SIC

Perfil

319º Episódio - 04 de setembro (quarta-feira)

Raquel confessa a Júlia que assumiu ter assassinado Hugo para que ela não fosse presa

Cristóvão conversa com Matilde sobre os avanços do seu projeto científico mas ela repreende-o pelo facto de não usar sempre a terminologia científica. Ele corrige o erro de imediato, deixando a namorada toda derretida.

Nicole vai à loja de Ivo comprar um bálsamo para acalmar a ereção de Hernâni. No entanto esbarra na curiosidade de Ivo e Luísa e tem de arranjar uma desculpa para justificar a razão da compra.

Hernâni queixa-se a Ester que nem ele nem Alberto conseguem fazer frente à alemã com quem estão a negociar a exportação de vinhos. A mulher de Alberto afirma que eles são muito moles e Hernâni atrapalha-se, levando a conversa para o seu problema sexual. Amélia oferece-lhe um chá e Ester fica desconfiada. Hernâni tenta levantar-se do sofá mas geme de dor. Ester insiste que vai falar com Ivone.

Artur convida Jorge para almoçar, como forma de se redimir por ter tomado decisões importantes na revista sem lhe dar conhecimento.

Raquel confessa a Júlia que assumiu ter assassinado Hugo para que ela não fosse presa segunda vez por um crime que não cometeu. A irmã abraça-a emocionada e agradecida, mas insiste que devem contar a verdade à polícia. Raquel mostra-se decidida a manter a sua história e garante que não se importa de ir presa, porque assim se libertará do peso que tem na consciência, pelo facto de Júlia ter estado encarcerada por ela, dezasseis anos da sua vida.

Duarte deixa Martim com Inês, mas sob a vigilância de Mafalda, que lhe é apresentada como ama do filho. Áurea também está presente e vai brincando com o neto. Antes de ir embora, Duarte previne Inês que ao menor sinal que ela dê de que vai colocar o bebé em perigo, ele voltará a cumprir o que foi determinado pelo tribunal. Inês sente-se enojada com a proximidade de Martim e ódio pelo papel que adivinha estar a ser desempenhado por Mafalda na vida de Duarte. No entanto, consegue disfarçar e dar a ideia de que está tudo normal consigo.

Bernardo leva a mãe para jantar mas Cremilde não esconde a contrariedade por ter suportar Teresa. Chama-lhe peneirenta e desocupada, que vive dos rendimentos, ao mesmo tempo que assegura que se ela não fosse assim talvez os filhos a visitassem mais vezes. Bernardo pede-lhe que seja paciente e que não deite a perder o seu plano para deixar a mulher na miséria, poupando esses comentários. Teresa desce dos quartos nesse instante e cumprimenta a sogra com um beijo.

Inês e Áurea vão jantar a casa de Ester. Antes da refeição, Inês exclama com grande euforia que passou o dia com Martim e Áurea acrescenta que Duarte levou o filho com uma babysitter. Inês faz notar que a rapariga é bem gira mas o comentário quase passa despercebido porque Vera diz que Duarte é muito diferente de Gui, pois este só leva Carolina para estar com Mariana, de quinze em quinze dias.

Inês confirma que Duarte é um pai especial. Á mesa, é Áurea que se torna no centro das atenções quando Inês insinua que a mãe pode vir a ter um relacionamento mais íntimo com Rafael. Áurea fica algo envergonhada, pois toda a família faz perguntas e tece comentários sobre o encenador.

Mafalda comenta com Duarte o dia que passou com Martim junto de Inês e confirma que ela continua a não conseguir aproximar-se de Martim, embora tenha feito muitas perguntas sobre as rotinas do filho. Mafalda afirma estar certa de que não é Inês quem lhe tem feito as chamadas anónimas mas Duarte não fica convencido. A namorada menciona que o julgamento de Júlia está todo embrulhado e Duarte finge algum distanciamento do assunto mas quando Mafalda vira costas, não deixa de ficar pensativo e preocupado.

Teresa conversa com Bernardo e Cremilde ao jantar e diz ao marido que faz todo o sentido comprar a casa de férias no Mónaco, avançando logo que Cremilde tem de ir com eles passar lá uns dias. A sogra distrai-se e diz que não aprecia viajar, ao contrário da mãe de Teresa que passava a vida nas compras em Paris. Bernardo fica sem fala e Teresa estarrecida, conseguindo apenas perguntar a Cremilde se conheceu os seus pais e o que sabe deles. Cremilde troca um olhar comprometido com Bernardo.

Teresa aguarda com grande expectativa a resposta de Cremilde mas esta consegue controlar a atrapalhação e nega ter conhecido os pais dela. A mãe de Bernardo diz que fez confusão, reconhecendo apenas que trabalhou no campo ao serviço de patrões que tinham muito dinheiro e que só saiu do Alentejo quando o marido morreu. Bernardo, sem se mostrar enervado, esclarece que a mãe trabalhou numa casa igual aos dos pais de Teresa. Cremilde bebe água para se acalmar e pede ao filho que a leve de volta ao lar.

Teresa afirma com alguma preocupação que não é normal o estado de cansaço da sogra e Bernardo diz que vai informar a enfermeira que estiver de serviço no lar para que esteja atenta ao estado de saúde de Cremilde. Enquanto Teresa vai buscar o casaco da sogra, Bernardo faz ver à mãe que o colocou numa situação delicada e que tem de controlar o ressentimento.

Mafalda fica irritada e conta a Duarte que acabou de receber outra mensagem anónima a desejar-lhe a morte. Duarte defende que devem fazer queixa na polícia. Nesse instante, o telemóvel sinaliza mais uma mensagem que acaba de chegar. Depois de um momento de perplexidade, desatam os dois a rir porque se trata de um aviso de que está a terminar o prazo para carregar o telemóvel. Mafalda sugere que Duarte permita que Martim vá passar mais um dia com Inês e oferece-se para vigiar o encontro. Ele pensa um pouco e acata a sugestão e brinca, dizendo que por uma questão de logística ela deve dormir lá em casa.

Carminho conversa a sós com Áurea e incentiva-a a reconstruir a sua vida com Rafael, tal como Aníbal fez com Germano. A irmã lembra que da última vez que tentou, correu mal. Carminho contrapõe que Rafael é muito deferente de Lourenço e Áurea fica convencida a tentar a sua sorte com o encenador.

Wilson e Sónia estão sentados numa mesa do shoping e ele explica-lhe a proposta que fez a Veiga para comprar a loja. Ela finge estar a prestar-lhe atenção mas descalça-se e começa a percorrer-lhe a perna com o seu pé. Wilson trava-lhe a ousadia e pede-lhe que mantenha segredo sobre a relação que têm até que ele conclua o negócio. Sónia promete conter-se, certa de que o empresário angolano já não lhe foge. Matilde, à porta da mercearia gourmet, assiste à cena.

Cristóvão atende uma cliente e como ela está acompanhada por uma criança faz propaganda às actividades que o centro comercial tem para os mais novos. Depois da cliente sair da loja, Matilde abeira-se de Cristóvão e conta-lhe que viu Sónia a assediar Wilson e chama-lhe meretriz. Cristóvão critica-lhe a linguagem mas é bombardeado com mais uma reclamação da namorada, que lhe exige que afaste Cátia de vez, dizendo que devia mandá-la para a lua, pois os Estados Unidos são demasiado perto.

Cristóvão revela, em jeito de desculpa, que já fez tudo o que podia e que aguarda apenas que Cátia seja admitida no curso de cinema. O gerente da mercearia gourmet queixa-se de não ter tempo para concluir o seu projecto científico e pede para que ela o ajude, sugerindo que o façam na sua casa, a escutarem a banda sonora da Guerra das Estrelas. Matilde acusa-o de querer levá-la para a cama, mas acaba por aceitar, desde que ele a trave, se ela começar a ficar muito descontraída.

Nicole entrega o bálsamo a Hernâni mas ele diz que ainda está todo besuntado. A mulher exige-lhe que recupere depressa, pois não está disposta a esperar eternamente para voltar a ter relações. A conversa resvala nas desculpas que ele apresenta e a manicura chega a desconfiar que ele anda outra vez metido com outras. Hernâni desmente, mas consegue irritar Nicole.

Mónica está radiante por estar prestes a ter os irmãos perto de si novamente. Liliana conta que a sua entrevista para trabalhar na Blondie correu muito bem e que deverá dar-se bem com a produtora de moda da revista, com quem irá trabalhar. Isabel oferece a sua casa para ele e Fábio ficarem, enquanto não arrendarem uma. Urbano adivinha que essa tarefa não será difícil.

Quando Mónica e Liliana vão para o quarto, Isabel comenta com o marido que, afinal, tudo correu como desejaram.

Mariana pede ajuda a Júlia para tomar conta de Carolina, porque tem uma sessão fotográfica agendada. Raquel também se oferece para ajudar, uma vez que só à noite tem de ir para o Dancin’ Days. Artur propõe que almocem os três juntos com Carolina mas Júlia recusa com o pretexto de querer dedicar-se por inteiro à neta. O marido reconhece com bom humor que estará a mais. Depois de ficar a sós com Raquel, Júlia revela à irmã que Artur mostrou o desejo de ser pai e reconhece que ela própria gostava de voltar a ser mãe. Só que não quer ser mãe de um filho de Artur. Raquel diz à irmã que ela tem um problema grande para resolver.

João conta a Mariana que Lucas se tem encontrado com Catarina, seguro de que Nonô pode perder as esperanças de o reconquistar. Mariana assume que tem de alertar a amiga, para que ela não alimente esse sonho.

Mariana vai entregar Carolina a Júlia e enquanto a mãe faz o café, pergunta a Raquel porque razão assumiu em tribunal que matou Hugo, quando toda a gente sabe que não o fez. A tia responde que foi para livrar Júlia de ser presa e repete que se tiver de tomar o lugar da irmã, o fará com gosto pois ela tem muito mais a perder cá fora. Artur surge entretanto, vindo do quarto e vai para a cozinha ao encontro de Júlia, enquanto atende uma chamada de Jorge, com quem combinou ir ao ginásio.

nas redes

pesquisar