SIC

Perfil

De segunda a sexta

Dancin' Days - Resumo de 02 a 08 de maio

Teresa é chantageada por Lurdes; Artur é ilibado das acusações de assédio sexual; Inês encontra um caderno com esboços e Júlia e decide engravidar de Duarte!

Miguel surpreende Cristóvão a olhar para a página de Cátia na internet e confirma que ela é a striper que ele está a ajudar como atriz. Cristóvão implora-lhe que mantenha segredo. Miguel ri com a situação mas promete não contar a ninguém.

Ao serão, Alberto mostra-se preocupado com Áurea, desejando que a filha não faça qualquer disparate ao sair com Lourenço. Ester, por seu lado, está mais apreensiva com o facto de Áurea poder vir a ficar desiludida se este seu namoro não resultar.

Áurea e Lourenço tomam uma bebida num bar e ela está maravilhada com a conversa dele, pois promete levá-la num cruzeiro e não a deixar por um minuto que seja. Áurea, ainda nas nuvens com tais palavras, faz menção de ir para casa. Lourenço abusa da sedução e confessa que não consegue ficar sem ela essa noite, ainda mais porque vai ter de estar fora uns dias. Áurea fica ainda mais derretida, como se fosse uma adolescente.

Urbano e Isabel tomam vinho em ambiente romântico. O médico confessa que ficou sem um peso na alma depois de se terem reconciliado, acrescentando que é bom estar e contar com ela. Aproveitando que Isabel está derretida com as suas palavras, Urbano insiste para que ela vá morar consigo, pois é mais fácil para terem filhos. Isabel finge-se chocada mas acaba por rir, aceitando o convite.

Ester e Alberto preparam-se para ir dormir. Vera entra na sala e agarra-se ao computador, esperançada em saber ainda nessa noite se conseguiu entrar para a faculdade.

Áurea leva Lourenço para casa e, assim que fecham a porta, envolvem-se em beijos ardentes, deixando adivinhar uma escaldante noite de amor.

Vera acorda enervadíssima e vai logo para o computador, ansiosa por saber se entrou para a faculdade. Alberto fica também ansioso para saber o resultado dos seus exames. Áurea junta-se à família e Bruno pergunta-lhe se a noite com Luísa foi divertida. A mãe disfarça e confirma que sim, perante os olhares desconfortáveis de Ester e Alberto. Vera grita com euforia que entrou para a faculdade e abraça Ester. Alberto protesta e pede-lhe que veja se ele também conseguiu. Para espanto e alegria de todos, Vera anuncia que o tio também vai frequentar o curso de economia. Alberto exulta e pede champanhe a Amélia, que o avisa que é demasiado cedo. Alberto arranca sorriso a todos, vincando que agora é doutor Alberto.

Isabel conta a Luísa que já está de novo de bem com Urbano e que vão tentar ter um filho. Luísa, sempre provocadora, brinca com a situação mas deixa a amiga feliz no final da conversa, adivinhando que ela vai ser uma mãe espetacular.

Carminho diz a Jorge que está a pensar em voltar a fazer domicílios, uma vez que com o nascimento do filho vão ter mais despesas. Jorge opõe-se e quando ela sofre mais um enjoo, mais afirma a sua razão. Apesar do mau estar, Carminho recusa-se a faltar ao trabalho na clínica e Jorge tem de resignar-se.

Artur continua a afirmar-se inocente no caso de coação sexual de que é acusado. Júlia observa-o a recusar prestar declarações ao jornal de um amigo e tenta avaliar se ele é realmente inocente.

Gui conta a Duarte que a conversa com Teresa correu mal e que ela nunca irá aceitar Cátia. O irmão pede-lhe que não corte relações com a mãe, propondo-se chamá-la à razão. Gui acha melhor não e dá a notícia de que entrou no curso, deixando Duarte feliz.

Teresa contrata Bernardo Teles como seu advogado e pede-lhe descrição na tarefa de descobrir onde Francisco escondeu o dinheiro que desviou das suas contas. Lurdes faz cara feia por ser mantida à margem do assunto pela patroa.

Nonô e Vera felicitam-se mutuamente por terem entrado na faculdade. Mariana começa a sentir-se um pouco à margem e, percebendo isso, as amigas esforçam-se por animá-la, conseguindo apenas arrancar-lhe um sorriso forçado.

Júlia e Raquel visitam o Dancin’ Days e fazem planos para o futuro. Raquel agradece mais uma vez à irmã pela oportunidade que lhe está a dar.

Lurdes revela-se finalmente e começa a chantagear Teresa de uma forma velada. Sempre num tom irónico, começa por pedir para mudar de quarto e depois para que ela venda o carro que era de Francisco, comprando um mais pequeno para as suas voltas. A empregada lembra que a sua fidelidade vale bem mais do que o ordenado que recebe, pois foi cúmplice no homicídio de Francisco. Teresa está estarrecida com a ousadia de Lurdes, mas percebe que está nas suas mãos.

Teresa recompõe-se da chantagem velada de Lurdes e aceita que ela se mude para o quarto de Gui e aceita comprar-lhe o carro que pediu. Controlando-se, reconhece que é uma compensação justa para os favores que Lurdes lhe fez. A empregada agradece e, antes de se retirar, pede a Teresa que não encare os seus pedidos como exigências, garantindo que continuaria a ser-lhe fiel, mesmo que ela não os tivesse satisfeito. Teresa quase espuma de raiva.

Cátia estranha que Gui esteja aborrecido depois de ter entrado para a faculdade. Ele explica que a razão da sua tristeza é não conseguir esquecer a discussão que teve com a mãe. Cátia teme que ele se afaste por causa de Teresa, mas o namorado garante que ela estará sempre em primeiro lugar. Cátia mostra-se exigente com Gui e garante que vai estar atenta ao trabalho dele na faculdade e às colegas dos trabalhos de grupo. Ele beija-a para acabar com a conversa.

Sónia troça de Cristóvão que assiste, enciumado, ao beijo de Gui a Cátia, dizendo que ele nunca terá hipótese de namorar com ela. Cristóvão responde que ela também está sempre a pensar nos implantes mamários e ele não a critica. Incomodado com o rumo da conversa, Cristóvão assume que é o gerente da loja, exige respeito e manda-a arrumar as prateleiras. Sónia faz-lhe frente e ele encolhe-se.

Áurea confessa a Inês que dormiu com Lourenço e que há muito tempo que não se sentia tão feliz, elogiando o romantismo do namorado. Inês não censura a mãe, embora estranhe a rapidez com que ela se entregou. O assunto muda para o casamento de Inês e esta diz à mãe que Duarte, embora não esteja bem por causa da morte do pai, não quer adiar o enlace. A arquiteta acrescenta que Áurea tem de ver o vestido, que ela garante estar a ficar lindo.

Raquel entusiasma-se com a remodelação do Dancin’ Days mas Júlia avisa que não poderá investir muito dinheiro, sem antes recuperar o que gastou para comprar a discoteca a Hugo. Conformada, Raquel mostra-se contente por estar a trabalhar com a irmã, lamentando ter-se envolvido com Hugo. Raquel acrescenta que escolhe quase sempre mal os homens e condena Artur, acreditando que é culpado da acusação de coação sexual que uma jovem lhe faz. Júlia é mais moderada e prefere aguardar pelo julgamento. O assunto traz alguma tensão ao sorriso das irmãs.

Artur fica exasperado quando Filipa lhe vai dizer que acabou de afastar mais alguns jornalistas que pretendiam falar com ele a qualquer custo. A secretária ensaia fazer-lhe uma pergunta mas arrepende-se e sai.

Teresa conversa com Duarte e não esconde que está magoada com ele e com Gui, por lhe terem escondido a traição do pai. Duarte argumenta que só não contaram a verdade para a proteger. Teresa deixa claro que nunca aceitará Cátia na vida de Gui e conta ao filho mais velho que Francisco lhe roubou todo o dinheiro antes de viajarem para a Suíça. Duarte fica estupefacto, mal acreditando que o pai foi capaz de deixar a mãe em tal situação.

Júlia conversa com Carminho na clínica e a amiga confessa estar preocupada que o escândalo que está a afetar Artur leve ao fecho da Blondie e, por tabela, ao despedimento de Jorge. Carminho afaga a barriga, como que temendo pelo futuro do filho que espera. Júlia promete que se o pior acontecer, não deixará que lhes falte nada.

Madalena desabafa com o psicólogo os medos que tem de que a primeira relação sexual com Raul corra mal. Moreira faz-lhe ver que o facto de ter sido abusada pelo pai em criança não pode condicionar o resto da sua vida afetiva. Madalena está pronta para arriscar e a seguir os conselhos do terapeuta.

Jorge dá a sua opinião a Carminho e mostra-se convicto de que Artur está inocente e que jamais assediou a candidata a modelo que avaliou no concurso. Empenhado em cozinhar uma nova receita de macarrão, Jorge tem de desistir da ideia para satisfazer os desejos de Carminho por causa da gravidez.

Artur procura Júlia, esperançado que ela diga sinceramente que o acha inocente. No entanto, ela não o faz, desejando apenas que ele esteja a dizer a verdade. Artur fica desiludido e vai embora cabisbaixo.

Gui e Duarte interrogam-se como foi possível que Francisco tenha desfalcado as contas de Teresa. Duarte quase lamenta ter elogiado o pai no funeral deste e mostra compaixão pela mãe que descobriu de uma só vez os podres do marido. Inês chega nessa altura e percebe que interrompeu uma conversa séria entre irmãos. Gui desvaloriza e diz que tem de ir embora. Não fica muito satisfeito com o pedido de Duarte para que telefone à mãe.

Já a sós com o noivo, Inês conta que Áurea arranjou um namorado. Duarte fica surpreendido e curioso por saber mais pormenores sobre a vida afetiva da futura sogra.

Ester aproveita o momento em que fica a sós com Áurea na cozinha para criticar a filha por ter decidido à última hora ir sair com Lourenço, deixando Bruno ao seu cuidado. Ester alerta para o facto de Bruno poder não aceitar bem o namoro de Áurea mas esta deixa a mãe sem resposta, ao dizer que o filho aceitou muito bem a relação do pai com outro homem. Amélia regressa à cozinha e diz que espera que não lhe tenham mexido no arroz. Áurea fica com ar comprometido porque, enquanto falava com Ester, mexeu na panela.

Hernâni provoca Miguel na loja gourmet e conta que vai estar dois dias fora, pois vai passá-los com a mulher e a filha. O segurança ainda acrescenta que é melhor levar um vinho, pois Nicole fica mais solta quando bebe. Miguel devolve a farpa e diz que, com ele, a manicura não precisava de beber para dançar o tango. Depois de Hernâni se ir embora, Miguel força Cristóvão a revelar o bar em que Cátia faz striptease.

Jorge aparece no centro comercial e conta a Isabel e Luísa que foi comprar paté à loja gourmet, porque Carminho está com desejos.

Luísa comenta com Isabel que Miguel tem muita pinta, mas a amiga não concorda porque ele traiu Nicole.

Sónia, obcecada por aumentar os peitos, conta a Cátia que, para pedir o crédito, entregou os recibos de ordenado do tempo em que era gerente da loja Flor de Sal. A prima teme que ela seja apanhada na fraude ou que contraia demasiadas dividas que depois não possa pagar.

Teresa prepara-se para sair de casa quando Lurdes lhe dá os bons-dias, perguntando se já tem notícias do dinheiro desaparecido. Teresa responde que não, sem sequer olhar para a cara da empregada, irritada por estar a ser chantageada por ela. Teresa recusa o pequeno almoço, dizendo que o vai tomar com Inês. Lurdes despede-se da patroa com ironia e, assim que ela sai, deixa-se cair no sofá.

Duarte agradece a Inês o facto de estar a fazer companhia a Teresa, lamentando ter um dia criticado a proximidade da noiva com a mãe.

Carminho acorda cansada e Jorge decreta que ela tem de abrandar o ritmo para não prejudicar a gravidez. Quando ela está de saída para a clínica, Jorge lê uma notícia bombástica sobre Artur.

Artur confirma a Filipa que se autosuspendeu do cargo de diretor da revista enquanto não ficar provada a sua inocência no caso de coação sexual, para não prejudicar a reputação da Blondie.

Madalena defende que Artur é culpado de ter assediado a jovem, mas Júlia afirma que não tem essa certeza.

Contra todas as expetativas, Vanessa, a jovem que acusou Artur de a ter coagido, vai à revista e antes que ele dê ordem para a expulsar grita que o que tem a dizer é muito importante. Para surpresa de todos, Vanessa confessa que mentiu ao acusar Artur de a ter assediado. ​

Vanessa iliba Artur das acusações de assédio sexual, revelando que foi obrigada pela mãe a mentir, com o intuito de se tornar famosa. Artur fica aliviado porque a rapariga promete contar à polícia que nunca foi molestada, assegurando também que vai conversar com a mãe para que desista da queixa contra o jornalista. Artur recebe as felicitações de Jorge, Filipa e dos restantes colegas, mantendo-se como diretor da revista. Assim que pode, telefona a Júlia para dar a boa notícia e convida-a para almoçar. Júlia acaba por aceitar, esboçando um sorriso depois de desligar o telefone.

Teresa toma o pequeno almoço com Inês e, a dada altura, olha para a loja de doces onde Cátia atende alguns miúdos. A futura nora aproveita a oportunidade para a sensibilizar para o facto de poder afastar Gui da sua vida se rejeitar Cátia. Teresa percebe que Inês já soube por Duarte que a namorada do filho foi amante de Francisco e acaba por aplaudir essa cumplicidade. Reconhecendo que os filhos são o mais importante para si, incentiva Inês a dar um filho a Duarte assim que casem, reforçando que ele é muito instável e essa seria uma forma infalível de refrear os seus ímpetos. Inês fica a pensar no conselho da futura sogra.

Alberto prepara-se para mais um treino no ginásio e conversa com Carminho que lhe confessa que está com apetite redobrado por causa da gravidez. Urbano aproxima-se e Alberto conta com orgulho que conseguiu regressar à universidade.

Com a proximidade do nascimento do primeiro filho, Jorge e Carminho acautelam o futuro e vão ao banco para saber qual o melhor plano de poupança que ele pode oferecer.

Vera fica perturbada quando Bruno diz que está a assistir a um documentário sobre o tráfico de droga e faz com que ele a vá ajudar com o almoço. Por momentos ainda se detém a observar algumas imagens, mas depois desliga a televisão.

Júlia almoça com Artur e acaba por reconhecer que chegou a ter algumas dúvidas sobre a sua inocência, alegando que, afinal, não se conhecem assim tão bem. Ele responde prontamente que a culpa é dela, fazendo com que Júlia acuse o toque. Embora sorrindo, fica tensa com a insinuação de Artur.

Duarte junta-se a Teresa e a Inês para almoçar. A mãe introduz o tema da paternidade na conversa, mas Duarte apressa-se a dizer que esse é outro assunto de que não quer falar. Teresa troca um olhar discreto com Inês.

Alberto avalia as cadeiras do seu curso, constatando que não mudaram muito desde que ele deixou a universidade. Ao espreitar o curso de Vera, deixa-a inquieta, considerando que vai ter muito que estudar para ter sucesso. A sobrinha fica ainda mais ansiosa e aproveita o convite de Mariana para ir espairecer um pouco. Alberto comenta com Bruno que as mulheres não sabem o que querem, pois Vera estava nervosa antes de saber que tinha entrado para a universidade e continua depois de ter conseguido esse objetivo. Já Bruno lamenta-se por estar fechado em casa durante as férias, sem amigos e sem ter o que fazer senão jogar, dizendo que no próximo ano Áurea pode alugar uma casa como Nicole fez com Tânia.

Passo a passo, Hernâni vai marcando pontos para reconquistar Nicole. Aparece na praia onde ela está com Tânia e leva gelados para elas, dizendo que juntou duas folgas para poder estar com elas. Tânia consegue convencer a mãe a deixá-lo dormir no sofá do apartamento, pois Nicole fica com o coração menos severo pelos piropos que Hernâni lhe dirige.

Isabel lê um folheto sobre a maternidade e conta a Luísa que vai fazer os exames necessários num laboratório que pertence a um amigo de Urbano. A amiga troça e pergunta se o tal amigo vai depois ajudá-los a fazer o filho. Isabel reage com indignação, ripostando que se trata de uma gravidez planeada. Cristóvão interrompe para comprar uma água mas fica atrapalhado quando se cruza com Veiga no regresso à loja. De imediato esclarece ao patrão que só deixou o estabelecimento por poucos instantes, enquanto entra com ele na Flor de Sal. Sónia está ao telefone e diz para a pessoa com quem fala que não tem importância estar a custear a chamada, pois é o patrão que paga. Pensando que atrás de si está Cristóvão volta a desrespeitá-lo, dizendo que agora não lhe apetece ir para o armazém. Quando se dá conta de que Veiga está ao lado de Cristóvão, quase deixa cair o telefone ao chão. Depois de constatar que Sónia não cumpre as suas obrigações, Veiga prepara-se para a despedir. Só não o faz porque ela se finge arrependida e implora para que lhe dê mais uma oportunidade. O patrão acede mas avisa que se Cristóvão relatar a mínima queixa, ela será dispensada.

Vera confessa a Mariana que está muito ansiosa, não só pela responsabilidade do curso mas também pela proximidade do início do julgamento de Hugo, temendo que ele, apesar de estar preso, possa mandar alguém fazer-lhe mal.

Duarte elogia o trabalho de Gui na agência de viagens e deixa o irmão nas nuvens ao convidá-lo para ser padrinho de casamento, ainda mais porque confirma que Inês apoiou a ideia e disse que não esperava que ele convidasse outra pessoa.

Áurea acusa uma ponta de ciúme quando Inês lhe conta que andou nas compras com Teresa. No entanto, fica mais bem disposta quando a filha diz que não dispensa a sua presença para assistir à última prova do vestido de noiva.

Vera está cada vez mais atormentada com o julgamento de Hugo e deixa Mariana e Nonô, dizendo que está a precisar de arejar ideias. Quando sai do prédio, telefona a Júlia confessando a sua ansiedade. A amiga transmite-lhe coragem, realçando que o seu testemunho em tribunal será decisivo para que o traficante seja condenado. Vera aceita as razões de Júlia mas não fica convencida. A empresária comenta a situação com Raquel depois de desligar a chamada, dando conta dos receios de Vera. Raquel lembra que se Hugo foi capaz de a enganar, mais fácil foi para ludibriar uma miúda inexperiente. Júlia conta que Artur foi ilibado pela jovem que o acusava de assédio. Raquel, despeitada, não deixa de vincar que ele não é tão honesto como aparenta.

Carminho sente fortes pontadas no ventre enquanto está na clínica e Urbano leva-a ao hospital para se certificarem de que está tudo bem com a gravidez.

Vera não resiste à pressão e tem uma recaída, pedindo a um rapaz que lhe venda uma dose de cocaína.

O traficante a que Vera recorre percebe a ansiedade em que ela está, exigindo todo o dinheiro que ela tem para lhe fornecer uma dose de cocaína.

Júlia está a trabalhar com Raquel no Dancin’ Days quando recebe uma chamada que a faz sair à pressa da discoteca. Raquel estranha a atitude da irmã, mas não valoriza a situação.

Carminho regressa a casa amparada por Jorge, depois de ter arriscado perder o bebé. Jorge exige-lhe que, a partir de agora, repouse mais. Carminho abraça-o, confessando que sentiu receio de abortar, tal como aconteceu com Júlia.

Vera chora amparada por Júlia, segurando numa das mãos o pacote de cocaína que comprou. A rapariga confessa que está sob grande pressão, pelo início do curso na faculdade mas principalmente por ter de ir a tribunal testemunhar contra Hugo. Júlia faz-lhe ver que consumir droga não é o caminho e que a família e os amigos estão a seu lado para a apoiar. Já mais tranquila, Vera concorda em ir com Júlia à casa de banho atirar a droga pela sanita abaixo.

Enquanto prepara a mesa do jantar, Raquel comenta com Mariana que Júlia saiu à pressa da discoteca, sem garantir que lhes faria companhia. Mariana acha piada ao facto das duas irmãs estarem a trabalhar juntas e Raquel reconhece que Júlia lhe salvou a vida, garantindo que não vais estragar tudo, pois aprendeu a lição.

Vera agradece a Júlia todo o apoio que lhe deu, evitando que ela voltasse a consumir cocaína. A amiga pede para voltar a ligar-lhe se sentir que está à beira de uma recaída. Júlia aconselha Vera a telefonar para casa e dizer que está de regresso para jantar com a família. Entretanto, Júlia recebe um telefonema de Jorge a avisar que Carminho passou mal, mas que já está em casa a recuperar.

Ester está muito preocupada e desejosa de despachar o jantar, pois quer ir visitar Carminho, depois da filha ter sofrido um princípio de aborto. Amélia fica melindrada por não poder acompanhá-la, já que Alberto deixa claro que a visita tem de ser restrita porque a filha tem de descansar.

Inês conversa com Duarte sobre o estado de Carminho e defende que a tia tem de descansar mais e reduzir as horas de trabalho. Duarte acrescenta que os primeiros tempos de gravidez envolvem mais riscos e Inês é infeliz, ao lembrar que ele já perdeu um filho assim. O namorado fica desconfortável com a observação e ela desculpa-se por ter tocado no assunto. Inês diz que vai visitar Carminho e fica agradada porque Duarte quer acompanhá-la.

Teresa janta e mostra-se incomodada por ter Lurdes a seu lado. A empregada diz que a acha mais animada e Teresa responde que é por ter saído com Inês. Lurdes deixa escapar que pensou que ela já tinha recebido notícias do paradeiro do dinheiro, mas a patroa deixa claro que não quer falar desse assunto. Depois de terminar a refeição, Teresa diz a Lurdes que vai tratar de vender o carro como tinham combinado. Lurdes, cínica, pede-lhe que não se sinta pressionada. Quando a empregada se retira, Teresa não esconde a uma grande preocupação, consciente de que está nas suas mãos.

Sónia, furiosa, conta a Cátia que Cristóvão quase fez com que ela fosse despedida por Veiga. A prima não a poupa e faz questão de lembrar que se ela respeitasse o gerente, não corria o risco de ser dispensada. Sónia responde que até é capaz de se despedir e candidatar-se à loja nova. Miguel, que escuta a conversa há algum tempo, diz que se calhar fará o mesmo, pois está farto dos clientes da livraria. Cátia recusa o convite de Sónia para sair e Miguel insinua que ela deve ter uma ocupação, para além do papel de nogueira no programa infantil. Cátia perturba-se um pouco mas não percebe que Miguel sabe que ela é striper. Sónia avisa-o de que não quer confianças com a prima. O alarme de Sónia toca, avisando que ela tem de regressar à loja. Miguel lança nova provocação a Cátia, dizendo que ela é tão aplicada quanto Sónia, pois também dá o litro. O vendedor afasta-se com um sorriso cínico que Cátia não entende.

Ester e Alberto visitam Carminho, enfatizando que ela agora tem de descansar para não colocar a gravidez em risco. A filha mostra-se preocupada por poder ter dificuldade em reentrar na clínica se estiver muito tempo fora. Alberto e Ester não acreditam que Urbano seja capaz de a despedir. Jorge também tranquiliza a mulher, enquanto Ester obriga a filha a pedir a sua ajuda se dela necessitar, pois já ajudou muito a família no passado.

Madalena pede desculpa a Júlia por ter acreditado que Artur poderia ter assediado a jovem que o acusava. Júlia desculpabiliza-a, consciente de que os abusos existem e são praticados por quem menos se espera.

Inês e Duarte estão de saída para visitar Carminho mas a arquiteta é atrapalhada pelo telefonema de um cliente. Quando entra no carro lembra-se que se esqueceu de tomar a pílula. Duarte desvaloriza e atira que ela pode tomá-la quando regressarem a casa. De seguida telefona a Gui para avisar que vai para a agência mais tarde. Este despede-se de Cátia, lembrando-se que ela tem serão no bar de striptease. Ela avisa-o para não aparecer lá, porque o patrão não o quer ver nem pintado.

Depois de terminar o pequeno almoço, Teresa liga ao seu advogado, pedindo-lhe que trate da venda do carro de Francisco, para que possa comprar um mais pequeno, ficando ainda com algum dinheiro. Quando desliga o telefone pergunta a Lurdes se está satisfeita. Carregada de cinismo, a empregada agradece-lhe a bondade.

Alberto lembra a Vera que têm de se ir matricular na faculdade mas ela lembra que tem de ir a tribunal testemunhar contra Hugo. O tio desabafa que ao menos resolve já o problema mas Vera tem duvida que o traficante seja mesmo condenado. Bruno arranca-lhes sorrisos, oferecendo-se para ser seu guarda-costas.

A aula de canto de Madalena corre às mil maravilhas e o professor reconhece que ela tem muito talento. No entanto, adverte que vai ser preciso muito trabalho para que ele se afirme.

Júlia está de visita a Carminho quando Inês e Duarte chegam. As palavras que trocam são de circunstância e o constrangimento é esmagador, de tal forma que Duarte e Júlia evitam olhar-se.

Urbano certifica-se de que Isabel não ficou melindrada por ele ter socorrido Carminho, em vez de irem efetuar os exames para avaliar as suas condições para serem pais. Isabel fica sensibilizada quando Urbano confessa que agora que decidiu ser pai, tem pavor de pensar que podem perder o bebé.

Teresa fala no psicólogo sobre a morte de Francisco e quase se trai, quando descreve o momento fatal. Quando volta a si, informa o médico que esta é a última sessão que faz, pois quer viver a vida a cada minuto antes que ela se acabe. Moreira insiste para que ela não desista, mas em vão.

Inês deixa Duarte na agência e ambos asseguram que não vão pensar no encontro que tiveram com Júlia. Depois de se despedir do noivo, Inês entra no carro mas está deveras apreensiva.

Júlia conta a Madalena o constrangimento que viveu ao reencontrar Duarte e Inês. A amiga pergunta-lhe se não sentiu nada ao vê-lo, levando a que Júlia reconheça que ficou abalada. Madalena não tem dúvidas de que ela tem de fazer algo, mas Júlia assegura que não é capaz de roubar o noivo a Inês.

Inês arruma várias caixas que estão espalhadas pela casa e encontra um caderno que contém esboços que Duarte fez do rosto de Júlia e um poema de amor que lhe escreveu. Carregada de ódio, Inês murmura que está farta e faz menção de tomar a pílula que tinha esquecido. O ciúme triunfa e Inês atira fora o comprimido, dizendo que Teresa tinha razão ao dizer que só um filho trará estabilidade a Duarte. Inês prepara-se para engravidar, acreditando que dessa forma vai prender Duarte a si, para sempre.

Teresa procura Inês para desabafar, contando à futura nora que Francisco lhe roubou todo o dinheiro que ela tinha antes de morrer. Teresa mostra-se preocupada que o caso venha a público, considerando que se isso acontecer sofrerá uma grande humilhação. Inês esforça-se por animar a mãe do noivo e diz que não deve estar preocupada com a ajuda financeira que pensava dar-lhes por ocasião do casamento. Teresa responde que esse será o acontecimento mais feliz dos últimos tempos e afirma que Duarte não podia ter escolhido melhor pessoa para mulher. Inês não deixa de se sentir lisonjeada, mas suspira quando diz que adorava que Duarte tivesse as suas certezas. Teresa aconselha-a a lutar no casamento com todas as armas e a arquiteta assegura que sim, lembrando-se da pílula que atirou fora, determinada em engravidar para prender Duarte.

Duarte conversa com Gui e adverte-o que não deve cortar relações com a mãe, pois não será por isso que Teresa irá aceitar Cátia. O irmão mais novo lembra que foi ele quem decidiu afastar-se e viajar para marcar uma posição junto da mãe, não sendo por isso a pessoa ideal para dar sermões. Duarte concorda que o seu discernimento já teve melhores dias e Gui aproveita para repetir que ele está assim porque vai casar com Inês a pensar em Júlia. Duarte tenta combater essa ideia mas acaba por reconhecer que os ciúmes de Inês o incomodam e que não consegue esquecer Júlia.

Urbano diz a Júlia que Carminho pode ficar a recuperar em casa o tempo que for necessário, assegurando que o emprego dela na clínica está seguro. A conversa muda de rumo para o Dancin’ Days e Júlia assegura que a única forma que tem para que o seu relacionamento com Raquel resulte é não desconfiar que a irmã possa desiludi-la outra vez. Isabel entra no gabinete para se despedir de Urbano e, quando ela sai, Júlia confessa a Urbano sentir-se feliz por ele ter refeito a sua vida. O ex-marido pergunta quando é que ela faz o mesmo, mas Júlia afirma que não está mal sozinha, pois tem a filha e a neta para cuidar.

Carminho comenta com Jorge como foi desagradável o reencontro de Duarte e Júlia, dividida entre a amizade que tem por ela e o dever de apoiar Inês que é sua sobrinha, duvidando que ela esteja a fazer bem em insistir no casamento. Jorge, por seu lado, está convencido de que Duarte e Júlia ainda não se esqueceram.

Alberto convida Vera para ir com ele e Bruno dar um passeio mas a sobrinha responde que não está com grande disposição. Bruno aproveita para convencer o avô a levá-lo ao cinema a seguir e Alberto resmunga que ele já está a complicar. Assim que eles saem, Vera telefona a Júlia e conta que está muito ansiosa e a amiga pede que vá ter com ela à clínica. Quando desliga o telefone, Júlia conta a Madalena o drama que Vera está a viver e que por pouco não voltou a consumir cocaína. Valeu que no último momento teve um rebate de consciência e decidiu pedir-lhe ajuda. Madalena sugere que Júlia se informe sobre os centros de narcóticos anónimos que existem e que podem ajudar Vera a resistir à tentação da droga.

Nonô conta a Mariana que ficou indignada durante a praxe na faculdade e que decidiu ir embora, garantindo que não vai permitir que a rebaixem, seja em que circunstância for. Mariana continua desiludida por ter de voltar ao colégio numa altura em que os colegas são todos mais novos, alimentando também o complexo de já ser mãe. Nonô faz-lhe ver que ela não tem isso escrito em lado algum e Mariana acaba por contar que ficou animada durante o curso de fotografia, pois o seu jeito para modelo foi elogiado pelas colegas e, principalmente, pelo professor, um trintão bonito. Nonô defende que se ele já é trintão, é melhor deixá-lo estar. Mariana sorri.

Isabel vê com os próprios olhos quando Luísa engana uma cliente, dizendo que lhe está a vender uma antiguidade que veio de Israel. Quando a senhora sair da loja, Isabel questiona a amiga sobre a autenticidade da peça, ao que Luísa responde que o que vendeu era faiança de Alcobaça. Isabel diz que qualquer dia ela vai ter dissabores com a fiscalização mas Luísa mostra-se indiferente dizendo que não tem medo, pois tem muito jeito para homens de farda.

Sónia segura os peitos entre as mãos, desejosa de poder aumentá-los. Cátia acaba por sorrir quando a prima diz que as mamas são como o dinheiro: nunca é demais. Miguel chega nesse instante e provoca Cátia, insinuando que ela deve estar estoirada por causa do outro emprego que tem, embora tenha muito jeito para as danças. Cátia fica desconfiada. Sónia insiste em ir beber um copo à noite mas a prima diz que nos próximos tempos estará assoberbada de trabalho, enquanto Miguel se esquiva dizendo que tem jogo de futebol com os amigos. Sónia chama-lhes caretas.

Nicole e Tânia regressam de férias e Hernâni quase se estatela no chão por causa do peso das bagagens. Tânia pede para que o pai jante com elas e Nicole acaba por ceder. Hernâni insinua-se à ex-mulher mas Nicole esquiva-se e vai arrumar uma mala no quarto, mandando-o ir buscar o resto das bagagens. Hernâni não abusa da sorte e faz o que ela diz.

Vera mostra alguma resistência em frequentar um centro de narcóticos anónimos. No entanto, acaba por aceitar a ideia devido ao poder de persuasão de Júlia, que consegue convencê-la de que é uma boa arma para acabar com a dependência da cocaína.

A advogada de Hugo visita-o na prisão e aconselha-o a mostrar, durante o julgamento, que é a pessoa mais inocente do mundo. O traficante, com um ar desleixado e cansado, resmunga que não foi feito para estar fechado, sem interiorizar que corre esse risco, por muitos anos, caso seja condenado.

Teresa regressa a casa para jantar e encontra a empregada deitada na cama a ler um livro. Teresa esforça-se por manter o controlo e incita Lurdes a servir-lhe a refeição assim que puder. Lurdes calça-se com enorme lentidão e sai do quarto sem qualquer pressa, mas sem hostilizar a patroa. Teresa observa-a com ar muito tenso e preocupado.

Inês prepara um jantar romântico para Duarte mas este surpreende-a, levando Gui para jantar com eles, uma vez que o irmão está sozinho nessa noite. Inês tenta não mostrar a sua desilusão e conta ao noivo e ao futuro cunhado que Teresa a visitou durante a tarde, muito abalada com os últimos acontecimentos e com a discussão que teve com Gui. Duarte reforça que a mãe não pode ser negligenciada quando está a passar uma fase tão difícil. Gui rende-se e promete conversar com a mãe ainda nessa noite.

Júlia janta com Raquel e Mariana, justificando que teve de ajudar Vera e por isso não pôde estar com elas na noite anterior. Júlia pede a Mariana que convide Vera mais vezes para estar com ela, de modo a evitar que a amiga possa ter uma recaída e volte a consumir droga. Raquel também agradece a Júlia e a Mariana por terem estado a seu lado quando precisou. A irmã dá a notícia de que já tem para ela o primeiro cheque como pagamento do trabalho já feito no Dancin’ Days. Raquel não quer aceitar mas Júlia pede-lhe que não seja orgulhosa e faz com que ela mude de ideias.

Vera conta a Ester, Amélia e Alberto como se sentiu bem depois de fazer a sauna que Júlia lhe ofereceu. Amélia avança que também estava a precisar de uma sessão semelhante e desafia Ester para a acompanhar, mas a patroa reaje com pudor, pois não se imagina quase despida à frente de outras pessoas. Vera informa que não precisa que a acompanhem ao tribunal, pois Júlia ofereceu-se para o fazer. Amélia deixa escapar que ela é um anjo e Ester lamenta que Áurea tenha chocado tanto com Júlia. Alberto mostra-se mais preocupado com o homem que agora anda a cercar-lhe a filha e recorda que as suas escolhas não deixam antever o melhor.

Áurea janta no sofá com Bruno. Aproveitando o facto de o filho ir lavar as mãos antes de começar a comer, atende um telefonema de Lourenço, que diz estar na Tunísia. O regresso não parece ser para breve e Áurea suspira de paixão, confessando que vai sentir mais saudades.

Hernâni faz um discurso empolgado a Nicole sobre os dias maravilhosos que passou com ela e com a filha de ambos na praia. Nicole deixa-se levar e quase permite que o ex-marido a beije. No último momento, a manicura desperta e manda-o embora. Na despedida, trocam apenas um aceno desajeitado. No entanto, Nicole fecha a porta muito nervosa e pensativa sobre o que acabou de acontecer.

Teresa e Gui fazem as pazes, com a condição de ela não falar mal de Cátia. O filho deixa claro que a mãe pode sempre contar com ele e com o irmão, até descobrir onde o pai colocou o dinheiro que lhe roubou. Teresa garante que tem um bom advogado a tratar do assunto e consegue que o filho lhe dê um abraço. No entanto, provocadora, não resiste a perguntar se Cátia está a trabalhar. Perante a expressão de desagrado de Gui, acrescenta que se ele aceita que a namorada seja striper, ela também.

Cátia inicia o seu número de dança no varão e fica estarrecida ao ver Miguel na primeira fila, erguendo um copo em sua direção, como quem faz um brinde.

Duarte desperta com os beijos suaves de Inês mas quebra o momento de intimidade com grande subtileza. A noiva pergunta se já tratou da lua de mel e Duarte brinca, dizendo que tem de perguntar ao irmão para onde é que ele quer ir. Inês sorri, dizendo que só faltava que Gui fosse com eles. Duarte remata assegurando que o local é espetacular mas recusa revelar o destino, pois quer fazer uma surpresa.

Teresa desce para o pequeno almoço e cumprimenta Lurdes com frieza, observando ao mesmo tempo que ela limpa o pó com displicência. Quando a campainha da porta toca, a empregada finge que não ouve e Teresa tem de pedir-lhe que vá abrir. Lurdes anuncia a chegada de Bernardo Teles. Depois de fazer com que a empregada se retire, Teresa acaba por ficar em estado de choque, pois o advogado informa-a que o dinheiro que Francisco lhe roubou pode estar perdido para sempre. Bernardo desconfia que ele terá posto a fortuna da família numa conta numerada na Suíça e que, se assim for, é quase certo que o dinheiro estará perdido.

Teresa recompõe-se lentamente do choque que Bernardo lhe provocou ao dizer que o dinheiro que Francisco roubou é praticamente irrecuperável, uma vez que foi depositado numa conta anónima de um banco na Suíça. O advogado disponibiliza-se para tratar da venda de um dos imóveis que Teresa tem e para aplicar o dinheiro para que ela possa subsistir sem grandes problemas. Depois do advogado sair, Teresa liga a Duarte e coloca-o a par da situação. O filho promete que vão resolver o problema em conjunto. Inês mostra-se surpreendida com o mal que Francisco fez a Teresa e Duarte confessa que nunca imaginou que o pai fosse capaz de fazer o que fez.

Sónia diz mal de Cristóvão e conta a Cátia que o banco já aprovou o crédito que lhe vai permitir aumentar os seios mais uma vez. A prima alerta para o facto de o banco poder descobrir que ela mentiu quanto aos rendimentos que realmente tem. Sónia brinca com a situação e responde que se for desmascarada depois da cirurgia só vão poder penhorar-lhe o silicone.

Hernâni gaba-se por sentir que está a reconquistar Nicole, pouco a pouco. Fala dos belos dias de praia que passou com ela e com a filha e diz com orgulho que a ex-mulher até o deixou jantar com elas, depois de regressarem a casa. Luísa mete veneno e afirma que depois de ele ter servido de burro de carga, merecia no mínimo um fardo de palha. Isabel censura a amiga que se retira a alta velocidade assim que vê Nicole aproximar-se. Hernâni cumprimenta a ex-mulher com grande cavalheirismo e, quando é chamado ao serviço, não esconde o orgulho por ser tratado como chefe da segurança do centro comercial. Isabel conta a Nicole que depois de uma zanga com Urbano fizeram as pazes e que estão a pensar ter um filho. Nicole fica em pulgas com a novidade.

Antes de sair para trabalhar, Jorge deixa o almoço pronto para que Carminho possa repousar o mais possível, dizendo-lhe, na brincadeira, que só deve levantar-se se quiser ir à casa de banho. A massagista diverte-se com o cuidado do companheiro, mas aprecia a sua preocupação com a sua gravidez.

Enquanto espera que Vera fique pronta para ir a tribunal testemunhar contra Hugo, Júlia diverte-se com as picardias entre Alberto e Amélia. Ele parece desiludido com a vida, sem aspetos positivos para destacar. A empregada provoca-o dizendo que o último foi ele encontrar os chinelos sem a sua ajuda. Alberto riposta mandando-a rir para dar uso à placa. Ester conta a Júlia que o marido voltou à faculdade e murmura sem que ele ouça que o curso é o de economia. Júlia finge adivinhar e Alberto faz pirraça a Amélia, feliz porque Júlia referiu que ele tem mesmo perfil de economista. Vera surge finalmente na sala, notando-se que está preocupada com o julgamento de Hugo. Ester agradece a Júlia por acompanhar a sobrinha.

Duarte deixa-se convencer pelo irmão a passar a lua-de-mel na Toscana. Gui chama a atenção de que Inês irá adorar a viagem, até porque é arquiteta e Itália é uma das suas fontes de inspiração profissional. Duarte assume que não convinha sair para muito longe e comenta com Gui que a falta de dinheiro de Teresa faz com que eles estejam entregues a si próprios. Gui conta que a conversa que teve com a mãe teve o mérito de decorrer sem que ela insultasse Cátia.

Vera enfrenta o julgamento de Hugo e Roberto em grande tensão. Consegue responder sem grandes problemas às perguntas do procurador que acusa os traficantes, mas com a advogada de Hugo a contra-interrogar o caso muda de figura. Vera fica muito nervosa e aflita, fazendo com que Júlia fique apreensiva com a ansiedade da amiga.

Nonô e Mariana adivinham que Vera deve estar a passar um mau bocado no tribunal. Mariana confirma que o seu jantar com Raquel e Júlia correu bem e revela que começa a detetar algumas semelhanças entre ambas. Nonô contrapõe que Júlia tem de ter um coração enorme para ter perdoado tudo o que Raquel lhe fez. Mariana acrescenta que a mãe até deu um adiantamento de ordenado à tia.

Raquel pede a Babi que lhe passe os seus contactos para o seu trabalho de promoção do Dancin’ Days. A amiga brinca e dispara que esse favor tem de ser bem pago. Raquel oferece um jantar em sua casa mas Babi quer que seja num restaurante com, pelo menos, duas estrelas Michelin. Raquel aceita a provocação, valendo-se do adiantamento de ordenado que Júlia lhe deu. Nonô não tem dúvidas que ela é uma santa e Raquel concorda que a irmã é, de facto, muito especial.

Hugo mente em tribunal e afirma que nada tem a ver com o tráfico de droga, acusando Roberto de ser o cabecilha da operação e Vera de ser uma viciada por quem se apaixonou. A rapariga olha incrédula para Vera, mal acreditando que Hugo é capaz de tamanha falsidade. Quem não se contém é Roberto, que tenta agredi-lo. O juiz põe ordem no tribunal e ordena que se ouçam as escutas feitas pela Polícia Judiciária, durante a investigação. Hugo fica destroçado quando percebe que a polícia gravou todas as suas conversas com Roberto, em que acertam os pormenores para receberem mais um carregamento de cocaína.

Raul dá consultas no hospital e telefona a Madalena, dizendo que está com saudades e ansioso por ir para fora com ela. A namorada tenta fingir o mesmo entusiasmo, mas na verdade está apavorada. Tal como Lúcia, fica surpreendida quando Urbano se despede e diz que vai fazer análises, não sendo garantido que volte à clínica. Lúcia e Madalena ficam curiosas.

Isabel mostra-se nervosa por causa dos exames que vai fazer com Urbano, mas Luísa esforça-se por encorajar a amiga.

Miguel provoca Cátia à frente de Gui e Sónia, perguntando se ela está tão cansada por ter estado a estudar o papel até muito tarde. Ninguém se apercebe de nada, mas Cátia estremece prevendo que ele possa a qualquer momento divulgar que ela é uma bailarina de striptease.

Hernâni não se cansa de dirigir galanteios a Nicole, que está a ceder cada vez mais à lábia do ex-marido.

Hugo arma um escândalo em tribunal e tenta escapar, depois de ser condenado a doze anos de cadeia. Roberto olha o ex-patrão com rancor, pois vai passar dez anos na cadeia. Vera abraça-se a Júlia, muito impressionada pelo comportamento agressivo de Hugo.

Alberto e Bruno visitam Carminho no preciso momento em que Vera lhe telefona a avisa que Hugo e Roberto foram condenados. Alberto exulta e aprova a sentença do Juiz.

Cátia confronta Miguel, pois ficou incomodada pelo facto de ele saber que ela faz striptease. Para manter o segredo, o vendedor faz chantagem com ela, exigindo que dance exclusivamente para ele no privado. Cátia aceita, mas quer a todo o custo saber quem a denunciou.

Quando percebe que se trata de Cristóvão, vai pedir-lhe satisfações. O rapaz nem sabe onde se meter, mas acaba por confessar toda a verdade, assumindo que não a quer a dançar e que é ele quem tem arranjado os contactos para ela representar.

Áurea confessa a Inês que está apaixonada por Lourenço. A filha sorri perante a sua felicidade.

Vera conta aos tios e a Amélia como correu o julgamento de Hugo. Alberto acaba por ser inconveniente ao dizer que Júlia tem muita experiência em tribunais. Ester repreende o marido.

Madalena não nega a Júlia que está apreensiva por ir dormir fora com Raul. A amiga decreta que vai correr tudo bem. Júlia conta depois que Vera esteve quase a soçobrar durante o julgamento de Hugo, mas que conseguiu suportar a pressão. Júlia adianta que vai no dia seguinte com Vera aos narcóticos anónimos.

Roberto interpela Hugo na prisão e diz, com ar ameaçador, que têm contas a ajustar. Hugo retribui o olhar, preparado para o pior.

Na prisão, Hugo e Roberto discutem, culpando-se mutuamente por terem sido condenados pelo tráfico de droga. Roberto ameaça ajustar contas e Hugo também garante que não vai deixar as coisas como estão, jurando vingança contra o antigo empregado.

Vera imprime os documentos necessários para ir fazer as matrículas na faculdade com Alberto. Enquanto isso confessa que ficou aliviada com a prisão de Hugo. Entusiasmado, o tio abraça-a, decretado que este é o primeiro dia do resto das suas vidas. Bruno diz não perceber como é que o avô pode estar tão contente por voltar a estudar e Áurea brinca com o pai, avisando que não vai ser fácil competir os jovens estudantes. Alberto desvaloriza e assegura que eles são que vão ter de se esforçar para o acompanhar. Amélia aparece na sala cabisbaixa e triste, pois acabou de falar com o neto que lhe disse que não se entende com a aprendizagem do francês na escola do Luxemburgo. Ester e Áurea consolam a empregada, garantindo que os miúdos se adaptam facilmente às novas situações e Paulo não vai ser diferente. Áurea apressa a saída para a fábrica, pois vai ter de regressar cedo a casa para assistir à última prova do vestido de noiva de Inês.

Num ambiente mais cordial, Teresa avisa Lurdes que os funcionários da empresa que vai servir o copo de água do casamento de Duarte e Inês podem aparecer durante a tarde, mas que ela pode não estar em casa, pois vai assistir à prova do vestido da noiva. A empregada, muito solícita, responde à patroa que pode contar com ela para tudo. Teresa acrescenta que o carro que lhe comprou deve estar a chegar, notícia que deixa Lurdes com um sorriso de satisfação.

Inês certifica-se de que Duarte não está a vê-la e volta a deitar fora a pílula que deveria tomar para não engravidar. Quando ele aparece na sala a vê a fazer uma mala, estranha que ela já esteja a preparar a bagagem para a viagem da lua de mel. Inês troça e esclarece que vai dormir em casa da mãe para que ele não a veja vestida de noiva no dia seguinte. Duarte também brinca ameaçando fazer uma despedida de solteiro animada, mas acaba por confessar que apenas vai jantar com Gui, para desencanto do irmão.

Madalena não esconde a Júlia que está apreensiva quando se despede dela, dizendo que Raul já está á sua espera à porta do prédio para irem passar uns dias juntos. Júlia transmite-lhe coragem, lembrando que ela só deve ter intimidade com o namorado se sentir que está preparada. Madalena lamenta não poder estar com a amiga no dia seguinte para a apoiar, quando Duarte casar com Inês. Júlia assegura que não vai chorar por isso.

Isabel come amendoins e confessa a Luísa que o faz para aumentar os seus níveis de fertilidade. A amiga troça dela e compara-a a Ivo, que tem a mania das doenças.

Cátia confessa ter receio de que Teresa volte a humilhá-la quando acompanhar Gui no casamento do irmão. Cristóvão, apaixonado, comenta que ela fica bem com qualquer vestido. Miguel aparece a dizer que foi chamado para a entrevista da loja nova e provoca Cátia, dizendo que ela é que percebe o que é trabalhar em vários lados e como é representar dentro e fora do palco. Cristóvão assiste a tudo muito nervoso, com medo que Miguel revele que Cátia é dançarina de striptease. Sónia não se apercebe de nada e diz que está capaz de se despedir para ir trabalhar na mesma loja de Miguel.

No recreio da prisão, Hugo repara que Roberto se detém a conversar com outro recluso e fica desconfiado que lhe estão a preparar alguma.

Teresa elogia a casa de Áurea e garante que gostava de morar numa parecida, pois a de Sintra tornou-se muito grande desde que ficou sozinha. Áurea diz que Inês lhe falou muito bem da vivenda e mostra-se desejosa de a conhecer. Teresa promete mostrar-lhe cada canto mas fica tensa quando a futura comadre lamenta que Francisco não possa assistir ao casamento do filho Duarte. Inês surge envergando o seu vestido de noiva e faz com que Áurea solte algumas lágrimas de comoção.

Artur mostra a produção fotográfica que Júlia fez para a Blondie e não resiste a convidá-la para jantar. Ela continua sem corresponder e o jornalista rende-se a mais uma recusa.

Jorge cuida de Carminho, a quem faz o almoço, insistindo que deviam começar no nome que vão dar ao bebé. A massagista diz que prefere o efeito da surpresa, mas o companheiro argumenta que não aguenta até ao final da gravidez e que os pais dela também vão querer saber se é menino ou menina.

Teresa insiste para que Inês leve os seus brincos postos durante o casamento. Depois da futura sogra se despedir, Inês conversa com a mãe. Áurea lamenta que Aníbal não venha ao casamento, mas Inês compreende que seria constrangedor que o pai se apresentasse com Germano, garantindo que não se importa que seja o avô a conduzi-la ao altar.

Nicole começa a ficar impaciente porque precisa de ir ter com Júlia e Hernâni nunca mais chega para tomar conta de Tânia. Quando o ex-marido aparece, consegue impressioná-la com a descrição do que tem de fazer na sua função de chefe da segurança do centro comercial.

Isabel e Luísa insistem para que Miguel desvende o mistério e diga qual o negócio da loja que está prestes a abrir. O vendedor conta, finalmente, que se trata de uma loja que vai vender peças de lingerie. Luísa fica excitada e começa a trocar piropos com Miguel, sem esquecer de provocar Isabel. Sónia chega nessa altura e interrompe a conversa para revelar que já tem a cirurgia marcada para aumentar de novo os peitos. Luísa despreza o esforço da outra para agradar ao namorado, dizendo que Miguel vai ter de encomendar soutiens por medida. Sónia não gosta mas não dá parte fraca.

Cátia mostra a Gui a página que Cristóvão lhe fez na internet. O namorado até aceita a ajuda do rapaz, mas vai adiantando que se ele fizer alguma investida para a conquistar, lhe faz comer os óculos.

Teresa conta a Duarte que vendeu o carro que era de Francisco e o filho até acha bem, atendendo às dificuldades financeiras que ela atravessa. Só não imagina que a mãe foi chantageada pela empregada. Teresa muda de assunto e conta, entusiasmada, que o vestido de noiva de Inês é maravilhoso e insiste com Duarte para que se instalem num hotel até partirem para a lua de mel. Ele esforça-se para não a contrariar.

Madalena fica maravilhada com o quarto de hotel que Raul escolheu para passarem a noite. No entanto, não resiste a retrair-se quando ele sugere que desfrutem do jacuzzi que têm na varanda. O médico percebe e alivia a tensão dizendo que a ama e que não tem pressa. Madalena não resiste e beija-o.

Sem querer ser indiscreta, Nicole dá os parabéns a Urbano porque vai ser pai. Júlia é apanhada de surpresa, pensando que Isabel está grávida. Corado de vergonha, o médico apressa-se a esclarecer que tudo não passa ainda de uma intenção e retira-se para o gabinete. Nicole pergunta a Júlia como está a encarar o casamento de Duarte e a amiga insiste em convencer-se de que ele já faz parte do passado. A manicura quer depois saber como está a correr a reabertura do Dancin’ Days, voltando a vincar que Júlia não devia ajudar Raquel. A empresária teima em argumentar que já fez as pazes com a irmã, acreditando que ela não voltará a prejudicá-la. Enquanto isso, Raquel organiza a festa de reabertura da discoteca com a ajuda de Babi. Esta mostra-se incrédula pela condenação de Hugo e Raquel vai mais longe, esperançada em que lhe aconteça alguma coisa na cadeia que o impeça de voltar à liberdade.

Na prisão, Hugo implora à sua advogada que o tire dali depressa, consciente que não aguentará cumprir os doze anos da sentença a que foi condenado.

Alberto deixa Ester de boca aberta quando o encontra cheio de ovos e farinha na cabeça, justificando com entusiasmo que se sujeitou à praxe académica. Bruno tira fotografias ao avô, enquanto Amélia o obriga a ir para a banheira.

Vera lancha com Júlia e conta que lhe parece boa ideia contar aos tios que vai começar a frequentar as reuniões de apoio nos narcóticos anónimos.

Enquanto Roberto distrai os guardas prisionais, Hugo é atacado por um recluso no pátio da cadeia e fica a esvair-se em sangue depois de ser golpeado duas vezes no abdómen.

Hugo esvai-se em sangue no pátio da prisão e é socorrido por dois guardas prisionais que se apercebem que ele foi esfaqueado. Roberto e o assassino que contratou escapam sem serem notados.

Vera inicia as sessões nos narcóticos anónimos e é muito bem recebida por Sebastião, o primeiro toxicodependente que fala nessa reunião. Desinibida, partilha com os restantes a sua experiência.

Mariana regressa a casa na companhia de Nonô, depois de terem comprado o vestido que a menina vai envergar no casamento de Duarte. Mariana comenta com a amiga que não fazia sentido estar na cerimónia, para não deixar Gui e Cátia desconfortáveis. Acrescenta ainda que a mãe, Júlia, embora não fale do assunto, ainda não esqueceu Duarte.

Duarte sai do banho e Gui provoca o irmão, insinuando que não valia a pena tanto trabalho para uma despedida de solteiro que só inclui um jantar com os dois. Gui ainda o desafia para uma noitada num bar com mulheres, mas Duarte insiste que deve regressar cedo a casa, até porque Inês também vai ficar em casa a cuidar dos pormenores da boda. Gui chama careta ao irmão e brinca com ele, dizendo que não está a pensar bem sobre a futura mulher.

Áurea conta a Ester e a Amélia como é lindo o vestido de noiva da filha. Inês, por seu lado, diz que não tinha qualquer vontade de fazer uma despedida de solteira.

Júlia acompanha Vera a casa depois da sessão nos narcóticos anónimos e incentiva-a a partilhar a sua boa experiência com a família. Vera agradece o apoio à amiga e aconselha-a a refazer a sua vida, esquecendo Duarte e aceitando jantar com Artur. Júlia acaba por concordar e liga ao jornalista, sorrindo quando percebe que ele deseja a sua companhia.

Vera confessa perante toda a família que está a frequentar as reuniões dos narcóticos anónimos, depois de ter sentido vontade de consumir droga, revelando que pediu ajuda a Júlia para superar mais uma fase complicada da vida. Bruno fica incrédulo com o que ouve, Alberto e Ester perplexos, ao mesmo tempo que Amélia deseja que Vera não tenha mais problemas do género. Áurea oferece o seu apoio e Inês garante a Vera, num abraço emocionado, que a família vai estar ao seu lado.

Tânia aproveita o facto de o pai a levar a casa para convencer Nicole a jantarem os três. A jovem persiste na tentativa de reconciliar os pais.

Duarte e Gui preparam-se para jantar. O irmão mais novo sugere que acompanhem a refeição com whisky, opção que Duarte rejeita. No entanto, acaba por mudar de opinião quando, por ironia do destino, é confrontado com a aparição de Júlia que vem acompanhada por Artur. Assim que os vê chegar, Duarte troca um olhar com Júlia, instalando-se um clima de tensão. Artur apercebe-se de que algo não está bem mas nada diz. Duarte recusa abandonar o restaurante, ainda que Gui pense que é o melhor a fazer.

Na véspera do casamento da neta, Ester recorda o dia do seu enlace com Alberto, com particular lembrança da quebra do copo, segundo o ritual judaico. Inês lamenta que nem ela nem Duarte tenham os pais a seu lado, pois Francisco morreu e Aníbal está a viver em Londres com Germano. Alberto diz que só faz falta quem está. Ester repreende o marido.

Hugo recupera dos ferimentos e pede à sua advogada que consiga a transferência para uma cadeia que não tenha reclusos tão perigosos como os que estão a querer matá-lo. A advogada promete empenhar-se para conseguir essa pretensão.

Raquel mostra com orgulho a Babi os convites para a festa de reabertura do Dancin’ Days. São alertadas pela conversa de Isabel com Cristóvão que comentam o atentado de que Hugo foi vitima na prisão. Raquel é censurada por Babi quando diz que foi pena Hugo não ter morrido.

Sónia também comenta o incidente com Cátia e afirma que é um crime esfaquear abdominais como os de Hugo. Sónia ainda vai mais longe, vaticinando que ele ainda vai transforma-se na namorada de outro preso. Cátia ainda tenta moderar os delírios da prima, mas sem êxito.

nas redes

pesquisar