SIC

Perfil

De segunda a sexta

Dancin' Days - Resumo de 11 a 17 de janeiro

Júlia e Duarte estão juntos às escondidas de Urbano; Carolina é raptada; Mariana pede o divórcio a Gui; Urbano inventa que está doente para não perder Júlia

Júlia não resiste aos argumentos de Duarte e aceita voltar para ele. No entanto, impõe como condição ter algum tempo para preparar Urbano, certa de que o marido sofrerá um grande choque quando ela lhe pedir o divórcio. Por outro lado, deixa claro que existem coisas do seu passado que devem ficar esclarecidas. Duarte aceita tudo só para ficar com a mulher da sua vida e beija-a de forma apaixonada. Combinam voltar a ver-se ao jantar.

Vera entra na clínica, radiante por ter conseguido o ambicionado estágio na revista de fotografia. Carminho conta que Júlia está no gabinete das massagens a falar com Duarte, antevendo que uma eventual reconciliação vai provocar grande confusão, quer com Inês, quer com Urbano.

Inês refugia-se em casa dos avós e partilha com Ester e Alberto a tristeza de ter perdido Duarte para Júlia.

Carminho arde de impaciência e desabafa com Vera, temendo não saber o que dizer a Urbano se ele aparecer de repente e perguntar por Júlia. Nesse instante a amiga e Duarte aparecem despedindo-se com um até logo. Perante o olhar inquisidor se Carminho e Vera, Júlia diz que ainda não está em si, mas é obrigada a interromper-se, pois Urbano sai do gabinete com uma paciente e depois de se despedir avança para Júlia, perguntando por novidades. O ambiente é de grande constrangimento que Vera atenua, dizendo que foi contratada pela revista a que se tinha candidatado para fazer o seu estágio. Urbano saúda-a, sem perceber a aflição de Júlia.

Babi apoia Raquel, inteirando-se do estado de saúde de Hugo. Raquel mostra-se ressentida com o ataque que Zé Maria lhes fez, dizendo que o ex-marido é louco. Babi contraria-a, argumentando que Zé Maria é tudo menos louco. Se fez o que fez, foi por ciúme.

Nonô, por seu lado, dá apoio a Mariana, que se sente perdida no meio da confusão em que se transformou a sua vida. Concorda que Gui tem tentado estar mais presente, mas teme que ele se farte e a deixe sozinha com Carolina. Ao mesmo tempo, quer acreditar que Francisco consiga fazer com que Zé Maria possa aguardar o julgamento em liberdade.

Francisco visita Zé Maria na cadeia e aceita ser o seu advogado. O empresário mostra-se angustiado, receando não ter dado a Mariana grande exemplo como pai, ao ter tentado matar Hugo. Francisco apressa-se a dizer que não está ali para o julgar, mas antes para o defender, desejando que os juízes compreendam as circunstâncias do seu crime.

Sónia diverte-se a enervar Cristóvão, ao mandar-lhe indiretas sobre sexo, à frente de Cátia. Quando a prima os deixa a sós, Sónia insiste com Cristóvão que têm de praticar mais e, desta vez, de luz acesa para que ele veja bem as suas “meninas”. O caixa suspira, envergonhado.

Isabel critica Jorge por não ter percebido que Ivo estava mesmo doente. O irmão defende-se, argumentando que o colega tantas vezes fez ronha, que desta vez pensou que ele estava mesmo a fingir. Ao falarem da doença de Ivo, Isabel e Jorge lembram-se de Áurea, cujo estado de saúde também preocupa, pelos escândalos sucessivos que provoca. Isabel confessa mesmo a apreensão, por Áurea ter dito que queria ir com ela e as outras amigas à discoteca.

Inês pergunta por Áurea, estranhando que ela não tenha chegado ainda a casa. Nesse instante a mãe abre a porta, acompanhada por Bruno e Paulo. Os rapazes refugiam-se na cozinha quando lhes perguntam se correu tudo bem. Áurea mostra-se de novo exuberante e nem liga quando Inês lhe conta que Duarte acabou o namoro com ela. Limita-se a dizer que Júlia deve ter responsabilidade nisso e insiste com Inês para que a ajude a escolher a roupa que vai vestir para ir ao Musicais com as amigas. Inês fica indignada com o facto de a mãe a ignorar.

Júlia pede a Madalena que confirme a Urbano que vão jantar as duas, para que possa encontrar-se com Duarte, sem que o marido saiba. Apesar de reconhecer que não consegue resistir a Duarte, Júlia sente-se culpada por estar a provocar sofrimento a Inês. Compreensiva, Carminho alivia-lhe a consciência, afirmando que esta história não tem culpados.

Duarte confessa a Gui que se sente como um puto a planear o primeiro encontro com a namorada, referindo-se a Júlia. O irmão sorri matreiro, mas perde a boa disposição quando fala do seu casamento com Mariana, reconhecendo que cometeu um erro ao aceitá-lo.

Francisco tenta tranquilizar Mariana, garantindo que vai fazer tudo para tirar Zé Maria da cadeia, o mais rápido possível. Nonô dá apoio à amiga, depois do pai de Gui ir embora, reforçando que Francisco é um advogado muito experiente.

Amélia prepara-se para por Paulo de castigo mas muda de opinião quando constata que ele só bateu no colega para defender Bruno. Este conta que foi gozado por colegas que insultaram Aníbal. Alberto fica irado acusando o ex-genro de expor o filho ao ridículo. Ester repreende Alberto, que usa expressões grosseiras à frente do neto.

Teresa desdenha do comportamento de Zé Maria, dizendo a Francisco que as pessoas que tentam matar outras devem ficar presas. Percebendo que se está a exceder ao falar desta forma do pai da nora, refreia o tom, perante o olhar pensativo do marido.

Júlia janta com Duarte e conta-lhe toda a verdade sobre a sua vida, revelando como foi presa no lugar de Raquel, para proteger a irmã. Duarte pede desculpa por tê-la julgado mal e resigna-se a esperar o tempo que for necessário para a ter de volta.

Nicole reconcilia-se com Miguel, depois de o ter desautorizado a castigar Tânia.

Hernâni faz-se de vítima, queixando-se a Isabel que Miguel lhe roubou o stand e a mulher, mas mostrando-se seguro de que vai recuperar tudo o que perdeu.

Isabel deixa-o a falar sozinho, quando Hernâni olha para outra mulher que lhe passa pela frente do olhar. O segurança ainda reaje com indignação.

Inês fica magoada com Áurea, pois a mãe mostra-se indiferente ao facto de Duarte ter rompido com ela.

Áurea é expulsa da discoteca, depois de assediar um rapaz que se queixa à segurança. Luísa fica furiosa por perder uma noite de diversão, enquanto Emília se esforça por controlar o desequilíbrio da amiga.

Mariana discute com Gui, que a deixa de novo sozinha em casa, com a desculpa de que vai estudar com amigos. Desesperada, ameaça expulsá-lo de casa, se de manhã não levar Carolina ao pediatra. Depois do marido sair telefona a Raquel, que se dispõe a fazer-lhe companhia. Por pouco não discutem, quando Mariana afirma compreender o motivo que levou o pai a disparar sobre Hugo.

Gui passa parte da noite com Cátia, lamentando estar casado com Mariana. No entanto, cumpre o seu dever de pai e prepara-se para levar Carolina ao pediatra. Enquanto espera que Mariana se despache, Gui vai comprar uma revista, deixando a filha sozinha no carro. De repente, o pânico instala-se quando um ladrão rouba o jipe de Gui, levando a criança consigo.

Gui chora nos braços de Mariana ao mesmo tempo que conta que Carolina acaba de ser raptada. Mariana, num misto de fúria e desespero, bate em Gui repreendendo o marido por ter deixado a filha sozinha no carro, enquanto foi ao quiosque. Acabam por subir os dois devastados para o apartamento, com a intenção de prevenirem os pais.

Zé Maria sai em liberdade depois de pagar cem mil euros de caução e vai aguardar julgamento em liberdade pela tentativa de homicídio de Hugo. Agradece a Francisco com um abraço, que é interrompido com o telefonema de Gui a dizer que Carolina foi raptada. Francisco põe-se de imediato em campo para os contatos com a polícia.

Raquel prepara-se para sair de casa quando Elvira a interpela. A empregada confessa que gostava muito de Zé Maria mas que, apesar disso, deseja as melhoras de Hugo. Raquel aprecia o gesto de Elvira mas fica perturbada com o telefonema de Mariana que, em lágrimas, conta que a filha foi raptada. Raquel esquece de imediato a visita a Hugo no hospital e corre em apoio à filha adotiva.

Amélia e Vera esforçam-se por despertar Inês da letargia provocada pelo fim do namoro com Duarte. A arquiteta força um sorriso e confessa que decidiu ir trabalhar mais tarde para não ter de se cruzar com ele. Áurea surge nesse instante para tomar o pequeno-almoço e esconde da família que protagonizou mais um escândalo, agora na discoteca. Reage com mau humor quando Inês lhe leva o comprimido que deve tomar. Aproveitando um momento de distração da família, esconde-o na mão e toma um copo de água, fingindo engolir o medicamento.

No shopping, Emília conta a Jorge e Isabel o desacato que Áurea armou na discoteca. Todos concordam que Carminho deve ser avisada sobre o comportamento da irmã, o mais rapidamente possível.

A presença de Duarte é reclamada nas obras da agência de viagens, porque Inês ainda não apareceu. Apesar de estranhar esse atraso, Duarte despacha-se a correr e esquece-se do telemóvel em casa.

Tânia, agitando o exemplo que o pai representa para si, entra em conflito declarado com Miguel e Nicole começa a sentir dificuldade em gerir o relacionamento da filha com o companheiro, pois Miguel não resiste a dizer mal de Hernâni.

Hernâni passa no café de Isabel para lhe pedir desculpa por ter sido desagradável com ela. Aproveita para condenar o comportamento de Nicole que decidiu levar Tânia ao dentista, sem lhe dizer nada. Furioso sai rapidamente dali, montado na sua segwei. Emília mete-se com Isabel, insinuando que o segurança lhe esteve a fazer a corte. Isabel explica o que sucedeu e aceita a ideia de Emília para ir a Espanha com ela fazer a inseminação artificial, sugerindo que Luísa as acompanhe.

Luísa insiste em seduzir Ricardo no ginásio, provocando os ciúmes de Lúcia.

Júlia fica em grande expetativa quando Urbano lhe dá a notícia da libertação de Zé Maria.

Carminho recebe uma mensagem de Jorge a dar conta de mais uma crise de Áurea e decide ir a casa dos pais para se inteirar do estado da irmã.

Raquel chega a casa de Gui e Mariana e pega-se com Zé Maria, assim que o vê ao lado da filha. O empresário adota um discurso pragmático, argumentando que a prioridade é recuperar Carolina. No entanto, Raquel insiste em que não está segura ao pé do ex-marido e obriga à intervenção de Mariana que grita para que não discutam. O momento de tensão é interrompido pela chegada do inspetor Marques, da judiciária, que inicia as primeiras diligências para encontrar Carolina.

Inês diz a Duarte que não precisa de se preocupar com ela, garantindo que não vai ficar a chorar pelos cantos por ele. Teresa interrompe a conversa, ofegante, para dizer que Carolina foi raptada. Duarte encaminha-se para o carro para levar a mãe a casa de Gui e Mariana. Teresa fica perplexa ao saber que Inês não segue com eles, por já não namorar com Duarte.

Ester, Alberto e Amélia, ficam chocados quando Carminho revela que Áurea foi expulsa da discoteca onde foi com Luísa e Emília.

Duarte telefona a Júlia para a avisar que Carolina foi raptada. Combinam encontrar-se em casa dele, para conversarem melhor. Duarte choca Teresa por deixar a casa do irmão sem dizer onde vai. Júlia pede a Vera que não diga a Urbano que ela saiu e deixa escapar uma lágrima de preocupação.

Ricardo deixa-se enredar nos jogos de sedução de Luísa e é despedido da clínica por Urbano, de nada valendo dizer que está inocente. Lúcia também acredita que foi traída e diz que nunca mais o quer ver.

Júlia rejeita a ideia de ligar a Mariana para a apoiar, preferindo acompanhar a filha à distância, ainda que sofra mais assim. Duarte diz a Júlia que não está sozinha e dá-lhe um abraço de conforto.

Ricardo tenta obter o perdão de Lúcia mas ela mantém-se irredutível, acusando-o de não ter travado as investidas de Luísa. Vera aconselha Ricardo a deixar esfriar a situação, para depois falar com mais calma com a namorada. Vera promete avisá-lo se souber de algum emprego. Gera-se alguma cumplicidade entre ambos.

Enquanto esperam por notícias de Carolina, Duarte e Júlia reaproximam-se, reconhecendo que nunca deixaram de se amar.

Na clínica. As amigas de Júlia fazem um pacto se silêncio, para que Urbano não saiba que ela está com Duarte.

O inspector Marques leva más notícias a Mariana e Gui, revelando que o carro roubado foi localizado mas sem sombra de Carolina. Gui e Mariana choram desesperados, julgando ter perdido a filha.

Raquel conforta Mariana que não para de chorar, desesperando sem saber onde está Carolina. Gui, também em desespero, afiança que se mata se algo acontecer à filha. Teresa esforça-se por controlá-lo, enquanto Francisco conversa com Marques, tentando perceber a gravidade do caso. O inspetor da Polícia Judiciária confirma que apesar de raros, os casos em que os raptores não aparecem nem pedem resgate, são os mais difíceis de resolver. Raquel e Teresa exigem que a polícia seja mais eficaz.

Urbano fica preocupado ao saber que Júlia saiu sozinha da clínica, depois de ser avisada de que a neta foi raptada. Nicole, Carminho e Vera esforçam-se por disfarçar o constrangimento, pois sabem que Júlia está com Duarte.

Isabel e Emília repreendem Luísa quando ela lhes conta que foi responsável pelo despedimento de Ricardo, ao dar a ideia a Urbano que foi o treinador que a assediou no ginásio. O médico telefona à mulher, mas ela não o atende.

Duarte incita Júlia para que devolva a chamada ao marido, mas ela prefere dar explicações a Urbano mais tarde. Nesse instante, Gui telefona a Duarte dando conta de que o seu jipe apareceu mas Carolina não. A notícia provoca desalento no irmão e uma grande angústia em Júlia, que sofre por estar longe de Mariana, quando a filha mais precisa dela.

Gui refugia-se na bebida para aliviar a culpa que sente por ter deixado levar a filha. Teresa censura-o mas recebe um berro de Gui mandando-a calar-se. Teresa comenta em voz baixa a falta de educação do filho, mas Francisco pede à mulher que dê o devido desconto. Raquel vem do quarto de Mariana e, em jeito de provocação a Zé Maria, diz que a filha quis ficar sozinha e que a mãe é tudo o que ela precisa. O empresário controla a sua fúria e decide ir para o hotel, ficando a aguardar notícias da neta. Depois de Zé Maria sair, Raquel confessa a Teresa o ódio que sente por ele e o sacrifício que faz para tolerar a sua presença. Gui continua a beber, alheio a todas as conversas, mas desta vez a mãe não o recrimina.

Cátia estranha que Gui ainda não lhe tenha ligado, já que o faz todos os dias assim que acorda. Sónia avisa a prima que pode estar a ficar apaixonada. Cátia acaba a conversa e quando se encaminha para a loja de doces cruza-se com Cristóvão que a trata por amor. Perante o espanto de Cátia, emenda a mão e disfarça. Fica entusiasmado ao pensar que a sua amada está prestes a terminar a relação com o namorado, mas desanimado por saber que ela já tem outro. Sónia aproveita para o convencer a ter mais uma lição sexual com ela.

Isabel diz a Luísa que bem podia arranjar trabalho a Ricardo, uma vez que provocou o seu despedimento. Sem se arrepender Luísa diz que não é um centro de emprego e que as amigas estão armadas em puritanas porque não puseram as mãos nos abdominais do rapaz. Fica espantada com a precisão de Isabel, que se lembra com exactidão o distante dia em que fez amor pela última vez.

Ivo visita Hugo e dramatiza o seu estado de saúde, contando ao irmão que está com uma anemia muito grave. Cheio de paciência, Hugo dá-lhe quinze dias de licença com vencimento, pois Ivo deseja escrever um livro sobre tudo o que lhe tem sucedido.

Francisco encontra-se fugazmente com Cátia e conta-lhe a aflição por que passa a família e Gui em particular. Cátia fica genuinamente penalizada com a situação.

Inês ralha com Áurea por ter sido expulsa da discoteca ao assediar os homens que por lá estavam. A mãe recusa dar satisfações da sua vida e fica furiosa quando Bruno lhe conta que foi gozado na escola por causa da homossexualidade do pai.

Aníbal comenta com Germano o incidente em que Bruno se envolveu por sua causa. O companheiro propõe-lhe que convide o filho para jantar com eles. Aníbal decide-se por falar com Ester e Inês, evitando mais uma discussão com Áurea. Inês enfrenta a mãe, que não poupa nos comentários desagradáveis, dizendo que daqui a nada, em vez de um maricas na família, fica com dois. Perante a insistência da filha, vai-se embora irritada, dizendo a Inês que, por si, até se podem mudar para casa do pai.

Júlia despede-se de Duarte que a aconselha a escrever uma simples mensagem de apoio a Mariana.

Tânia conta a Nicole que ficou impressionada porque em casa de Bruno só se fala do facto de Aníbal ser gay. Nicole diz que está orgulhosa da filha quando Tânia, em resposta a Miguel, diz que todas as pessoas merecem respeito apesar das escolhas que fazem.

Hernâni dá boleia a Ivo na segway, mas vê-se aflito para conseguir que ele largue o veículo. Ivo tenta a todo o transe que Jorge o dispense do trabalho, garantindo que Hugo o dispensou par escrever um livro. Jorge não acredita e responde que lhe marca falta se ele não for trabalhar.

Urbano fica muito preocupado porque Júlia lhe aparece muito fragilizada com o desaparecimento da neta. Júlia esconde que esteve com Duarte, para não magoar o marido.

Mariana fica cada vez mais impaciente com o desaparecimento de Carolina e responsabiliza Gui pela situação, deixando o marido de rastos.

Sónia apressa Cristóvão para que feche a loja e ataca-o, enquanto se despe com sofreguidão. Nem o facto de Hernâni estar por perto a demove.

Jorge fica encabulado, porque Isabel conta, divertida, que Emília gostou muito do artigo assinado por Virgínia Lobo.

Vera conta a Carminho que vai convidar Ricardo para lhe servir de modelo fotográfico, agora que perdeu o emprego. A prima brinca, dizendo-lhe para não arranjar problemas com Lúcia.

Madalena aconselha Júlia a conversar com Urbano, o mais rapidamente possível, sobre o seu envolvimento com Duarte.

Gui atende finalmente uma chamada dando conta de que Carolina está bem. A ligação é abrutamente cortada e Gui nem consegue balbuciar uma palavra, perante a ansiedade de Mariana e Raquel para saberem onde a bebé está.

Gui quebra a ansiedade de Mariana e Raquel e conta que os raptores pedem vinte e cinco mil euros de resgate, para devolverem Carolina sã e salva. Mariana teme que a menina tenha sido molestada, mas Raquel defende que o facto de já haver comunicação com os raptores é um bom sinal. Gui toma a iniciativa de telefonar ao pai para lhe pedir o dinheiro, mas estaca ao receber uma mensagem de Cátia, que lhe dá apoio. Mariana repara e Gui disfarça, ligando então para Francisco. O advogado fica aliviado com a notícia e promete ir cedo ao banco para reunir o montante exigido pelos chantagistas. Teresa também fica mais aliviada e confessa que viveu momentos de grande ansiedade.

Sónia veste-se, mostrando-se desiludida com o desempenho sexual de Cristóvão, garantindo-lhe que, a falhar daquela forma, jamais conquistará Cátia. Acabam por concordar que ele tem de beber para se desinibir. Quando saem da loja gourmet quase são descobertos por Hernâni, que faz mais uma das suas rondas. Apesar do susto, Sónia salva a situação.

Miguel toca Nicole com sensualidade e tenta levá-la para o quarto. Fica amuado porque a namorada não está com disposição para o amor, preferindo conversar sobre o drama de Júlia, que sofre com o desaparecimento da neta.

Júlia prepara-se para se encontrar mais uma vez com Duarte. Madalena afirma que ela se transforma numa outra mulher sempre que isso acontece e aconselha-a a contar tudo a Urbano. Júlia confia que o marido ainda não percebeu que está a ser enganado e justifica que Duarte é quem lhe possibilita estar mais perto de Mariana.

Vera telefona a Ricardo e combina encontrar-se com ele, pois tem uma proposta vantajosa para lhe fazer. O rapaz fica entusiasmado e aceita o convite.

Áurea persiste em dizer mal de Aníbal à frente de Bruno e é repreendida por Ester. Amélia entrega a Alberto uma carta do tribunal, que acaba de chegar e adivinha que ele está metido em sarilhos. Alberto fica furioso ao ler a intimação para depor perante uma junta psiquiátrica. De imediato decide telefonar para Carminho, ameaçando dizer-lhe das boas. Ester fica impotente para aplacar a fúria do marido.

Marques conversa com Mariana, Raquel e Gui, delineando a estratégia para recuperar Carolina em segurança. O agente deixa claro que só depois da menina estar a salvo, se preocuparão em deter os raptores.

Isabel brinca com Jorge, desagradado por estar a fazer sucesso na revista feminina, escrevendo escondido atrás do nome de uma mulher. São interrompidos por Carminho que está a levar um valente raspanete de Alberto. O pai desliga-lhe o telefone na cara sem lhe dar qualquer hipótese de se defender. Jorge diz recear que Alberto não lhe perdoe por estar a querer interditá-lo mas Carminho afirma que está disposta a correr esse risco para proteger a família das loucuras de Alberto.

Hugo mostra-se compreensivo com Raquel e dispensa as suas idas ao hospital, reconhecendo que o momento que atravessa pelo rapto de Carolina está a ser difícil de suportar.

Gui recebe as instruções dos raptores para fazer a entrega do dinheiro que eles exigem para libertarem Carolina. Mariana está muito tensa e também quer ir com o marido. Duarte não aprova a ideia e Marques também desaconselha. Francisco e Teresa chegam com o dinheiro numa mala de executivo. O advogado desespera quando Teresa torce o nariz a Duarte que sai para fazer uma chamada particular. Com todos os dados disponíveis, o inspetor Marques ausenta-se para montar a operação policial. Teresa não gosta nada da ideia de ser Gui a fazer a entrega da mala.

Júlia é informada por Duarte que está eminente a troca de Carolina pelo dinheiro. Júlia também fica perplexa por ser Gui a pagar aos raptores. Quando Júlia desliga a chamada, Carminho diz-lhe que está a arriscar muito ao ligar para Duarte, na clínica.

Sónia apercebe-se que Cátia está apaixonada por Gui e incentiva-a para que lute por ele. Cátia mente a si própria, argumentando que namora com Chico.

Zé Maria tenta opor-se, sem êxito, a que Mariana vá com Gui resgatar a filha. Raquel censura-o por não ter conseguido demover a rapariga, mas o empresário manda-a calar. Duarte sai novamente para telefonar a Júlia e deixa Teresa desagradada.

Com muita paciência, Nicole e Isabel ouvem Ivo queixar-se de mais uma doença que pensa ter. Emília abeira-se delas e encomenda um bolo de chocolate para festejar o regresso de Raul.

Júlia decide juntar-se a Duarte e aguardarem juntos o desfecho da entrega do resgate aos raptores de Mariana. Ambos se apoiam na angústia que estão a viver.

Ricardo fica atónito ao ver Luísa à sua frente, quando acerta com Vera a sessão fotográfica que vão fazer. Luísa fica envergonhada quando o seu olhar se cruza com o dele e volta apressada para a loja.

Gui encontra-se com o sequestrador de Carolina e é obrigado a entregar-lhe a mala com o dinheiro, sem qualquer garantia de que a filha esteja viva. Os polícias aproximam-se mas o homem apercebe-se e consegue manietar Gui, usando-o como escudo. Quando pensa ter margem para fugir, agride Gui com a coronha da arma e põe-se em fuga. Os agentes conseguem capturá-lo mais à frente e Marques tenta que ele revele onde está Carolina. O silêncio é a única resposta que obtém. Mariana está desesperada e fica completamente em pânico quando Marques descobre a criança inanimada.

Carolina é levada para o hospital e consegue sobreviver. Mariana e Gui discutem porque ela o acusa de ter negligenciado a filha. Gui explode de indignação e sente dores de cabeça pele ferida que o raptor lhe provocou. Mariana acalma e chama uma enfermeira para tratar do marido.

Duarte recebe a notícia de que a sobrinha foi resgatada e prepara-se para seguir para o hospital. Júlia fica mais tranquila mas com pena de não poder acompanhá-lo.

Zé Maria, Raquel, Francisco e Teresa estão juntos de Gui e Mariana que contam que Carolina está ainda em observação. Mariana, num tom mais moderado, garante a Guilherme que jamais o perdoará se a filha ficar com sequelas. Teresa resmunga para Francisco o seu desagrado pela forma como nora está a falar com o filho.

Lúcia pede desculpa a Urbano pelo escândalo protagonizado por Ricardo com Luísa. O médico diz que ela não tem de sentir-se culpada e confessa que despediu Ricardo por não ter alternativa. Urbano diz que conhece bem a fixação de Luísa pelos homens.

Inês chega à clínica e Urbano, pensando que ela ainda namora com Duarte, pergunta se já há novidades sobre o rapto de Carolina. Inês diz, constrangida, que já não é namorada de Duarte deixando o médico pensativo.

Amélia e Ester dão conta de que Alberto falhou a entrega de uma encomenda de salgadinhos e telefonam-lhe a reclamar que vá remediar o problema que criou. Alberto zanga-se com Ester e acusa-a de estar a proceder como Carminho, achando que ele não é capaz de tomar conta de si próprio. Alberto sai do café, mal-humorado e nem fala a Jorge quando se cruza com ele. Jorge comenta com Isabel que Alberto está desorientado pelo facto de Carminho querer ver o pai declarado incapaz.

Duarte inteira-se do estado de saúde de Carolina e Gui diz que já tinha saudades de ver a filha a dormir. Mariana ataca de novo e diz ao marido que não teria tantas saudades se passasse mais noites em casa. Gui sai para o corredor do hospital e Duarte vai atrás dele. O irmão acaba por reconhecer que Mariana tem razão ao criticá-lo como o faz e mostra-se convencido que vai ser difícil recuperar a sua confiança. Duarte alivia a tensão de Gui e aconselha-o a ser paciente. De seguida liga a Júlia para lhe dizer que a neta está sã e salva. Júlia confessa que lhe saiu um peso de cima e diz que tem de desligar. Carminho aproxima-se e conta à amiga que Urbano está muito preocupado com ela. Júlia vai falar com ele, mas fica com receio de se cruzar com Inês que foi à clínica fazer uma massagem.

Urbano percebe que Júlia está a mentir, quando lhe diz que foi Inês quem apurou junto do namorado, Duarte, que Carolina já não corre perigo de vida. Apesar de perceber que está a ser enganado, Urbano disfarça.

Inês comenta com Carminho que o regresso de Raul não a afeta e reconhece que o namoro com Duarte a marcou. Para mudar de assunto, pergunta se Carolina já foi encontrada. A tia responde que a menina já foi resgatada e Inês conclui que foi Júlia a contar a novidade. Carminho não esconde algum incómodo pela situação.

Já em casa, Gui tenta que Mariana o perdoe por ter sido negligente com a filha e jura que vai ser mais responsável no futuro. Mariana mantém-se inflexível e diz que já chega de promessas.

Ivo perde um cliente, pois pede ao homem que lhe sugira uma palavra que rime, para finalizar o poema que está a escrever. Cristóvão vai desabafar com ele sobre o seu falhanço sexual com Sónia, mas Ivo dá-lhe pouca atenção e diz que ele está afetado porque guarda o telemóvel nas calças. Cristóvão decide regressar à sua loja, desanimado, mas antes resolve o problema poético de Ivo.

Em casa da família Galvão o ambiente é pesado. Ester e Alberto conversam a sós no quarto, enquanto Áurea diz que o pai está furioso por causa da junta médica que a irmã o obrigou a enfrentar. Amélia vai buscar os comprimidos para Áurea tomar, pois pressente que ela está a disparatar. Áurea aproveita mais um momento de distração para fingir que toma o medicamento, escondendo-o na mão. Quando Carminho entra em casa com Jorge, acusa a irmã de tratar mal o pai e ir lá a casa para comer à borla. Carminho não se contém e responde à letra, frisando que ela é que tem vivido à conta da família.

Gui ganha coragem a beber e telefona a Cátia, terminando o namoro com ela, argumentando que escolheu lutar pelo casamento. Cátia fica muito perturbada e é obrigada a travar as lágrimas quando pede a Sónia que lhe vigie a loja por alguns momentos, pois precisa de ir à casa de banho.

Hernâni exibe-se a Tânia levando a filha a dar uma voltinha na segwei com que faz as rondas no shopping. Miguel fica com ciúmes e Nicole beija-o, divertida.

Alberto grita com Áurea e manda-a calar, pois ela persiste em tentar virá-lo contra a irmã. De seguida, Alberto faz um pacto com Carminho, que consiste em aceitar submeter-se à junta médica. No entanto, exige que não se volte a tocar no assunto quando os médicos concluírem que ele é senhor dos seus atos.

Urbano fica frustrado com a recusa de Júlia para jantar e Duarte também se mostra desagradado por ter de esperar que ela conte toda a verdade sobre eles a Urbano, pedindo o divórcio ao marido.

Mariana fica a saber por acaso, por uma colega de Gui, que ele não tem ido às aulas na faculdade. Antes de poder confrontá-lo com esta descoberta, bate à porta uma assistente social que pretende avaliar até que ponto eles são capazes de tomar conta de Carolina. Antes de chamar Gui, Mariana pede ajuda a Raquel.

Júlia prepara-se para ir tomar o pequeno-almoço com Urbano e partilha com Madalena que tem de contar rapidamente ao marido que está envolvida com Duarte.

Filomena dá mais uma oportunidade a Gui e Mariana de ficarem com Carolina ao seu cuidado. Quando a assistente social se vai embora, Mariana explode e chama mentiroso a Gui, acusando-o de a ter enganado desde sempre, dizendo que tinha aulas e exames para passar a vida fora de casa. Mariana não dá tréguas e grita a Gui que quer o divórcio.

Gui é apanhado de surpresa quando Mariana diz que se quer separar e ainda tenta demovê-la. No entanto, a filha de Júlia mostra-se determinada exigindo o divórcio, por não confiar mais nele. Gui resigna-se e sai de casa, dizendo que vai morar com os pais, combinando regressar mais tarde para ir buscar os seus pertences. Mariana agarra-se a Carolina e murmura que agora são apenas as duas.

Urbano, com cara de caso, recebe Júlia e diz que não pode ir tomar o pequeno-almoço com ela porque pediu a um médico amigo que o consultasse, uma vez que se sente cansado. Júlia pretende acompanhá-lo mas Urbano prefere ir sozinho, conferindo apenas que a mulher vai passar a manhã a trabalhar na clínica. Quando Júlia sai, Urbano volta a ter um ar preocupado.

Alberto responde mal a Ester quando esta diz que o vai acompanhar à junta médica e mantém que quer ir sozinho. Ao perceber que se excedeu pede desculpa, mas contrariado. Amélia chega nesse instante e insiste para que Alberto tome o pequeno-almoço. Ele sai de casa furioso e a empregada aconselha Ester a segui-lo, não vá ele faltar à junta médica. Ester teme que o marido ainda arranje problemas maiores.

Raquel fica perplexa quando Mariana lhe conta que pediu o divórcio a Gui. Ainda tenta fazê-la reconsiderar, mas Mariana argumenta que não perdoa as mentiras do marido. Raquel mostra-se melindrada porque Mariana dá a entender que só casou porque ela insistiu. Antes de sair para ir buscar Hugo, lembra que Teresa não vai gostar nada que ela se separe do filho e vai, por isso, fazer-lhe a vida negra. Mariana não se impressiona e responde que, desta vez, Teresa vai perceber que não tem controlo absoluto sobre tudo o que acontece.

Teresa procura Inês para saber as razões do fim do namoro com Duarte. Fica atónita ao saber que o filho terminou tudo, porque ainda não esqueceu Júlia, a mãe de Mariana e sua antiga namorada.

Gui desabafa com Duarte, sem saber se deve lutar pelo casamento com Mariana, ou desistir dele. Acaba por reconhecer que o irmão tinha razão quando o aconselhou a não casar. Gui teme que Teresa o crucifique, mas Duarte incita-o a fazer frente à mãe, não permitindo que ela lhe controle a vida. Gui muda de assunto e pergunta ao irmão como vai a sua vida. Duarte defende que fez bem ao terminar com Inês, por não ser justo enganá-la e conta que Júlia vai almoçar consigo, pensando em insistir para que ela peça o divórcio a Urbano.

Júlia aproveita a ida de Zé Maria ao ginásio da clínica para conversar um pouco com ele. O ex-cunhado confessa que já está um pouco melhor depois de tudo o que lhe aconteceu e, embora reconhecendo que errou ao disparar sobre Hugo, não esconde que ficou aliviado. Júlia vai sorrindo de forma compreensiva, dando a força que Zé Maria precisa para se recompor das traições de Raquel.

Enquanto espera que Lúcia lhe arranje uma toalha, Zé Maria conversa com Emília sobre as diversas aulas que o ginásio tem para oferecer. A cumplicidade entre os dois instala-se e Emília fica muito bem impressionada com a simpatia do empresário. Lúcia comenta que ninguém o julgará capaz de tentar matar alguém.

Raquel regressa a casa já com Hugo que quer de imediato começar a trabalhar. Ela proíbe-o, lembrando os conselhos do médico, ao mesmo tempo que protesta pelo facto de Mariana ser tão teimosa quanto ele. Hugo acarinha Raquel e responde que a miúda está apenas a seguir o seu exemplo.

Teresa irrompe pelo escritório de Francisco quando ele fala ao telefone com Cátia. Francisco disfarça o seu ar sedutor e termina a chamada. Teresa sugere-lhe, quase exigindo, que fale com Duarte para esclarecer o envolvimento do filho com Júlia. Se estava nervosa quando entrou, sai ainda mais enervada por perceber que Francisco não está disposto a almoçar com ela.

Cátia não consegue reprimir o desgosto e chora, ao mesmo tempo que conta a Sónia que Gui terminou com ela. A prima anima-a, decretando para que não valorize a situação, pois os homens são todos iguais e se não tem um, outros não faltam. Sónia continua a brincar e consegue arrancar alguns sorrisos a Cátia.

Duarte pressiona Júlia a deixar Urbano, mas a conversa é interrompida pela chegada de Teresa, Júlia esconde-se na casa de banho e Duarte abre a porta, surpreendido pela chegada da mãe. Teresa não se detém e diz que vai opor-se com todas as forças para que ele acabe a relação com Júlia que, para além de ser casada é também uma assassina. Duarte confessa que não presta, pois não conseguiu ver a tempo a mulher fantástica que Júlia é, acabando por perdê-la para outro. Júlia comove-se ao ouvir a forma guerreira como Duarte diz amá-la. Sem se deter, este acusa a mãe de interferir desastrosamente na vida dele e do irmão, deixando Teresa petrificada com a notícia de que Gui se vai separar. Teresa vai embora com a promessa de voltar à conversa com ele, mas agora mais preocupada em salvar o casamento de Gui. Depois de Teresa sair, Júlia reaparece na sala e beija Duarte com paixão, começando ambos a despir-se para fazerem amor.

Urbano permanece de olhar preocupado e triste num banco de jardim e liga a Lúcia para que lhe desmarque também as consultas da tarde. Pergunta por Júlia, ficando a saber que a mulher saiu para almoçar. A angústia começa a tomar conta de Urbano.

Emília conta a Luísa que não vê a hora de abraçar Raul, desejosa de ir buscar o filho ao aeroporto. De passagem conta, entusiasmada, o encontro que teve no ginásio com Zé Maria. Luísa insinua que a amiga está interessada no empresário, mas Emília garante que apenas o achou simpático e educado.

Teresa entra em confronto com Mariana, ameaçando armar-lhe uma guerra e tirar-lhe a filha, depois dela ter decidido separa-se de Gui. Mariana enfrenta a sogra, mas não deixa de ficar preocupada.

Júlia estranha que Urbano não esteja na clínica quando ela volta e decide ligar-lhe. O marido responde, lacónico, que ainda está a fazer exames médicos. Despede-se dela e, dentro do carro, observa Duarte, que acaba de chegar à agência de viagens. Entretanto, Júlia desabafa com Madalena e conta que decidiu pedir o divórcio a Urbano para ficar com Duarte.

Alberto regressa a casa vergado ao peso da vergonha por ter de se sujeitar a uma junta médica para avaliar a sua condição psicológica. Ester é complacente com a irritação do marido e pede a Amélia para não falar mais do assunto, enquanto não se souber o resultado. A empregada entrega mais uma carta do tribunal a Alberto, que fica preocupado.

Isabel preenche os impressos para fazer a inseminação artificial. Luísa brinca com ela e, depois de Hugo passar de braço ao peito, diz à amiga que ele deve fazer uns filhos perfeitos.

Francisco estranha a frieza com que Cátia o recebe e a falta de entusiasmo que denota com a perspetiva de passarem a noite juntos. O clima melhora depois do advogado revelar que está a arranjar-lhe um grande trabalho na televisão. Gui assiste ás carícias entre ambos e esconde-se para não ser visto pelo pai.

Nonô aconselha Mariana a reconsiderar a separação e a reconciliar-se com Gui, mas a amiga mantém a intenção de divorciar-se.

Júlia prepara-se para pedir o divórcio mas Urbano troca-lhe as voltas e diz que está a morrer com uma doença degenerativa grave, deixando-a em choque.

nas redes

pesquisar