SIC

Perfil

De segunda a sexta

Dancin' Days - Resumo de 2 a 8 de novembro

Júlia marca encontro com Mariana mas é obrigada a faltar, Mariana fica desiludida com a mãe

Duarte consegue levar Júlia para uma esplanada e abre-lhe o coração, contando-lhe a sua vida. Júlia, retraída e ainda aprisionada ao passado, não consegue retribuir-lhe a sinceridade.

Raquel pede a Nonô que mantenha Mariana ocupada enquanto procede à remodelação do seu quarto. No entanto, apesar de todo o entusiasmo, confessa a Zé Maria o receio de que Júlia apareça na festa de aniversário e revele á jovem que é a sua verdadeira mãe. O marido propõe-se contactar Júlia, para garantir que nada perturbará a festa que estão a organizar. Raquel cala-se quando Mariana aparece, curiosa por saber que prenda os pais adoptivos lhe vão dar.

Teresa e Natércia comentam a crise económica do país, enquanto Gui desaponta a mãe, pelo alheamento que demonstra em relação às coisas importantes da vida. Teresa mostra grande desagrado, quando Francisco lhe telefona a dizer que não vai jantar a casa. A mulher diz já estar habituada. O advogado prefere passar a noite com Cátia no clube.

Enquanto Júlia é elogiada por ter pago a dívida de Alberto, desculpada por não ter avisado que não ia jantar, Áurea, ciumenta, esforça-se por não revelar que estão a elogiar uma mulher que acabou de sair da prisão. Carminho sussurra à irmã que deve calar-se. Áurea engole ainda a humilhação de ser tratada por Artur como uma inútil. Alberto pega-se com Artur, queixando-se que o genro não tem qualquer respeito por si.

Num quarto de hotel, Júlia e Duarte não resistem e fazem amor, plenos de desejo.

Inês surpreende Áurea a chorar, estranhando que a mãe diga mal de Júlia, acusando-a de querer tomar o seu lugar de filha mais velha, na família, ajudando Alberto a resolver o problema da dívida com Francisco. Áurea avisa que não tardará, para que todos se desiludam com a forasteira.

Júlia aproveita o facto de Duarte ainda dormir, para deixar o quarto em que viveram a sua primeira noite de amor, sem se despedir, deixando apenas um bilhete romântico. Quando desperta, Duarte assusta-se inicialmente com a ausência de Júlia, mas ao ler a sua mensagem, sorri mais tranquilo.

Júlia regressa a casa e, com a cumplicidade de Amélia, esconde que passou a noite fora. Fica sem palavras quando Alberto a convida para ser sua sócia no negócio das motos táxi. Vera surge nesse instante e mostra o programa do curso de fotografia que Júlia lhe vai pagar. Júlia fica muito atrapalhada quando Vera confidencia que já fez uma amiga, de nome Mariana, que a convidou para a sua festa de aniversário. É obrigada a recompor-se, por receber uma chamada de Zé Maria, pedindo que se encontre com ele.

Elvira é a primeira a dar os parabéns a Mariana, que arde em curiosidade, questionando a empregada sobre o presente que os pais lhe vão dar.

Zé Maria oferece emprego a Júlia num dos seus hotéis nos Açores. Ela recusa e vai embora furiosa, não sem que antes diga que a intenção do cunhado e de Raquel é afastá-la da filha Mariana.

Emília mima Raul, depois do filho ter passado mais uma noite nas urgências do hospital. Emília mostra-se orgulhosa do filho médico que lhe conta ter salvo a vida de uma criança. Emília mostra-se contra o facto de Raul pensar em viver com Inês, sem que tencionem casar-se.

Nicole discute com Hernâni que insiste em voltar para ela. Tânia repreende os pais pela algazarra que estão a fazer e aproveita para dizer que precisa de dinheiro para ir ao cinema com Paulo e Bruno. Hernâni mostra o seu desagrado, insinuando que os rapazes podem abusar da filha. Tânia argumenta que a mãe de Bruno vai estar com eles, enquanto Nicole o manda calar e autoriza a filha a acompanhar os amigos. Hernâni liga de imediato a Miguel, ordenando-lhe que tome conta do stand, pois tem que fazer à tarde.

Bruno e Inês ficam surpreendidos com a boa disposição matinal de Áurea, já que a mãe diz que vai passar uma tarde divertida no cinema.

Sónia segura os peitos, justificando porque lhes quer colocar implantes. Cátia chama-lhe à atenção para a presença de Bruno, Paulo e Tânia. Áurea diz fazer questão de lhes pagar os bilhetes do cinema e espanta ainda mais, por lhes dar dinheiro para doces.

Hernâni surpreende a filha e os dois amigos, pois aparece para ir ao cinema com eles.

Duarte fica aliviado por telefonar a Júlia, constatando que ela não lhe deu um número falso. Júlia confessa a Carminho estar apaixonada, embora receie que a sua felicidade seja sol de pouca dura.

Francisco faz-se mais do que realmente é, conversando com um funcionário judicial que se mostra surpreendido pela forma rápida como o advogado impediu a penhora dos bens da família. Francisco justifica que conseguiu tal proeza a vender património, escondendo porém, que o fez à revelia de Teresa.

Gui leva Vera a dar um passeio de barco e tem como recompensa o fascínio da rapariga, que o beija com grande entusiasmo.

Mariana fica eufórica com a remodelação do seu quarto e abraça Raquel com grande intensidade. Nesse instante, um estafeta entrega um grande ramo de flores e um colar de pérolas, Elvira descobre uma carta que Mariana lê em voz alta. Fica em choque ao perceber que o presente mistério foi enviado pela sua mãe verdadeira, que formula o desejo de que se reencontrem em breve. Mariana, completamente baralhada, questiona Raquel sobre o paradeiro da mãe, enquanto a tia, que assumiu durante uma vida esse papel, está sem palavras.

Raquel tem dificuldade em mentir a Mariana, dizendo que desconhecia que a sua mãe estava em Lisboa. Elvira elogia o colar que Júlia mandou à filha, agravando a ansiedade e irritação de Raquel, obrigada a disfarçar o que sente. Desesperada, trata de denegrir a imagem da irmã, vincando que ela sempre foi egoísta e nunca ligou à filha. Quando Mariana, ainda abalada, vai vestir-se para a sua festa de aniversário, Raquel manda que Elvira deite fora as flores que Júlia enviou. Mariana decide levar para o quarto a carta que a mãe lhe escreveu e opta por manter o colar ao pescoço, apesar da reprovação contida de Raquel. Elvira percebe o mau estar da patroa.

Júlia parece uma adolescente, quando ajuda Vera a maquilhar-se para a festa de Mariana. Deixa mesmo escapar que até perece que é ela a convidada. Vera está nervosa, elogiando Gui que a vai acompanhar. Júlia e Carminho riem-se com cumplicidade, concordando que Vera está apaixonada.

Teresa fica surpreendida com o talento de Duarte para a pintura, observando algumas telas que chegaram com os pertences que o filho tinha em Bruxelas. Reprova a conduta de Gui, que passou o dia fora de casa e agora sai para a festa de Mariana. No entanto, Teresa ensaia, ainda que em vão, uma derradeira tentativa para que Duarte desista de ir viver para uma casa alugada. O filho reafirma que quer ter o seu espaço.

Alberto, qual ave de rapina, tenta a todo o custo que Júlia se torne sua sócia no negócio das motos táxi. Ela tenta esquivar-se e é salva por Carminho, que afugenta o pai.

Quando Mariana chega à casa da praia para a sua festa de anos, Raquel insiste para que retire o colar que Júlia lhe ofereceu. Para sua desilusão, a jovem dispara que ela parece ter ciúmes da sua mãe, duvidando que a tia lhe tenha organizado a festa por prazer. Raquel fica especada à frente do fotógrafo, sem saber o que dizer.

Mariana mostra-se cada vez mais interessada em conhecer a mãe. Raquel deixa Zé Maria perplexo, ao dizer que terá de evitar isso a todo o custo, nem que seja preciso destruir Júlia. Esta, confessa a Carminho que adorava estar na festa da filha para poder abraçá-la, alimentando a esperança de que ela esteja a usar o colar que lhe ofereceu.

Jorge é despedido e fica destroçado. Isabel consola o irmão mas diz que está mais difícil que ele consiga juntar-se com Carminho.

Nicole sugere a Miguel que passe a arranjar as unhas para lhe chamar mais homens ao estabelecimento. Para a seduzir, ele mostra-se disposto a fazer o sacrifício. É obrigado a disfarçar com a chegada de Hernâni, que traz Tânia de volta, irritada com o pai, por ter escolhido o filme que ela foi ver com os amigos, interpondo-se na sala entre ela e os rapazes. Tânia aparece desgostosa e Nicole atira-se ao ex-marido por se ter comportado como super protector.

Amélia e Ester estranham que Áurea tenha oferecido roupa a Paulo, antes deste ir ao cinema com Bruno e Tânia.

Aníbal fica perplexo, pois Áurea prepara-se para lhe servir um jantar especial, com muito marisco.

Nonô fica cheia de ciúmes da proximidade que Mariana evidencia com Vera. Gui apimenta a festa, roubando uma garrafa de vodka e servindo-a aos amigos. Mariana faz escândalo e envergonha Raquel, ao recusar tirar uma fotografia com ela e Zé Maria.

Duarte controla-se, confrontado com mais uma interferência de Teresa na sua vida. A mãe convida Eduarda para tomar chá, aproveitando o facto do filho da amiga ser um galerista que pode proporcionar a Duarte uma exposição dos seus quadros.

Carminho percebe a ansiedade de Júlia e incentiva-a a perder o medo e a ligar a Mariana.

Raquel apanha Mariana a beijar Diogo à beira da piscina e dá-lhe um sermão. Mariana reaje mal e diz que se tivesse sido educada pela mãe verdadeira, a sua vida seria diferente. Gui, completamente ébrio começa a cantar os parabéns, seguido por todos os convidados, mas não evita o clima de tensão entre Raquel e Mariana.

Júlia esbate a sua ansiedade e liga a Duarte. Ambos se mostram muito apaixonados.

Mariana desabafa com Vera e critica Raquel, acusando-a de querer controlar toda a sua vida. Nonô observa-as cheia de ciúmes.

Hernâni leva Miguel ao clube de striptease e Cátia é obrigada a esconder-se, para que não descubram a sua vida dupla. Em casa, Tânia tenta convencer Nicole a dar mais uma oportunidade a Hernâni, mas a mãe dispara que já lhe deu oportunidades a mais.

Carminho avisa Alberto de que não vai deixá-lo extorquir dinheiro a Júlia para o negócio das motas táxi.

Júlia fica eufórica ao saber por Vera, que Mariana usou na festa o colar que lhe ofereceu. Sem que Vera perceba, copia o número da filha, para lhe ligar mais tarde.

Raquel marca encontro com Júlia e ordena-lhe, desesperada, que desapareça da vida de Mariana. A irmã não cede à pressão e reafirma a intenção de recuperar a filha. Depois de Júlia se retirar, Raquel fica incomodada, pois Hugo senta-se à mesa e diz saber que aquela mulher esteve presa.

Júlia ganha coragem e telefona a Mariana, anunciando-se como sua mãe. Mariana está com Nonô ao lado e fica tão emocionada que nem consegue falar.

Mariana, ainda estupefacta, aceita o convite de Júlia para se encontrar com ela. A conversa telefónica é marcada pela emoção. Nonô fica atónita quando Mariana lhe conta que combinou um encontro com a mãe verdadeira, ao mesmo tempo que acrescenta que vai esconder o assunto de Raquel, mesmo tendo a consciência de que foi a tia quem a criou. Mariana já tem o plano traçado para iludir o motorista que a vigia, decidindo sair mais cedo da escola.

Raquel desabafa com Zé Maria que o seu encontro com Júlia foi infrutífero, pois a irmã não desiste de lutar pela posse de Mariana. Sensível como sempre à angústia da mulher, Zé Maria sugere a Raquel que vá buscar Mariana à escola, para assim manter a sua presença perto dela.

Carminho e Ester estranham a boa disposição de Áurea, que chega ao ponto de defender os negócios megalómanos de Alberto. Este tenta demover Carminho de vender a mesa antiga de jogo, argumentando que a dívida com Francisco já está soldada. Carminho lembra ao pai que o assunto foi resolvido com o dinheiro de Júlia e que ainda estão por pagar as prestações atrasadas do carro. Áurea contemporiza com o pai, mas Carminho não faz o jogo da irmã. Júlia chega nessa altura e pede para falar a sós com a amiga. Conta que marcou encontro com a filha, confessando a Carminho que recorreu ao telemóvel de Vera para descobrir o contacto de Mariana. Júlia dá conta de todos os seus receios, mas Carminho não a deixa cair, incentivando-a para que tenha coragem. Duarte liga a Júlia, convidando-a para jantar. Apesar de apaixonada ela explica que tem um compromisso e só mais tarde poderá decidir se está disponível.

Hernâni falha a venda de um carro porque o cliente está proibido pela mulher de gastar muito dinheiro. Miguel troça do patrão, mas este justifica-se, dizendo que não insiste em vendas que envolvem mulheres. A este pretexto, Miguel consegue que Hernâni o nomeie para vigiar Nicole, aproveitando o facto dele pensar que a ex-mulher está a sofrer o assédio feroz de outros homens.

Francisco procura Cátia na loja de doces e deixa-a excitada, oferecendo-lhe a entrada para participar num casting para fazer um anúncio.

Miguel conserta o quadro eléctrico da loja de Nicole e ganha a sua simpatia, ignorando que ele está morto de desejo.

Luísa insiste em enganar clientes, impingindo peças de louça vulgar, como se fossem da dinastia Ming. Emília avisa-a que, não tarda nada, têm a fiscalização à perna.

Emília critica Luísa que parece estar a atirar-se ao seu filho Raul quando ele diz que vai viajar para Paris. O médico, envergonhado, despede-se da mãe e da amiga, para regressar ao trabalho no hospital. Emília convence Luísa a assistir a uma peça de teatro para que Isabel as convida. Isto apesar de Luísa estar desejosa de programas que envolvam homens apetecíveis, de preferência novos.

Carminho não demonstra, mas fica angustiada ao saber que Jorge foi despedido. Incentiva-o a procurar emprego, mas não deixa de criticar a veia sonhadora do namorado.

Aníbal procura, em fúria, uma pasta e acusa Áurea de a ter escondido. A mulher entra em casa carregada de compras e entrega-lhe os documentos com grande descontracção. Inês desespera sem conseguir concentrar-se no trabalho que está a fazer, mas conta aos pais que o chefe a escolheu para o acompanhar numa viajem de trabalho ao estrangeiro. Raul, num acto machista, mostra desconfiança, provocando a reacção imediata de Inês, que é apoiada pela mãe. Raul sai de casa amuado.

Ester conversa com Alberto e alerta-o para as mudanças súbitas de humor de Áurea. Alberto arrisca que talvez a filha se esteja a dar melhor com Aníbal. Júlia chega nesse instante, apressada para arranjar-se, pois tem o tão desejado encontro com Mariana. Alberto suspira, pois continua a achar que Júlia é a sócia ideal para o negócio de motos táxi. Amélia ouve-lhe o desabafo e dispara que o negócio só deve ser bom para ele. Agastado, Alberto pergunta a Ester porque é que ainda mantêm aquela mulher lá em casa, Amélia limita-se a rir.

Duarte dá asas ao amor e compra um par de brincos para oferecer a Júlia.

Inês deixa Raul frustrado, pois não pode viajar com ele para Paris, por ter um compromisso profissional no estrangeiro, na mesma altura.

Júlia sai de casa sem telemóvel e falha o encontro com Mariana. Raquel fica furiosa ao saber por Nonô, que elas combinaram conhecer-se à sua revelia. Liga desesperada para Júlia, mas não obtém resposta. Noutro ponto da cidade, Mariana vagueia sem destino, muito triste, a pensar que a mãe a enganou de novo.

Isabel lamenta não ter conseguido bilhetes para a peça de teatro que pretendia ver. Luísa diz que podem sair na mesma e atira-se a Urbano, que fica atrapalhado com o convite para as acompanhar. Assim que Luísa e Emília saem para a sua aula no ginásio, Urbano oferece a Isabel um bilhete duplo para a peça, mas, enervado, sugere-lhe que vá com uma das amigas.

Mariana regressa a casa, depois de se ter gorado o encontro que tanto desejava com a verdadeira mãe. Quando se percebe do que aconteceu, Raquel vira a Mariana contra a mãe. Júlia liga nesse instante e Mariana atende a chamada com frieza, não aceitando as suas explicações para ter faltado ao encontro e dizendo para que não a procure mais. Raquel sorri vitoriosa e, mais tarde garante a Zé Maria que se Júlia lhe declarou guerra, é guerra que vai ter.

Júlia desabafa as suas mágoas com Carminho e, mal por mal, aceita jantar com Duarte. Quando ele se prepara para lhe dar os brincos que comprou, Júlia deixa-o suspenso, dizendo que tem uma revelação importante a fazer.

Júlia elogia os brincos que Duarte lhe oferece, mas perde a coragem para lhe contar a sua verdadeira história de vida, preferindo assumir que talvez seja esta a primeira vez que se sente apaixonada.

Mariana descobre que Vera é recepcionista na clínica de estética do doutor Urbano. No bar, conta à amiga que está a passar por um momento difícil, pois tinha a expectativa de conhecer a mãe, o que acabou por não acontecer. No entanto, fica impressionada, porque Vera confessa que perdeu cedo os seus pais num acidente e foi criada pelos tios.

Júlia, embora apaixonada, confessa a Duarte ter medo de o desiludir. Em contrapartida, ele convida-a para o acompanhar a uma festa, na noite seguinte.

Mariana regressa a casa e, confrontada por Raquel, acaba por confirmar que foi contactada pela mãe para encontrar-se com ela, mas que Júlia faltou. Mariana finge não estar afectada, mas sofre no seu quarto, depois de receber uma mensagem de Júlia a desculpar-se por ter faltado ao prometido. Raquel mostra-se cada vez mais insegura, temendo que a irmã lhe roube Mariana, até porque Zé Maria se mostra complacente com Júlia, acreditando que se ela faltou ao encontro com a filha, deve ter tido motivos fortes para isso. No entanto, Zé Maria acaba por conseguir que Raquel fique mais calma, confiando que a festa de inauguração do clube, vai tranquilizar a sua filha adoptiva. Mariana destrói o colar que Júlia lhe ofereceu, enquanto a mãe, destroçada, pede a Duarte, no quarto de hotel onde se amam, que nunca desista dela.

Teresa reclama porque Duarte voltou a não dormir em casa e pergunta a Gui se sabe da vida do irmão. Gui diz que do que sabe guarda segredo e defende-se da ofensiva da mãe, quando Francisco deixa a descoberto que a sua vida na faculdade não está muito fácil. Teresa fica excitada ao saber que Gui tem ligações à família Côrte-real, por estar convidado para a inauguração do Dancin’Days. Francisco esforça-se por ser agradável e diz a Teresa que tem convite para a festa. Ela recusa, ficando amuada com o marido, que não demonstra interesse em proporcionar um programa alternativo. Teresa continua a sentir-se cada vez mais sozinha.

Júlia fica em pânico ao receber uma chamada dos serviços prisionais, reclamando por não ter fornecido a sua nova morada, ignorando que foi Raquel a denunciá-la. Duarte faz perguntas incómodas e Júlia é forçada a desculpar-se.

Já em casa, sofre mais uma investida de Alberto, que insiste em tê-la como sócia nos seus negócios. Ester e Amélia acabam por travar a conversa incómoda para a sua hóspede.

Jorge toma um café na loja da irmã Isabel e é bafejado pela sorte porque Hugo lhe oferece trabalho na sua loja de som.

Nicole fica louca de inveja, ao saber por Emília que Hugo distribuiu convites para a inauguração do clube e não lhe deu nenhum. Especialmente porque Luísa foi convidada.

Miguel finge perante Hernâni que está a vigiar Nicole, escondendo que está interessado na ex-mulher do patrão.

Júlia telefona a Mariana mas a filha rejeita a chamada. Júlia refugia-se na chamada de Duarte, limpando as lágrimas, agradecendo por ele estar presente na sua vida.

Carminho e Jorge descobrem, por mero acaso, que Raquel é irmã de Júlia. Carminho fica desejosa de poder contar a Júlia a coincidência, pois tem marcação com Raquel para uma massagem na clínica.

Alberto quase rebenta de impaciência, pois Amélia faz questão de lhe lembrar que não lhe paga ordenado há meses, embora continue a pensar em investimentos para os quais não tem dinheiro.

Raul perdoa Inês a custo, por ela não poder fazer a tão desejada viajem a Paris, dando prioridade à viajem de trabalho à Croácia.

Hugo surpreende Júlia, ao pedir-lhe desculpa pelo seu comportamento, à frente de Jorge e Carminho. Júlia aceita, sem rancor.

Teresa não esconde o seu desagrado por saber que Duarte vai sair de casa e que também está convidado para a inauguração do novo clube da cidade. Perante as evidencias suspira que o seu destino é mesmo ficar sozinha. O filho não lhe dá importância.

Júlia acompanha Duarte na inauguração do Dancin’Days e, em confronto com Raquel, ameaça fazer um escândalo, se ela não permitir que fale com Mariana. Zé Maria tenta esconder Mariana da mãe verdadeira.

nas redes

pesquisar