SIC

Perfil

De segunda a sexta

Dancin' Days - Resumo de 27 de junho a 03 de julho

Gui a trai Cátia e é expulso de casa; Mariana descobre que Teresa fez queixa à segurança social para lhe tirar a guarda de Carolina e dá-lhe uma bofetada!

Inês continua fragilizada e conta com a compreensão de Duarte, que se mantém a seu lado a ver televisão, depois do jantar.

Com champanhe e muito romantismo, Júlia e Artur abrem a noite de núpcias, trocando carícias cada vez mais intensas que deixam antever uma grande noite de amor.

Mariana, muito entusiasmada, conta a Nonô como decorreu a sessão fotográfica que fez no Funchal, justificando que o trabalho se prolongou e que, por isso, perdeu o avião em que tencionava regressar. Nonô combina ir buscá-la ao aeroporto e Mariana diz que foi convidada para uma festa ainda nessa noite. Quando desliga a chamada, deixa-se cair na cama, como que a sonhar acordada.

Jorge e Carminho estão de regresso a casa e despedem-se de Ester, que está preocupada porque Alberto nunca mais volta para casa. Nisto, o marido aparece acompanhado por Veiga, dizendo que o amigo tem uma solução para que a fábrica não feche. O empresário não perde tempo e diz que sabe da situação difícil que o desfalque de Lourenço provocou e o significado que o negócio da comida tem para a família. Veiga confessa que os produtos da fábrica são os que mais vende e oferece-se para a comprar por um preço justo. Ester fica siderada a olhar para Veiga e Alberto, sem saber o que dizer.

Ester agradece a proposta de Veiga mas recusa vender-lhe a fábrica, explicando que o negócio é de grande importância para a família e que ainda tem esperança de poder salvá-lo. Ao mesmo tempo que profere estas palavras, lança um olhar reprovador a Alberto, que teve a ideia de levar o empresário lá a casa. Veiga conforma-se com a decisão de Ester mas, antes de se ir embora, reafirma que a proposta continuará de pé, caso ela reconsidere. Depois de Veiga sair, Ester repreende Alberto por ter tomado uma iniciativa nas suas costas, acusando-o de ter querido demonstrar que ela não é capaz de gerir um negócio. O marido explica que tentou apenas ajudar a resolver um problema e Ester retira-se zangada para a saleta, quando Jorge, Carminho e Vera se colocam ao lado de Alberto, concordando que ele fez bem em tentar descobrir um investidor para salvar a fábrica.

Teresa pergunta a Bernardo se ele trata de denúncia contra Mariana. O advogado confirma que o seu contacto na segurança social vai dar seguimento a tudo. Teresa desabafa que Gui arranja sempre namoradas que a afligem, mas diz que o mais importante é tratar de Mariana e que só depois arranjará maneira de se livrar da striper. Bernardo avança com a ideia de visitar Duarte e Gui na agência de viagens, deixando Teresa maravilhada e a pedir-lhe que leve beijos seus aos filhos.

Cátia toma o pequeno-almoço com Gui e fala com grande entusiasmo de uma cena que tem de ensaiar para a curta-metragem em que está a participar. Ele continua mal-humorado e desvaloriza o trabalho da namorada, dizendo que ela se preocupa com coisas que não interessam nada em vez de se preocupar com o seu verdadeiro trabalho, que é vender caramelos. Cátia fica indignada e acusa-o de só a pôr para baixo, saindo para o trabalho muito magoada com ele. Gui coloca as mãos na cara como que acusando a sua culpa, mas tem de ir sossegar Carolina que começa a chorar.

Artur pergunta a Júlia se tenciona passar pela revista o fim do dia mas ela explica que está com a agenda completa. O marido faz-lhe ver que trabalha demais e Júlia concorda, ao mesmo tempo que pondera deixar de trabalhar na Blondie se tiver de abdicar de uma das suas ocupações. Ele lamenta que possa perder uma excelente produtora de moda mas Júlia também assegura que não tomou qualquer decisão.

Jorge comenta com Carminho que nunca tinha visto Ester tão zangada. Carminho diz que a mãe fez mal em não aceitar a proposta de Veiga para lhe vender a fábrica e afirma que, pela primeira vez, o pai teve uma atitude sensata, considerando que foi também a vez da mãe fantasiar, pois não está a ver como é que ela poderá salvar a fábrica.

Alberto vai tomar o pequeno-almoço e aproveita o facto de estar a sós com Amélia para lhe perguntar se acha que ele está a ser insensato ao sugerir a venda da fábrica a Veiga. A empregada, muito a custo, confessa que essa seria a melhor solução tendo em conta o dinheiro que devem. Alberto pede-lhe que ajude a convencer Ester, mas Amélia responde que prefere não se meter. Ester surge, então, vinda da cozinha e acaba por reconhecer que o marido tem razão, pedindo desculpa por lhe ter dito palavras tão duras e assumindo que o melhor mesmo é vender a fábrica.

Teresa continua a instigar Gui contra Mariana, não perdendo uma oportunidade para a criticar. Agora, o pretexto é o facto de ela ter ficado mais uma noite na Madeira, ignorando que ela não regressou apenas porque o trabalho de moda atrasou, o que fez com que perdesse o avião.

Sónia, Luísa e Miguel preparam-se para tomar o pequeno-almoço no café do shopping. Sónia resmunga um pouco, pois é o dia em que cede Miguel a Luísa. O vendedor lembra que se houver cenas de ciúmes, o acordo fica sem efeito. Sónia diz que é da maneira que se livra de o ouvir ressonar e Luísa concorda. A conversa provoca risadas entre os três e Isabel estranha a boa disposição. Miguel e Sónia vão, cada um, para a sua loja, enquanto Luísa aguenta a pressão de Isabel, que insiste em saber porque é que estavam todos tão animados. Luísa diz que ela não iria gostar daquela anedota por ser picante demais. Isabel fica indignada, ao mesmo tempo que vê a amiga ir embora.

Cristóvão irrompe pela loja de doces para saber como correram as filmagens, mas encontra Cátia desanimada por causa da discussão que teve com Gui. Ela desabafa a sua mágoa e mostra-se insegura, pois começa a pensar que é uma pessoa desinteressante. Cristóvão contraria tal ideia e Cátia compensa-o, dando-lhe uma goma à boca.

Gui confessa a Duarte que foi injusto com Cátia quando, de manhã, a criticou por só falar de banalidades. Duarte adivinha que, enquanto o irmão andar envolvido com a namorada e com a professora da faculdade, vai achar sempre que a amante é mais interessante. Bernardo está a entrar na agência nesse momento e estaca para ouvir a conversa. Gui culpa Duarte pela sua instabilidade, porque fez de Cátia uma coitadinha. Bernardo revela-se e cumprimenta os irmãos, fazendo conversa de circunstância e reforçando que Teresa gostou muito de ter a neta lá em casa.

Teresa conversa com Carolina e pergunta à menina se um dia gostaria de morar com a avó. É interrompida pela chegada de Mariana e Júlia, adotando um comportamento cínico, fingindo-se interessada em saber pormenores sobre o trabalho de Mariana como modelo. Depois de uma conversa rápida e de circunstância, Marina e Júlia vão-se embora, levando Carolina.

Ester está apressada para almoçar, uma vez que Inês está quase a chegar para irem visitar Áurea ao hospital. A neta bate à porta nesse instante e vem acompanhada de Duarte. Este troca dois dedos de conversa com Alberto a propósito da crise que o país atravessa. Ester conta a Inês que afinal vai vender a fábrica e Alberto esclarece que o comprador é Veiga, o dono dos supermercados. Ester ganha novo alento e decreta que agora só falta que Áurea fique estabilizada. Conta que Bruno queria ir ver a mãe ao hospital, mas assume que ainda não é oportuno pois iria encontrá-la cheia de medicamentos. Inês pergunta por Carminho e Ester informa que a tia vai ter ao hospital.

Gui dá razão a Duarte e diz ao irmão que vai afastar-se da professora da faculdade, pois reconhece que dificilmente terá com outra mulher a relação que tem com Cátia. Duarte pergunta, na brincadeira, se ele quer que lhe ofereça umas palas para não olhar para os lados. Gui finge que vai socá-lo e pergunta se ele lhe está a chamar burro.

Mariana regressa a casa com Carolina a dizer à filha que finalmente estão livres da bruxa, referindo-se a Teresa. Agradece a Júlia por ter ido com ela, uma vez que às vezes tem dificuldade em relacionar-se com a ex-sogra. Mariana reclama que quer saber todos os pormenores do casamento da mãe com Artur. Júlia diz que não há muito a contar mas, entre sorrisos tímidos, vai desejando que seja uma união para sempre.

Cristóvão observa Cátia, que está deprimida, sentada à mesa do café. Hernâni aconselha-o a atirar-se ao bife e Cristóvão repreende-o pela observação. O segurança insiste que ele deve ir apoiar a rapariga para se aproximar dela. Quando finalmente se decide, Gui chega-se e senta-se à frente da namorada. Hernâni diz que Cristóvão perdeu a oportunidade. Gui pede desculpa a Cátia por tê-la desprezado ultimamente e, quando fazem as pazes, dão um beijo. Cristóvão vira a cara para não ver e Hernâni olha-o com pena.

Áurea pergunta se Lourenço morreu. Alberto diz entre dentes que não se perdia nada e é prontamente repreendido por Ester. Áurea fica devastada quando Ester revela que decidiram vender a fábrica para pagarem as dívidas, informando que Veiga é o comprador. Áurea promete que ainda vão recuperar o negócio, nem que ela tenha de trabalhar noite e dia.

Urbano conta a Júlia que Ester recusou a sua ajuda financeira e a ex-mulher compreende, pois ele já tinha ajudado a família quando quase perdeu a casa. Urbano pergunta a Júlia se correu tudo bem com o casamento e ela acaba por reconhecer que pode parecer estranho que tenha acontecido de um dia para o outro, mas que o importante é estar junto de quem se ama.

Hugo conta a Raquel que já tem as licenças ambientais de que precisava para começar a produzir os seus artigos em pele e, depois de a beijar e abraçar, agradece-lhe por lhe ter dado uma segunda oportunidade. Raquel esforça-se muito para disfarçar o desconforto com aquela situação.

Bernardo regressa a casa e Teresa confirma que Mariana já foi buscar Carolina e que veio com a mãe cadastrada atrás. O advogado conta que já mexeu as suas influências na segurança social e que, através de uma colega de curso, fez avançar a denúncia contra Mariana, para que a filha lhe seja retirada. Bernardo conta que ouviu uma conversa de Gui com Duarte e que ficou com a ideia de que o seu filho mais novo anda a enganar a namorada. Teresa sugere cinicamente uma ida às compras ao centro comercial, porque lhe dá jeito. Bernardo troca com ela um sorriso cúmplice.

Teresa vai à loja de doces e finge-se amiga de Cátia, dizendo-lhe que chegou a altura de lhe retribuir o gesto quando ela lhe abriu os olhos para a traição de Francisco. Cátia pergunta se há algum problema com Gui e fica em choque quando Teresa, fingindo-se constrangida, conta que ele anda a traí-la.

Cátia recusa-se a acreditar que Gui a traiu mas Teresa consegue ser suficientemente convincente, ao dizer que o filho se envolveu com alguém da faculdade. Chocada com a revelação, Cátia agradece o aviso e, enquanto Teresa se afasta, deixa transparecer uma grande tristeza.

Isabel pressiona Luísa para que ela explique como é que, de um momento para o outro, passou a dar-se tão bem com Sónia e Miguel. A amiga não só não explica que está a dividir Miguel com Sónia, como dá a ideia de que tem um novo namorado. Isabel ainda tenta que ela aceite um convite para jantar, mas Luísa defende-se, dizendo que o namorado é tímido e que para essa noite já têm planos. Isabel não fica convencida e murmura para si que deve ser alguém que ela conhece.

Contrariados, Artur e Jorge decidem publicar na revista a história de um jogador de futebol que anda a trair a mulher, uma vez que é urgente que a Blondie aumente as suas vendas.

Carminho, Ester e Alberto regressam da visita a Áurea, confiantes de que ela vai recuperar o equilíbrio com o passar do tempo. Ester reafirma que tem pena de ter de vender a fábrica, embora concorde que a oferta de Veiga veio resolver um grande problema. No entanto, deixa claro que está fora de questão continuar a gerir o negócio, decisão que Carminho aprova. Alberto tranquiliza Amália ao dizer que o seu ordenado não está em perigo.

Cátia conta a Sónia que Teresa a preveniu de que Gui anda a traí-la, mas acrescenta que acha que a sogra está a tentar separá-los com essa intriga. Sónia não ajuda a prima e aconselha-a a espiar as mensagens que Gui recebe no telemóvel.

Júlia e Raquel concordam em manter os preços das bebidas na discoteca, reduzindo as doses por causa da crise económica do país. Noutro registo, Júlia insiste com a irmã para que tenha cuidado com Hugo, temendo o que ele possa fazer quando souber que ela o está a enganar. Raquel desvaloriza e garante que está perto de alcançar a sua vingança. Para aliviar a tensão que este episódio criou, Raquel convida Júlia para jantar em sua casa, levando Mariana, pois está ansiosa por saber as novidades que a sobrinha tem para contar sobre o trabalho como modelo fotográfico no Funchal. Júlia adianta que a filha pode vir a ter outros convites no futuro. A irmã acrescenta que Artur também está convidado.

Mariana atende a chamada de Raquel que a convida para jantar, ao mesmo tempo que abre a porta a João, que acaba de chegar. Depois de ela desligar o telefone, João agarra-a pela cintura e beija-a, dizendo que sentiu saudades e oferecendo-lhe um anel de fantasia que comprou no centro comercial. Um gesto simples que Mariana muito aprecia trocando mais beijos com o namorado, deixando antever uma tarde romântica.

Tânia e Paulo despedem-se de Nicole e preparam-se para ir ter com Bruno, que os aguarda noutra loja do shopping. Hernâni barra-lhes a passagem e deixa Paulo aflito, pedindo-lhe que dê um recado a Bruno e lhe diga que Tânia não tem idade para namoricos e que, se pisar o risco, terão de conversar de homem para homem. Nicole repreende Hernâni e manda-o trabalhar. Paulo comenta com Tânia que o pai dela tem mau feitio, mas a rapariga não se atemoriza e assegura à mãe que ele pode dizer o que quiser, mas nunca impedi-la de namorar. Nicole tenta disfarçar o sorriso que a reação da filha lhe provocou.

Ester chega a acordo com Veiga para a compra da fábrica, depois de ouvir a opinião de Alberto e Amélia. A tristeza delas é de tal maneira evidente, que Veiga as convida para continuarem na fábrica a trabalhar para ele. Ester não aceita, assumindo que seria penoso continuar ligada a um sonho que já não é o seu. Amélia toma a mesma decisão. Depois de acompanhar Veiga à porta, Alberto vai consolá-las e Ester tenta recompor-se, afirmando que agora têm de concentrar-se na recuperação de Áurea.

Raquel recebe Mariana, Júlia e Artur para o jantar. Não aprecia que a irmã e o cunhado não tenham organizado sequer uma pequena festa de casamento. Mariana diz que o mais importante é que estejam felizes e agradece a Artur a oportunidade de entrar no mundo da moda. O jornalista diz que os convites que ela tem recebido se devem exclusivamente ao seu mérito. Mariana satisfaz a curiosidade de Júlia e conta a novidade que tinha para dar, revelando que namora com João. A mãe e também Raquel querem logo saber todos os pormenores, mas Mariana diz que não tem mais nada a acrescentar.

Jorge não concorda com a opção editorial de publicar o adultério de um jogador de futebol, mas acaba por compreender a decisão de Artur, atendendo ao momento financeiro que a revista atravessa, depois do incêndio das instalações. Carminho faz-lhe ver que é o seu emprego que pode estar em causa e comenta sentir uma certa inveja de Júlia e Artur, que estão quase a partir para a lua de mel. Jorge mostra-se convencido de que também podem ir um dia e Carminho lembra que para isso é preciso casar, recusando fazê-lo sem festa nem convidados.

Isabel confessa a Urbano que está impaciente porque nunca mais tem resposta ao pedido de adoção. O médico explica que o processo é demorado, porque há menos crianças do que os pedidos e dispõe-se a averiguar como funciona a adoção internacional. Isabel muda de assunto e conta a Urbano que está desconfiada de que Luísa continua a ter um caso com Miguel, temendo pelo que possa suceder à sua esplanada se Sónia souber.

Miguel e Luísa começam a seduzir-se mutuamente na loja de lingerie, ansiosos por se amarem de novo.

Sónia anda de um lado para o outro na loja, enervada por saber que Miguel vai passar a semana com Luísa. Para desabafar, convida Cristóvão para ir beber um copo com ela. Como ele se dispõe apenas a tomar um chá, Sónia desiste da ideia e vai ter com Cátia à loja de doces. Esta conversa ao telefone com Gui e fica agastada quando ele diz que vai para casa mais tarde porque ainda tem outra aula. Sónia aconselha a prima a confirmar se o namorado lhe é fiel, mas Cátia prefere insultar a sogra, dizendo que Teresa é uma víbora e que apenas pretende destabilizar a sua relação com Gui.

Tânia desabafa com Nicole queixando-se de que Bruno está cada vez mais chateado e que se soubesse que isso iria acontecer nunca teria namorado com ele. Por outro lado, elogia Paulo, de tal forma que Nicole consegue que ela reconheça, embora envergonhada, que está a gostar de Paulo, suplicando à mãe que não conte nada ao pai. Hernâni chega nesse momento e Nicole e Tânia disfarçam.

Vera pergunta aos tios se Áurea lhes pareceu arrependida por ter esfaqueado Lourenço. Ester responde que não sabe e Alberto mostra-se indignado, pois o burlão ainda teve a lata de processar Áurea, exigindo uma indemnização.

Duarte desperta Inês, que dorme no sofá e arrasta-a para a cama. Ela aprecia o carinho do marido e confessa-lhe que está muito feliz por ele ter voltado para casa.

Júlia e Artur despedem-se de Raquel, que lhes pergunta quando vão de lua de mel. Júlia confessa que nem sequer sabe para onde vai, pois o marido quer fazer-lhe uma surpresa. As atenções voltam-se para Mariana quando a mãe lhe pergunta quando é que começa a trazer João aos jantares de família. Ela responde que ainda é cedo, acrescentando que têm é de arranjar um namorado para Raquel. A tia afirma que para já não, só quando chegar o momento certo. Júlia e Artur trocam um olhar cúmplice.

Teresa está impaciente, não vendo a hora de retirar a custódia de Carolina a Mariana. Num impulso, deseja arranjar para a neta o quarto que pertencia a Gui, mas Bernardo assegura que deve esperar que o tribunal decida com quem fica a criança. Teresa lamenta igualmente não ter notícias do filho mais novo, pois estava convencida que o que contou a Cátia seria suficiente para que já estivessem separados. Bernardo adivinha que Teresa subestimou o que o filho sente pela namorada.

Gui chega a casa depois das aulas e Cátia pergunta-lhe quem é a mulher com que tem andado a traí-la. Gui desvaloriza a desconfiança da namorada, mas fica estarrecido quando ela diz que já sabe de tudo.

Cátia expulsa Gui de casa, depois de confirmar que ele se envolveu com Valéria, uma professora da faculdade. O namorado insiste para saber quem lhe contou e Cátia acaba por revelar que foi a mãe dele. Gui interroga-se como é que Teresa soube e fica com cara de poucos amigos. Cátia reafirma que nunca mais confiará nele e exige-lhe que saia.

Júlia e Artur fazem o rescaldo do jantar em casa de Raquel. O casal concorda em não ter filhos, apesar de Júlia reconhecer que ainda tem idade para ser de novo mãe. Já Artur assume que não tem grande paciência para crianças, mas dispõe-se a ser um bom padrasto para Mariana ou um avô porreiro para Carolina.

Duarte dá carinho a Inês e sugere que acompanhem Áurea quando ela tiver alta do hospital. A arquiteta agradece o cuidado do marido e promete que nunca mais lhe causará o sofrimento que causou quando fugiu para Londres.

Teresa e Bernardo preparam-se para deitar quando Gui irrompe pela casa, confrontando a mãe por tê-lo denunciado ao contar a Cátia que ele estava a traí-la. Bernardo intervém e exige respeito ao futuro enteado. Gui exalta-se e manda-o calar, aconselhando a que vá vestir o pijama. Para evitar um confronto maior, Teresa pede ao noivo que suba, prometendo juntar-se-lhe brevemente. Bernardo vai embora contrariado, enquanto Gui acusa Teresa de ter prazer em meter-se e estragar a sua vida, fazendo com que Cátia o tenha expulsado de casa. A mãe exerce a sua pressão com mestria e manipula Gui, afirmando que lhe está a fazer um favor ao antecipar uma rutura que sempre foi inevitável e revelando que foi Bernardo quem a informou de que ele andava a trair a namorada. Teresa, antes de se recolher para dormir, aconselha o filho a dormir lá em casa essa noite. Gui parece acatar tudo o que a mãe acaba por dizer e serve-se de uma bebida.

Ester está desalentada, sem saber o que fazer, depois de ter aceitado vender a fábrica a Veiga. Alberto insiste em arranjar outro negócio para que ela se mantenha ocupada, causando preocupação, não só a Ester como a Amélia, que continua a duvidar da competência do patrão como empresário. Ester fica enternecida com Alberto quando o marido diz que decidiu deixar a tuna da faculdade para ter mais tempo para lhe fazer companhia.

Inês fica radiante com o comportamento de Duarte, que se mostra atento ao desenrolar da sua gravidez, oferecendo-se ainda para apoiar a mãe dela quando Áurea deixar o hospital da prisão para onde foi transferida.

Gui, agastado por ter sido expulso de casa por Cátia, ameaça a mãe e exige-lhe que não volte a meter-se na sua vida, pois pode vir a ter uma surpresa desagradável. Gui sai de casa furioso, jurando que não vai desistir de Cátia. Teresa e Bernardo não escondem a sua preocupação pela ameaça que ficou no ar.

Mariana despede-se carinhosamente de Carolina quando sai para as aulas, dando instruções à empregada para que conte com três pessoas para o almoço.

Sónia fica furiosa ao ver que Luísa e Miguel chegam juntos para tomar o pequeno-almoço. No entanto, Cátia desvia-lhe a atenção e deixa a prima em choque quando revela que expulsou Gui de casa.

Duarte repreende Gui e faz-lhe ver que é o culpado por ter perdido Cátia. No entanto, reconhece que a mãe não deveria tê-lo denunciado. Duarte aconselha o irmão a não desistir de se reconciliar com a namorada, mas Gui pressente que não será fácil.

Bernardo diz a Teresa que cometeu um erro estratégico ao ter assumido perante Gui que tinha sido ela a contar a Cátia que o filho traiu a namorada. Teresa assume que não resistiu a ter aquela conversa com a vendedora de doces.

Mariana, Nonô e Vera conversam em grande animação. As amigas fazem ver a Mariana que a sua prioridade futura deve ser os estudos, deixando vincado que não deve distrair-se com o namoro com João.

Hugo mostra-se satisfeito com o início da produção de artigos em pele, feitos por antigos reclusos. Raquel diz que Sara, a sócia no negócio, ficou apreensiva com o aspeto dos ex-presidiários. Hugo rebate a ideia e fala de pessoas que se querem reintegrar na sociedade e promete levar Raquel a jantar a um local especial, assim que começar a ter retorno do investimento que foi feito.

Júlia conversa com Urbano e Carminho e admite abandonar o trabalho na revista, devido ao cansaço e porque tem demasiadas ocupações. Quando Urbano sai para o seu gabinete, Júlia admite a Carminho que esqueceu o passado e só pensa em viver o futuro.

Cristóvão entra na loja de doces e oferece o seu ombro amigo a Cátia para que ela possa ultrapassar o desgosto da discussão com Gui. Ao mesmo tempo, aconselha-a a investir na carreira de atriz, que sempre a faz esquecer dos problemas. Cátia não fica convencida e mantém uma expressão triste.

Hernâni protesta com Nicole, que lhe marcou uma consulta num astrólogo, para que o ex-marido melhore o seu lado espiritual e deixe de pensar tanto em sexo.

Sónia humilha Cristóvão, insistindo que Cátia não é para o seu bico. No entanto, prova do próprio veneno e fica furiosa quando Luísa aparece na loja para a provocar, pois diz que precisa de algo que lhe dê energia, alegando que na última noite se desgastou como nunca. Sónia fica irritada mas não pode protestar, pois Luísa refere-se à noite que passou com Miguel.

Mariana, Vera e Nonô despedem-se a brincar com as questões do amor. Mariana deixa escapar que João só não dormirá com ela essa noite se não quiser.

Gui vai ao centro comercial pedir a Cátia que lhe desculpe a traição, mas ela não aceita os seus argumentos e intima-o a ir buscar as suas coisas, com a ameaça de as atirar pela janela se ele não o fizer.

Mariana fica em estado de choque ao receber em casa a visita de uma assistente social, dizendo que houve uma denúncia da sogra, acusando-a de ter abandonado a filha, provocando grande ansiedade no pai da menina. Mariana nem sabe o que responder, quando instada a confirmar ou desmentir os factos.

Inês e Duarte regressam da terapia conjugal e comentam que Gui e Cátia bem podiam pedir-lhe ajuda para salvarem a sua relação.

Mariana irrompe pela casa de Teresa e pergunta-lhe como foi capaz de fazer uma denúncia, acusando-a de não cuidar de Carolina. Quando a ex-sogra confirma que, no seu entender, ela não tem capacidade para cuidar da filha, Mariana aplica-lhe uma valente bofetada.

Teresa fica em choque com a bofetada que Mariana lhe dá. Esta garante que ninguém a afastará de Carolina, acusando a ex-sogra de querer a guarda da menina só para ficar com o dinheiro que ela herdou. Mariana assegura que pedirá a guarda total da filha se Teresa insistir em ir de novo a tribunal, deixando claro que nunca mais permitirá que ela veja a neta. Bernardo chega a casa no meio desta violenta discussão e tenta expulsar Mariana. Esta chama-lhe cão de guarda e sai a dizer que não tem medo dele nem de Teresa, que fica a digerir a visita da ex-nora.

Raquel conta a Júlia que vai ter de jantar com Hugo para comemorarem o arranque da empresa dele. Júlia critica mais uma vez a estratégia que a irmã está a seguir, mas Raquel confia que mais tarde será a sua vez de celebrar. Ambas ficam chocadas quando Mariana liga à mãe a contar que Teresa fez queixa dela à Segurança Social, alegando que ela abandonou a filha quando foi trabalhar no Funchal.

Duarte recebe uma chamada de Gui a dizer que se vai mudar para casa da mãe, uma vez que Cátia mantém a decisão de romper o namoro. Duarte conta a Inês, combinando que vai apoiar o irmão. A arquiteta aproveita para ir visitar a família.

Ester, Amélia e Alberto regressam a casa depois de terem consumado a venda da fábrica a Veiga. Ester mostra-se desgostosa e Alberto decide propor que façam, os dois, uma viagem a Israel. Amélia e Vera aprovam a ideia e Ester entrega a Bruno o beijo que a mãe lhe mandou. O miúdo pergunta quando é que pode visitá-la e Vera dispõe-se a ir com ele, assim que for possível. Depois de Bruno sair da sala, Paulo conta que ele vai melhorando aos poucos, pois já voltou a jogar consigo à bola. No entanto, o neto de Amélia queixa-se de que Bruno continua a não querer dar-se com Tânia, o que cria um problema, pois é amigo dos dois.

Tânia, por seu lado, confidencia à mãe que está tentada em pedir Paulo em namoro. Nicole avisa a filha de que tem de ter cuidado para não magoar Bruno. Tânia lamenta que não se possa escolher de quem se gosta.

Cristóvão fica radiante ao ouvir Cátia contar a Sónia que não consegue perdoar a Gui a traição que ele lhe fez, ao envolver-se com a professora da faculdade. Quando a amada deixa a prima para ir gravar as últimas cenas do filme em que está a participar, Cristóvão atalha-lhe caminho e oferece-lhe uma caixa de bombons. Sónia espera que Cristóvão regresse à loja, para lhe dizer que nunca conseguirá conquistar o coração de Cátia. Ele ignora a profecia e encolhe os ombros com altivez.

Hugo entra em casa de Raquel predisposto a uma noite romântica, levando consigo uma garrafa de vinho e um colar que lhe oferece.

Júlia tranquiliza Mariana e assegura que Teresa não conseguirá que o tribunal lhe retire guarda de Carolina, pois ela é uma mãe exemplar, sempre presente. Mariana mostra-se convencida que o que motiva Teresa é ficar a gerir o património que Zé Maria deixou à neta. Júlia aceita ficar com ela para jantar e diz que vai avisar Artur, que está a fazer serão na revista.

Teresa garante a Bernardo que vai fazer com que Mariana engula cada ameaça que lhe fez. O advogado diz que ela tem de fazer queixa na polícia, apoiada pelo testemunho de Clara, uma vez que a empregada presenciou quando Mariana a agrediu. Teresa e Bernardo assumem que têm agora uma arma de peso para jogar contra Mariana em tribunal.

Gui desabafa com Duarte, arrependido por ter traído Cátia, sem saber o que será a sua vida sem ela. O irmão dá-lhe apoio e aconselha-o a tentar fazer as pazes com a namorada quando o assunto não estiver tão quente.

Alberto e Ester concordam que Áurea está a melhorar de dia para dia e Inês encoraja os avós a cumprirem a tão desejada viagem a Israel, comprometendo-se em cuidar da mãe enquanto eles estiverem fora. Amélia também dá força a Ester que decide finalmente planear a viagem com o marido.

Sónia fica a ferver de raiva ao ver Luísa acompanhar Miguel, depois de fecharem as suas lojas. No entanto é obrigada a disfarçar, porque Isabel anda desconfiada com estas súbitas amizades e continuando atenta a todas as movimentações.

Cristóvão conta a Hernâni que ficou radiante por ouvir Cátia dizer que não perdoa Gui. O segurança deixa-o desiludido, dizendo que tem de mudar o visual se quiser conquistá-la, a começar pelos óculos, que estão completamente fora de moda.

Para não deixar cair o seu disfarce, Raquel é obrigada a ir para a cama com Hugo.

Júlia compreende que Mariana tenha dado um estalo a Teresa, pois também ela tem vontade de fazer o mesmo. De seguida, aconselha a filha a não afastar João da sua vida e a dar-lhe uma explicação por ter falhado o compromisso que tinha com ele. Depois de a mãe sair, Mariana liga ao namorado e convida-o para passar lá em casa, para lhe explicar o que aconteceu.

Inês elogia a ternura que os avós têm ainda um pelo outro, a propósito da viagem que decidiram fazer. Duarte, carinhoso, antecipa que eles também podem viver o mesmo amor quando forem velhinhos. Inês pergunta como está Gui a viver a rutura com Cátia e o marido confessa que nunca viu o irmão sofrer tanto por uma mulher.

Quando Gui chega à casa de Sintra, Bernardo pede desculpa por ter contado a Teresa a conversa que ouviu ele ter com Duarte na agência. O advogado garante que nunca teve a intenção de prejudicar a sua relação com Cátia, mas Gui responde que o mal já está feito. Depois de Bernardo se recolher, Gui liga a Cátia mas fica frustrado porque ela lhe desliga o telefone na cara.

Cátia atira-se entristecida para cima da cama, depois de ter desligado o telefone a Gui. Não tem muito tempo para deprimir, pois Sónia irrompe-lhe pelo apartamento com uma mala de viagem, dizendo que vai ali passar uns dias, porque ouve uma inundação no seu prédio. Cátia acolhe a prima mas disfarça o incómodo.

Mariana atira-se ao pescoço de João quando ele chega e beija-o com entusiasmo. Ele reconhece que só para ter aquela receção, iria ter com ela, nem que fosse de madrugada. Mariana puxa-o para o sofá, preparada para lhe contar o dia que é para esquecer.

Nicole insiste que Hernâni tem de consultar-se com a astróloga onde ela foi e lembra-lhe que tem sessão marcada para esse dia. Ele tenta resistir mas distrai-se com Tânia, que aparece maquilhada para ir para a escola. O pai reage e manda-a tirar as pinturas, porque diz que os colegas vão ficar todos malucos. Nicole repreende-o e diz que é mais uma razão para ele comparecer na consulta para alinhar os chacras.

Ester agradece a Alberto o carinho com que está a tratar da viagem que vão fazer. Amélia pressiona Bruno e Paulo, que estão atrasados para irem para a escola e diz que o neto é mais vaidoso do que uma menina, pois está há muito tempo a arranjar o cabelo.

Isabel mostra-se indecisa, sem saber se prefere adotar uma menina ou um rapaz, confessando que já se imaginou no papel de mãe. Urbano acredita que o importante é que se vejam como pais, disponíveis para receber a criança e contornar os traumas que ela eventualmente possa transportar. Isabel concorda que, com amor, todos se criam.

Júlia comunica a Artur que vai mesmo deixar de trabalhar na revista. O marido diz compreender a decisão mas, em jeito de brincadeira, exige ser compensado. Ela promete fazê-lo mas avança para um pedido, desejando que Artur não fique aborrecido. Júlia pede-lhe para adiarem a lua de mel, pois receia ausentar-se na altura em que Teresa resolveu voltar a perseguir Mariana. Artur acede e Júlia agradece-lhe por ser tão compreensivo.

Mariana e João preparam-se para saírem de casa, depois de terem passado a noite juntos. O carteiro bate à porta e entrega uma carta do tribunal a Mariana. Ela abre-a e, à medida que a vai lendo, fica ainda mais assustada. João fica na expetativa para saber o que se passa e Mariana conta, angustiada, que Gui entrou com uma ação em tribunal para lhe retirar a guarda da filha.

Mariana fica magoada ao perceber que Gui quer voltar a discutir a custódia de Carolina. João coloca-se ao lado de Mariana para lhe dar todo o apoio que precisar. Depois do namorado sair para trabalhar, Mariana telefona a Júlia e conta-lhe, muito ansiosa, que recebeu uma carta do tribunal e que Gui se prepara para tentar tirar-lhe a guarda da filha. Júlia comenta que esse é mais um golpe de Teresa e garante à filha que ninguém lhe vai roubar Carolina. Depois de desligar, Júlia comenta com Artur que não se vai deixar enganar outra vez e que vai descobrir todos os podres da família Sousa Prado para jogar contra ela em tribunal, prometendo uma guerra a sério.

Teresa comenta com Bernardo que Mariana tem a mão pesada mas que a insolência tem consequências. O advogado avança que Mariana vai ser notificada pelo tribunal, se é que isso já não aconteceu. Gui desce para o pequeno-almoço e irrita-se logo com Teresa, que o aconselha a manter-se ocupado para esquecer a striper. Gui diz que dispensa os conselhos, sobretudo vindos de quem nunca trabalhou, acrescentando que não vale a pena pensarem em tornar o convívio insuportável, pois ele não tenciona sair daquela casa, mesmo que a mãe e Bernardo tentem correr com ele. Teresa diz que gosta muito que ele ali esteja, desejando apenas que se torne mais simpático, pois nenhum tribunal lhe dará a guarda da filha se ele continuar com aquela agressividade.

Cátia fica indignada com Sónia porque a prima se queixa de que ela ressona, adivinhando que talvez tenha sido por isso que Gui a traiu com outra e a deixou. Cátia lembra que foi ela quem expulsou o namorado e também que a deixou dormir lá em casa por favor, não estando disposta a ouvir aquelas críticas. Sónia assegura que em breve vai ter a sua casa arranjada, para voltar para lá.

Raquel é obrigada a apelar a todas as suas forças para manter o seu disfarce, quando Hugo lhe rouba um beijo e diz que adorou acordar abraçado a ela, pedindo desculpa por lhe ter feito tanto mal no passado. Raquel fica ainda mais desconfortável quando ele diz que a ama. Consegue apenas dizer que ainda não está preparada para retribuir da mesma forma. Hugo mostra-se muito tolerante e sai de casa muito contente. Raquel desfaz o sorriso que tem na cara e mostra que está muito perturbada com o esforço que está a fazer.

Isabel continua desconfiada e pergunta a Luísa se anda outra vez enrolada com Miguel. A amiga mente, assegurando que não é mulher de repetir namorado e que já está noutra. Isabel diz que não está muito convencida.

Nicole chama bronco e machista a Hernâni, que insiste em dizer que a filha não tem nada de se maquilhar, pois não deve querer agradar aos rapazes. Nicole insiste que, depois dos disparates que acabou de dizer, ainda se justifica mais que vá à consulta de astrologia. Hernâni contrapõe, dizendo que não lhe dá muito jeito naquele dia, mas a ex-mulher não cede.

Cristóvão fica cheio de esperança em conquistar Cátia, quando ela assume que não pensou no fim do namoro com Gui para chorar durante uma cena do filme em que participou.

Duarte fica irritado com Gui ao saber que ele voltou a interpor uma ação em tribunal para tirar a guarda de Carolina a Mariana. O irmão justifica que não está para ficar com a filha apenas de quinze em quinze dias, mas os seus argumentos não convencem Duarte, que o acusa de estar a obedecer à estratégia da mãe. Gui insiste que a decisão é apenas sua e que Teresa apenas o apoia.

Júlia conforta Mariana, que ainda está incrédula por Teresa estar de novo a tentar tirar-lhe a filha. Júlia garante que isso não vai acontecer, enquanto a filha sente a falta de Zé Maria, desejando que o pai pudesse estar ao seu lado neste momento. Mariana conta a Júlia que já está a ser assistida por um advogado. Quando o seu telemóvel toca, confessa não estar para conversas com o namorado, mas Júlia faz com que o atenda e aceite o convite de João para almoçar, pois deve rodear-se agora das pessoas que gostam de si.

Artur e Jorge acertam a abordagem ao artigo sobre o jogador de futebol que traiu a mulher. Artur faz ver que, apesar de recusar este tipo de jornalismo, a urgência de vender revistas a isso obriga.

Babi fica espantada ao ouvir Raquel contar que acabou por se envolver de novo com Hugo, apesar do mal que ele lhe fez. Mariana aparece nesse instante e senta-se à mesa com elas, sem conseguir esconder a tristeza que a invade por causa de Gui e Teresa estarem a tentar, de novo, ficar com a custódia de Carolina. Ao saber que a sobrinha foi ao centro comercial almoçar com João, pede-lhe que conte como surgiu essa nova paixão.

Júlia explica a Carminho que Teresa quer tirar Carolina a Mariana, movida pelo dinheiro que Zé Maria deixou à neta. Carminho questiona-se por que é que querem mais dinheiro se já têm tanto. Júlia defende que é por ganância, mas ambas ignoram que Teresa está quase na penúria, depois de ter sido roubada pelo falecido marido. Nesse momento, Duarte recebe a toalha e a chave do cacifo, antes de ir treinar. Ao voltar-se, esbarra em Júlia e Carminho. Depois de perguntar à massagista como está a correr a gravidez, assegura a Júlia que não concorda com Gui e Teresa por estarem a lutar pela guarda de Carolina, justificando que o irmão está a ser manipulado pela mãe. Júlia afirma que é por causa do dinheiro que Zé Maria deixou à menina e Duarte fica chocado, pois não lhe tinha ocorrido tal ideia.

Teresa mente a Inês para justificar o que está a fazer a Mariana, querendo retirar-lhe a guarda de Carolina. Diz que ela não avisou Gui de que ia ficar mais uma noite na Madeira e que não pode estar descansada quando a neta é educada por uma rapariga que resolve problemas recorrendo à violência. Inês faz jogo duplo com a sogra, não querendo contrariá-la em demasia.

Mariana mostra-se zangada porque João chega atrasado para almoçar mas, como ele justifica que foi por causa de um cliente de última hora, perdoa e dá-lhe o beijo que ele reclama. Nisto, Gui circula ao longe e, assim que vê a ex-mulher, tenta fugir, mas sem êxito. Mariana confronta-o e acusa-o de ser um menino irresponsável, que não tem coragem de enfrentar a mãezinha, mesmo que a felicidade da filha esteja em causa. João chama por Mariana, mas ela continua aos gritos, chamando estúpido a Gui, perguntando-se como pôde ter uma filha com ele. Gui dá razão à mãe que defende que Mariana é instável e vira-lhe as costas, caminhando para a loja de doces. Mariana repreende João por ele se ter metido na discussão. O namorado não sabe como reagir.

Gui tenta falar com Cátia, mostrando-se arrependido por a ter traído. Ela recusa ouvi-lo e pede-lhe que saia. Gui dá um murro no balcão insistindo que apenas cometeu um erro, sem significado. Hernâni intervém e Gui é forçado a retirar-se, ainda que contrariado. Cátia agradece ao segurança, que é obrigado a seguir Nicole, que o arrasta consigo para que ele vá à consulta de astrologia.

Alberto retira-se para a saleta, dizendo que tem trabalho a fazer, e Amélia teme que ele tenha regressado à tuna e recomece a tocar gaita. Ester esclarece que o marido está a fazer um trabalho para a faculdade, que consiste em criar um negócio. Ambas desejam que isso não passe mesmo de um trabalho. A empregada conta, entretanto, que Vera telefonou para avisar que vai com Sebastião ao cinema e que levam Paulo e Bruno. Ester deseja que o neto se distraia e não pense tanto na ausência da mãe.

Duarte conversa com Inês, que lhe conta que teve mais uma conversa agradável com a mãe dele, confessando que não se quer meter na disputa judicial pela guarda de Carolina. Duarte insinua que a mãe está de olho na herança que Zé Maria deixou à neta e garante que vai ser contra a pretensão de Teresa, dizendo que vai insistir com o irmão para desistir da ideia de tirar a filha a Mariana.

Júlia conta a Raquel a conversa que teve com Duarte sobre o facto de Teresa querer ficar com a guarda de Carolina e comenta que ele é muito diferente da mãe, pois não concorda nada com ela.

Mariana está com Nonô em casa, quando João insiste em falar com ela. Nonô deixa o casal à-vontade e Mariana tenta acabar o namoro com João, argumentando que ele vai fartar-se de estar com ela e com os seus problemas. João não desarma e diz com toda a clareza que quer ficar a seu lado e apoiá-la na luta para que a filha continue com ela. João assume que quer ser um segundo pai para Carolina e Mariana fica sem saber o que dizer-lhe.

João reafirma a Mariana que quer ficar com ela, mesmo que a sua vida seja uma grande confusão. Mariana percebe que ele está a ser sincero e pede-lhe apenas que nunca a magoe, abraçando-o de seguida, sentindo-se confortada por João.

Duarte confronta Gui e pergunta-lhe se quer ficar com a filha só por gostar dela, ou se é também por causa da fortuna que ela herdou do avô. O irmão demonstra ter ficado ofendido e ameaça despedir-se da agência se Duarte continuar a chateá-lo.

Cristóvão está cada vez mais impaciente, porque Sónia nunca mais chega à loja. Cátia pergunta-lhe o que tem de tão urgente para tratar mas ele não diz. Finalmente, Sónia entra na loja e Cristóvão dá-lhe um raspanete, por não ter atendido as suas chamadas. A funcionária quase que o ignora e vira-se para Cátia, prevenindo a prima que vai passar a fazer-lhe companhia nas noites solitárias. A aspirante a atriz fica desconfiada mas a prima esclarece que apenas precisa de dividir a casa com ela enquanto a sua estiver em obras. Cristóvão diz que vai sair durante meia hora, mas não revela o que vai fazer. Cátia pergunta, com ironia, a Sónia se ela está preparada para a ouvir ressonar, ao que ela tira da mala dois tampões para os ouvidos, dizendo que está preparadíssima.

Sebastião e Vera colocam à votação das crianças a escolha do filme que vão ver. Tânia opta pelo dos vampiros e Paulo diz logo que também quer ver esse. Bruno prefere outro que tem a ver com vikings. Paulo muda de opinião e escolhe o filme do amigo. Quando todos se encaminham para a zona da restauração, Paulo deixa-se ficar para trás e explica a Tânia que mudou de opinião para não melindrar o amigo, pois ele tem andado muito triste com a doença da mãe. Tânia diz que ele foi um querido e faz-lhe uma festa discreta na mão, deixando Paulo aparvalhado.

Ester conversa com Amélia e interroga-se se Veiga terá mudado alguma das receitas que elas desenvolviam na fábrica. A empregada pensa que não, mas dispõe-se a perguntar, a uma das cozinheiras que lá ficou, se houve alguma alteração. Alberto entra na cozinha com ar sério e a tirar notas num bloco. Amélia estranha aquela atitude e ele explica que está a realizar trabalho de campo sobre a forma pouco profissional como ela executa as suas tarefas. Amélia fica indignada e Ester repreende o marido. Ele esclarece que pensa criar uma escola que ensine empregadas domésticas. Como Amélia o pica, dizendo que ele nem um ovo estrelado sabe fazer, Alberto retira-se dizendo que não está para conversar com alguém com vistas curtas. Com a conversa, Ester distrai-se e deixa queimar o refogado que tem ao lume.

Hernâni e Nicole regressam a casa e ele reconhece que gostou de ter consultado a bruxa, concordando com ela que tem de descobrir o seu novo eu. Nicole corrige o ex-marido e diz que a mulher é taróloga e não uma bruxa. Hernâni leva a conversa para o físico, defendendo que já está novamente em forma, mas a manicura diz que o que ele tem é de melhorar o espírito. Hernâni assegura que também está a tratar dessa parte e, aproveitando que a filha está no cinema, consegue empurrar Nicole para o quarto, enquanto simula que está a rugir.

Miguel sugere a Luísa que vão jantar fora, mas ela, provocante, diz que prefere encomendar qualquer coisa para casa. Os dois trocam um olhar de cumplicidade perante a curiosidade de Isabel e Cátia, desconfiadas de que eles andam de novo enrolados. Sónia aparece nesse momento e, alertada por Isabel e Cátia para o facto de Miguel e Luísa estarem agora quase sempre juntos a tomar café, mostra-se indiferente, para surpresa das outras duas. Sónia pergunta se elas não viram Cristóvão, mas quase nem precisa de resposta porque ele surge nesse instante a cambalear e sem óculos. Cristóvão apressa-se a dizer que optou por usar lentes de contacto, mas derruba o suporte de guardanapos que está em cima do balcão, pois não consegue medir corretamente as distancias. Sónia agarra em Cristóvão e leva-o para a loja. Cátia comenta que eles lá no fundo até se dão bem.

Raquel e Júlia chegam a casa de Mariana, encontrando-a com João. Ele mostra toda sua simpatia ao dizer que agora já se pode ir embora, pois Mariana fica bem entregue. Depois de João sair, Raquel brinca e diz que o amor está no ar. Mariana pede à tia e à mãe para não gozarem. Elas vincam que gostam de a ver acompanhada por um rapaz que parece estimá-la. Mariana lamenta que nem tudo seja cor-de-rosa e conta que esteve quase a bater em Gui, tal como bateu em Teresa. Júlia avisa-a de que não pode dar motivos que mais tarde sejam usados contra si em tribunal. Já Raquel garante que é preciso ser um juiz destituído de cérebro para lhe tirar Carolina. Mariana consegue sorrir.

Gui conta a Teresa e a Bernardo que viu Mariana aos beijos com um rapaz no centro comercial. Depois de dar conta à mãe e ao advogado da discussão que teve com a ex-mulher, Teresa e Bernardo começam a arquitetar a forma mais eficaz de usarem estas novas informações contra Mariana, para lhe retirarem a filha. Teresa sugere que se contrate um detetive para apurar se o novo namorado de ex-nora passa noites com ela lá em casa. Bernardo diz que se vai ocupar do assunto e Teresa agarra na mão de Gui, propondo um jantar especial para comemorar o seu regresso a casa. O filho esquiva-se e sobe para o quarto. Teresa fica desapontada, mas Bernardo é de opinião de que ele ainda está magoado por ter perdido Cátia. Teresa concorda que devem, ainda assim, abrir um bom vinho, pois estão cada vez mais perto de obter a custódia de Carolina.

Duarte prepara o jantar com Inês e mostra-se contra o processo que Gui está a conduzir, com a mãe por detrás, para ficar com a guarda de Carolina. Inês adivinha que Gui deve andar mais azedo e com vontade de se vingar do mundo por ter perdido Cátia. Duarte ganha coragem e conta à mulher que se cruzou com Júlia na clínica antes de começar a treinar. Inês fica abalada mas tenta não o demonstrar. Duarte conta-lhe que apenas conversaram sobre Carolina, assegurando que não quer que existam mais segredos entre eles. Inês agradece por lhe ter contado e força um sorriso, mas ainda insegura.

Artur também não fica descansado ao saber que Júlia esteve a conversar com Duarte na clínica, mas ela faz-lhe ver que se está a contar o que sucedeu é porque não quer que haja segredos entre eles. Artur acaba por sorrir e vai buscar a última edição da revista, com a última produção de moda que ela fez. Júlia não consegue disfarçar a tensão que a conversa sobre Duarte provocou.

Antes do jantar, Amélia pega-se com Alberto, que a escolheu como cobaia para o seu trabalho da faculdade, explicando que vai abrir uma escola para mulheres-a-dias. Ester pergunta-lhe se o que está a fazer não é apenas um trabalho da universidade e o marido responde prontamente que sim. Quando a avó manda toda a gente para a mesa, Paulo pede a Vera para lhe dar uma palavrinha e conta que, no cinema, ele e Tânia deram as mãos, assumindo que não pode gostar da rapariga porque acha que Bruno o mata. Este volta atrás e interrompe a conversa perguntando se não vão para a mesa. Paulo faz sinal a Vera para que não conte nada do que ele lhe disse.

Tânia conta a Nicole que deu a mão a Paulo no cinema e a mãe brinca com ela, dizendo que lhe saiu uma atrevida. A rapariga teme que Bruno fique chateado de ela e Paulo começarem a namorar e Nicole diz que, se isso acontecer, ele terá de saber. Hernâni interrompe a conversa e reclama por ter de comer massa em vez de legumes. Nicole responde que, se os quiser comer, que os coza. Hernâni vai para a cozinha mas não encontra os tachos, o que provoca a ira da ex-mulher.

Sónia reclama porque Cátia tem a despensa praticamente vazia. A prima não gosta das observações, mas avança que no dia seguinte vai ao supermercado, admitindo que os problemas com Gui a fizeram desleixar. Sónia lembra-se de a acompanhar ao clube de striptease, na esperança de que sirvam lá umas tostas mistas. Cátia deita-lhe os planos por terra, pois não quer que ela a veja dançar. Sónia acata a vontade da prima mas fica aborrecida.

Teresa fica frustrada porque Gui prefere ir jantar fora a jantar com ela e Bernardo. Este justifica que Gui ainda está com o orgulho ferido e que, quando arranjar alguém, voltará a ser o mesmo. Teresa deseja que assim aconteça e que, para suportar esta situação, o plano que traçaram resulte, até porque o tempo de suportar tudo já passou.

Hugo mostra vontade em dar uma palavra de conforto a Mariana mas Raquel lembra que ela não o quer ver nem pintado. Na sequência da conversa, Raquel dá a entender que o ama e lembra as traições em que se envolveram, incluindo com Zé Maria. Raquel acha curioso que tanto ela como o ex-marido tenham tido a capacidade de perdoar e pergunta a Hugo se será capaz de ter a mesma atitude. Hugo não sabe responder e fica um pouco amuado quando Raquel prefere ficar sozinha, descartando a possibilidade de dormirem juntos. No entanto, acaba por compreender que ela queira ficar sozinha e retira-se despedindo-se com um beijo. Uma vez a sós, Raquel quebra, dando mostras de estar exausta.

Mariana fala ao telefone com Júlia enquanto segura Carolina no colo, enquanto dá vivas por a filha não se dar conta do pai que tem. Ao mesmo tempo, teme que o processo em tribunal não lhe seja favorável e fique sem a criança. Júlia decreta que ela nem deve pensar nisso e pergunta, com malícia, se ela já ligou a João. Mariana brinca, achando estranho que lhe esteja a acontecer uma coisa boa num momento tão complicado da sua vida.

Duarte pousa a mão na barriga de Inês para ver se consegue sentir o bebé. Ela diz que a roupa vai deixar de lhe servir e convoca o marido para a acompanhar nas compras, pois alguém tem de carregar os sacos. Duarte brinca e afirma que se esqueceu dessa cláusula quando afirmou que queria participar em todos os episódios da gravidez. Inês mostra-se receosa do que possa acontecer, mas ele desdramatiza. Inês agradece-lhe por ter-lhe contado que encontrou Júlia e Duarte repete que não quer que existam segredos entre eles. Inês pergunta-lhe se já falou com a mãe e Duarte confirma que tenciona fazê-lo de manhã, pois teme que Teresa se esteja a aproveitar da fragilidade de Gui para fazer com que ele alinhe nos seus disparates.

Cátia apanha boleia do patrão do clube de striptease e despede-se dele com um beijo na face. Gui espera-a ao pé do prédio, a beber cerveja. Como está meio embriagado, pensa que ela beijou o patrão na boca e vai pedir satisfações, agarrando-a pelo braço. O dono do clube sai do carro e, para proteger Cátia, envolve-se à pancada com Gui. Durante a luta, o homem deixa cair a arma, que Gui aproveita para apanhar, apontando-a ao patrão de Cátia. O homem fica imóvel, enquanto Gui desvia a pistola para ela, obrigando-a a entrar no carro, ameaçando matá-la se não lhe obedecer. A mão que empunha a arma treme e Cátia cumpre as ordens, muito assustada, enquanto Gui arranca com o automóvel.

Gui leva Cátia para um parque de estacionamento e grita que ela não é melhor que ele, acusando-a de estar envolvida com o dono do clube de striptease. Cátia diz que apenas se despediu do patrão com um beijo na cara, agradecendo a boleia que ele lhe deu. Gui rende-se e acaba por confessar que o ciúme o enlouqueceu, perguntando porque é que ela não o aceita de volta. Cátia assume que já não confia nele, apesar de Gui reafirmar que a ama. Quando ele pousa a pistola, Cátia sai do carro e não permite que ele a leve de volta a casa. Apanha um táxi e, antes de entrar no carro, repete que quer ir para longe dele e que está tudo definitivamente acabado. Gui, devastado, vê o carro afastar-se.

Amélia protesta porque Alberto censura tudo o que ela se propõe a fazer em casa. A empregada diz que vai limpar os vidros e ele pergunta se já verificou se vai chover. Quando ela chama pelo neto, que está atrasado para ir para a escola, Alberto volta a intervir para dizer que aquela gritaria é um desperdício de energia. Ester pergunta ao marido quando é que ele tem de entregar o trabalho que está a fazer. Ele diz que é no fim do ano. Amélia suspira e diz que vai meter férias.

Tânia apressa o pai, pois quer chegar à escola o mais depressa possível para estar com Paulo. No entanto, não consegue arranjar uma desculpa para justificar a pressa que tem. Nicole vai ao seu auxílio, mas Hernâni divaga e pergunta o que é que ela acha se ele fizer uma depilação definitiva. Nicole põe a masculinidade dele em causa e avisa que não quer ser apanhada desprevenida como Áurea. Tânia dá gargalhadas, enquanto Hernâni vinca que é muito homem e que Nicole pode depois dar-lhe aquelas massagens que sabe fazer tão bem. Tânia desabafa que já ouviu mais do que queria e os pais ficam envergonhados, apressando a saída de casa.

Sónia conta que a sua companhia na noite anterior foi uma garrafa de vinho que ainda não está acabada. Cátia dá uma olhadela à lista de compras que a prima fez e pergunta se ela não quer mais nada. Sónia despreocupa-a, dizendo que dividem a conta, e pergunta como foi a sua noite no clube. Cátia relata, então, a noite de terror que viveu por causa de Gui, dizendo que não o perdoa, mas mostrando-se receosa do que poderá acontecer, pois foi a segunda vez que se portou mal com o patrão dela.

Gui toma o pequeno-almoço muito mal disposto e ainda fica pior quando Teresa começa com as suas alusões à intervenção que teve, motivando que Cátia o tenha deixado. Gui pergunta à mãe se está a tentar fazer com que ele nunca mais lhe fale. Bernardo alerta para o facto de Teresa só querer o bem de Gui, mas ele afirma que conhece bem a maneira da mãe fazer perguntas indiretas, acrescentando que tem de deixar de o fazer se quiser conviver com ele de forma pacífica. Antes de sair para ir trabalhar, Gui volta a ser irónico, pedindo a Teresa e a Bernardo que lhe enviem fotografias de eventuais raparigas interessadas em si antes de as convidarem para jantar, pois podem evitar situações embaraçosas.

Inês não acredita que Teresa esteja a ter tanto trabalho só para ficar com a herança da neta. Duarte considera que, mesmo que a mãe esteja cheia de boas intenções, há outras maneiras de as demonstrar sem ser preciso reclamar a guarda de Carolina em tribunal. Inês agarra na cara do marido com carinho e diz que só não quer que ele se zangue com a família. No entanto, Duarte mostra-se disposto a testemunhar em tribunal a favor de Mariana, contra as pretensões de Gui e de Teresa. Inês avisa que se ele tomar essa atitude o irmão nunca mais lhe fala. Duarte percebe que está num beco sem saída, mas insiste em arranjar uma solução.

Artur confessa a Júlia que está ansioso para saber se as vendas da revista aumentaram, depois da publicação do caso do jogador de futebol que traiu a mulher. Júlia tranquiliza o marido e diz que ele agiu corretamente ao publicar a notícia e que não deve mostrar a sua insegurança aos jornalistas que dirige. Artur agradece o apoio de Júlia e rouba-lhe um beijo.

Cristóvão pede opinião a Hernâni sobre o seu novo visual sem óculos, mas o segurança já está a pensar noutra mudança e aconselha-o a pensar em fazer uma depilação definitiva, precisando apenas de perceber se Cátia gosta de homens com pele de bebé. Cristóvão fica alarmado com a proposta, mas Hernâni explica que também está inclinado a fazer o mesmo. Sónia não liga à conversa deles, incomodada por ver Miguel e Luísa juntos. Estes tomam o pequeno-almoço juntos e conversam em clima de grande sedução. Luísa lembra-lhe que ainda têm um dia juntos e Miguel diz que vai manter-se quietinho para que ela se aproveite. Luísa acha que ele está cansado, ideia que Miguel contraria, justificando que gosta de ficar a olhar para ela. Isabel aproxima-se e, desconfiada, atira que agora eles saem juntos, chegam juntos, tentando perceber se andam um com o outro. Miguel não se desmancha e explica que têm horários parecidos. De novo a sós, Miguel chama Sónia a Luísa e esta solta um grito de indignação. Isabel fica de novo alertada e comenta para si própria que, não tarda, a bomba rebenta.

Carminho sugere a Júlia que o advogado de Mariana denuncie em tribunal que Gui e Teresa querem a custódia total de Carolina só por causa do dinheiro que ele herdou de Zé Maria. Júlia assume que isso é muito difícil de provar, ao passo que Urbano oferece os seus préstimos para o que for preciso. O médico afasta-se para falar com Lúcia, enquanto Júlia e Carminho comentam o nervosismo com que Artur e Jorge despertaram, preocupados em saber se a venda das revistas aumentou.

Artur é agredido à entrada da revista pelo futebolista sobre quem publicou o artigo, noticiando que ele tinha traído a mulher. Depois de dar um murro no diretor da Blondie, o jogador ameaça-o, prometendo passar-lhe com o carro por cima caso ele volte a falar da sua vida. O homem afasta-se, pois percebe que já está a ser observado pelos transeuntes, enquanto Jorge se aproxima de Artur, que sangra do nariz, e ajuda-o a levantar-se.

Duarte tenta demover Gui de tentar ficar com a guarda total da filha mas o irmão argumenta que tem tanto direito a ficar com Carolina como Mariana. Duarte faz-lhe ver que será Teresa e não ele a tomar conta da menina, mas Gui contrapõe que a mãe sempre tem mais tempo para ficar com a neta do que Júlia ou Raquel. Sem se deter, Gui previne que se vai chatear a sério se Duarte insistir em falar da história da herança. A entrada de dois clientes acaba com a conversa.

Alberto pergunta se Amélia está a fazer o almoço. Ester responde que sim mas proíbe-o de ir arreliá-la. Perante a curiosidade de Carminho, Alberto explica à filha que está a desenvolver um modelo de negócio para um trabalho da faculdade e está a estudar a criação de uma escola para empregadas domésticas. Inês acha uma boa ideia e Carminho aprova desde que o projeto não saia do papel. Ester pensa em levar Bruno a visitar Áurea, pois o neto está sempre a perguntar pela mãe. Por causa do estado de saúde da filha, Ester diz que a viagem que vai fazer com Alberto ficará para mais tarde.

Paulo conta em surdina a Vera que começou a namorar com Tânia. Ao mesmo tempo, confessa que não tem coragem de contar a Bruno. Vera aconselha-o a ter essa conversa com o amigo o mais rapidamente possível, de modo a que ele não se sinta enganado.

Alberto quer organizar as tarefas diárias de Amélia, elaborando uma lista de prioridades para rentabilizar o seu trabalho. A empregada põe-lhe a travessa do almoço nas mãos para que ele a leve para a mesa, já que se mostra tão entendido na matéria. Ester, Carminho, Vera e Inês desatam a rir. Até Bruno e Paulo assomam à cozinha, fazendo o mesmo, constatando a atrapalhação de Alberto.

Tânia conta a Hernâni, sem papas na língua, que namora com Paulo. O pai tenta proibir, mas fica desarmado quando ela diz que se não pode namorar também não pode casar nem ter filhos. Hernâni tem de voltar atrás, pois diz que quer levá-la ao altar e ter netos. Nicole ralha com ele por causa dos disparates que diz e manda-o deitar-se na marquesa, decidida a fazer-lhe a depilação total com cera. Hernâni fica cheio de medo e sai disparado para fazer a ronda. Tânia e Nicole não contêm o riso.

Sónia conta a Isabel que as obras em sua casa estão atrasadas, mas que o importante é que as reparações fiquem bem feitas. Cátia argumenta que isso não é assim, pois já está farta de dormir com ela, destapada. Sónia também se queixa de que a prima se levanta vezes demais durante a noite. Urbano aparece de surpresa e recebe uma festa de Isabel, agradada com a presença do namorado. O médico avista Mariana e vai cumprimentá-la. Ela apresenta-lhe João e confirma que Gui decidiu atacá-la, sem motivo, ao reclamar a guarda total de Carolina. Ali perto, Cátia escuta a conversa e fica indignada, murmurando para si que Gui é um filho da mãe. Sónia vê a prima disparar em direção à loja mas, tal como Isabel, fica sem perceber o que é que lhe deu.

Cátia entra furiosa na loja de doces e procura o telemóvel. Cristóvão dá-lhe uma ajuda com a esperança de que ela repare no seu novo visual. Acaba por se ir embora frustrado porque a amada não lhe dá saída.

Duarte vai confrontar Teresa e acusa-a de estar a agir por interesse, ao reclamar a custódia total de Carolina, pois o grande objetivo é ficar com tudo o que a neta herdou. Teresa mostra-se indignada, responde que não lhe admite tais insinuações e afirma que Mariana não precisa de ajuda para denegrir a sua imagem de mãe, pois encarrega-se disso sozinha. Antes de sair em fúria da casa da mãe, Duarte atira-lhe à cara que ela sabe perfeitamente que o que está a fazer é errado e deseja que Carolina, um dia, não venha a culpá-la por ter crescido longe da mãe. Teresa fica sozinha, em estado de choque.

Áurea emociona-se com a visita de Bruno e Inês. Pede desculpa ao filho e pede ajuda à filha para quando tiver alta do hospital. Alberto esconde a emoção que sente e diz que agora será sempre a melhorar.

Hugo aparece no escritório do Dancin’ Days e interrompe a conversa de Raquel com Babi. Esta despede-se, incomodada pela chegada dele, enquanto Raquel lhe pede que não a distraia do trabalho. Ele dispõe-se a esperar por ela, mas fica a olhar para o relógio.

Mariana conta a Vera e a Nonô que continua a namorar com João, revelando que ele tem sido um grande apoio para ela suportar o conflito com Gui. Mariana confessa que não vai aguentar se o tribunal decidir tirar-lhe a filha.

Artur regressa a casa amparado por Júlia e comenta a agressão de que foi vítima, perpetrada pelo futebolista que traiu a mulher. Artur ainda brinca com a mulher e diz que adora ter uma enfermeira particular.

Duarte arrasa Gui, contando que a mãe não negou ser a mentora da ideia de requer a guarda total de Carolina. O irmão desvaloriza e diz que está farto de que ele se meta nos seus assuntos. A conversa é interrompida pela chegada de dois polícias que dão ordem de prisão a Gui, acusado de sequestro e ameaça com arma de fogo a Cátia Moura. Gui e Duarte ficam em estado de choque a olharem para os agentes.

Gui aceita acompanhar os agentes policiais que foram detê-lo e pede a Duarte que contacte Bernardo, para que vá ter com ele. O irmão fica perplexo e sem reação.

Teresa conta a Bernardo a discussão que teve com Duarte, considerando que o filho mais velho é um romântico, sem sentido prático da vida e que, por isso, não a apoia para conquistar a guarda da neta. Nisto, o telefone toca e Teresa fica em estado de choque quando Duarte a informa de que Gui acaba de ser preso, acusado por Cátia de a ter sequestrado. Bernardo apressa-se a ir ter com Gui para o defender.

nas redes

pesquisar