SIC

Perfil

De segunda a sexta

Dancin'Days - Resumo de 15 a 21 de agosto

Áurea descobre que Inês está realmente doente; Duarte e Júlia beijam-se!

Christian Gnad

Salvador implora a Mariana que o deixe ficar na sua casa, depois de explicar como chegou a tal ponto, sem emprego, sem dinheiro. A filha não se deixa enganar e afirma que ele nunca quis saber dela por um segundo e que só se tentou reaproximar porque está a passar por dificuldades. Salvador insiste uma última vez reafirmando que apesar das atitudes indignas que teve ainda é o seu pai. João intervém e ajuda a expulsá-lo e dá um beijo na testa de Mariana para a consolar.

Duarte e Gui terminam um digestivo. Gui confessa ao irmão que já não vai sair porque senão vão aparecer com cara de ressaca a Filipa, com quem combinou um brunch. Duarte brinca e diz que ele já deu a volta à miúda. Nisto o seu telemóvel toca e Duarte percebe que é outra vez do número privado. Ele atende e como das outras vezes ninguém responde do outro lado. Cada vez mais impaciente, mostra-se convencido de que é Inês a autora das chamadas. Gui sugere-lhe que mude de número mas ele resigna-se, pois terá que o partilhar com a família da mulher. Duarte reconhece que está a braços com uma situação difícil de resolver.

No Dancin’ Days, Sónia não desiste de encontrar par e desafia Cátia para dançar. A prima não está para danças e prefere ficar na mesa. Sónia pensa que ela quer ficar com o caminho livre para um rapaz bem parecido que está ao balcão. Cátia dispensa um sorriso, quando ele a saúda de longe.

Artur e Júlia vão tomar o pequeno-almoço juntos. Ele desculpa-se por forçá-la a levantar cedo a um sábado. Júlia pergunta-lhe se está entusiasmado por ir trabalhar na revista checa. Artur assume que gosta de novos desafios e confessa a sua ignorância sobre quem a administração vai colocar no seu lugar. Fatalmente, não resiste em revelar a sua insegurança, dizendo esperar que quando virar costas os ex-namorados dela não a ataquem e reconhece que está a pensar mais em Duarte. Incomodada, Júlia decreta que se ele não confia nela vai ser complicado manterem o casamento. Artur responde que não confia é neles. Júlia condescende e leva-o para comerem.

Bernardo confessa a Teresa que já tinha saudades de acordar a seu lado. Ela afirma que só o obrigou a passar duas noites no quarto de hóspedes. Como a conversa decorre com grande cordialidade, arrisca voltar ao assunto do filho bastardo do marido. Bernardo conta que o rapaz se chama Rui, que acha que ele é seu tio e que pensa que o pai morreu num acidente de automóvel. O advogado acrescenta que respeitou as opções de Paula, quanto à maneira de educar o rapaz e que o seu papel quase se resume a entregar o cheque da pensão de alimentos no fim de cada mês. Teresa encontra semelhanças entre a relação de Bernardo com o filho e a sua com Duarte e Gui, lembrando-se com nostalgia que dedicou toda a sua vida à educação deles.

Gui e Filipa começam a conhecer-se e ela fica surpreendida pelo facto de ele, apesar de ser tão novo, já ter sido casado e ter a seu cargo uma filha. Filipa adivinha que ele deve ser um bom pai e Gui responde que essa é uma das muitas qualidades que ele vai descobrir. A jornalista provoca-o e responde que não sabe se está interessada. Gui corresponde ao seu olhar de desafio.

Mariana brinca com Carolina pela manhã. João vai despedir-se delas e convida-a para aparecer no treino de Lucas mas ela diz estar à espera da mãe, com quem combinou passar o dia. Lamenta estar tão pouco tempo com a filha mas João recomenda-lhe que não passe a sua tristeza à menina.

Raquel recebe uma chamada do inspector da Polícia Judiciária quando se está a despedir de Hugo. Fica nervosa mas finge que está a falar com alguém que quer impingir-lhe um cartão de crédito. Hugo fica desconfiado mas também disfarça. Depois de Hugo sair, Raquel devolve a chamada ao inspector e combina encontrar-se com ele.

Áurea consulta o seu psiquiatra e se por um lado fica contente por saber que está muito melhor, por outro sente o mundo desabar-lhe em cima, já que o doutor Carvalho desmascara as mentiras de Inês e confirma que ela está gravemente doente, ao contrário da ideia que fez passar. O médico alerta para o facto da doença provocar mudanças de humor repentinas e violentas, antecipando tempos difíceis para quem tiver de cuidar de Inês. Áurea não esconde a sua preocupação e assume que vai ter de falar com a filha.

Sónia fica desiludida com Cátia porque ela mandou embora o rapaz que conheceu na discoteca, quando ele a levou a casa. Depois das críticas, pede à prima um doce porque está com carências afectivas depois de mais uma noite a seco.

Luísa convence Ivo a dar-lhe massagens fora da clínica com o argumento de que lá, lhe sai muito caro. Ele põe como condição que as sessões sejam no seu quarto e que Urbano não saiba de nada. Luísa jura guardar segredo. Entretanto, Miguel chega ao café e segue para a loja de decoração com Luísa e Sónia, que exigem conversar com ele. Batido nas coisas do coração, Miguel faz com que elas acreditem que fica cheio de pena quando elas assumem que querem acabar tudo com ele. Miguel põe uma expressão de desolação e, tanto Sónia, como Luísa, ficam cheias de pena dele. Miguel sai da loja com um sorriso de vitória.

Mariana conta a Júlia o que se passou com Salvador, que lhe implorou para ficar em sua casa durante uns dias. Júlia interroga-se como foi possível deixar-se enrolar por uma adolescente, ao mesmo tempo que quase responde a si própria, quando constata que ele não aprende com os erros.

O inspector da Polícia Judiciária convence Raquel a usar um microfone para que sejam recolhidas provas que o levem de novo para a cadeia. O agente diz que ela tem de fazer com que Hugo assuma, sem qualquer dúvida, que é o líder do grupo que rouba os carros. Ela aceita a missão mas está em pânico, temendo que Hugo desconfie da sua traição.

Alberto agradece a Paulo a ajuda que lhe deu quando se magoou nas costas e convida o rapaz para trabalhar consigo. Amélia repreende o patrão e acusa-o de querer explorar o neto. A empregada prega-lhe um raspanete, dizendo que parece impossível estar a cinquenta e cinco anos de namoro com Ester e não desistir do negócio que fez com que ela saísse de casa. Alberto pede a Amélia que convença Ester a voltar para casa quando estiver com ela. A empregada deixa-o a pensar quando afirma que se decidir mudar com o neto para casa de Áurea, o deixará sozinho com a sua casmurrice.

Inês regressa a casa muito bem disposta mas cedo perde o sorriso, pois Áurea confronta-a com as suas mentiras e com o facto de ele continuar a negar que está gravemente doente. Inês fica muito nervosa por ter sido descoberta e vai refugiar-se no quarto. Áurea prepara-se para seguir a filha mas Ester decreta que é melhor deixar passar um pouco, até voltarem a falar com ela.

Gui conta a Duarte que o encontro com Filipa correu muito bem, apesar de ainda nem sequer se terem beijado. O irmão brinca e arrisca que ele deve estar doente. Gui fica muito satisfeito quando Duarte diz que decidiu aceitar a sua oferta para trabalharem juntos. Tão satisfeito que até consegue convencê-lo para irem passear com Martim.

Cátia está cada vez mais desanimada, pois Cristóvão reconhece sem papas na língua que a relação entre eles não resultou porque eram pessoas muito diferentes. Sónia, conta à prima que ela e Luísa já despacharam Miguel, embora tenham sentido muita pena dele, porque ficou muito triste.

Miguel, muito bem disposto, conta a Ivo que já despachou Sónia e Luísa, ficando com espaço aberto para desfrutar da herança que o tio lhe deixou. Miguel é agora um homem rico.

Luísa só pensa em arranjar um homem mas Isabel aconselha-a a acalmar-se. Luísa torce o nariz e responde que os conselhos dela não se adequam às suas aspirações. Isabel contrapõe que os seus conselhos lhe arranjaram uma relação decente e deixa a amiga a pensar.

Lucas começa a fazer planos para reunirem as famílias para que se conheçam. Nonô fica tensa e vê-se forçada a contar-lhe que a mãe dela não aprova o seu namoro. Lucas fica desapontado, embora se esforce por disfarçar. Nonô vinca que não está em causa o amor que sentem um pelo outro, mas simplesmente o facto de não se apressarem para não ficarem numa situação constrangedora. Ao perceber a tristeza do namorado, Nonô também fica desolada.

João também disfarça o incómodo ao saber por Mariana que Babi e Nonô discutiram porque a mãe da amiga não aprova o namoro dela com Lucas. João diz que já não é a primeira vez que o irmão é confrontado com essa situação e sai com a desculpa de ir ver se Carolina está bem. Mariana arrepende-se de ter falado no assunto mas Júlia afirma que ele fez bem. A filha pensa pedir a Raquel que convença Babi a aceitar Lucas. Júlia mostra-se preocupada porque a irmã ainda não falou com ela nesse dia.

Raquel prepara-se para receber Hugo e certifica-se de que o microfone que a polícia lhe colocou não está visível. Hugo toca à porta e Raquel vai abrir, tentando controlar o nervosismo. A tensão aumenta, quando ele admite que o atelier está a recuperar financeiramente aos poucos e com a cara séria, confessa que tem muitas outras novidades para dar e que por isso foi mais cedo para casa. De repente, Hugo passa de uma cara séria para uma que sorri. Raquel, cada vez mais enervada, pede-lhe que lhe conte tudo.

Raquel tenta que Hugo revele pormenores do negócio dos carros roubados mas ele limita-se a dizer que nem quer ouvir falar disso, pois custa-lhe ver os antigos companheiros de prisão a regressarem ao cárcere. Ela fica ainda mais nervosa e assusta-se quando o telemóvel toca. Ao atender, verifica que se trata de Júlia que a convida para ir ver Carolina. Hugo apercebe-se de que Raquel não está bem e pergunta se ela está com algum problema. Raquel nega e levanta-se oferecendo-lhe algo para comer.

Júlia comenta com Mariana que Raquel a despachou porque deve estar com Hugo.

Nonô explica a Lucas que lhe contou que a mãe não aprova o seu namoro porque não quer que existam segredos entre eles. Lucas não esconde a sua desilusão e decide ir embora do centro comercial sozinho, apesar de Nonô se oferecer para o guiar.

Miguel certifica-se junto de Isabel se Áurea tem mesmo capacidade para trabalhar na loja de lingerie. Como recebe o seu aval, decide ligar e marcar uma entrevista com Áurea. Ela recebe o convite em grande excitação e trata de contar a Ester, que fica radiante e também a Inês. A filha mostra-se indiferente e vai refugiar-se no quarto, segundo diz, para não incomodar ninguém. Amélia chega com Paulo e Áurea pede à mãe que não conte nada a ninguém até estar tudo acertado. Amélia conta que já se mudava para o pé delas, pois já não pode ouvir Alberto a lamentar que não está com Ester, no dia em que completam cinquenta e cinco anos de namoro. Áurea tenta que a mãe decida finalmente conversar com o marido, mas Ester insiste em manter-se sem dirigir palavra a Alberto.

Mónica aparece de surpresa na loja de Nicole e desafia Tânia para irem passear. Nicole fica apreensiva, mas depois de muita insistência de filha, permite que ela vá com a amiga.

Urbano explica a Isabel que levou Mónica ao centro comercial porque ela estava a dar-lhe cabo do juízo porque os amigos estavam constantemente a desafia-la para se encontrarem. Isabel lembra o marido que antes de adoptarem a rapariga, sabiam que iriam passar por momentos difíceis. Ele não nega que sim, mas reconhece que não estava preparado para que a sua autoridade fosse constantemente questionada.

Jorge regressa a casa depois de um dia de trabalho e confessa a Carminho que teme pelo futuro da revista com a saída de Artur. O jornalista acrescenta que a administração ainda não divulgou o nome que vai suceder a Artur.

Raquel vai visitar Carolina e conta a Mariana e Júlia que quando esta lhe ligou estava com Hugo e não podia falar. Tanto a irmã como a sobrinha, temem que ele descubra que Raquel é informadora da PJ e reaja mal.

Duarte conversa com Gui e diz que nunca pensou que a sua vida desse uma volta tão grande. De caminho reafirma que não quer o dinheiro que pertencia à mãe. Gui diz de novo que ela vai dar saltos, quando souber que o filho mais velho vai doar o dinheiro a uma instituição.

Luísa marca mais uma massagem com Ivo e fica invejosa porque Sónia faz o mesmo. Esta diz não entender porque é que a decoradora protesta, já que não se incomodou em partilhar o namorado com ela, também não se deve importar de partilhar o massagista. Isabel não entende o que é que as mãos de Ivo têm de tão especial e Sónia responde que só experimentando ela pode perceber. Já Ivo atira os méritos da sua massagem para óleo que usa, abrindo os olhos a Sónia para que ela não revele o seu segredo.

Cristóvão vai exigir a Sónia que vá trabalhar para a loja gourmet, uma vez que ele quer ir ter com Matilde. A discussão entre gerente e funcionária é inevitável.

Miguel surge com Áurea na zona do café do shoping e anuncia que ela á a nova funcionária da loja. Depois de uma piada de Luísa, que insinua que ele é mole, Miguel responde que ele não é nada disso, até porque se tornou gerente da loja, já que ele vai regressar a Cedofeita para gerir a empresa que o tio lhe deixou. Miguel ironiza e reconhece que está rico, embora prometa não dar nas vistas. Depois de provocar as suas duas mulheres, Miguel sai a rir para a loja de lingerie. Elas não se conformam e vão atrás dele, em modo furioso. As duas lojistas ainda tentam reverter a situação mas Miguel nem sequer aceita levá-las consigo para o norte. Antes troça delas, que ficam ainda mais irritadas.

Áurea comenta com Ester e Vera que a loja onde vai trabalhar tem peças de lingerie muito interessantes e até se oferece para descobrir uma bem sensual para a mãe fazer as pazes com o pai. Ester diz que para que tudo fique bem será necessário que Alberto mude, acrescentando que sente dele uma profunda desilusão. Ester rejeita fazer um almoço de família para se reconciliar com o marido e diz que vai ligar a Carminho avisando que vão todos comer fora.

Amélia sugere a Alberto que peça perdão a Ester, nem que tenha de escrever uma mensagem no prédio em frente ou gritando por ela com um megafone. Alberto tem uma ideia luminosa e beija a empregada com vigor. Ela fica aflita e comenta que ele está cada vez pior.

Hernâni elogia a capacidade de Alberto para os negócios mas Nicole não está nada convencida, temendo perder o dinheiro que lhes emprestou. Hernâni garante que, não tarda, está a ganhar mais do que ela. Tânia aparece nesse instante agarrada ao telemóvel. Nicole repreende-a por isso, com o apoio do pai. Tânia contesta o que eles dizem e conta que estava a falar com Mónica, dizendo aos pais que são uns trolls. Eles ficam na ignorância de saberem o que ela lhes chamou. Nicole confessa estar cada vez mais convencida de que Mónica não é boa influência para a filha.

Mónica protesta porque Urbano não a deixou ir para casa de um amigo, para onde foram os outros amigos que ela tinha. Ele diz que não tem culpa que os amigos não tenham aparecido e Isabel sempre lembra que ela esteve com Tânia. Mónica usa um tom de voz autoritário e Urbano avisa-a de que se continuar assim fica sem computador. Mónica pede para ir dormir e deixa os pais a sós. Urbano lembra a Isabel que não pode facilitar com a filha nem deixá-la fazer o que quer.

Artur tenta perceber o que se passa de tão complicado entre Hugo e Raquel, mas Júlia diz que não pode falar do assunto, prometendo fazê-lo mais tarde.

Raquel termina o jantar com Hugo, tentando que ele forneça pistas sobre o roubo dos carros e provas que o incriminem. No entanto ele nem toca no assunto e apenas fala de banalidades. Raquel está cada vez mais nervosa.

Lucas faz um discurso derrotista, não acreditando que a sua relação com Nonô consiga sobreviver às opiniões de Babi, que não aceita o namoro. João esforça-se por animar o irmão mas sem grande sucesso.

Nonô, por seu lado, está zangada com Lucas porque ele não lhe atende o telefone e até diz que se for preciso deixar de falar á mãe para ficar com ele, é isso que fará. Mariana acalma a amiga defendendo que não é necessário uma atitude tão radical

Raquel procura Júlia e conta que está muito preocupada pois começa a acreditar que Hugo pode ter descoberto que ela está a colaborar com a polícia. Nesse mesmo instante, Hugo está de visita a Machado na cadeia a quem conta que foi Raquel quem os tramou. Hugo afirma que ela está a colaborar com a polícia, porque a apanhou pela segunda vez a falar com um agente da judiciária. Hugo diz a Machado que precisa da sua ajuda para virar o jogo a seu favor e meter ele Raquel na cadeia.

Machado diz a Hugo que fará tudo para se vingar de Raquel. Em contrapartida exige que ele lhe arranje um bom advogado e que cuide da sua família. Hugo aceita as condições.

Luísa e Ivo conversam com grande empatia sobre o que querem da vida. Ela considera que ainda não encontrou a sua verdadeira vocação, enquanto Ivo assume que agora está de bem com a vida. Ao falar dos seus sentimentos, Luísa queixa-se de Miguel, por ter-lhe voltado as costas assim que se apanhou com dinheiro. Ivo decreta que a vida o castigará e ela aproveita para desejar que Miguel fique impotente.

Sónia também diz mal de Miguel e chama-lhe sacana mas Cátia lembra-lhe que foi ela a romper com ele. Cristóvão reprova a atitude de Sónia, que se revela interesseira. Cristóvão começa a dissertar sobre o amor e confessa que está verdadeiramente apaixonado por Matilde. Cátia fica irritada e diz que já começa a ficar enojada de o ouvir falar sempre d mesmo. Sónia duvida que ele alguma vez chegue a fazer amor com a namorada e acha que eles deviam ser conservados num frasco, como cobaias.

Miguel está no café de Isabel quando Cátia passa por ele. Em tom provocador, pergunta-lhe se sabe o que é viver a vida ao lado de um milionário. Cátia chama-lhe palerma e vai embora para a loja de doces. Hernâni aparece nesse instante e diz que acha muito bem que Miguel seja um magnata dos mármores, pois os calhaus estão bem no meio dos outros calhaus. A conversa prossegue azeda e obriga Isabel a aconselhar calma aos dois rivais. Hernâni diz que é melhor ir embora, antes que parta os dentes a Miguel. Este suspira dizendo que muito aguentou quando o segurança era seu patrão. Isabel opina que apesar do ar fanfarrão que aparenta, Miguel até é boa pessoa, porque arranjou emprego a Áurea. Ele borra a pintura e assume que se ela se passar da cabeça, o problema será dela, pois ele vai é contar dinheiro. Isabel abana a cabeça em sinal de reprovação.

Inês, afectada pela doença, mostra-se irrascível com Áurea porque a mãe está entusiasmada por voltar a trabalhar, sugerindo a Ester e a Vera que passem pelo centro comercial para verem a loja de lingerie. Inês vocifera que está farta das conversas que elas têm e dá mostras de estar a ter uma crise, quando manda calar Vera, com agressividade. Ainda fica mais irritada porque Ester a obriga a nova consulta no psiquiatra e a tomar os medicamentos que ele prescreveu. Inês entra em negação, convencida de que não está doente e insiste que a culpa é de Duarte que, ao querer divorciar-se, destrui a família que tinham. Ester e Áurea lembram-lhe que ela nunca revelou interesse em estar com Martim. Inês sente-se bombardeada pelas críticas familiares e foge para o quarto.

Vera recebe de Alberto uma chamada de Alberto e Ester retira-se para não ouvir a conversa. Alberto pergunta à sobrinha o que é que vão fazer e fica excitado por saber que o destino delas é o centro comercial. Amélia repara na alegria do patrão e pergunta o que é que ele andará a tramar. Alberto sai de casa a fazer uma nova chamada e não lhe dá resposta.

Carminho conta a Jorge que recebeu uma encomenda de uma estilista que lhe quer comprar um colar. Ele acha que isso é uma boa publicidade para o negócio. Carminho lembra com amargura que tem o almoço familiar, justamente no dia em que os pais passam separados os cinquenta e cinco anos de namoro. Carminho confessa que, apesar de dar razão à mãe no conflito com o pai, nunca pensou que ela tomasse uma atitude tão radical e saísse de casa.

Artur revela alguma apreensão por ir trabalhar como director da Blondie na Republica Checa, pois não conhece a língua nem a realidade que o espera. Júlia dá-lhe coragem, convicta de que as pessoas vão gostar dele. Nesse instante, Júlia recebe uma mensagem de Salvador que pede para se encontrar com ela. Júlia fica irritada e diz que nem vai responder. Artur também não gosta nada da situação e recomenda à mulher que não lhe abra a porta se ele aparecer.

Hugo finge-se simpático para Raquel e convida-a para almoçar no Guincho. Ela aceita com um sorriso e nem desconfia que corre risco de vida.

Alberto surpreende Ester quando ela se prepara para almoçar com a família. O marido leva consigo uma Tuna e dedica-lhe uma canção, para assinalar os cinquenta e cinco anos de namoro. Ester acaba por sorrir, envergonhada.

Gui oferece uma cadeira a Martim, o que deixa Duarte muito sensibilizado. Este, conta ao irmão que Inês continua a fazer-lhe chamadas anónimas e que tomou a decisão de mudar de número. Com ar triste, reconhece que não era esse o ambiente em que sonhou criar o filho, até porque gostava que Inês também acompanhasse o filho. Gui apoia o irmão e brinca com a situação, disparando que eles constituem um casal moderno que vai cuidar lindamente de Martim e Carolina. Duarte sorri com o disparate de Gui.

Quando a serenata termina, Alberto pede perdão a Ester, prometendo não mais a desiludir e reconhecendo que devia ter falado com ela antes de ter iniciado o seu negócio. Diz que a ama e que não consegue viver sem ela. Ester diz que ele é um velho casmurro mas faz finalmente as pazes com o marido. Carminho, Áurea, Vera e Amélia assistem a tudo muito comovidas, enquanto Paulo e Bruno troçam da situação. Inês está muito incomodada com a situação.

Miguel vai provocar Nicole pedindo-lhe um beijo de despedida. Ela responde que nem um aperto de mão lhe dá. No momento em que ele se aproxima mais dela, Hernâni aparece com Tânia e ameaça dar-lhe um murro. Miguel opta por ir embora, saindo da loja de Nicole com um sorriso. A manicura garante a Hernâni que o outro nem lhe tocou e deseja nunca mais o ver. Tânia e Hernâni desejam a mesma coisa.

Miguel vai despedir-se, antes de ir para Cedofeita. Tira um papel do bolso para dedicar algumas palavras aos que estão no café de Isabel. A Cristóvão, diz que não tem nada para lhe dizer. A Cátia que vai ter saudades de lhe olhar para os doces. Ela não lhe deseja sorte, antes pelo contrário. Luísa vai-se embora não querendo ouvir as palavras que lhe estão destinadas e Sónia acaba por fazer o mesmo. Isabel vai atender um cliente e Miguel deixa o shopping, completamente sozinho.

Urbano convida Mónica para irem ao cinema mas ela quer levar os amigos do orfanato. Ele ainda aceita fazer-lhe a vontade mas muda de ideias quando ela diz que os amigos vão fugir para irem ter com eles. Mónica faz uma birra e o pai proíbe-a de jogar no computador. A filha sai disparada para o quarto.

Alberto anuncia à família que vai fazer uma exposição a Ester sobre o negócio de exportação de vinhos, comprometendo-se a desistir se a mulher não aprovar a ideia. Ester aceita a proposta e decide voltar para casa. Inês intromete-se na conversa e, com ar alucinado, diz que também vai voltar para sua casa porque está inspirada pelo facto dos avós terem feitos as pazes, achando que também vai reconciliar-se com Duarte. Inês está convencida que conversando com o marido ele vai desistir do divórcio e está disposta a fazer tudo o que ele quiser, até rastejar. Todos se entreolham, preocupados com mais um ataque de demência de Inês.

Artur conclui o seu último editorial da Blondie e agradece a Jorge e Filipa, o apoio que lhe deram enquanto esteve à frente da revista. Jorge diz que nunca esquecerá que foi ele a fazê-lo regressar ao jornalismo. Filipa também agradece o facto de Artur lhe ter dado a oportunidade de começar. Antes de fechar a porta pela última vez, Artur informa-os que será ele a anunciar o nome do novo director, logo que administração comunique a sua escolha.

Para se ambientar com as suas novas funções, Duarte visita um dos hotéis com Gui e mostra-se impressionado com a capacidade profissional do irmão. Gui conta a Duarte que tem de ir buscar Carolina a casa de Mariana e provoca-o, dizendo que Júlia costuma lá estar. Duarte não acusa o toque e responde que Júlia é uma mulher casada e feliz. Mesmo assim, não deixa de fazer notar que Gui continua a torturá-lo. O irmão conta-lhe que vai deixar a filha na ama porque tem um jantar com Filipa. Duarte sugere-lhe que então deixe a filha com Mariana mas ele contorna a situação, dizendo que também sente saudades da filha.

Mariana tem a ideia de visitar Carolina na creche à revelia de Gui mas João não aprova afirmando que isso é desrespeitar a ordem do tribunal. Ela acaba para acatar o que ele diz. João lembra-se de convidar Lucas e Nonô para jantar, com o objectivo de os reconciliar. Para que o plano resulte, vai convidá-los isoladamente para que um não saiba da presença do outro.

Raquel recrimina Babi por se ter mostrado frontalmente contra o namoro de Nonô com Lucas mas a amiga justifica que só pensou no bem da filha. O assunto muda para a festa de aniversário do Dancin’ Days e Raquel vai dar conta dos preparativos a Babi.

Salvador vai a casa de Júlia e diz que só deixará de a procurar quando ela se dignar falar com ele. Júlia abre a porta permitindo-lhe a entrada. Salvador pede-lhe ajuda e faz juras de amor, sugerindo que fujam os dois para recomeçar uma nova vida. Júlia pede-lhe que saia mas o ex-namorado agarra-a contra vontade e tenta beijá-la. Artur chega providencialmente a casa e ao ver a mulher ser atacada, cai em cima de Salvador começando a esmurrá-lo sem dó nem piedade. Júlia tenta fazer o marido parar mas Artur está numa fúria incontida e continua a sovar o intruso.

Júlia consegue que Artur pare de bater em Salvador, que se levanta do chão com dificuldade e muito mal tratado. O jornalista recupera o discernimento e diz que é melhor chamar uma ambulancia, enquanto Júlia se oferece para limpar as feridas ao antigo namorado. Salvador recusa a ajuda e desabafa que Artur tem a mão pesada. O marido de Júlia avisa-o de que o mata se ele voltar a aparecer ali em casa ou tentar falar com ela de novo. Salvador murmura que é isso que o amor faz e vai-se embora humilhado. Júlia explica a Artur como Salvador lhe entrou pela casa dentro e o marido pede-lhe desculpa por se ter descontrolado.

Jorge assume que vai ter saudades de Artur, com quem gostou muito de trabalhar na revista e deseja que o seu substituto não vá desestabilizar a redacção. Carminho pergunta se já sabem quem é mas Jorge esclarece que a administração ainda não divulgou quem escolheu. O jornalista que sendo o actual chefe de redacção poderia almejar ao lugar mas, como foi recentemente promovido, acha que virá alguém de fora. Carminho diz que ele está sempre a menosprezar-se mas Jorge responde que o cargo de director da Blondie é de muita responsabilidade. Carminho conta em seguida ao marido que Alberto voltou a surpreender na forma como se reconciliou com Ester. Jorge assume que chegou a pensar que a separação era definitiva e Carminho considera que se isso acontecesse, seria muito doloroso para os pais.

Ester permite a Alberto que continue com o negócio da exportação de vinhos com a condição de ele desistir se as coisas começarem a correr mal. O marido promete levá-la a Jerusalém como ela sempre desejou, logo que tenha o dinheiro necessário para a viagem. Ester afirma que há outros problemas para resolver na família, como a doença grave de Inês, explicando que Áurea descobriu que ela pode ter grandes variações de humor e atitudes violentas. Alberto concorda que a saúde da neta está em primeiro lugar.

Áurea pergunta a Bruno e Inês que acompanhamentos querem para os bifes que fez para o jantar. Inês está absorta e não ouve o que a mãe diz. Bruno, que está a fazer os trabalhos de casa, chama a atenção da irmã, tocando-lhe com o dedo no braço. Inês faz um escândalo e acusa-o de a ter magoado com a lapiseira. O rapaz fica magoado e surpreendido com a reacção de Inês. Áurea protege o filho e repreende a filha. Inês não aceita nada, vitimiza-se e afasta a mãe com um gesto violento quando ela a tenta abraçar. Áurea fica triste e apreensiva mas consegue disfarçar essa preocupação e deixa Inês sozinha. Esta agarra no telemóvel e, com um ar enlouquecido e movimentos frenéticos, telefona a Duarte desliga a chamada e Inês, em fúria, bate com o telefone nos joelhos. Ele murmura para si próprio que vai mudar de número.

Mariana entrega Carolina a Gui, ao mesmo tempo que fala para a menina que vai ter saudades dela. O ex-marido pede-lhe que não dramatize e lembra que já passou pelo mesmo quando não tinha a guarda da filha. Mariana controla-se e dispõe-se a cuidar de Carolina alguns dias da semana, se ele necessitar. Gui agradece e vai embora. Mariana cai a chorar no sofá, confortada por João.

Júlia acaricia a mão magoada de Artur, enquanto ele conta que nunca foi pessoa de se envolver em confrontos físicos. Júlia comenta que Salvador não pode estar bem, lembrando-se da forma como gritava quando lhe bateu à porta. Artur confessa que tem vontade de desistir da ir trabalhar para Praga mas, compreendendo que não pode voltar atrás, insiste com Júlia para ir com ele. Ela reafirma que não pode deixar a sua vida para trás e atende uma chamada de Madalena que lhe telefona nesse instante. A amiga informa que vai chegar no dia seguinte e Júlia, feliz, combina ir esperá-la ao aeroporto.

Lucas e Nonô reconciliam-se, depois de Mariana e João os terem convidado para jantar, sem que eles soubessem que se iam encontrar. Nonô pede a Lucas que não a afaste da sua vida, afirmando que está perfeitamente consciente das limitações que a cegueira dele impõem. O namorado assume que nunca foi de fugir aos problemas e ela faz notar que não existe problema algum. Os jovens beijam-se, observados à distância por Mariana e João que não evitam sorrir.

Gui janta com Filipa e aumenta a pressão para a conquistar, falando da sua vida, como ficou com a custódia de Carolina e a dura batalha que teve com Mariana para o conseguir. Sedutor, mostra à jornalista que já sabe quase tudo sobre ela e diverte-se por percebê-la surpreendida. Filipa exclama que o mundo é mesmo pequeno, ao saber que a ex-mulher de Gui é filha de Júlia Matos.

Teresa janta com Bernardo mas sem prestar atenção à conversa que ele desenvolve. O marido desperta-a da letargia e Teresa pede desculpa, justificando que estava a recordar os Natais passados, em que tinha a mesa cheia de gente, especialmente a presença dos filhos. Bernardo confidencia que essas datas marcantes sempre lhe desagradaram e que nunca teve vontade de abdicar da sua vida para cuidar de uma criança. Teresa admira-lhe a frontalidade e Bernardo propõe-lhe que no dia seguinte vejam uma exposição que está na Gulbenkian. Ela fica mais entusiasmada, concordando que se trata de um bom programa.

Duarte conversa ao telefone com Gui e mostra-se decidido a fechar a agência de viagens, assim que Soraia arranje colocação. O irmão lembra-lhe que o dinheiro que o pai tinha roubado à mãe já está disponível no banco e que ele pode usá-lo para pagar uma indemnização à funcionária, para não ter problemas de consciência. Duarte reafirma que não quer o dinheiro e que vai entregá-lo a uma instituição. Mudando de assunto, pergunta ao irmão como correu o jantar com Filipa. Gui brinca e lamenta que com tantos quartos para explorar no seu Hotel, não tenha acontecido nada para além de conversa.

Jorge fica quase sem fala quando Artur revela que ele é o novo director da Blondie, em sua substituição. Filipa dá os parabéns a Jorge mas também ela fica radiante porque Artur também lhe comunica que vai passar a integrar a redacção em definitivo como jornalista. Jorge telefona a Carminho a dar a novidade e ela explode de contentamento. Ester, que ouve a conversa, vinca que o genro recebeu uma grande promoção e que agora tem tudo para atingir o topo. De imediato se oferece para ficar com Joaninha quando eles estiverem mais atrapalhados com o trabalho, ajuda que a filha agradece. Alberto entra na sala a falar um inglês macarrónico e tem de pedis ajuda a Carminho para concluir a conversa. Depois de desligar conta com entusiasmo que recebeu a primeira encomenda de vinhos, vinda da China. Ester recomenda-lhe que não ande a carregar caixotes e o marido garante que vai deixar esse serviço para Hernâni, pois tem de se despachar para as aulas. Antes de sair, volta atrás e rouba um beijo a Ester. Amélia comenta que com tanto frenesim, ainda lhe dá algo no coração. Carminho brinca e diz que o pai está muito melhor do coração desde que se reconciliou com Ester. A esse propósito pergunta à mãe se lhe vai permitir que continue com o negócio dos vinhos. Ela assume não ter coragem de lhe cortar o entusiasmo e até vê vantagens em que esteja ocupado, dando como exemplo Áurea, que está muito mais feliz com a perspectiva de começar a trabalhar. Carminho faz votos de que a irmã consiga, finalmente, equilibrar-se.

Áurea sente algumas dificuldades no primeiro dia como vendedora na loja de lingerie. Por sorte tem Isabel a seu lado, que a ajuda. Tudo acaba por correr bem e Áurea agradece à amiga. De seguida pergunta por Luísa, com quem também gostava de estar mas Isabel revela que ela foi à massagem. Perante a surpresa de Áurea, Isabel esclarece que a decoradora não está com dor de costas mas sim com dor de cotovelo porque deixou Miguel logo na altura em que ele ficou rico. Tanto Áurea como Isabel afirmam que nunca conseguiriam ter uma relação a três como Luísa e Sónia tiveram com ele.

Luísa, estendida na marquesa, desabafa com Ivo e confidencia que a tensão em que anda, se deve ao facto de ter corrido com Miguel antes de saber que ele estava rico. Ivo tenta explicar-lhe que ela deve desligar-se dos bens matérias mas como isso não resulta avança para a sua massagem especial. Luísa geme de prazer, enquanto Ivo lhe percorre o corpo com as mãos. Urbano está a despedir-se de uma cliente e ambos escutam o barulho que sai da sala de massagens. A paciente mostra-se incomodada e o médico vê-se obrigado a justificar que estão a testar um novo tratamento de combate à celulite. Assim que pode, Urbano inteira-se de Lúcia do que se passa e afirma que vai ter uma conversa muito séria com Ivo.

Teresa recebe uma chamada telefónica de uma amiga e tem de sentar-se no sofá, tal o choque que recebe.

Duarte passeia com Gui e conta que já fez a doação do dinheiro que pertencia à mãe e que fez questão de dizer na instituição que a oferta é de Teresa Sousa Prado. Nisto, recebe uma chamada da mãe, não a atendendo. Gui avança que, mais tarde ou mais cedo vai ter de falar com ela e Duarte decreta que se tiver que ser, que seja mais tarde.

Mariana continua desanimada e confessa a Nonô que não conseguiu estudar nada de jeito. A amiga recebe uma mensagem de Vera e diz que ela as espera no centro comercial. Mariana está sem vontade mas Nonô assegura que não a vai deixar em casa a deprimir. Até porque se alguém tem razões para estar zangada é ela, porque lhe armaram uma “cilada” ao convidarem Lucas para jantar, sem que ela soubesse que o ia reencontrar. Claro que tudo não passa de uma brincadeira, pois ela até tenciona levar o namorado a jantar a sua casa, para que a mãe se habitue a ele.

Babi mostra a lista de convidados para a festa de aniversário do Dancin’ Days e confirma que todos os convidados aceitaram marcar presença. Júlia e Raquel agradecem a sua ajuda. Depois da amiga se ir embora, Raquel confessa à irmã que está sem vontade de ir para casa aturar Hugo e Júlia recomenda-lhe que mude as fechaduras e que depois lhe telefone a acabar tudo. Raquel afirma que isso não é possível porque a polícia insiste que a sua colaboração é fundamental para o apanharem. Júlia afirma que a polícia deve fazer o seu trabalho e deixá-la em paz, mas Raquel não muda de ideias.

Bernardo fica surpreendido quando chega a casa para ir buscar Teresa e não a encontra. Nesse momento ela está a entrar, furiosa, em casa de Duarte, confrontando-o com o facto de o filho ter doado uma soma astronómica de dinheiro em seu nome, a uma instituição de caridade. Duarte finge-se simpático e sugere à mãe que se sente. Ela fica momentaneamente agradada mas logo se enfurece de novo, ao ouvir Duarte contar que o dinheiro que doou era mesmo dela, esclarecendo que se tratava de metade do dinheiro que o pai tinha desviado para a conta secreta da Suíça. Teresa, fora de si, vai direita a Duarte e afirma que a partir de agora ele lhe decretou guerra e que, apesar de ter saído de dentro dela, deve prepara-se para tudo o que lhe possa acontecer. Duarte escarnece e pergunta se ela seria capaz de o matar como fez ao pai. Teresa quase rebenta de raiva, mas não consegue responder.

Duarte tenta esquivar-se de Teresa que começa a agredi-lo, ao mesmo tempo que grita que não ataca ninguém salvo quando é atacada. A mãe justifica-se, dizendo que se defendeu do pai porque descobriu que ele tinha um plano para acabar com ela. Teresa garante ao filho que se tentar prejudicá-la ela vai reagir. Martim começa a chorar e Duarte vai sossegá-lo no berço. Teresa tenta recompor-se e desabafa que está muito desiludida com ele. Duarte responde, perguntando á mãe se quer falar de desilusões mas ela limita-se a dizer que com ele não quer falar de nada e sai porta fora com ar altivo.

Raquel assegura a Júlia que é tarde para desistir da vingança contra Hugo porque já fez demasiados e duros sacrifícios para a consumar. A irmã lembra-lhe que ganharia paz se acabasse tudo com ele e ficasse acompanhada por alguém que amasse. Raquel insiste que há muito deixou de acreditar no amor e que a tem a ela e a Mariana. Falando de si, Júlia mostra-se empenhada em fazer com que o casamento com Artur funcione à distancia. Raquel duvida que a irmã tenha sucesso.

Jorge brinca com Filipa e pergunta se ela está preparada para abraçar a dura profissão de jornalista, já que o novo director da revista é um gajo giro mas com um feitio difícil. Ela alinha na brincadeira e responde que o enganaram se lhe disseram que era giro. Artur acaba com a boa disposição e conta que lhe ligaram da administração a dizer que a critica que Salvador escreveu foi plagiada de uma publicação norte-americana. Jorge culpabiliza-se mas Artur assume a responsabilidade, porque foi ele a contratar o ex-namorado da mulher, quando ele lhe foi pedir emprego. Jorge defende que Salvador deve ser imediatamente despedido mas Artur chama-o ao gabinete e conta em privado que surpreendeu Salvador a incomodar Júlia dentro da própria casa e que o esmurrou, temendo agora que ele faça queixa à polícia, caso ele o despeça. Jorge chama a si essa tarefa e descansa Artur, dizendo que assim que ele estiver fora do país, despedirá Salvador.

Alberto pede a Hernâni que vá à adega cooperativa buscar a encomenda de vinhos que têm exportar, uma vez que acabou de se reconciliar com a mulher e não quer abusar das saídas. Hernâni responde que em cima da hora não pode pedir folga e Alberto tem de se resignar a fazer o trabalho. Entretanto, o sócio fica indignado ao saber que a encomenda tem de ser paga no acto da entrega. Isabel aconselha-os a não protestar, pois é essencial ter uma boa relação com os fornecedores. Alberto fala alto de anuncia que já tem com ele os dois mil euros necessários, demonstrando dessa forma que eles são empresários sérios. Isabel manda-o calar, pois pode ser ouvido por alguém com más intenções e ficar sem o dinheiro. Hernâni enche o peito de ar e diz que com seguranças como os seus no centro, nada poderá correr mal. Isabel não fica convencida.

Sónia fala com Cátia mas a prima não lhe liga porque está atenta a uma conversa cientifica de Cristóvão com Matilde. Cátia acaba por ficar exasperada e pede desculpa a Sónia quando esta repara que está a falar sozinha. Sónia mostra-se esperançada de conseguir que Miguel fique em sua casa quando vier a Lisboa e lhe pague algumas contas, agora que está rico. Luísa entra na loja gourmet à procura de um chá que Ivo lhe recomendou. Sónia responde logo que já não há. No entanto é obrigada a mudar de atitude quando percebe que Luísa pode ser o seu passaporte para a festa de aniversário do Dancin’ Days.

Urbano confronta Ivo com a gritaria que Luísa fez no gabinete de massagens e ele justifica que ela tinha um entorse que ele tratou. O médico aconselha-o a ter cuidado e volta a proibi-lo de queimar incenso, pois os clientes já se queixaram do ambiente na recepção. Ivo contrapõe que o cânhamo faz muito bem a quem respira o seu aroma. Urbano nem quer ouvir falar de tal coisa, receando que ainda lhe fecham a clínica por se tratar de um derivado da cannabis. Ivo aproveita para se escapar, dizendo que vai apagar um pauzinho que deixou a arder. O patrão fica em suspenso mas, ao ver Sebastião, também o repreende por não ter ido trabalhar e não ter avisado Lúcia, que ficou a fazer dois turnos seguidos. O rapaz ainda tenta dizer que ela sabia de tudo mas Urbano vira costas porque tem uma paciente para atender, deixando a promessa de voltar à conversa mais tarde. Sebastião fica furioso e dá conta da sua indignação a Lúcia, percebendo que ela o comprometeu, mentindo ao médico. Ela finge que se esqueceu e sorri, maliciosa, quando Sebastião sai para os gabinetes, naturalmente descontente.

Vera, Nonô e Mariana agradecem a Nicole por atendê-las ao mesmo tempo. Enquanto a manicura acaba de atender uma cliente e Tina faz o mesmo com outra, Mariana confessa às amigas que não está nada entusiasmada com a festa de aniversário do Dancin’ Days. Vera também confidencia que as más recordações que tem da discoteca por causa de Ricardo e Hugo também não a deixam entusiasmada, mas refugia-se no facto de ter agora uma relação estável com Sebastião. Mariana também confessa que a gravidez falhada também a deitou abaixo. Quando Nicole chama Vera e Nonô para serem atendidas. Mariana fica com um semblante triste.

Gui fica siderado quando Duarte lhe conta que a mãe o ameaçou de morte, depois de saber que ele doou a uma instituição de caridade o seu dinheiro desaparecido. Gui assume que gostava de ver a mãe descontrolada, por ser uma situação rara e cómica mas o irmão aconselha cautela, pois Teresa pode mesmo querer prejudicá-los. Gui concorda, prometendo que vai ter cuidado e conta depois a Duarte, que o seu romance com Filipa está bem encaminhado e que pode ser consumado na festa do Dancin’ Days. Duarte deseja-lhe sorte e conta que não vai à festa por que Martim é bebé e porque não quer cruzar-se com Júlia. Logo de seguida conta ao irmão que já mudou de números de telefone e Gui prepara-se para os anotar.

Bernardo vê Teresa entrar em casa e constata com preocupação que a mulher vem muito enervada. Teresa conta que os filhos descobriram a conta secreta para onde Francisco desviou o dinheiro que lhe pertencia e que Duarte, só para a provocar, doou em seu nome a uma instituição quinhentos mil euros. Bernardo acha que Duarte a provocou de forma requintada, enquanto ela tenta arranjar forma de reaver o dinheiro. O marido explica que essa pretensão é inviável em tribunal e aconselha-a a conversar com Gui, tentando que o filho mais novo aceite devolver a metade com que ficou.

Artur visita Raquel e Júlia no Dancin’ Days, leva-lhes croissants como miminho e conta que Salvador plagiou a crítica que a revista lhe tinha pedido para escrever. Júlia não compreende como foi possível que o ex-namorado tenha ficado tão desestruturado. Raquel opina que o pai de Mariana sempre teve uma falha de carácter. Artur afirma que o problema com Salvador não está ainda resolvido mas vai estar e depois, a pedido de Júlia vai aconselhá-las nos últimos pormenores para a festa de aniversário da discoteca.

João vai esperar Mariana, Vera e Nonô que saem da manicura a elogiar o verniz que usaram. João aproveita para informar Nicole que o seu novo cartão de crédito já chegou ao banco. Mariana, depois de conhecer as vantagens que ele dá, reclama um para si ao namorado. João afasta-se com Mariana e as duas amigas e Nicole vai lanchar com Tânia que acaba se chegar e conta à mãe como correu a escola.

Telmo espera que Mónica saia das aulas mas ela diz que não pode acompanhar porque Urbano vai buscá-la. O rapaz fica aborrecido mas lá se recompõe, contando-lhe que vai ter de se mudar para fora de Lisboa porque a avó vai ser despejada por não pagar a renda da casa há vários meses. Mónica decreta que têm de arranjar forma de continuarem a ver-se.

Amélia tem uma consulta médica e Ester insiste com Alberto para dar boleia à empregada até ao consultório. Depois de resmungar um pouco, o marido lá aceita fazer esse favor, mas previne que não poderá ir buscá-la, pois tem de ir à cooperativa tratar da encomenda dos vinhos. Bruno e Paulo chegam da escola e Ester aproveita para perguntar ao neto como é que Inês está. Bruno, diz que a irmã está esquisita e Ester, depois de o mandar ir lanchar, comenta com Alberto que é melhor irem jantar a casa de Áurea para acompanharem a situação com os próprios olhos.

Inês visita Duarte como se estivesse tudo bem entre eles e mostra um falso interesse por Martim. O marido pede que da próxima vez o avise que vai aparecer e ela responde que o fez, só que ele não atendeu. No fundo o que Inês quer é que Duarte lhe dê o seu novo número de telefone, o que ele recusa fazer. Mudando de assunto, nora que o filho está crescido e até sugere que vão os três de férias para um parque temático. Duarte diz que ela precisa de ajuda e que não está bem, esperando que a família a esteja a acompanhar. Inês fica furiosa por ver que nada mudou e, antes de sair, deixa a ameaça dizendo que se ele não é feliz com ela, também não será com mais ninguém. Duarte fica perplexo.

Isabel conta a Urbano que foi Nicole a adiantar o dinheiro a Hernâni e Alberto para iniciarem a exportação de vinhos, acrescentando que como eles têm urgência na mercadoria, Alberto vai pagá-la em dinheiro vivo no dia seguinte. Mónica ouve a conversa e manda uma mensagem de telemóvel. Urbano repara e repreende-a. Ela desculpa-se e diz que mandou a mensagem a uma colega para esclarecer uma dúvida. Urbano fica convencido mas Mónica aguarda a resposta, muito tensa.

Madalena chega com Júlia e Artur a casa destes e põe-se a par das novidades. Eles fazem questão de que ela fique no seu antigo quarto, em vez de ir para um hotel.

Nicole diz a Hernâni que acha muito bem que seja Alberto a ir buscar os vinhos à cooperativa, porque ele tem de trabalhar e não pode andar a mudar os horários como bem quer. A manicura lembra-lhe que só pode deixar de ser segurança se o negócio se revelar rentável. Hernâni bajula a mulher e diz que ela já deslumbra nas revistas e qualquer dia serão considerados como um casal de empresários modernos. Ela manda-o descer à terra e lembra-se que tem de comprar um vestido para a festa do Dancin’ Days, pois é proibido repetir modelos e diz a Hernâni que tem de ir de smoking com uma flor da cor do seu vestido. Ele aprecia o entusiasmo da mulher e fica excitado só de se lembrar que a filha vai dormir na vizinha, deixando-os à-vontade. Nicole acusa-o de só pensar nisso mas ele devolve a acusação.

Madalena conta a Júlia que Raul já lhe falou em ter filhos mas que ela não quer para já comprometer-se com a maternidade, agora que deu um rumo na sua carreira musical. Júlia concorda com a opção da amiga. Este vai tomar um banho antes do jantar tardio que Artur anuncia ter acabado de marcar. Júlia confessa que a amiga lhe trouxe grandes recordações e que ela merece tudo de bom. Lamenta que Dulce não tenha tido a mesma sorte.

Alberto e Amélia saem de casa para o carro. Ele vai até ao Alentejo buscar os vinhos para mandar para a China, enquanto Amélia vai para a sua consulta do colesterol. A empregada senta-se no banco da frente ao lado do condutor, enquanto Alberto despe o casaco para conduzir mais à-vontade e não se apercebe do perigo. Telmo surge com uma faca e exige que ele lhe dê o dinheiro que colocou no banco de trás. Alberto ainda tenta fingir que não tem dinheiro algum mas o rapaz não vai na conversa pois viu a mala onde ele está. Telmo senta-se no banco do condutor e com Amélia aos gritos, empurra-a para fora do carro e arranca. A empregada fica estatelada na estrada e Alberto grita por ajuda, pedindo uma ambulância. Telmo acaba de levar todo o dinheiro que Alberto tinha para pagar a encomenda dos vinhos.

Alberto socorre Amélia depois de ter tentado alcançar a carrinha que Telmo roubou. A empregada faz um esforço para se levantar mas é vencida pelas dores. Alberto agarra no telemóvel com grande nervosismo e chama uma ambulancia.

Urbano repreende Mónica, pois já a chamou duas vezes para ir para a escola e ela continua sentada a mandar mensagens de telemóvel, inquieta sem obter resposta. Isabel pergunta se ela está a falar com Tânia e a filha responde que sim. Urbano vinca que é uma falta de educação não olhar para as pessoas quando falam connosco. Isabel determina que Mónica vá ter com ela ao centro comercial depois das aulas. A rapariga ainda tenta que a deixem regressar directamente a casa mas Urbano opõe-se e ela percebe que não vale a pena insistir.

Ester fica em estado de choque quando recebe uma chamada de Alberto que está à porta do prédio e diz que foi assaltado. Ester sai muito aflita de casa, seguida por Paulo. Vera está atónita com o que se está a passar.

Madalena acusa problemas de consciência por estar em casa de Júlia e Artur, num momento em que eles deveriam ter tempo e privacidade para se despedirem, já que ele vai trabalhar para o estrangeiro. Os amigos desvalorizam a situação e insistem para que fique com eles. Júlia está entusiasmada por poder estar de novo com a amiga e também pela festa de inauguração do Dancin’ Days, à noite. Artur mostra nostalgia por ser o seu último dia na Blondie e a mulher aconselha-o a preparar-se para algumas lágrimas. Choro é o que espera Madalena, quando for visitar a mãe à terra. Júlia diz a Madalena que está linda e que Raul está a fazer-lhe muito bem.

Áurea chama a atenção de Inês para a forma como tem tratado o irmão nos últimos tempos mas a filha diz que Bruno é que está muito sensível. A conversa é interrompida pelo telemóvel que Áurea atende. Fica estupefacta ao saber que Alberto foi assaltado e que Amélia ficou magoada no incidente. Inês mostra-se indiferente e lembra à mãe que está sempre mais preocupada com os outros do que com ela. Áurea fica indignada e Inês começa a chorar. A mãe tenta consolá-la, mas lembra que tem de ir trabalhar, convidando-a a acompanhá-la. No entanto, Inês recompõe-se de repente e diz que vai ao atelier, desdenhando do trabalho da mãe. Quando esta sai, Inês, com ar alucinado ensaia fazer uma chamada para Duarte mas atira com o telemóvel fora ao perceber que o número para onde está a ligar já não está atribuído.

Raquel e Júlia cuidam dos derradeiros detalhes para a festa do Dancin’ Days. Raquel mostra á irmã a revista que contém a última entrevista que deu. Júlia assume que concedeu a entrevista na clínica para promover a NicNails, em que divide sociedade com Nicole e diz que tem de ir mostrar a revista à amiga.

Hernâni e Nicole chegam ao café e ele cumprimenta Luísa. Este recrimina a manicura por não a ter dado os bons dias e o bate boca começa. Entretanto, Isabel mostra a revista com a entrevista em que Júlia promove as lojas de que é sócia de Nicole. Esta fica em pulgas para ver a reportagem e Hernâni afirma que agora os jornalistas não a largam, sonhando ter brevemente o mesmo protagonismo como empresário. Luísa pica Nicole ao perceber pela conversa do segurança que Nicole não aparece em qualquer fotografia, mas a manicura finge-se desentendida. Áurea aparece afogueada e conta que o pai foi assaltado por um miúdo que levou a carrinha e o dinheiro. Para espanto de todos, ainda acrescenta que Amélia partiu uma perna porque foi atirada para fora da carrinha e que o meliante ainda não foi encontrado. Hernâni suspira e diz que o negócio com os chineses foi por água abaixo. Nicole dá-lhe uma cotovelada, em reprovação.

Cátia mostra a Cristóvão que fica incomodada quando ele lhe conta a sua vida íntima com Matilde mas ele cobra o facto de sempre a ter escutado quando ela precisou. Cátia resigna-se e continua a aturá-lo. De repente fica aliviada com a chegada de Sónia que é repreendida por Cristóvão, por ter deixado a loja sozinha. Ele vai embora e Sónia conta à prima que descobriu como se tornar rica e famosa. Vai entrar num reality show onde pode ganhar uma fortuna e só tem de separar um casal. Cátia atira que ela bateu com a cabeça num armário e Sónia responde que já devia ter batido há mais tempo, desfiando as vantagens de que vai usufruir com a fama que vai ganhar. Cátia proíbe-a de mencionar que tem família.

Lúcia mostra-se espantada com a clientela de Ivo, que tem a agenda esgotada. Ele diz que para ela compreender o fenómeno, tem de experimentar uma massagem. Urbano aparece de repente e avisa-o de que se volta a trancar as portas dos gabinetes por dentro, manda arrancar as fechaduras. Ivo fica atrapalhado e é salvo por um cliente que acaba de chegar. Lúcia interroga-se se ele fará a mesma massagem a homens e mulheres. Urbano diz desconhecer se assim é mas garante que está cada vez mais preocupado com Ivo.

Sebastião conta a Vera que Lúcia o quis prejudicar perante Urbano, quando não avisou o médico que aceitou fazer o seu turno para ele auxiliar a mãe que teve um problema com o carro. Sebastião conta ainda à namorada que desde que começou a trabalhar na clínica que Lúcia se anda a atirar a ele. Vera quer ir falar com ela mas o namorado diz que não é boa ideia, pois pode prejudicá-lo ainda mais aos olhos de Urbano. Nesse instante, Vera recebe uma chamada e fica desconcertada ao saber que a perna de Amélia ficou mais mal tratada do que se supunha, fazendo com que tenha de ficar de baixa por vários meses. Em face do sucedido, Vera e Sebastião desistem de ir à festa do Dancin’ Days, preferindo ficar em casa com a família dela.

Hernâni vocifera que se apanha o miúdo que assaltou Alberto lhe dá uma surra que ele não esquecerá. Nicole lamenta ter perdido os seus dois mil euros e mostra-se agastada com Júlia, porque esta não falou no seu nome uma única vez durante toda a entrevista que deu sobre as lojas de que são proprietárias. Hernâni constata que a fama sobe depressa á cabeça das pessoas com origens mais humildes, enquanto Nicole afiança que Júlia vai ter de a ouvir.

Júlia prepara-se para sair para o cabeleireiro e diz a Raquel que quando regressar vai ela. Hugo chega nesse instante ao Dancin’ Days e, com um sorriso, pergunta a Júlia se já tem o seu convite para a festa da discoteca. Júlia não acha graça e responde que ele vai estar na festa como acompanhante de Raquel, pois se dependesse de si, não entraria. Depois da irmã sair, Raquel faz notar a Hugo que não adianta provocar Júlia, ao que ele responde que já pagou pelo que fez e que não vai continuar de cabeça baixa. Hugo mostra-se desagradado por Raquel não o ter defendido mas ela afirma que ele já é crescidinho para isso.

Urbano apanha Ivo a prescrever medicamentos naturais a uma paciente e despede-o, insensível aos seus argumentos de que a clínica irá perder muitos clientes se ele se for embora. Urbano mantém a sua decisão e ameaça Ivo com um processo judicial se ele lhe roubar os clientes. Lúcia faz com que Ivo cumpra a ordem do médico e ele afirma que Urbano é que vai perder por mandá-lo embora.

Mónica surpreende Isabel, que só repara nela quando a filha diz que veio directa da escola para o café, tal como lhe tinham ordenado. Isabel pergunta-lhe se não falou com Bruno e Paulo e, perante a sua negativa, conta que o avô de Bruno foi assaltado e que a avó de Paulo partiu uma perna durante o assalto. Mónica mostra-se surpreendida mas acusa a tensão com o que ouve, sentando-se numa mesa, à espera da resposta a uma mensagem que enviou. Isabel estranha que a filha não queira lanchar.

João conversa com Lucas e afirma que ele não devia estar surpreendido com a reacção preconceituosa que Babi teve em ralação ao namoro da filha com ele. O irmão reconhece que já devia estar preparado para isso, mas não deixa de repudiar o comportamento da mãe de Nonô. Lucas conta a João que o pai deles já estava preparado para ser avô e que planeava oferecer o berço e o carrinho ao bebé que Marina ia ter. João compreende a tristeza do pai e reconhece que também não pôde desabafar muita a sua tristeza porque teve de dar apoio a Mariana.

Nonô aceita acompanhar Mariana ao cemitério porque a amiga quer visitar a campa de Zé Maria e chorar mais uma vez a morte do pai, antes da festa do Dancin’ Days. Mariana confessa que deixa que seja João a escolher o vestido que vai levar e Nonô conta que comprou um novo, que Lucas não vai ver, mas vai sentir. Mariana provoca a amiga e insinua que ela já se envolveu intimamente com o namorado mas Nonô nega, envergonhada.

Júlia estaciona o seu carro e telefona a pedir um reboque porque acaba de ter um furo.

Com a ajuda de Gui, Duarte fecha definitivamente as portas da agência de viagens. O irmão oferece-se para levar Martim consigo para o hotel, enquanto ele trata da burocracia necessária.

Amélia regressa a casa numa cadeira de rodas que é empurrada por Alberto. A empregada culpabiliza-se por ficar tanto tempo inactiva, mas Ester afirma que ela não teve qualquer responsabilidade e que com a ajuda de Alberto, vai conseguir fazer a lida da casa, sem ela. Inês surpreende tudo e todos quando em vez de lamentar o infortúnio de Amélia, dispara que ainda lhe podia ter acontecido pior, pois as dores do corpo passam, mas as do coração não. Logo de seguida pede para ligar a televisão, deixando incrédulos Alberto, Carminho e Amélia.

Duarte conduz o seu carro quando observa Júlia parada na berma. De imediato se vai inteirar do que aconteceu e oferece-se para lhe dar boleia. Júlia ainda resiste mas acaba por aceitar, uma vez que tem de se despachar para a festa do Dancin’ Days. Enquanto ela dá instruções ao homem do reboque, Duarte observa-a com um sorriso embevecido.

Ao mesmo tempo que o destino volta a fazer com que Duarte e Júlia se reencontrem, Artur mostra confiança a Jorge de que a sua relação com Júlia vai resistir, apesar da distância. Filipa entra no gabinete com alguns jornalistas e oferecem uma garrafa a Artur para que nunca se esqueça deles. Jorge explica ao amigo que não pode ir com Carminho à festa do Dancin’ Days porque Alberto foi assaltado e é preciso dar apoio à família. Artur diz a Filipa que não tem desculpa para não ir e ela confirma que só está á espera da confirmação da sua companhia.

Duarte deixa Júlia à porta do cabeleireiro. Por momentos fitam-se um ao outro nos olhos, até que ela decide avançar para se despedir com dois beijos. No entanto acabam por se tocar demasiado perto dos lábios e não resistem a trocar um beijo apaixonado.

nas redes

pesquisar