SIC

Perfil

Resumo: 326º Episódio - 24 de setembro (sábado)

Catarina é condenada à pena de morte e é executada; Tiago volta para ficar com Beatriz; Luís decide ficar nos Açores com Maria

Victor Freitas\302\251

No entanto, não terá oportunidade para gozar o dinheiro. Já no aeroporto, quando se prepara para levantar voo num jacto particular, Catarina é interceptada pela polícia e detida pelo homicídio de Henrique. É levada ao tribunal e condenada à pena de morte.

De regresso das suas viagens com a filha, Laura assume o namoro com Sérgio. Já David, que esteve prestes a casar com Jéssica, agora quer distância dela desde que passou para a informação. O canal de televisão é um dos mais vistos.

Jéssica dá a notícia de que Catarina corre os riscos de ser executada se os últimos esforços diplomáticos não resultarem para a salvar do corredor da morte.

Thomas muda-se para Lisboa e para a casa de Benedita para poder ir para a faculdade enquanto a restante família assiste à exibição fabulosa de Alex que agora é bailarino principal.

De regresso da lua-de-mel na Tailândia, Leandro e Marta têm Sandra, Ruben e os dois gémeos, Bruna e Kevin à espera deles. Dali partem para o estádio do Cedofeita onde se joga a última partida que pode dar acesso da equipa à II divisão. Um jogo de nervos ganho graças a Vítor. Com os jogadores a curarem a ressaca de festejar por antecipação e outros lesionados, o treinador vê-se obrigado a pôr Vítor em campo no último minuto de jogo e, ao ir atrás da bola, o homem tropeça a bola bate-lhe na cabeça e marca golo. Todos ficam felizes e levantam Vítor em braços. De tão feliz que está, Vítor faz um grande discurso e no final volta a pedir a mulher, a presidente do Cedofeita, em casamento. Apesar de ele continuar a ser o mesmo e de nada ter mudado, Fernanda aceita.

No Pico, Duarte apresenta o vinho da família e é bem sucedido.

Inês e João decidem aplicar o dinheiro que ela recebeu do pai no leilão para a compra da quinta. Inês sente um misto de alegria por ficar com a casa e ver o seu sonho cumprido mas por outro lado custa-lhe muito gastar o dinheiro todo na casa. Apesar disso, incentivada por João, é isso que faz. Luís liga a João dá-lhe a notícia de que vai ficar nos Açores com Maria.

Benedita dá os parabéns à equipa por serem canal líder na informação e incentiva-os a fazerem uma boa emissão de acompanhamento do que vai acontecer a Catarina, a poucas horas de lhe ser aplicada a pena de morte. Beatriz é a repórter que está na Florida a acompanhar o caso. Explica que Catarina nunca quis interpor recursos e que chegou mesmo a recusar a ajuda da embaixada. No interior do presídio, Catarina recebe a visita de um padre português que a incentiva a arrepender-se e a dizer-lhe o que vai na alma. Mas Catarina diz-lhe que o único arrependimento que tem é de não ter sido mais inteligente e de se ter deixado apanhar. De resto, adianta que não apresentou recursos porque não ia viver durante 20 anos uma vida de miséria. Assim sendo, prefere morrer. O padre percebe que nada há a fazer.

Beatriz, entretanto, confirma que a execução vai mesmo realizar-se e Jéssica dá a notícia.

Apesar de tudo, Inês e João respiram de alívio porque Catarina não poderá fazer mal ao filho Francisco.

Catarina é levada pelo corredor da morte. Apresenta-se tranquila e quando lhe perguntam se quer dizer as últimas palavras fica em silêncio. Mas quando lhe começam a introduzir na veia o soro da morte, parece-lhe ver na assistência o rosto da mãe e em desespero grita por ela duas vezes, até deixar de respirar e ser dada como morta.

Cá fora, Beatriz dá a notícia em direto. Sente-se exausta e só quer relaxar. Vai a um bar e sem que tenha pedido servem-lhe um vinho branco. Percebe então que foi Tiago, sentado no bar, que encomendou o vinho para a mesa e fica muito feliz.

nas redes

pesquisar