SIC

Perfil

Diogo e Isabel avançam com o aborto

Ao descobrir que Isabel perdeu o bebé, Catarina culpa-a e descarrega todo o ódio em Diogo

(c).RuiCarlosMateus.1954

Isabel pressiona Diogo para fazer o aborto e ele acede em apressar tudo, dizendo-lhe que deve começar a fingir-se maldisposta para que Catarina não desconfie de nada. Quando ela chega, Isabel começa a desempenhar a sua farsa e diz que acordou esquisita. Catarina fica alarmada mas Diogo assegura que a indisposição não está relacionada com a gravidez.

Isabel fica radiante quando a enfermeira Dina comunica que o médico vai dar alta a Patrícia. A filha também festeja e começa logo a fazer planos, como ir buscar o Pipoca e avisar Pedro que quer a jantar lá em casa. Isabel fica tensa de repente porque se lembra que está a morar em casa de Catarina. Patrícia não se apercebe e acrescenta que quer ir com ela comprar coisas para o mano. Isabel sente-se cada vez pior e vai falar com Catarina e Diogo, dizendo-lhes que tem de voltar para sua casa, uma vez que a filha vai ter alta e não tem como explicar-lhe porque é que está a morar na casa deles. Catarina fica apreensiva e diz que não a quer sozinha, nem que coloque a gravidez em risco, pois já se sentiu mal. Isabel troca um olhar tenso com Diogo e assegura que já está melhor mas aceita não ir trabalhar, avisando Maria.

Catarina certifica-se de que Isabel melhorou mas fica inquieta por não poder ficar com ela em casa e por ela não querer ir às urgências para ser observada. Sem que Catarina perceba, Diogo faz sinal a Isabel para que não alimente a conversa e oferece-se para levar-lhe Patrícia quando ela tiver alta da clínica. Quando fica a sós com Isabel, Diogo faz-lhe ver que o aborto é a melhor solução para todos. Ela confessa que está muito desconfortável por estar a enganar Catarina.

Diogo leva Isabel à clínica e o médico certifica-se de que ela quer mesmo abortar. Quando Isabel reafirma a sua vontade, o médico acompanha-a para iniciarem os preparativos.

Catarina recebe em choque a notícia de que Isabel sofreu um aborto e culpa-a por ter negligenciado a gravidez. Diogo esforça-se por acalma-la e tenta disfarçar a sua culpa. Catarina quer ir falar com Isabel mas o marido impede-a tentando fazer-lhe ver que ela, melhor do que ninguém sabe que estes percalços podem acontecer. Catarina detém-se mas inconformada por falhar mais uma vez o objectivo de ser mãe.

Catarina vai visitar Isabel ao quarto da clínica onde a enfermeira acabou de a deixar para repousar e solta toda a sua fúria, responsabilizando-a por ter perdido o seu bebé. Diogo tenta serenar a mulher e consegue convencê-la de que o médico que assistiu Isabel já saiu de turno, impedindo-a de falar com ele.

Catarina não se conforma por Isabel ter perdido o seu filho e descarrega em Diogo todo o ódio que sente. Ele tenta acalmá-la mas só consegue irritá-la mais. Catarina sai do gabinete e encontra Isabel, tratando-a de forma muito seca. Isabel desculpa-se por ter perdido o bebé, agradece-lhe por ter salvado a filha e segue ao encontro de Patrícia que a aguarda, impaciente.

nas redes

pesquisar