SIC

Perfil

Fred dá murro ao pai em pleno funeral da mãe

Fred enerva-se quando Miguel diz que Francisca só se suicidiou por ser uma cobarde

Miguel chega a casa e mostra-se imperturbável pela morte da mulher, quando fala com João sobre o assunto, assegurando ao filho que vai tratar de tudo.

Miguel cumpre as formalidades legais junto das autoridades para libertar o corpo de Francisca, mas revela absoluta indiferença, até junto dos filhos, perante o suicídio da mulher. Depois de mencionar que o pior até será as histórias dos jornais, merece a censura de João que murmura com ironia que isso é que é mesmo importante.

João culpa-se por não ter chegado a casa a tempo de evitar a morte da mãe. Inês conforta o namorado, enquanto Miguel demonstra uma quase total indiferença perante o desgosto dos filhos. Mesmo assim convida-os para ficarem lá em casa nessa noite. João lembra-lhe que ele o expulsou de casa e Fred assume a decisão de ir para um hotel com o irmão.

À entrada do cemitério, Henrique e Sofia apresentam as suas condolências a Miguel e aos filhos. João e Fred vão para o interior, enquanto o pai fica a receber as pessoas.

Depois do funeral de Francisca, João acusa Miguel de ter matado a mãe aos poucos e de ter sido o responsável pelo seu suicídio. O juiz fica incomodado e, ao perceber que não consegue controlar o filho, afirma que a mulher morreu porque era uma cobarde. Fred não consegue ficar indiferente às palavras do pai e desfere-lhe um violento murro que o atira ao chão, perante a estupefacção dos presentes.

nas redes

pesquisar