SIC

Perfil

De segunda a sexta

Dancin' Days - Resumo de 11 a 17 de julho

Mariana descobre que Raquel foi acompanhante de luxo; Inês está com uma depressão pós-parto!

Bernardo aconselha calma a Teresa, mas ela pede explicações a Gui. Este deixa claro que tem o direito de viver a sua vida como quer e que a casa também é sua. Gui ameaça remodelar a casa dos caseiros e mudar-se para lá com Carolina, se Teresa tornar insuportável a convivência debaixo do mesmo teto. A mãe ainda esboça uma reação mas Gui afirma que ela quer controlar todos os aspetos da sua vida e que isso não pode ser. Teresa acaba por ceder mas, depois do filho a deixar a sós com o marido, confessa que não pode viver assim. Bernardo faz-lhe ver que não pode afrontar Gui nesta altura, porque é ele quem detém o poder.

Ainda debilitada, Inês deixa o hospital. Duarte coloca Martim no ovo de transporte, enquanto ela o observa, mas sem qualquer sinal de ternura no olhar. Duarte beija a testa de Inês antes de saírem do quarto, tentando animá-la.

Raquel almoça com Babi e conta que a família de João é muito simpática, em particular o irmão que, apesar de ser invisual, está sempre a brincar com isso. Babi também fica entusiasmada por saber que João vai viver com Mariana, dizendo que ela já merecia uma coisa boa na vida. Logo a seguir, larga uma bomba, contando a Raquel que Adriana foi detida por lenocínio e fraude fiscal, confirmando-se que tinha um negócio de acompanhantes de luxo. Raquel finge-se chocada e disfarça o pânico que está a sentir, pois teme que venha a saber-se que, ela própria, também trabalhou como acompanhante para Adriana, quando não tinha outra forma de se sustentar.

Mariana conta a Nonô que a família ficou surpreendida com a decisão de viver com João, mas que o mais importante foi ter o apoio da mãe. Mariana confessa que o que a motivou foi sentir que encontrou em João um pai para Carolina. Nonô diz que já tem saudades de ir a um casamento e a amiga diz que não chegaram a falar disso. Mariana brinca com a amiga e aconselha-a a pensar em planear o seu próprio casamento.

Vera fica impaciente porque não consegue que Alberto a deixe utilizar o computador. Alberto também desespera porque Amélia lhe interrompe o trabalho para aspirar a sala e muda-se para a saleta. Já desconcentrado, entrega finalmente o portátil à sobrinha. Põe-se a ver televisão, mas por pouco tempo porque Ester lhe pede para arrumar umas travessas na cozinha. Vera conta a Ester que Sebastião perdeu o emprego no shopping e confessa que está preocupada por não conseguir falar com ele.

Artur e Júlia vão a casa de Carminho e Jorge, a pretexto de verem Joaninha. Jorge conta que as noites já não são a mesma coisa. Para ficar a sós com a amiga, Júlia sugere subtilmente aos homens que vão tomar um copo. Depois de eles saírem, Júlia confessa a Carminho que está a pensar oferecer um presente ao filho recém-nascido de Duarte. A amiga faz-lhe ver que não é boa ideia, pois Inês não irá achar piada. Júlia acaba por concordar com o que afinal já sabia e tenta convencer-se de que Duarte já faz parte do passado.

Inês desembrulha o presente que Teresa e Bernardo levaram para Martim, agradecendo a gentileza. Duarte queixa-se de que Gui nem sequer lhe mandou uma mensagem de felicitações pelo nascimento do filho. Teresa justifica que o irmão anda outra vez numa fase de instabilidade e que é cada vez mais difícil conviver com ele. Martim começa a chorar e Inês mostra-se agastada por ter de amamentar o filho outra vez. Todos estranham a forma agressiva como ela está a lidar com a situação. Depois de Teresa e Bernardo saírem, Duarte fica a ver Inês a dar de mamar a Martim, sem saber o que dizer.

Miguel vai beber uma água ao café do shopping e encontra as suas duas mulheres. Sónia queixa-se de que ele anda a perder a força mas estranha que Luísa diga que, com ela, Miguel esteve em grande forma. Ele justifica-se e diz que só passou por uma fase de menos fulgor, prometendo estar ao melhor nível com Sónia. Cátia vai pedir à prima um rolo de multibanco emprestado e aproveita para lhe perguntar se ela já falou com o senhorio, desejosa que ela volte para casa. Sónia diz que sim e que as obras estão quase concluídas. No entanto, revela que está em conflito com o senhorio porque ele quer que seja ela a pagar as obras, culpando-a pela inundação. Cátia alivia-lhe as preocupações, dizendo que ela pode continuar a morar consigo até resolver o problema. As primas entram na loja Flor de Sal para pedir a Cristóvão que ceda um rolo de multibanco a Cátia. Só que o gerente nega o pedido, incentivado por Hernâni para tratar Cátia com desprezo. Nem mesmo a insistência de Sónia o demove e Cátia acaba por ir pedir o rolo a outro lado. Hernâni faz sinais de aprovação a Cristóvão, mas este sente-se muito mal com o que acabou de fazer.

Vera procura Sebastião no shopping e fica desagradada com Hernâni quando o segurança lhe chama calão por não ter ido trabalhar, provocando o caos na zona da restauração. Vera, desesperada, volta a ligar para Sebastião que finalmente atende o telefone, fazendo com que ela saia apressada para ir ter com ele, indiciando que algo não está bem.

Raquel vê a notícia da prisão de Adriana e suspira, esperando não ser prejudicada. Hugo chega nesse instante e revela que tem tudo acertado para iniciar o negócio de carros roubados, mantendo a fachada da empresa de peles. Raquel informa-o de que vai a casa de Mariana para ver Carolina antes de a devolverem a Gui.

Nonô e Mariana estão entretidas no computador e esbarram na notícia da prisão de uma “tia” de Cascais que tinha uma agência de acompanhantes de luxo. A notícia revela o nome das mulheres que trabalhavam para ela. Mariana fica a tremer quando vê que uma dessas mulheres era Raquel. Nonô fica igualmente em choque e Mariana balbucia que só pode ser engano.

Júlia sugere que Carminho experimente ceder alguns dos seus acessórios às produções da Blondie, ideia que também agrada a Artur. Carminho e Jorge contam que vão apresentar a filha Joaninha a Martim, o filho de Duarte. Júlia mantém o sorriso que tem na cara e não se mostra afetada, pedindo apenas a Artur que a deixe em casa de Mariana.

Vera encontra Sebastião bêbado e deprimido a dizer que não vale nada e que era melhor atirar-se ao rio. Vera ajuda-o a levantar-se e consegue convencê-lo a darem uma volta.

Raquel chega a casa de Mariana e encontra-a muito deprimida, pensando que isso se deve ao facto de ter de devolver Carolina ao pai. Mariana endurece a expressão e esclarece que não está assim por causa da filha. Mariana exige que a tia diga que nunca foi prostituta, pedindo-lhe que lhe diga, por favor, que é tudo mentira. Raquel fica chocada sem saber o que dizer.

Mariana encosta Raquel à parede, exigindo-lhe que esclareça se foi ou não acompanhante de luxo. A tia é salva pela chegada de Júlia e defende-se, justificando que só aderiu àquela vida porque Hugo a deixou na miséria. A irmã confirma que já sabia de tudo, que foi uma altura difícil para Raquel e que só não contou nada porque não era um assunto seu. Raquel pede perdão a Mariana, mas ela dispara que está apenas chocada e que será a tia a ter de lidar com a vergonha. Mariana vai buscar Carolina ao quarto, visivelmente indignada, enquanto Raquel agradece o apoio de Júlia. Este antevê que ela vai ter de enfrentar comentários bem desagradáveis e Raquel começa a conformar-se por ir perder as amizades que lhe restam.

Teresa pergunta a Gui por que não liga a Mariana para saber se demora muito a entregar Mariana. Ele desvia o olhar para o relógio e responde que ainda é cedo, acrescentando que é normal que a ex-mulher queira desfrutar da filha ao máximo, uma vez que só está com ela ao fim de semana. Subtilmente, a mãe tenta saber quem era a rapariga que passou a noite com ele. Ao saber que Gui a conheceu nesse noite, Teresa afirma que é preciso ter cuidado, não vá Lara não ser de confiança e roubar qualquer coisa lá de casa. Gui ataca a mãe, dizendo que qualquer ladrão é que está em risco, pois se ela apanhasse alguém a roubar, provavelmente mataria, o que não seria uma estreia, referindo-se ao facto de Teresa ter matado Francisco. Gui vai para o quarto e Teresa, ao ver chegar Bernardo, não esconde a sua perturbação, contando que o filho acabou de lhe chamar assassina. Bernardo vai buscar um chá para acalmar a mulher.

Inês quase não fala durante a visita que Carminho e Jorge fazem para que Joaninha e Martim tenham o primeiro contacto. Quando eles vão embora, Duarte pergunta a Inês o que é que se está a passar mas ela diz que está apenas cansada e vai deitar-se um pouco. Martim começa a chorar e Duarte pega no filho para o embalar, sem que Inês se mexa.

Ester está a colar no seu álbum uma fotografia que Alberto tirou a Duarte, Inês e Martim, ainda no hospital e comenta com Amélia como é lindo o seu bisneto. A empregada sublinha essa opinião, acrescentando que nunca podia ser feio com os pais que tem. Nesse momento, Vera entra em casa com Sebastião, que ainda está embriagado. Amélia leva o rapaz para tomar um duche frio, enquanto Vera explica à tia que o encontrou na rua, justificando a embriaguez do amigo com o facto de ter sabido que vai ficar sem emprego. Ester aceita que ele jante lá em casa, mas previne que Alberto não vai gostar se o encontrar naquele estado. Vera promete que vai falar com o tio para que não seja apanhado de surpresa.

Nicole folheia uma revista e comenta a prisão de Adriana dizendo que, assim, também enriquecia e afirma que qualquer dia também abre uma casa de meninas. Isabel, por seu lado, explica à amiga que vai com Urbano confirmar a intenção de adotar uma criança e como se vai desenrolar todo o processo. No entanto, deixa transparecer as suas inseguranças, mas Nicole afiança que não há que ter medo, pois as mulheres têm a maternidade na sua natureza. Nicole dá o exemplo da sua filha Tânia, que é impecável apesar do pai que tem, revelando que está a pensar lançar-lhe um feitiço de amor para evitar que ele volte a traí-la. Hernâni aparece nesse preciso momento e fica abespinhado porque Nicole o informa que já lhe marcou nova consulta no astrólogo. Hernâni pede ajuda a Isabel, mas apoia Nicole.

Sónia lancha com Cátia e Cristóvão vai buscá-la, exigindo-lhe que vá arrumar as frutas que acabaram de chegar à loja. Cátia aconselha-o a comer um bolinho porque está muito azedo. Ele volta a ser rude e responde que não lhe pagam para ser doce. Cátia vai para a loja de doces a dizer que ele está muito diferente e que não costuma ser assim, enquanto Sónia se decide a ir trabalhar, afirmando que ele até está capaz de a denunciar ao senhor Veiga.

Mariana entrega Carolina a Gui mas faz-se acompanhar por Júlia e Raquel. Teresa lança a sua farpa e diz que não valia a pena terem vindo as três. Mariana, agressiva, responde que é melhor ter testemunhas, porque nunca se sabe. O ambiente está cada vez mais tenso e Bernardo ainda o agrava ao dizer que não vale a pena questionar a decisão do juiz. Raquel intervém prontamente, adivinhando que talvez um dia façam isso. Júlia põe água na fervura e afiança que custa muito a Marina afastar-se da filha, levando Gui a lembrar que consigo também era a mesma coisa. Quando Mariana sai com a mãe e a tia, Teresa pede ao filho para ficar um pouco com ela e a neta mas Gui decide levar Carolina para o quarto, dizendo que voltam a descer à hora de jantar.

Duarte sugere a Inês que vá visitar a mãe à clínica e leve Martim consigo, para Áurea conhecer o neto. Inês responde que ainda não está em condições. Martim começa a chorar e ela fica exasperada com o bebé. Duarte vai embalar o filho, enquanto ela permanece de olhar vazio em frente à televisão.

Júlia regressa a casa e conta a Artur que Mariana não consegue esconder que odeia os Sousa Prado, acrescentando que também estava mais irritada porque descobriu que Raquel foi acompanhante de luxo e que trabalhou para Adriana. Artur fica estupefacto com a notícia e Júlia está certa de que se vai espalhar rapidamente, prejudicando o Dancin’ Days, pois Raquel é a relações públicas do espaço. Artur diz que a lista de nomes onde figura Raquel tem de desaparecer e sugere que interponham uma providência cautelar. Júlia procura o telefone para ligar ao advogado do clube.

Gui está de saída e Teresa volta a embirrar com ele, estranhando que vá sair à noite num domingo. Ele dá um beijo em Carolina e despede-se dizendo que é um dia como outro qualquer. A mãe insiste na provocação e pede-lhe que não volte a levar uma desconhecida para casa. Gui ironiza e devolve a provocação, dizendo que se não for dormir a casa é porque ficou num hotel, mas acompanhado. Teresa fica possessa mas Bernardo alerta-a e aconselha a não provocar o filho nem criticá-lo, pois é nítido que está a testar a sua paciência.

Sebastião agradece a Ester, Alberto e Amélia por terem sido tão compreensivos ao acolhê-lo. Ao despedir-se de Vera, dá-lhe um beijo muito perto da boca, fazendo com que ela fique a avaliar o verdadeiro sentimento que tem por ele. A rapariga regressa depois à sala e Ester diz que está orgulhosa dela por ter ajudado o amigo daquela forma. Alberto também confessa que, em condições normais, teria dito para ela se afastar de gente assim, mas com Sebastião é diferente porque até gosta dele. Amélia concorda que, agora, o mais difícil será ele encontrar um emprego.

Sónia arde de desejo e pressiona Miguel para que se despache a beber o café. Ele diz que não foge e ela concorda, desde que Miguel fique amarrado à cama. Luísa protesta e diz esperar que ele não lhe apareça outra vez com os pulsos marcados. Sónia atira à cara da decoradora que é melhor as marcas nos pulsos do que as dentadas que ele lhe deu no peito. Cátia protesta, enjoada com a conversa. Miguel e Sónia afastam-se, sendo quase impossível a Luísa disfarçar o seu ciúme.

Duarte pede a Inês que segure em Martim enquanto vai à farmácia comprar gotas ao bebé, que não pára de chorar com dores. Inês fica com o filho nos braços, primeiro com um olhar perdido no vazio, depois desesperada e sem saber o que fazer.

Júlia avisa Raquel que já pode telefonar ao advogado. Artur diz que não consegue ver Raquel como acompanhante de luxo e Júlia justifica que isso aconteceu quando a irmã perdeu tudo o que tinha para Hugo. Artur comenta que na lista negra há nomes bastante mais famosos e influentes do que o de Raquel. Júlia afirma que, ligando a irmã tanto às aparências, esta situação está a ser uma tortura para ela.

Urbano confirma com a segurança social que ele e Isabel mantêm a intenção de adotar uma criança. Depois de desligar, o médico conta a Isabel que a assistente social virá falar com eles durante a tarde, provocando outro pico de ansiedade nela. Isabel e Urbano concordam que lhes é indiferente que seja rapaz ou rapariga, desde que seja saudável.

Duarte regressa a casa e encontra Martim a chorar no berço e Inês a chorar na cama. Depois de tratar do filho, decide chamar um médico, pois percebe que a mulher não está bem. Inês reage com indiferença e suplica-lhe que leve Martim para fora de casa.

Alberto prepara atabalhoadamente as folhas do trabalho para a faculdade, mas está demasiado nervoso para o conseguir. Ester mostra confiança no marido, convicta de que ele está bem preparado e que a apresentação não pode correr mal. Ele teme que o professor não respeite a experiência de um homem que esteve tanto tempo a combater no ringue dos negócios. Amélia comenta que deve ser por ele ter perdido muitos combates. Vera também está de saída para a faculdade e confirma a Ester que Sebastião chegou bem a casa e que se fartou de agradecer a simpatia de todos. Amélia comenta que ele gosta de Vera e esta repete que são só amigos. A empregada contra-ataca e diz que a amizade é a base de tudo. Vera concorda mas afirma que é nova demais para casamentos.

Raquel demite-se do Dancin’ Days, mas Júlia não aceita. A irmã agradece-lhe por ficar mais uma vez do seu lado e lamenta que Mariana não lhe perdoe por ter sido acompanhante de luxo.

João encontra Sebastião no shopping e promete dizer-lhe alguma coisa, no caso de saber de algum emprego que lhe possa servir.

Hernâni ouve Miguel a pedir a Cristóvão algo que lhe dê energia, pois já não consegue dar conta do recado com Sónia e Luísa ao mesmo tempo. O segurança assegura que vai contar a toda a gente que o garanhão do centro comercial é uma fraude. Miguel implora para que nem ele nem Cristóvão contem o que se está a passar, mas contra-ataca, garantindo que estão tramados se o fizerem. Hernâni prepara-se para ir espalhar a novidade do cansaço de Miguel, quando Cristóvão o obriga a ficar para lhe dizer que tratar Cátia com desprezo não está a resultar. Hernâni afiança que é tudo uma questão de tempo e vai embora a correr.

Cátia mostra-se convencida, em conversa com Nicole, de que Cristóvão se desinteressou dela, a julgar pela forma como a tem tratado. A manicura conta que vai ao astrólogo para enfeitiçar Hernâni por si e oferece-se para trazer um qualquer produto para Cátia arranjar homem.

O médico que observa Inês comunica o seu diagnóstico a Duarte, revelando que ela está com uma depressão pós-parto. Quando Duarte questiona o grau de gravidade da doença, o médico não poupa palavras e aconselha-o a preparar-se para ser pai e mãe de Martim, porque Inês não vai ser capaz de desempenhar o seu papel. Duarte fica perplexo. ​

Duarte despede-se com um agradecimento do médico que observou Inês, afirmando que já percebeu como lidar com o problema da mulher. Ela confessa, já a sós com o marido, que se sente a pessoa mais infeliz do mundo, embora reconhecendo que não tem qualquer razão para isso. Inês sugere que podem dar um passeio de carro e Duarte começa imediatamente a preparar o saco de Martim para saírem.

Isabel e Urbano ouvem a assistente social que lhes descreve Mónica, a menina que podem adotar. Apesar de se tratar de uma adolescente já com doze anos, uma infância sofrida e alguns problemas respiratórios, o casal não recua e reafirma que quer assumir a adoção da menina. A assistente social combina então com Urbano e Isabel a primeira visita à instituição onde Mónica está.

Miguel protesta com Hernâni, que foi contar a Luísa e a Sónia que ele está a precisar de fortificantes para conseguir satisfazer as duas na cama. Para surpresa do segurança, quer uma quer outra dizem que lhes é indiferente se Miguel toma comprimidos. Ambas querem apenas ficar satisfeitas com o seu desempenho.

Raquel desespera ao ver que o seu nome ainda aparece na internet como acompanhante de luxo na empresa de Adriana, temendo que os poucos amigos que ainda tem desapareçam de vez. Júlia tenta acalmar a irmã, lembrando que a providência cautelar que interpôs só vai produzir efeito dentro de dois ou três dias. O conforto de Raquel acaba quando recebe uma chamada de um jornalista que lhe pede para comentar o caso.

João alegra a vida de Mariana quando chega a casa com duas malas, sinal de que se está a mudar para viver com ela. Reconhece que o irmão vai sentir a sua falta nos primeiros tempos mas que, no fundo, compreende a sua opção, até porque estarão juntos nos treinos durante a semana. Mariana diz que Lucas pode aparecer quando quiser e João confirma que o irmão gosta dela. Mudando de assunto, João pergunta por novidades de Raquel e avança que Mariana deve preparar-se para o escândalo que aí vem. Ela resigna-se ao facto de a tia já estar habituada a situações constrangedoras. O namorado conta que se cruzou com Sebastião no shopping, desalentado por não lhe terem renovado o contrato de trabalho. Mariana conta que se não fosse Vera, a bebedeira de Sebastião podia ter resultado numa recaída grave, acrescentando que a amiga gosta dele mas que não quer admitir.

Sebastião insiste em pedir desculpa a Vera por se ter embriagado e, apesar de não se lembrar de muita coisa, recorda que disse várias vezes que gosta dela. Vera tenta contornar a conversa mas Sebastião insiste em dizer que não é igual aos outros que a magoaram e pede que lhe dê uma oportunidade. Antes que ela possa dizer seja o que for, rouba-lhe um beijo.

Ester visita Áurea, que pergunta por Inês e por Martim. A mãe promete levar um beijo seu quando os visitar mas Áurea não se conforma por estar internada e implora à mãe para que a tire da clínica, abraçando-se a ela num choro incontrolável.

Gui faz uma visita cordial a Duarte e conhece finalmente o sobrinho. O irmão esforça-se por não o hostilizar, nem mesmo quando ele diz que Carolina ficou ao cuidado de Teresa e não de Mariana. Duarte conta que está a passar um mau bocado, depois de Inês ter entrado numa depressão pós-parto. Ela chega nesse instante e trata Gui com frieza, fruto da doença de que padece. Gui vai embora e convida Duarte a visitá-lo na administração dos hotéis onde, confessa, está a sair-se melhor do que pensava.

Bernardo chega a casa e conta a Teresa que almoçou com o adjunto do ministro das finanças e que o amigo lhe revelou que o seu nome está a ser apontado para a administração de uma empresa pública. Ambos ficam muito felizes com o facto, mas Teresa afirma que gostava de o ver ao lado de Gui nos hotéis. Bernardo considera que isso é impossível, mas Teresa conta que já almoçou com o filho sem atritos e que o convenceu a ir conhecer o sobrinho. Teresa dá razão a Bernardo, que disse que era melhor dar a volta a Gui com calma.

Babi fica chocada quando Raquel confirma que trabalhou como acompanhante de luxo, lamentando que não tenha tido confiança para lhe contar o que fazia. Raquel teme que o escândalo possa afetar Mariana, que luta por recuperar a custódia de Carolina. Babi segura as mãos de Raquel, como sinal de apoio.

Artur fica ainda mais fascinado por Júlia quando a mulher afiança que vai ajudar Raquel contra tudo e contra todos, mesmo sabendo que o escândalo da irmã também a poderá atingir.

Hugo abraça Raquel, assumindo a sua culpa por tê-la forçado a cair nos programas de luxo, ao mesmo tempo que promete nunca mais a deixar sozinha. Raquel corresponde àquele afeto, mas tem uma expressão de ódio.

Bernardo comenta com Teresa que Raquel fazia parte de um lote de mulheres que trabalhavam como acompanhantes. A mulher percebe rapidamente que a transferência bancária que Francisco fez era afinal para pagar a prostituição de Raquel.

Carminho ralha com Jorge, que dá prioridade ao trabalho em vez de ir rapidamente ver o que se passa com a filha, depois de Joaninha começar a chorar.

Ester confessa a Alberto que foi muito penosa a visita a Áurea na clínica, porque a filha teima em voltar para casa. O marido, por seu lado, conta que a apresentação do trabalho na faculdade correu bem e até fantasia uma cena em que seria aplaudido de pé.

Hernâni embirra com Tânia por ela estar a mandar mensagens a Paulo. A filha garante que não vai deixar o namorado só porque ele quer. Hernâni conta a Nicole que Miguel anda a tomar viagra, incapaz de dar conta de duas mulheres ao mesmo tempo. Nicole manda calar o ex-marido por causa da filha.

Cristóvão tem uma recaída e volta tratar Cátia com simpatia. Ela procura saber por que é que ele deixou de ser seu amigo, mas Cristóvão não revela a razão. Cátia saúda o facto de serem amigos outra vez enquanto sai. Cristóvão percebe que andou a perder tempo ao tratar mal a sua amada e culpa Hernâni por isso.

Sónia e Luísa encostam Miguel à parede e fazem um ultimato. Ou ele tira duas folgas ao fim de semana ou acabam com o acordo que tinham.

Ester comenta com Amélia o escândalo das raparigas de programa em que Raquel está envolvida e diz que só revela o desespero em que ela estava. Vera confirma que Mariana ficou muito desiludida. Alberto abomina pensar no assunto mas pergunta a Vera se já se livrou de Hugo.

Áurea conspira na clínica e finge, perante uma médica, que está a colher flores.

Inês mostra-se incapaz de cuidar de Martim e força Duarte a tirar o dia na agência para tomar conta deles.

Bruno afirma que quer estar com a mãe o tempo que puder antes de ir para Londres viver com o pai. Ester e Alberto ficam surpreendidos pois pensavam que ele já tinha desistido da ideia, provocando agora um grande desgosto a Áurea. Paulo também fica desiludido com ele.

Áurea esconde-se na carrinha do jardineiro da clínica psiquiátrica e prepara-se para fugir, sem que ninguém dê conta.

Depois de dar o biberão a Martim, Duarte tenta motivar Inês a tratar-se e aconselha-a a consultar um psicólogo, frisando que uma depressão pós-parto é um problema muito sério. Ela sente-se pressionada e chora, descontrolada. Duarte é surpreendido pela fragilidade da mulher e fala com doçura, dizendo que não a quis pressionar ao mesmo tempo que lhe recorda os planos que fizeram, como forma de conseguir que ela marque a consulta no médico. Inês aceita o que o marido lhe diz, mas pouco determinada.

Jorge comenta com Carminho o estado de saúde de Inês e desconfia que ela é bipolar e que herdou a doença de Áurea. Carminho não concorda e acha que a sobrinha tem mesmo uma depressão pós-parto. Jorge prepara-se para sair de casa mas a mulher pede-lhe para ir comprar botões, pois precisa de terminar algumas peças que tem de enviar a clientes. Jorge reafirma que tem mesmo de ir trabalhar e Carminho queixa-se de que ele anda a ajudar pouco em casa. Jorge defende que essa acusação é uma injustiça, mas o casal acaba por se entender.

Júlia encontra uns convites para uma exposição em cima da mesa e desafia Artur para a irem ver. O marido diz que tem o dia preenchido com reuniões mas entrega-lhe os bilhetes e combina ir ter com ela à galeria. O casal sai de casa: ela para ir buscar o carro à oficina e ele para a revista.

Ester fica alarmada quando recebe uma chamada da clínica onde Áurea está internada a comunicar que ela fugiu.

Vera confessa a Sebastião que, afinal, não gosta dele apenas como amigo e beija-o, apaixonada.

Hernâni mostra uma revista a Nicole apontando para um modelo musculado, dizendo que vai começar a treinar a sério para ficar como ele. Nicole afirma que nem com uma plástica lá vai conseguir chegar. O segurança começa a esfregar a sua cara na dela e é afastado pela mulher, que chama a atenção para os clientes. Miguel passa por eles e Hernâni provoca-o, dizendo que não precisa de medicamentos para levantar voo. Depois de se ir embora, Nicole comenta com Isabel que está a desconfiar que Hernâni queira ficar musculado para agradar outra mulher.

Sónia confessa a Cátia que não consegue demover o senhorio e, sem ter dinheiro para lhe pagar as obras que ele fez no apartamento, vai ter de ficar a viver com ela. A sós com Cristóvão, Cátia assume que vai ter de ser ela a pagar os cinco mil euros ao homem, sob pena de não conseguir livrar-se da prima. Cristóvão, mais radical, defende que ela devia era despejá-la.

Gui está de saída para Londres, onde vai assistir a uma conferência, mas diz a Bernardo que vai participar na reunião com a administração dos hotéis através de videoconferência, até porque irá anunciar os prémios aos trabalhadores. Teresa defende que essa política é errada, pois os funcionários devem sentir que o emprego está permanentemente em risco. Acaba por ficar amuada porque o filho desvaloriza a sua opinião. Antes de sair, Gui conta que Inês não está bem e que Duarte está a viver mais uma situação difícil no casamento. Teresa censura o filho mais novo por só agora lhe falar do assunto e, assim que ele sai, telefona para Duarte. Este confirma que as coisas não estão famosas, mas assegura que consegue resolver o problema. Quando desliga, Duarte previne Inês de que Teresa deve fazer-lhe uma visita em breve. Inês não se mostra recetiva à ideia, pois está sem cabeça para receber pessoas. Duarte promete não a deixar sozinha em casa enquanto ela estiver deprimida. Inês desabafa que sente vontade de ir procurar Áurea, preocupada com o desaparecimento da mãe.

Ester está muito angustiada por não ter mais notícias de Áurea. Conta apenas que da clínica lhe explicaram que a última vez que a viram ela estava a ver umas flores. Amélia avança a hipótese de Inês ter a mesma doença da mãe mas Alberto cai em cima da empregada, dizendo que lá porque viu uma reportagem, não quer dizer que seja médica. Alberto decide sair para procurar a filha.

Carminho conta a Júlia que ninguém sabe de Áurea e que, ainda por cima, Inês está com uma depressão pós-parto. Júlia começa por sentir pena de Duarte mas rapidamente emenda, condoendo-se igualmente com Inês, convicta de que ela se vai recuperar com o apoio do marido. Júlia acrescenta que está tudo bem com a sua vida mas que, nessa noite, deve ter de assistir a uma exposição sozinha, pois Artur está a trabalhar. Carminho revela então que teve uma discussão com Jorge por ele trabalhar demais e por dar pouca assistência em casa. Embora não culpe o companheiro, confessa que está a ficar esgotada. Júlia pensa em meter uma cunha a Artur para que Jorge trabalhe menos mas Carminho recusa, pois assim é que ele se zangaria consigo.

Jorge desabafa com Artur e lamenta que o dia só tenha vinte e quatro horas, pois não consegue acudir a todas as tarefas que tem de executar. Embora reconheça que Carminho e Joana podem ter razões de queixa, Jorge acha que é um bom pai.

Isabel tenta defender Raquel da má-língua que Sónia e Luísa exercitam, quando a vêem á mesa do café a conversar com Babi. Por perto estão igualmente duas raparigas que sussurram enquanto as observam. Babi desvaloriza as suspeitas de Raquel, mas já não consegue esconder mais que um cliente do Dancin’ Days cancelou a festa da empresa. Raquel assegura que sabe perfeitamente por que é que isso aconteceu e que o falatório não é tão mau como ter trabalhado com Adriana.

Hugo acerta com Machado a melhor forma de começarem a roubar carros e deixa claro que não quer que alguém se magoe.

Júlia fica surpreendida quando Urbano conta que a menina que lhe propuseram adotar a si e a Isabel já tem doze anos. Júlia mostra-se confiante de que ele e a companheira vão conseguir educar a menina da melhor maneira. Júlia convida Urbano para ir com ela à exposição, uma vez que Artur vai ficar a trabalhar até mais tarde. O médico diz que não vai poder ir, pois tem ainda mais duas consultas na clínica.

Amélia, Vera, Bruno, Paulo e Alberto visitam Inês, Duarte e o seu bebé. Bruno está radiante com o sobrinho ao colo, enquanto Inês reage com apatia a todas as conversas. Duarte diz que tem de ir à agência e chama Vera à parte, pedindo-lhe que tente animar Inês.

Teresa pensa em convidar Duarte para ir viver com ela, levando consigo o filho e a mulher. Bernardo adivinha que o filho nunca aceitará tal proposta e, mudando de assunto, diz já ter uma oferta para vender o imóvel que ela quer. Teresa fica desiludida numa primeira fase com o preço, por ser abaixo do que haviam pedido, mas acaba por concordar com a venda. Bernardo diz que não tem pressa em reaver o dinheiro que lhe emprestou para subornar Cátia.

Sónia, feliz da vida, anuncia a Cátia que o senhorio lhe ligou a dizer que pode voltar para casa. A prima troca um olhar cúmplice com Cristóvão, agradecendo-lhe por ter guardado segredo. Cátia diz que ele é o seu melhor amigo e Cristóvão fica desconfortável.

Nicole zanga-se com Hernâni porque ele, com a mania das dietas e da comida saudável, não deixa Tânia lanchar o que pretende por causa do excesso de açúcar. A sós com Isabel, Nicole queixa-se de que o feitiço que lançou a Hernâni não está a resultar como queria.

Bruno e Paulo procuram no portátil um jogo de computador que possam oferecer a Martim. Amélia diz que o bebé ainda não tem idade para essas coisas, ao passo que Inês adverte para terem cuidado porque precisa do computador para trabalho. Duarte liga-lhe nesse momento a dizer que já está a caminho de casa. Depois de desligar a chamada, Duarte esbarra com Júlia. A conversa encaminha-se para o estado de saúde de Inês e Júlia dá conforto a Duarte. Artur, que acaba de estacionar ao pé da galeria de Arte, vê-os a conversar ao longe e fica muito desagradado. Para tirar dúvidas, telefona a Júlia, que lhe mente ao dizer que está a chegar à galeria e que está sozinha. Artur observa Duarte e Júlia a conversarem, mesmo à sua frente.

Júlia mantém-se ao telefone com Artur e pergunta-lhe se vai ter com ela à galeria. O marido responde que está cansado e que vai para casa, enquanto observa de longe o seu comportamento com Duarte. Júlia desliga a chamada e conta a Duarte que estava ao telefone com Artur. Ele assume que já tinha percebido e despede-se dela, revelando que vai ter com Inês, que está à sua espera. Depois de Duarte se afastar, Artur sente o impulso de ir falar com a mulher, mas opta por também ele ir embora.

Para espanto de Carminho, Jorge chega a casa mais cedo do que o previsto, justificando que, depois da discussão que tiveram de manhã, quis evitar mais acusações. Ela afirma que não se tratou de discutir com ele, mas antes de desabafar. Joana dá poucas tréguas e recomeça a chorar.

Alberto pressiona as autoridades para se esforçarem mais para descobrirem o paradeiro de Áurea. Ester chora convulsivamente, temendo que a filha volte a tentar suicidar-se. Amélia sente a mesma angústia dos patrões.

Confrontada por Artur, Júlia assegura que não iria mentir-lhe e que só não disse imediatamente que estava a falar com Duarte à porta da galeria para não lhe criar desconforto. Artur aceita as explicações da mulher e tudo fica bem entre eles.

Hugo está inquieto e confessa que vai viver uma noite de nervos enquanto não souber que o roubo dos primeiros carros correu bem. Raquel diz que o pior é o transporte dos automóveis para o Algarve. Hugo lamenta ter de recorrer ao crime para manter o sustento dos seus empregados e das suas famílias. Raquel finge sonhar com o dia em que terão um negócio próspero, em que possam colocar os seus produtos no estrangeiro. Ele desabafa, mais descontraído, que com ela é tudo em grande. Raquel recebe mais uma chamada e não atende, pois julga tratar-se de mais um jornalista a devassar a sua vida, depois de se ter sabido que foi acompanhante de luxo. Hugo acha que esse é só mais um escândalo que vai esfumar-se como os outros e oferece-se para passar a noite com ela, oferta que Raquel aceita.

Mariana conversa com Nonô e João sobre Raquel e mostra-se compreensiva com a tia, afirmando que de nada serviria apontar-lhe o dedo por ter escolhido trabalhar como acompanhante para ganhar dinheiro. João e Nonô concordam que muitas vezes é o desespero que obriga as pessoas a tomarem essas opções. Mariana acha que também já cometeu erros e que um deles foi ter gritado no tribunal quando perdeu a custódia de Carolina. Por se lembrar da filha, lamenta por faltar ainda muito tempo para voltar a tê-la consigo.

Vera comenta com Ester, Alberto e Amélia a impressão que lhe fez a apatia de Inês, que nem o nome do filho consegue dizer. Ester decide que vai falar com Duarte e aconselhá-lo a procurar a ajuda do médico de Áurea. Bruno chega nesse instante com Paulo e os avós decidem contar-lhe que Áurea fugiu da clínica. No entanto, para que o neto não fique alarmado, Ester e Alberto garantem que a polícia já está à procura da mãe e que irá encontrá-la.

Tânia conta a Nicole que já está cansada com o discurso do pai por causa das dietas, bem como a insistência para que faça exercício físico. A mãe também confessa estar a ficar preocupada quando Tânia lhe conta que Hernâni comprou um creme que vinha publicitado numa revista. A manicura reconhece que queria que ele fosse diferente, mas agora começa a ficar farta das dietas e das depilações. Tânia desabafa que é preciso ter muita paciência com os homens.

Hernâni aconselha Cristóvão a pôr um brinco e a comprar um creme hidratante como o que ele está a usar para ficar mais atraente para Cátia. Para que Cristóvão veja como a sua pele está macia, faz com que ele lhe passe com a mão pela cara. Luísa, que está de passagem nesse momento, insinua que Hernâni agora gosta de homens. O segurança fica atrapalhado e afirma a sua masculinidade. Quando Cristóvão pergunta se ele agora se dedica a ver revistas com homens, o segurança desaparece o mais depressa que pode.

Sónia faz as malas para regressar ao seu apartamento e confessa-se intrigada pelo facto de o senhorio ter desistido de lhe cobrar o dinheiro das obras em casa. Cátia esconde da prima que foi ela quem pagou a conta. Sónia sonha em casar com Miguel, acreditando que não terá de dividi-lo com Luísa durante mais tempo. Já Cátia afirma que, depois do que sofreu com Gui, já está vacinada e não quer mais homens em casa.

Teresa decide que vai visitar Inês, preocupada com a debilidade da nora. Bernardo aconselha-a a comprar-lhe um presente, tentando que ela não sinta mais pressão por estar com o filho Martim. Teresa lamenta que Gui esteja em guerra com eles e o marido sugere que tomem uma atitude, começando a urdir com ela um plano que lhes permita assumir o controlo dos negócios, afastando Gui da gestão do património de Carolina.

Inês está cada vez mais deprimida e aceita que Duarte marque a consulta no psicólogo. Sem conseguir explicar o que verdadeiramente sente, Inês desata a chorar nos braços do marido.

Cansada e desgrenhada, Áurea aparece finalmente em casa dos pais, para grande alívio de Ester, Amélia e Vera. Bruno fica radiante ao ver a mãe, que só pensa em saciar a fome. No entanto, todos percebem que ela não está bem pelo seu comportamento exuberante, repetindo que não quer regressar à clínica. Ester pede a Vera que avise Alberto e a polícia de que a filha já está em casa, planeando fazê-la regressar à clínica no dia seguinte.

Carminho conta a Jorge que Áurea fugiu da clínica porque tinha saudades de ter um dia normal e andou pela baixa a ver montras. O jornalista tem a ideia de fazer um artigo sobre a bipolaridade, uma doença pouco conhecida. Carminho volta a ficar de mau humor, acusando Jorge de estar a trabalhar demais e de descurar da vida familiar.

Alberto e Ester sentem dificuldade em lidar com o problema de Áurea, que reafirma que não quer voltar para a clínica. O pai mostra-se firme e diz que isso nem tem discussão. Áurea só se acalma um pouco quando Ester e Alberto aceitam levá-la a ver o neto e Inês a caminho da clínica. Inês fica ansiosa à espera que a mãe chegue, enquanto Duarte vai acudir a Martim, que começou a chorar.

Teresa e Bernardo provocam um problema informático no computador de Gui que, em Londres, fica impossibilitado de fazer a videoconferência que tinha prevista com a empresa. O rapaz não percebe que está a cair numa armadilha e liga à mãe para que o represente na reunião com o conselho de administração. Teresa e Bernardo trocam sorrisos maliciosos, cientes de que estão prestes a afastar Gui do seu caminho.

Júlia ouve ao telefone os desabafos de Mariana, que está cheia de saudades de Carolina e desanimada por não poder estar a sentir o cheiro da filha a toda a hora. Por outro lado, acaba por confessar que está feliz com João a seu lado. Depois de Júlia desligar o telefone, Artur conta que vai mandar um jornalista fazer uma reportagem sobre a exposição que ele tanto elogiou. Júlia desabafa com o marido as preocupações que está a ter com Mariana mas, sobretudo, as que tem com Raquel. Júlia revela que já houve uma empresa que cancelou um evento no Dancin’ Days por causa disso.

Teresa trai Gui e apresenta-se na reunião do conselho de administração das empresas para assumir plenos poderes. Cancela todos os prémios de produtividade que iam ser entregues, com exceção dos que são devidos aos elementos do conselho, pois precisa dos seus votos para que a legitimem no poder. Teresa desculpa Gui por não poder estar presente e assegura que ele manterá o seu lugar. No entanto, exige aos administradores que lhe confiem, bem como a Bernardo, a gestão corrente das empresas. O burburinho na sala é evidente, mas a chantagem que Teresa exerce parece abrir-lhe caminho para tomar conta do património da neta.

Giácomo Zacchetti, um dos administradores do grupo hoteleiro que Zé Maria deixou a Carolina, opõe-se a Teresa, argumentando que Gui nada fez que colocasse em risco as empresas, não havendo por isso qualquer razão para que ela assuma o controlo dos negócios. O administrador acusa Teresa de possuir interesses contrários aos de Carolina, assumindo que é seu dever proteger o futuro da menina. Teresa argumenta que mais tarde ou mais cedo irá ser provada a natureza irresponsável de Gui, considerando que apenas se está a antecipar aos disparates que o filho irá fazer. Apesar de contestada, Teresa insiste em prosseguir a reunião.

Inês pede a Duarte que não conte à mãe que ela não está bem. Quando Áurea chega, acompanhada por Ester e Alberto, abraça Inês e pede imediatamente à filha para ver Martim. Fica maravilhada com o neto e compara-o à filha. Enquanto Áurea e Inês estão entretidas com o bebé, Ester conta a Duarte que mal se aguenta em pé porque Áurea pouco dormiu. Alberto diz que, de seguida, vão devolver a filha à clínica, pois já falhou uma toma de medicação. Duarte revela que já marcou uma consulta para Inês no psicólogo, pois não está a ser fácil lidar com a sua depressão. Ester e Alberto combinam voltar ainda nessa tarde para ficarem com Inês e Martim, enquanto Duarte vai à agência de viagens assinar uns documentos.

Raquel insiste com Júlia para deixar o Dancin’ Days, ainda mais agora que o clube perdeu o evento de uma empresa importante por causa do seu escândalo. Júlia recusa prescindir da irmã e garante que não vai virar-lhe as costas por ter feito uma escolha errada num momento difícil da vida. Júlia diz que nos próximos tempos tratará das reservas com clientes e que se esforçará por estar na discoteca com Raquel durante mais noites. Questionada pela irmã, Raquel conta a Júlia que Hugo anda desorientado com o pagamento das dívidas e que já falta pouco para que a vingança contra ele fique consumada. Júlia reafirma que está desejosa de ver esse assunto encerrado. As irmãs combinam encontrar-se, mais tarde, em casa de Mariana.

Machado informa Hugo que está quase tudo pronto para que os carros que roubaram possam seguir para o local combinado no Algarve, acrescentando que sente estar a fazer a coisa errada pelo motivo certo. Hugo pergunta se os que não estão a par da operação não estranharam que o armazém estivesse fechado, mas Machado conta que os enganou ao dizer que estavam a fazer uma desinfestação por causa dos ratos e que eles engoliram a mentira. Hugo esboça um sorriso nervoso.

Miguel está extenuado por ter de satisfazer Sónia e Luísa e pede a Isabel que lhe tire quatro cafés, sob pena de adormecer ao balcão da loja. Sónia avisa-o de que deve estar pronto para Luísa ou ela obriga-o a dar ao canelo a noite toda. Nem de propósito, a decoradora chega ao café para beber uma água e Miguel aproveita para ganhar algum tempo de descanso, dizendo que tem de ficar na loja até tarde para conferir as faltas na mercadoria. Luísa manda-o entregar a tarefa à empregada, pois não quer dispor de menos tempo do que Sónia tem com ele.

Cristóvão aparece no Lima Limão e dá um raspanete a Sónia por ter deixado a loja gourmet sem ninguém e não ter esperado que ele voltasse. Cátia fica curiosa para saber o que é que ele foi comprar e Cristóvão avança apenas que se trata de um acessório para que as raparigas reparem mais nele. Sónia troça e dispara que só pode ser um colete refletor. Cátia insiste em saber do que se trata mas Cristóvão não abre o jogo e deixa o mistério no ar.

Jorge está em reunião com Artur e Filipa na revista, quando recebe uma chamada de Carminho, que está furiosa porque ele se esqueceu de levar uma encomenda urgente aos correios. Apesar de Jorge jurar que tratará do assunto no dia seguinte, não evita a fúria da mulher, pois ela diz que tem de enviar a encomenda ainda nesse dia e que o fará depois de levar a filha às vacinas, reforçando a ideia de que ela é que trata de tudo em casa.

Júlia encontra Lúcia assoberbada de trabalho, porque a colega que dividia os turnos com ela se despediu sem avisar. Júlia promete dar uma palavra a Urbano para que ele resolva a substituição da funcionária o mais rápido que puder.

Isabel e Urbano têm o primeiro contacto com Mónica, a menina de doze anos que pretendem adotar. Antes de começarem a conversar com ela, a assistente social previne que se trata de uma criança que já sofreu muitas desilusões e que, por isso, é natural que possua muitas defesas. Isabel e Urbano esforçam-se por conquistar a simpatia de Mónica nas primeiras impressões, embora fiquem um pouco perplexos com o desenho de monstros que ela está a fazer.

Nicole fica agastada com os conselhos de beleza que Hernâni insiste em lhe dar, mas acaba por perder a paciência quando ele informa que Isabel e Urbano foram conhecer a filha que “encomendaram”. A manicura dispara que lhe ficava bem um pouco de sensibilidade.

Ester devolve Áurea á clínica e obriga-a a prometer que não voltará a fugir.

Duarte veste Martim depois de lhe dar banho, tentando que Inês crie alguma empatia com o filho. Contudo, apesar de reconhecer que tem um problema que não consegue controlar, Inês nem sequer quer ver as roupas que comprou para o menino e refugia-se no sofá. Duarte segue-a, já com alguma impaciência, e lembra-lhe que ela tem um filho e não pode alhear-se disso, fazendo-a acreditar que a terapia a vai ajudar a curar-se. Inês abraça-se a Duarte e ele denota uma expressão de quem não acredita no que acabou de dizer.

Teresa conta a Bernardo que, apesar de um dos administradores dos hotéis se ter oposto, os outros perceberam que se o fizessem não receberiam o prémio. Gui telefona nesse instante e Teresa mente-lhe ao dizer que a reunião correu muito bem e que fez tudo o que ele tinha recomendado. Depois de desligar o telefone, Bernardo lembra-lhe que deve preparar-se para uma discussão feia com o filho, pois quando ele perceber que lhe usurpou o lugar, o mais certo é querer sair lá de casa. Teresa revela todo o seu mau carácter afirmando que isso lhe custará bastante, pois gosta muito de ter a neta consigo. No entanto, mostra-se disposta a perder Gui e Carolina, pois garantiram a gestão dos hotéis, não querendo abdicar do dinheiro que isso representa.

Mariana conversa com Vera e Nonô e elogia o irmão de João, afirmando que Lucas é uma pessoa excecional. Vera mostra-se curiosa por conhecê-lo, mas recusa qualquer interesse especial, revelando às amigas que já namora com Sebastião. Todas acabam em grande risota quando Mariana atira que toda a gente sabia que isso iria acontecer.

Isabel conta a Luísa, Sónia e Cátia como correu o primeiro encontro com Mónica, não escondendo que esperava ver príncipes e princesas em vez de monstros nos seus desenhos. Luísa, desastrada como sempre, adivinha que a menina se calhar até já andou metida na droga, fundamentando-se numa reportagem que viu com uma criança da mesma idade. Cátia mostra-se horrorizada e Isabel mantém-se firme em não desistir da menina, por mais complicada que seja a tarefa de a educar. Luísa ainda pergunta se Urbano está tão otimista.

Urbano confessa a Júlia temer que a adoção de Mónica se transforme em frustração em vez de alegria e felicidade. Júlia incentiva-o a pensar positivo mas pede desculpa por mudar de assunto, lembrando-lhe que Lúcia está a ter dificuldade em aguentar sozinha o trabalho na receção da clínica. O médico dá conta de que já entregou o assunto à agência de recrutamento e que, no dia seguinte, já vai começar as entrevistas para o lugar.

Ester e Alberto regressam a casa de Inês para tomarem conta dela, enquanto Duarte vai tratar dos assuntos que deixou pendentes na agência de viagens. Ester fica chocada com a indiferença que a neta demonstra em relação a Martim, revelando que não tem nem quer ter qualquer ligação ao filho. Alberto esforça-se por distrair a neta e propõe que vejam um filme juntos. Ester prepara-se para mudar a fralda ao bisneto, trocando um olhar de muita preocupação com Alberto.

Vera, Paulo e Bruno regressam a casa e são recebidos por Amélia. A empregada repreende os miúdos por nem dizerem boa tarde e, depois, informa que Ester e Alberto já deixaram Áurea na clínica, estando agora a ajudar Inês a tomar conta de Martim. Bruno insiste que quer ir viver com o pai em Londres e quer telefonar a Aníbal para combinar a viagem. Vera convence-o a esperar que os avós voltem para conversarem melhor sobre o assunto.

nas redes

pesquisar