anterior e explica a Ester e Alberto que as suas lágrimas não foram mais do que o aliviar da tensão dos últimos tempos. Nesse momento recebe uma chamada de Rafael a quem tranquiliza, garantindo que já está bem. Vera acompanha Áurea que sai para o trabalho, enquanto Ester fica a comentar com Alberto a situação de Inês e o sofrimento que Áurea está a viver por pensar que a filha está doente por sua culpa. Alberto conta a Ester que Júlia lhe ligou e que, ao que parece, já tem uma solução para se livrarem da arma que Inês comprou ilegalmente.

Júlia e Artur tomam o pequeno-almoço e ele disfarça o desagrado pela forma como ela responde às suas propostas para passarem o resto do dia juntos, já que ele tem apenas uma reunião de manhã.

Júlia justifica que tem um dia cheio, ao mesmo tempo que o marido confere as últimas notícias e esbarra na entrevista que Raquel deu, em que acusa Hugo de ter cometido o crime pelo qual ela pagou com um ano de cadeia. Júlia fica assustada e liga à irmã para combinar encontrar-se com ela em casa de Mariana, de modo a fazer-lhe perceber que não pode arriscar tanto ao atacar Hugo de forma pública e aberta. Raquel aceita o convite mas deixa claro que não se importa nada com o que lhe possa acontecer, desde que se consiga vingar dele. Artur concorda com Júlia e acha que ela deve mesmo ir falar com a irmã.

Hugo é avisado que Raquel o atacou numa entrevista, acusando-o de ter cometido o crime pelo qual a fez pagar. Cátia, longe de imaginar que ele é mesmo um bandido, ainda lhe dá apoio e convida-o a permanecer em sua casa por uns dias, enquanto ele não resolve os problemas que o afligem. Hugo aceita a oferta com muito agrado e sai com Cátia para o centro comercial, alegando que tem de passar por lá.

Luísa diz a Isabel não se admirar que Hugo tenha mesmo cometido o crime de que Raquel o acusa mas a amiga defende que o rapaz está mesmo regenerado, lembrando que o tribunal condenou Raquel e não a ele. Sónia aproxima-se delas e conta que já leu a entrevista, afirmando que a Hugo, criminoso ou não, lhe chamava um figo. É a faísca que pega fogo ao rastilho, pois Luísa provoca-a dizendo que ela se mete com todos. Em modo de vingança, Sónia revela que o último que a levou às nuvens foi Ivo, com a massagem que lhe deu na noite anterior. As duas insultam-se e só não andam à pancada por que Isabel intervém, separando-as. Sónia vai embora a rir, enquanto Luísa sai disparada para a loja esotérica, à procura de Ivo, jurando a Isabel que nada tem com o massagista.

Luísa, de cabeça perdida, bate em Ivo e termina a sociedade que tinham na loja. Ele tenta explicar-lhe que o seu relacionamento era apenas profissional mas Luísa reafirma que já o tinha avisado de que podia envolver-se com todas as mulheres, menos com Sónia. Ivo acaba por se resignar e vai embora, depois de Luísa lhe dar ordem de expulsão da loja.

Ivo procura Sónia e repreende-a por ter contado a Luísa que eles se envolveram, fazendo com que a outra rompesse a sociedade que tinha com ele. Sónia defende-se e argumenta que a vingança sabe muito bem. Cristóvão critica Ivo por se ter envolvido intimamente com Sónia, ainda mais quando dizia que ela estava cheia de doenças e de germes. Ao ouvir tal bomba, Sónia fica furiosa e ameaça agredir Ivo.

Gui está muito curioso para saber como correu o encontro de Duarte com Mafalda e pergunta se ela passou a noite com ele. O irmão diz apenas que trocaram um beijo de despedida e Gui atira que, mesmo assim, já é um progresso. Duarte afirma que quer construir tranquilamente o relacionamento com Mafalda e Gui considera que ele está ainda muito preso a Júlia. Duarte recebe uma mensagem da ama, mas não conta ao irmão o que ela escreveu, levando a que Gui continue, na brincadeira, a provocá-lo.

Raquel enfrenta as críticas de Júlia e Mariana por ter provocado Hugo. A irmã lembra-lhe que ele já deu provas de ser perigoso e que pode agir contra elas ou até mesmo contra Carolina. Mariana quase a obriga a prometer que vai ficar quieta, enquanto a tia se desculpa pela situação delicada que criou.

Artur conta a Jorge que foi nomeado administrador delegado da Blondie em Lisboa, o que leva o amigo a questionar se os patrões não têm confiança no trabalho que tem desenvolvido. Artur explica que esta foi a forma de toda a gente ficar bem na fotografia, já que ele não aceitaria reocupar o lugar de director, lembrando que a administração tinha para com ele uma dívida moral, já que foi ela a mandá-lo para Praga. Depois de tudo esclarecido, Jorge fica de bem com Artur.

Sebastião volta a atrasar-se para o trabalho na clínica e desculpa-se por ter ficado retido no metro, sem poder comunicar. Urbano aceita a justificação mas repara que ele continua sem os óculos que disse ter de comprar. O recepcionista justifica que se enganaram na graduação das lentes e que terá de esperar mais uma semana. A sós com Carminho, Lúcia confessa que está cada vez mais farta das desculpas de Sebastião, criticando a forma como ele se comporta e a falta de disponibilidade para cumprir as suas obrigações.

Vera assegura que Hugo é homem para ter manipulado as provas do crime que cometeu, só para incriminar Raquel. Menos convencida, Isabel estranha o facto uma vez que ele fez um grande esforço para se reabilitar. Nicole, mais realista, lembra que gente dessa é o que mais há por aí. Vera está entretida a ler a entrevista que Nicole deu e continua a conversar, dizendo que a pior coisa que lhe aconteceu na vida foi ter confiado nele. Isabel bem lhe faz sinais, mas em vão. Hugo aproxima-se e ainda consegue ouvir a conversa, agradecendo com ironia o facto de Vera o ter em tão boa conta. Ela responde à letra e atira que se ele não teve problemas de consciência quando vendia droga, muito menos deve ter tido quando roubou carros. Hugo ri e diz que ela está muito amarga. Quando fica a sós com Isabel, Hugo defende-se tentando que ela acredite que Raquel só diz o que diz dele porque o odeia. Isabel desvaloriza e Hugo recebe uma chamada de alguém a quem ordena que avance para o que tem de fazer. Hugo termina o café com rapidez e sai apressado do café.

Hernâni está tão desanimado que não consegue trabalhar com Alberto nos negócios que têm pendentes com Angola. O amigo repara e Hernâni desabafa que o melhor é vender-lhe a sua parte na empresa, porque depois da consulta de urologia ficou convencido que vai durar pouco. Alberto acha que ele está a dizer um grande disparate mas percebendo que é inútil dizer seja o que for, deixa-o ir para casa.

Carminho conversa animadamente com Vasco no bar, quando vê que Jorge entra para a recepção da clínica. Comprometida, a massagista vai ao encontro do marido e dá-lhe um beijo. Jorge não perde tempo e conta que foi treinar porque está cheio de tensão, desde que Artur lhe confidenciou que volta para a revista como administrador delegado, ficando acima de si na hierarquia e retirando-lhe autonomia, face aos jornalistas da redacção. Carminho tenta animá-lo e mostra-se convencida que como sempre trabalharam juntos e correu tudo bem, desta vez também poderá correr.

Nicole está distraída a marcar e a tirar informações sobre o curso de línguas que quer fazer quando Ivo aparece e começa a massajar-lhe as costas. Ela levanta-se indignada e ameaça-o se repetir a graça. Ivo foge apavorado.

Nonô queixa-se a Mariana da indiferença de Lucas, por só querer treinar com João, deixando-a à margem. Comenta que deve ser de família, aludindo ao facto de João ter saído de casa. Mariana assume de imediato que nessa situação foi ela quem teve a culpa. Nesse instante, recebe uma chamada do pai de João, pedindo para falar com ela. Mariana aceita e conta a Nonô que Álvaro quer conversar. As amigas ficam intrigadas sobre o que quererá o pai de João.

Duarte encontra Mafalda no hotel, quando ela se prepara para ir trabalhar com as crianças para a piscina. Ela encosta-o à parede, dizendo que lhe devia ter respondido quando lhe enviou uma mensagem a dizer que deviam repetir o jantar da noite passada. Duarte responde que queria primeiro conversar sobre o que se passou entre eles mas não consegue prosseguir porque Mafalda o beija de novo, assumindo-se como uma mulher prática. Ele aceita o desafio e despede-se, até ao final do dia.

Júlia vai a casa de Ester e Alberto buscar a arma que Inês havia comprado ilegalmente e diz que a solução que encontrou é entregar a pistola num departamento especial que a polícia criou para destruir armas ilegais. O casal fica mais aliviado por se livrar de mais um problema.

Raquel abre a porta de casa, supondo que o estava a fazer a um piquete de emergência que averigua uma possível fuga de gás no prédio. No entanto, é violentamente derrubada por três homens mascarados que a imobilizam no chão. Um deles coloca-lhe um pé em cima do corpo, deixando-a em pânico sem conseguir descortinar o que vai fazer a seguir.

Raquel grita e tenta libertar-se dos três mascarados que lhe invadiram a casa. Para os convencer, grita que podem levar tudo o que quiserem, revelando que tem jóias e dinheiro com que podem ficar. Dois dos homens começam a simular um assalto e depois de terminarem deixam o apartamento por ordem do terceiro elemento que desde o início dá as ordens. Antes de sair, o terceiro elemento do bando revela-se e, quando tira a máscara, Raquel estremece ao dar de caras com Hugo que cheio de raiva promete acabar com ela se voltar a prejudicá-lo, acrescentando que não vale a pena tentar incriminá-lo, pois já garantiu o seu álibi. Depois de Hugo se ir embora, Raquel tenta chegar ao seu telemóvel para pedir socorro.

Júlia está a despedir-se de Ester e Alberto quando recebe a chamada de Raquel a contar que acabou de ser assaltada. Júlia pede à irmã que se acalme e vai rapidamente ter com ela. Ester e Alberto denotam alguma preocupação.

Álvaro conversa com Mariana e conta-lhe que João também está inconsolável desde que se separou dela. O pai do rapaz tenta perceber que acontecimento tão grave provocou aquela situação, mas Mariana limita-se a assegurar-lhe que foi ela a responsável por tudo, que não traiu João e que ele é a melhor pessoa que até hoje conheceu. Álvaro deseja que eles consigam entender-se, reafirmando que será uma pena se o não conseguirem.

Lucas queixa-se de Nonô a João, criticando a namorada por só se sentir feliz quando anda às compras. O irmão pergunta-lhe se já lhe deu conta disso e faz-lhe ver que as pessoas têm de se adaptar umas às outras. Lucas devolve a questão e pergunta a João porque é que não volta para casa e perdoa a Mariana, uma vez que continua a sofrer. Ele assume que não consegue sequer lembrar-se de que ela ia abandoná-lo para fugir com Carolina. Nesse instante Nonô chega ao pé deles e beija Lucas, cumprimentando João. Este bebe rapidamente o seu café e retira-se. O relacionamento entre Nonô e Lucas está cada vez mais tenso e ainda piora quando ele recebe uma mensagem de Catarina convidando-o para treinarem juntos à noite. Lucas ouve a mensagem em alta voz e Nonô fica enciumada e amua. A custo, Lucas consegue justificar-se e fazer com que a namorada se acalme.

Júlia encontra Raquel com algumas marcas de violência depois do assalto que sofreu e a irmã revela que o crime foi obra de Hugo que mostrou a cara e a ameaçou antes de ir embora. Júlia ampara Raquel e convence-a a irem à polícia para fazerem a denúncia.

Hugo passa pelo centro comercial muito bem disposto e Cátia faz questão de lhe perguntar a que se deve tanta euforia, quando de manhã estava com vontade de matar alguém. Ele responde que decidiu não dar importância ao que Raquel foi dizer dele para a revista e reforça que foi ilibado pelo tribunal. Cátia lembra que há quem acredite, mas ele desvaloriza dizendo que os colegas do centro comercial não contam. Hugo convida depois Cátia para sair à noite, até um bar onde possam ouvir música. Ela impõe que seja num onde ninguém a conheça.

Isabel irradia felicidade quando conta a Luísa que Mónica vai regressar nesse dia a casa mas a amiga decreta que lhe vai acabar o sossego. Isabel contrapõe que ela e Urbano estão com muitas saudades e que temeram que a filha quisesse ficar para sempre com os irmãos. Luísa recebe mais uma chamada a cancelar a marcação de massagens, porque Ivo deixou a loja. Luísa reconhece que está a passar por dificuldades sem as mãos mágicas dele, mas recusa-se a perdoá-lo por se ter envolvido com Sónia, a única mulher que ela o proibiu de “servir”.

Ivo pede a Cristóvão que o deixe dar massagens na mercearia Flor de Sal, mas o gerente nem quer ouvir falar do assunto. Sónia intromete-se e oferece a sua casa, argumentando que até podiam aproveitar a falta de luz para se envolverem. Ivo recusa e Sónia fica furiosa, dizendo que com ela não é trincar e pôr outra vez na fruteira. Antes de ir embora para procurar clientes nos corredores, Ivo coloca-lhe um dedo na testa e afirma que algo está a bloquear as suas trocas de energia. Cristóvão e Matilde acham que é o silicone dos peitos dela que está a provocar esse bloqueio, deixando Sónia indignada.

Sebastião vai ao café de Isabel de colchão debaixo do braço para arranjar novos clientes e tenta vender os seus serviços a Cátia. Ela recusa, mas quando Sebastião se aproxima do balcão com Vera, ouve o recepcionista a promover os vouchers da clínica, dizendo que fica muito mais barato comprá-los do que comprar as massagens directamente. Ivo acusa Urbano de só querer enriquecer à custa dos clientes, mas Vera defende o médico garantindo que ele se preocupa com os pacientes. Cátia decide comprar a Sebastião um voucher para uma massagem, ignorando que ele está a enganá-la, pois roubou o que está a vender. Ivo afasta-se e vai ter com Rafael e Áurea que conversam numa mesa. Depois de os cumprimentar, oferece os seus serviços de massagista e nem o desconto para casais faz com que consiga os clientes. Rafael recusa educadamente, mas Áurea manda-o deliberadamente embora. A sós, Áurea confessa as suas preocupações com Inês, duvidando que ela consiga melhorar. Rafael anima-a e convida-a para jantar. Áurea esclarece que não quer que ele fique com a ideia errada, mas o encenador insiste, vincando que não há mal em que dois amigos jantem juntos, levando-a a aceitar.

Carminho está a conversar com Jorge quando recebe mais uma mensagem comprometedora de Vasco. Consegue disfarçar o constrangimento e mente ao marido, dizendo que a mensagem foi enviada por Júlia. Ele pede que se falar com a amiga não lhe conte nada sobre a situação que ele está a viver na revista, depois do regresso de Artur. Quando fica sozinha, Carminho apaga do telemóvel a mensagem que Vasco lhe enviou.

António e Alice chegam do Luxemburgo, para alegria de Paulo que se abraça logo ao pai e também de Amélia que suspira de alívio por ter o filho e a nora de saúde depois de uma grande viagem de carro. Ester pede ajuda a Paulo para levar as malas dos pais para dentro. Amélia também quer ajudar mas fica amuada porque Ester insiste em poupá-la a esforços. Alberto leva António para a sala e reconhece que o negócio de exportação de vinhos não podia estar a correr melhor, gabando a alta qualidade do que vende. António diz logo que está desejoso para provar os vinhos de Alberto e este vai logo buscar uma garrafa.

Nicole aproveita a ausência de clientes para praticar italiano. Com os auscultadores na cabeça nem se apercebe da chegada de Hernâni. Ele estranha ao ouvi-la dizer frases estranhas e retira-lhe um dos auriculares para se anunciar. Ela assusta-se e explica depois que está a aprender uma língua estrangeira porque também se quer cultivar para não ficar para sempre na sombra de Júlia. Hernâni continua muito em baixo e deixa escapar que quando ele morrer é que as pessoas vão saber o homem que ele é. Nicole repreende o marido por dizer semelhante disparate e pede-lhe ajuda para fixar melhor as frases que está a aprender. Ele senta-se a seu lado, pronto para colaborar.

Raquel está na dúvida sobre se há-de apresentar queixa contra Hugo ou não. Mariana prefere que a tia se mantenha quieta, temendo que o bandido persiga Carolina ou lhe apareça lá em casa. Artur afirma que o mais importante foi que ela não tenha ficado muito magoada depois do falso assalto, vincando que o golpe deve ter sido muito bem planeado. Júlia põe termo a qualquer indecisão e lembra que sempre achou que a irmã não se devia ter envolvido com Hugo. No entanto quer que Raquel vá participar dele à polícia, porque agora passou das marcas.

Mafalda e Duarte correm juntos como tinham combinado. Ela prega-lhe uma partida e ganha um pequeno sprint no final do treino, chegando primeiro a uma árvore. Ele completa o desafio com alguma dificuldade e Mafalda, sedutora beija-o quando ele chega perto dela. Duarte corresponde, rendido aos seus encantos.

Ivo pede a Cristóvão para deixar uns panfletos de promoção das suas massagens e lança a escada para que ele vá à loja de Luísa buscar-lhe umas ervas, pois quer começar a dar massagens no átrio do centro comercial. Cristóvão recusa ir confrontar-se com Luísa e assegura que a administração do shoping nunca permitirá que ele trabalhe fora de uma loja. Ivo acredita que Luísa vai perceber que foi um erro ter acabado com a sociedade que tinham. Cristóvão fica a olhar embevecido para Matilde e Ivo repara, dizendo que ele está mesmo apaixonado. O amigo confirma mas confessa que fica sempre preocupado quando a namorada se vai enfiar na loja de doces com Cátia por que normalmente as coisas não correm bem. E os seus temores têm toda a razão de ser porque Matilde confessa a Cátia que não quer casar e que a última coisa que deseja é que Cristóvão lhe apareça com um anel à frente. Cátia, matreira como sempre, regista a informação e deixa escapar um sorriso maquiavélico.

Álvaro encontra-se com João e faz-lhe ver que não existem relações perfeitas, dando-lhe o exemplo da que teve com a mãe dele. O pai conta-lhe que quando ele ainda não andava, também passaram por uma crise parecida. Álvaro recomenda a João que pense bem se vale a pena agarrar-se ao orgulho daquela maneira e destruir assim a relação com Mariana, a mulher que escolheu para construir a sua vida de família. João fica a pensar nas palavras do pai.

Gui, enternecido, observa Filipa que conta uma história a Martim e Carolina. De seguida brinca e começa a adulterar a história. Filipa pede-lhe ajuda para vestir os pijamas às crianças e Gui confessa estar em pulgas para saber como está a correr a noite de Duarte com Mafalda. Filipa vinca que se o irmão quisesse falar com ele não lhe tinha mandado uma mensagem e finge-se enciumada dizendo que Gui anda a reparar demais nos atributos físicos da ama. O namorado troça e jura que apenas pretendeu observar Mafalda para depois sensibilizar o irmão.

Duarte e Mafalda regressam ao apartamento dele em clima de grande cumplicidade e aos beijos. Ela, atrevida, propõe que tomem banho juntos. Duarte segue-a sem pestanejar.

Mónica regressa a casa e mostra com grande entusiasmo as fotografias que tirou no Porto. Urbano não fica muito contente quando a filha conta que depois do jantar iam ao café mas Liliana acalma-o e garante que não levava a irmã para a discoteca. Isabel surge nesse instante e fica radiante por ter Mónica de novo ao pé de si. No entanto tudo muda, quando a filha vai fazer uma vídeo chamada com Tânia. Liliana apanha-se sozinha com Urbano e Isabel e insiste com eles para que deixem que ela leve Mónica definitivamente para o Porto, reforçando que o seu lugar é junto dela e do outro irmão. Urbano quer acabar com a conversa e Isabel, quase a chorar, diz que o lugar de Mónica é com os pais. Urbano reafirma que a adopção é irrevogável e que no máximo, está apenas disponível para que Mónica esteja com eles nas férias. Liliana insiste para que falem com a irmã e despede-se dela como se nada se tivesse passado. Isabel permanece em choque, ao ver tornar-se real um dos seus maiores pesadelos.

António delicia-se com os vinhos de Alberto e este aproveita para tentar que ele o ajude a entrar no mercado luxemburguês. Ester decreta o fim da conversa sobre trabalho e Amélia aproveita para dizer que se vai deitar porque a idade não perdoa. Ao levantar-se geme com dores e Paulo oferece-se para ajudá-la. A avó recusa e pede-lhe apenas que lhe leve um copo de água, para não ter de se arrastar até à cozinha durante a noite. Depois de todos saírem, Ester comenta com Alberto que Amélia está pior a cada dia que passa. O marido concorda e ambos se mostram preocupados por Júlia não ter dito ainda se sempre se conseguiu livrar da pistola ilegal de Inês.

Cátia fica furiosa e conta muito irritada a Sónia que Hugo a deixou pendurada. Poucos segundos depois ele envia-lhe uma mensagem a pedir desculpa e a justificar-se com um contratempo que teve. Cátia diz que vai apagar o contacto dele mas a prima aconselha-a a aguentar, pois vale a pena se ele é bom na cama.

Mariana entra em casa, que está às escuras. Depois de acender as luzes apanha um valente susto, pois dá de caras com alguém a quem pergunta o que ali está a fazer.

Mariana fica atónita ao encontrar João em sua casa, mas mais serena quando ele revela que pretende conversar. Ele procura entender as razões que a levaram a preparar o rapto da filha, enquanto Mariana concorda que esteve prestes a cometer o maior erro da sua vida. Perante este arrependimento, João aceita voltar para casa desde que ela prometa nunca mais lhe esconder seja o que for. Mariana aceita o contrato e ambos renovam as suas juras de amor beijando-se apaixonadamente.

Júlia conversa com Artur e assume que vai tentar evitar que Hugo volte a fazer mal a Raquel. Artur acha que ela não pode mudar o mundo e começa a beijar-lhe o pescoço. Ela esquiva-se e muda de assunto, lembrando-se de que ainda não se livrou da pistola que Inês tinha comprado. Artur fica incomodado quando ela tira a pistola da mala, dizendo que vai tratar do assunto no dia seguinte. O marido pede-lhe que o faça quanto antes e fica desiludido pelo facto de Júlia preferir um banho quente à sua companhia.

Duarte janta com Mafalda e faz questão de ser honesto com ela, assumindo que se a sua relação com Inês já é passado, o mesmo não pode dizer do caso com Júlia, que ainda não está resolvido. Mafalda não pode ser mais prática e define as regras com facilidade, dizendo não quer uma aliança no dedo e que enquanto se sentirem bem juntos ficam juntos, quando isso não acontecer vai cada um à sua vida.

Amélia quer ajudar Ester a servir o pequeno-almoço mas queixa-se de dores num pulso. A patroa diz-lhe para deixar o trabalho consigo e empregada fica contrariada por já não ser capaz de dar conta do recado. Ester diz-lhe que vá chamar toda a gente para a mesa, com a intenção de que Amélia se sinta útil.

Áurea conversa com Alice e António sobre a sua vida. Os pais de Paulo felicitam-na por ter encontrado trabalho, ao mesmo tempo que ela reconhece que o que mais a preocupa é a doença de Inês e o afastamento de Bruno, que foi passar férias com o pai a Londres. Inocentemente, António dispara que ele deve estar a sentir-se tão bem que provavelmente já não volta. Áurea fica alarmada e Amélia repreende o filho. António pede desculpa pelo disparate enquanto Áurea reconhece que o facto de Bruno estar afastado das maluquices pode ser bom para ele, Alberto contraria a filha e diz-lhe para não dizer aquelas coisas. A família e os hóspedes vão para a sala de jantar e Áurea fica para trás com a intenção de perguntar a Ester se Júlia já se desfez da arma de Inês. A mãe sussurra que a amiga foi entregá-la à polícia.

Júlia está determinada em fazer com que Hugo pague pelo mal que tem feito e insiste com Raquel que têm de arranjar um plano para o meter na cadeia. Urbano telefona a Júlia, informando-a de que precisa de ter uma reunião com ela e Nicole, uma vez que exista a possibilidade de abrir mais uma loja do franchising de que fazem parte.

Mariana acorda feliz ao lado de João e a harmonia volta a reinar entre eles. João está de partida para os campeonatos paralímpicos como guia de Lucas e Mariana promete que só o vai largar na porta de embarque. De seguida, com a permissão do namorado, telefona a Júlia e conta que fez as pazes com João e que ele voltou para casa. A mãe fica radiante e, por sua vez, transmite a boa nova a Raquel que não esconde igualmente a sua satisfação. Júlia insiste com a irmã que têm de se livrar de Hugo de vez e fazê-lo pagar por aquilo que lhes fez.

Hugo pede desculpa a Cátia por tê-la deixado pendurada na noite anterior e paga a sua falta oferecendo-lhe um presente. Cátia fica muito bem impressionada e aceita jantar com ele nessa noite, fazendo as pazes.

Ivo vai de mansinho à loja de Nicole, a pretexto de arranjar as unhas mas com o fito de que ela o deixe abrir um gabinete de massagens na sua loja. A manicura coloca-o à distância e Hernâni quase o ofende, tocado pelos ciúmes. Nicole apazigua os ânimos e coloca Ivo na rua. Ele obedece mas sai a murmurar que aquele ambiente está carregado de energia negativas.

Lúcia não consegue validar o voucher de massagem que Vera lhe entregou. Sebastião chega naquele momento e mente à colega, dizendo que precisam dela na sauna e prontificando-se a resolver o problema. Quando Lúcia sai, ele finge validar o título e deseja às raparigas que desfrutem da sua experiencia no spa. Vera, Mariana e Nonô não se apercebem de que ele está a enganar a clínica e ficam a apreciar os atributos físicos de Vasco que está mesmo à frente delas.

Vasco quebra todas as barreiras e depois de convidar Carminho para beber um copo à noite, mesmo depois de ela dizer que é uma mulher casada, acaba por beijá-la. Carminho solta-se assim que consegue e expulsa o colega do gabinete. A massagista fica perturbada a digerir o que aconteceu.

Artur tranquiliza Jorge e garante-lhe que o seu regresso a Lisboa não vai interferir com a sua missão enquanto director da Blondie.

Teresa e Bernardo regressam do Mónaco e ela, completamente rendida aos dias maravilhosos que passaram, diz-lhe que venda dois dos apartamentos que têm, para comprar um de férias temporárias no principado. Bernardo nem pestaneja e acata a recomendação da esposa.

Duarte sente constrangimento de assumir o namoro com Mafalda à frente de Gui. Ela, bem mais descontraída murmura-lhe ao ouvido que sentiu saudades.

Júlia procura Hugo na sua loja e ameaça fazer um escândalo se ele não aceitar falar com ela. Hugo despede-se da empregada com quem estava a conversar e encaminha-se para o carro, dizendo a Júlia para o seguir.

Ester e Alberto estão entretidos a conversar quando são interrompidos pelos gritos estridentes de Amélia que quase não se consegue mexer por causa de um jeito que deu às costas. Os patrões ficam alarmados e querem procurar assistência mas a empregada só quer que chamem o filho.

Urbano estranha que Júlia esteja atrasada para a reunião que marcou com ela e com Nicole na clínica, admitindo a possibilidade de adiar o encontro. No entanto expressa a sua preocupação, por não ser uma situação normal.

Hugo ameaça atacar Mariana e Carolina se for preciso, avisando Júlia para o deixar em paz. Ela perde a cabeça e agride-o com uma bofetada, iniciando uma luta corpo a corpo. Depois de se libertar do cadastrado, Júlia devolve a ameaça, garantindo que acaba com ele se voltar a importunar a sua família.

Mariana vê Filipa chegar ao ginásio para treinar e não resiste em abordá-la para confessar que sente muitas saudades de Carolina. Filipa confessa que trata da menina o melhor que sabe, mas deixa claro que não se mete na briga que ela tem com Gui pela custódia da criança. Mariana reconhece que às vezes se deixa assaltar pelos ciúmes mas que acaba por gostar que seja ela a cuidar-lhe da filha. Vera e Nonô seguem a conversa na expectativa.

Cátia começa a convencer Cristóvão de que Matilde está ansiosa para que ele a peça em casamento, mas ele duvida que a namorada queira dar o nó. Cátia insiste e quando Matilde chega ao pé deles deixa os pombinhos a sós, na esperança de acabar de vez com aquela relação.

Isabel introduz Mónica no trabalho do café e a filha vai atender João, Lucas e Álvaro que estão sentados numa mesa. Assim que a rapariga se lhes dirige, ficam rendidos à sua forma de atender. Claro que o tema de conversa é a reconciliação de João com Mariana, saudada pelo pai e pelo irmão.

Júlia espera desesperada que Raquel regresse a casa, pois não sabe onde ela foi sem a avisar. Quando a irmã chega, conta-lhe que foi à procura de Hugo e que perdeu a cabeça com ele, assegurando que ele nunca mais lhes fará mal.

Nesse momento, no estádio nacional, Hugo é descoberto morto dentro do seu carro, por um homem que fazia corrida na zona.

nas redes

pesquisar