SIC

Perfil

Catarina não tem direito a nada da fortuna de António!

A vilã fica revoltada

Fernanda regressa da polícia e conta que Maria terá de aguardar até ser presente a um juiz para que este decida a medida de coação que irá impor-lhe. Catarina está apreensiva e diz que já pediu a um professor seu para ser advogado da mãe. Nesse momento recebe uma chamada do doutor Vidal, que a convoca para a leitura do testamento de António na quinta. Perante a curiosidade de Fernanda, Vítor e Leandro, Catarina faz-se de inocente e diz que não sabe porque é que a estão a chamar.

Quando Vidal anuncia que António incluiu Maria como sua testamentária e que lhe deixa parte da herança, Henrique irrompe em cólera e grita que agora já se percebe porque é que ela matou o pai e que ela não pode receber nada. Catarina murmura que está escrito mas o advogado avisa que se ficar provado que Maria cometeu homicídio, perderá o direito a herdar e acrescenta que as partilhas estão congeladas até que tudo se esclareça. Todos ficam incomodados com a informação prestada por Vidal e Henrique fixa-se em Catarina e diz-lhe que vá avisar a mãe de que o plano não funcionou e que não vai herdar nada. Catarina sai porta fora e já no exterior da casa grita e chora de raiva por não poder chegar ao dinheiro que tanto desejou.

nas redes

pesquisar